História You Made Me Better ... - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony, The 100
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Lexa, Normani Hamilton
Tags Cabellojauregui, Camila Cabello, Camren, Fifth Harmoy, Lauren Jauregui
Visualizações 1.137
Palavras 1.081
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Capítulo 9


Fanfic / Fanfiction You Made Me Better ... - Capítulo 9 - Capítulo 9

[Lauren]

Como eu sou idiota! Ver Camila saindo daquele jeito me deixou completamente devastada, quando ela disse que gostava de mim eu simplesmente entrei em pânico e disse exatamente os pensamentos que tem me travado de me aproximar ainda mais dela, só que agora eu a havia magoado, até tentei correr atrás dela, mas quando sai da cafeteria ela havia acabado de entrar no Taxi e eu não deixaria minha pequena sozinha só para ir atrás dela.

Comecei a ligar pra ela desesperadamente, mas só dava desligado, liguei pra casa da Ally e só chamava e ninguém atendia, me sentei no sofá pensando nos melhores momentos nesses últimos 2 meses e em cada momento feliz que eu tive foi com Camila me fazendo rir por coisas bobas o que me fez pensar o quanto eu estava precisando disso, precisando conhecer pessoas novas ou me redescobrir com as antigas, ela me fez pensar o quanto eu estava sozinha nesses quase 3 anos já que meu ex namorado me chutou assim que soube que eu ficaria com Lexa e eu fiquei .

Tentei ligar para Camila novamente, mas como o telefone continuava desligado eu joguei meu celular em cima da mesinha de centro, apoiei meus cotovelos nos joelhos e tampei meu rosto com as mãos como se esse gesto pudesse aplacar o mal que eu havia feito, eu sabia que  havia sido totalmente preconceituosa em meu comentário, mas eu já vi muito bem como Camila deixava as meninas de coração partido e eu sei bem como é a sensação horrível de querer arrancar o coração do peito e sim, estou morrendo de medo de me quebrar novamente.

Não sei ao certo por quanto tempo fiquei naquela posição refletindo se deveria ou não dar uma chance pra Camila, mas fui desperta dos meus pensamentos quando ouvi a voz da minha pequena me chamando.

- Mãee.... – murmurou ela me fazendo ficar as mãos dos olhos e ver ela vindo em minha direção ainda sonolenta, ela levantou os bracinhos pra mim que logo peguei ela no colo e a pequena falou encostando a cabecinha em meu ombro escondendo seu rosto em meu pescoço – cadê a tia Mila?

- Ela foi pra casa meu amor, o que você acha de irmos também? – perguntei ao beijar o topo de sua cabeça, a pequena não respondeu nada e eu vi que já havia dormido, tentei ligar pra Camila novamente e como tudo estava na mesma, arrumei a pequena em meu colo segurando-a com firmeza e me levantei pegando minha bolsa e minha chave, estava quase saindo da cafeteria quando me lembrei de dar um recado para a Gostosa Frívola .. – Lucy? – ela me encarou no mesmo instante com um enorme sorriso, então eu mantive a pose seria e disse – Amanha você vai precisar chegar mais cedo pra receber os fornecedores.

- EU? Porque a Camilita não faz isso? – disse ela indignada cheia de ironia, ela semicerrou os olhos pra mim e disse – Ela é a alérgica a trabalho?

- Você sabe muito bem que desde que Camila entrou aqui todas vocês estão trabalhando muito mais porque ela está cobrando de vocês- disse com aspereza o que a deixou espantada já que eu nunca fui de tratar ninguém assim então empinei o nariz e disse friamente – E não sei porque você está reclamando, você é gerente então tem que fazer suas funções sem reclamar, estamos entendidas?

- Sim, estamos - disse ela imediatamente.

- Ótimo – murmurei ao sair pela porta.

Quando eu cheguei no carro foi que eu me dei conta de como eu havia sido grossa com Lucy que sempre esteve comigo enquanto  eu estava cuidando de Lexa e da papelada da cafeteria, respirei fundo ao colocar minha pequena na cadeirinha e rapidamente fui para o banco do motorista e parti para minha casa que agora parecia tão vazia, assim que chegamos liberei da cadeirinha minha pequena que agora estava super acordada querendo brincar e foi exatamente o que eu fiz, brincamos o resto da tarde toda.

Como eu não tinha cabeça pra nada, resolvi pedir uma pizza o que foi muito bem aceito pela pequena, nós comemos e logo depois tomei e dei  um banho na pequena para irmos dormir, quer dizer ela ir dormir já que eu não consegui pregar o olho preocupada com Camila que até agora não dava sinal de vida, até Ally já havia me ligado pra saber se ela estava aqui em casa. Estava enterrada em meus pensamentos quando a minha campainha tocou, olhei no relógio em minha mesinha de cabeceira e me espantei ao ver que já passavam das 4 da manhã, lentamente me afastei da minha pequena para não acorda-la e fui correndo atender a pessoa impaciente que estava tocando a campainha de novo, assim que abri a porta me surpreendi ao me deparar com uma Camila completamente bêbada.

- Você é uma idiota Jauregui... – disse ela com a voz toda embolada, ela começou a bambear o que me fez segura-la e puxa-la para dentro da casa, a coloquei sentada no sofá e ela disse ressentida – você acha que não me magoou com as suas ridículas palavras?

- Camila eu ...

- Cala a boca – vociferou ela o que me fez me calar no mesmo instante, mas mesmo assim ela colocou a mão na minha boca para que eu a mante-se fechada, se antes eu já estava me sentindo culpada agora então eu estava no chão, Camila estava em um estado deplorável, ela me olhou com os olhos marejados e disse – Sei que eu já fiz muita coisa errada na minha vida inclusive com você, mas eu agradeço por isso – franzi o cenho e ela começou a rir histericamente ao continuar – confuso né!? Mas foi assim que você me fez ficar desde o dia em que eu me mudei pra cá – ela começou a chorar – e sim eu agradeço por minha mãe ter me expulsado de casa porque se ela não fizesse isso eu não iria nem tentar me tornar uma pessoa melhor e não me daria a chance de realmente conhecer você – seu rosto estava banhado de lagrimas ao dizer – Sei que você pode não acreditar nessa vadia que vos fala, mas eu estou completamente apaixonada por você – ela colocou a mão no meu rosto para acarinha-lo e continuou - e me pergunto se você está apaixonada por mim também – percebi que também estava chorando e ela perguntou seriamente olhando em meus olhos – Você também está apaixonada por mim Lauren? 


Notas Finais


Oi oi meu povo..
Tudo bem com vocês? Espero que sim.
E ai gente... O que vocês acharam de Camila? E Lauren.. O que será que ela vai responder?
Povo, mandem suas opiniões, me digam o que vocês esperando para o próximo capitulo, comentem..
E me siga no Twitter: TheHCristina ... Vamos socializar...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...