1. Spirit Fanfics >
  2. You was there all the time >
  3. He was here, all this time

História You was there all the time - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - He was here, all this time


Nesse mundo, quando você completa dezesseis anos, uma frase aparece em seu pulso, essa será a primeira frase que sua alma gêmea dirá para você.


E hoje, Mark Evan Hansen saberia qual a sua.


"3..2...1.. Agora !"


Evan estava mais nervoso do que se estivesse conhecendo sua alma gêmea agora. Mas ainda olhou para seu pulso.


"Por que tá rindo de mim ?!"


Não era uma boa frase…


Ele iria rir de quem ? Quem iria notar que ele estava rindo de algo ? O que faria ele rir ? Seria mais um ataque de pânico ? O que iria acontecer ?


Aquela definitivamente não era uma boa frase…



Por outro lado, Connor também não tinha gostado muito da frase que recebeu.


"Eu não te acho bizarro"


Isso era algum tipo de piada ? Ele sabe que ele é todo ferrado e que ninguém o amaria, essa coisa de alma gêmea era algo de natureza, mas ele tinha certeza que nem a pessoa que ter ele como "destino" iria querer ficar ao lado dele. 


Ele não merecia que alguém o amasse.



Depois do aniversário deles.. Se passaram vários dias com Jared enchendo o saco de Evan.


"Iai, já achou o maluco ?" 


Era assim que Jared achava que alguém tinha que estar para gostar de Evan… Maluco


"Cara, cê tá ao menos procurando ?"


Jared parecia indignado.


"Tô começando a achar que você não tem uma alma gêmea"


Harley, alma gêmea do Jared, não gostava nada de quando ele dizia esse tipo de coisa para Evan. Elu achava horrível que Jared dissesse coisas desse tipo para ele.


"Conseguiu ach-"


"Eu não tenho uma"


Evan passou a responder assim, todas as vezes que Jared dizia algo sobre. Era isso que ele achava, que não tinha uma alma gêmea.



O mesmo acontecia à Connor.


"Ei, maluco, já achou sua A.G ?"


Zoe chamava as almas gêmeas de A.G, ela dizia ser mais fácil, Connor concordava com isso.


"Tem certeza de que alguém iria querer estar como sua alma gêmea ?"


Larry é um babaca. Isso é tudo que Connor pode afirmar.


"Querido, é só questão de tempo !"


Sua mãe era a única que parecia realmente preocupada com isso.


"Eu sequer tenho uma A.G !" 


Isso era a única coisa que Connor gritava todas as vezes que alguém o perguntava sobre.


Connor tinha cortes e cicatrizes perto da frase, ele nunca ousou cortar o pulso, apenas para não aparecer outra cicatriz cobrindo as palavras.. Queira ele ou não, aquilo ainda o ajudava.


Apenas no último ano do ensino médio que ele foi entender o por quê da demora.


"Hey Connor, amei o novo corte de cabelo, bem estilo atirador de escola !"


Jared era um idiota. Porém, Connor não queria machucar ninguém hoje.


"Calma, foi uma piada ! "


E lá estava o medo e covardia de Jared estampada em seu rosto.


"Sim, eu sei, estou rindo não vê ?"


O tom de Connor era sério, um tom morto que se fosse ouvido de longe, daria medo.


"Você é mesmo bem bizarro"


E ele foi embora, Connor só percebeu que um garoto baixinho e medroso estava ali quando viu que ele encarava o lugar por onde Jared foi embora. O loirinho estava rindo, parecia que ia chorar, estava tremendo e ria bem baixinho.


"Por que tá rindo de mim ?"


Isso fez Evan se lembrar imediatamente de checar o pulso, oh, o pulso estava engessado… 


"Também acha que sou bizarro ?!"


O grito fez Evan encolher um pouco.


"Eu não acho você bizarro.."


Connor o olhou, analisou, e o encarou como se estivesse delirando.


Evan acha que entendeu o por quê.


"Você… Você é minha.." 


"Alma gêmea.."


A sintonia e o espanto foram visíveis na voz de ambos, Evan estava assustado, ele não acha que nem a alma gêmea dele o aguentaria. Mas Connor, Connor estava em total choque, ele tinha se esquecido desse "troço de A.G", ele tinha parado de se importar no segundo mês, esse foi onde Larry começou a dizer se ele não tinha alma gêmea.


Ambos ficaram ali, apenas se encarando, Evan assustado, Connor chocado. Ambos com medo do que iria seguir, mas o sinal tocou e tiveram de ir embora para a sala deles.


Connor não pensou em outra coisa, no momento em que analisou Evan, ele pensou que o garoto era mesmo adorável, mas que não gostaria de o ter como A.G, ele sabia que Evan era um garoto assustado e que ele sofria de ansiedade, mas nunca achou que eles poderiam ter algo.


"Evan… Hansen…" era muito estranho dizer o nome dele em voz alta, ele estava sussurrando mas ainda assim era bom "Evan… Murphy …?" se repreendeu e quase bateu a própria cabeça na mesa por causa desse pensamento, mas estava no meio da aula e ele já ganhara detenção suficiente por uma semana.


Ele ainda tinha gostado do jeito que isso soou.


Evan ainda estava atordoado com a nova informação mesmo no final da última aula, mas o desespero mesmo foi quando viu Connor se aproximando dele.


"Ei Hansen !" o tom de Connor era autoritário, porém.. Evan percebeu um toque de gentileza em sua fala "Nós ainda temos de conversar" a aproximação de Connor fez Evan oscilar mais ainda.


"O-o-ok-kay.." a gagueira estava pior que antes, Evan não tinha certeza se Connor iria gostar de alguém como ele. Connor era independente, confiante, não se importa com os outros dizem, Evan se achava pouco demais para Connor.


"Ok.. Você…."pigarreou, ele não se sentia nenhum pouco confiante agora. Evan era pequeno, fofo, gentil e provavelmente tinha uma relação boa com os pais.. Ele era bom demais para gostar de alguém como Connor. 


"Nós podemos ir no A Lá Mode ? Eu penso melhor lá" Connor disse depois de um tempo em silêncio, eles já estavam fora da escola e caminhavam para a A Lá Mode. O sino do colégio tinha batido quando Connor se aproximou de Evan, então eles não poderiam ficar lá por muito tempo.


"Então… Você começa" Eles estavam sentados á uma das mesas, Evan desviava o olhar a todo custo, se sentia envergonhado de ser alma gêmea de alguém tão… Incrível, na visão de Evan.


"Okay então.. Como se sente com isso ?" o tom de Connor era franco, porém dava pra perceber o jeito doce que ele estava tentando dizer e agir perto de Evan


"Eu me sinto… Meio mal por ter alguém tão legal… É meio.. É como se eu não merecesse alguém tão gentil.. "Evan via a expressão de Connor variar enquanto falava, primeiro era neutra, depois passou para receosa e por fim, surpresa, isso era tudo que definia Connor naquele momento. Surpresa.


"Vo- como que- mas não" a fala de Connor estava tão embolado que Evan se sentiu como se olhasse para si mesmo, foi engraçado, isso fez Evan rir baixinho. "Como que.. Por que tá rindo de mim ?" Connor voltou a expressar neutralidade.


"Porque você ficou parecendo eu tendo alguma crise" Evan disse meio rápido, Connor não entendeu como zoar a própria saúde teria alguma graça, mas era bom ver que o sorriso de Evan permaneceu, mesmo que bem pequeno.


"Eu não vi graça na palhaçada" seu tom era de divertimento, e Evan percebeu que ele tinha estrelas nos olhos, meio apagadas, mas que ainda brilhavam.


Isso fez o sorriso de Evan se alargar ainda mais.



E assim passou o resto da tarde. Os dois sentados no A Lá Mode, conversando e fazendo piadas.


E assim eles foram se aproximando.


E assim eles foram padrinhos do casamento de Zoe e Alana.


E assim eles viram Jared e Harley adotarem o pequeno Mason.



E assim..



Eles se casaram e adotaram a incrível Layla, que tinha a personalidade de Evan, e a aparência de Connor, uma perfeita junção dos dois.



Assim passou tudo.



No final, Evan Hansen se tornou Evan Murphy




Eles estavam felizes, e só isso que importava.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...