1. Spirit Fanfics >
  2. You will be my (Mattheo Riddle) >
  3. Library

História You will be my (Mattheo Riddle) - Capítulo 19


Escrita por: LauritaMeleguita

Notas do Autor


MUITO OBRIGADA PELOS 60 FAVORITOS!!!
Estou muito feliz com o crescimento da fic aqui no spirit e no wattpad <3

Boa Leitura!

Capítulo 19 - Library


Fanfic / Fanfiction You will be my (Mattheo Riddle) - Capítulo 19 - Library

 

Anteriormente em You will be my...

 

Mattheo solta o pulso dela e ela sai pela porta.

–MERDA! -Ele diz socando a parede.

Maddie vai a porta do seu quarto e aponta a varinha para a maçaneta.

Alohomora.

Maddie abre a porta lentamente para não acordar ninguém, mas ela vê que o quarto estava vazio.

Abafiatto. -Ela diz apontando para a porta.

Maddie desaba em chora na própria cama.

Autora off.

 

Neste capítulo...

Maddie on:

Eu confiei nele, eu me abri pra ele, deixei ele me tocar e mais de uma vez. O que aconteceu com você Maddie, você não era assim, como eu não me lembrei? Deveria ter percebido que era ele...

[...]

Acordo e vejo que já é meio dia. Me levanto com um peso enorme sobre os meus ombros e logo vou ao banheiro, meus olhos estavam inchados e vermelhos, respiro fundo. Pego minha varinha e aponto para o meu rosto.

Dissimulato.

A vermelhidão e o inchaço em meus olhos se vão, e meu rosto fica normal novamente. Tiro minha roupa e entro em um banho gelado. A água fria adentrando por entre os meus claros fios de cabelo e passava pelo meu corpo, me trazendo uma sensação de alívio.

Depois de um longo banho saio do chuveiro e seco meu corpo e cabelo. Saindo do banheiro vejo Mandy sentada à mesa de escrivaninha.

–Oi, finalmente acordou. -Ela diz me olhando.

–Oi, estava cansada. -Respondo e vou ao meu armário.

–Onde passou a noite?

Ao ouvir a pergunta meu corpo gela, conseguia sentir os toques de Riddle novamente em mim e logo balanço a cabeça saindo dos devaneios de meus pensamentos impuros.

–Na comunal, acabei dormindo no sofá e quando acordei vim pro quarto, e você não estava. -Respondo ela e começo a me vestir.

–Ah sim, quando eu e Draco terminamos o que estávamos fazendo, fomos ao quarto dele. -Ela responde e se levanta da mesinha.

Mandy sai do quarto e eu continuo a me arrumar. Já vestido vou a procura de alguns livros meus, pego-os e vou a comunal e lá vejo Mattheo sentado com meu irmão e outros alunos.

–Senta aqui Mad -Astória me diz sorrindo. -, estamos falando sobre o baile.

–Não valeu, eu tenho alguns trabalhos pra fazer. -Digo tirando meu olhar de Mattheo e o levando a ela.

Saio da comunal e vou direto a biblioteca. Me sento em uma mesa no fundo da biblioteca, onde ninguém tinha muito acesso.

 

Já tinha terminado meu trabalho de Aritmância e agora fazia a longa redação de História.

–Maddie. -Ouço uma voz grossa e rouca.

Olho a procura do dono da voz e meu olhar cai sobre Mattheo, que estava a pouca distância da minha mesa.

–Me chame de Malfoy. -Digo seca e voltando meu olhar ao pergaminho, que antes eu escrevia.

–Tudo bem, Malfoy, podemos conversar? -Ele pergunta se aproximando.

–Não.

–Me deixa explicar, Madd... -Ele começa a dizer e eu o lanço um olhar mortífero. -Malfoy.

–Não quer ouvir, agora ou você vai embora ou eu te transfiguro em uma bela doninha. -Digo com a expressão séria.

Ele engole seco e pega um livro de dentro da capa.

–Leia sobre memórias, é o que vou te ensinar depois das poções, acho bom dar uma adiantada nesse conteúdo. -Ele diz com um olhar de tristeza.

Pego o livro que ele me estendia e ele sai. Continuo a fazer minha redação e deixo o livro junto com os demais.

 

Assim que termino a longa redação, que ficou com 1 metro e meio de cumprimento, junto meus livros. Pego o livro que Riddle tinha me entregado, era o mesmo que sempre usávamos em todas as aulas. Abro o sumário e vou a página que indicava o capítulo “Obliviate: Perca as testemunhas de seus feitos.”, começo a ler.

 

“O feitiço mais famoso e usado para apagar memória é o ‘Obliviate’ [...]

É muito eficaz, porém depende de em quem se usa, a chance de alguém se lembrar do apagado é de 2%, isso é claro se executado corretamente. Existem 4 tipos de memória, são elas:

Visual: Consiste em se lembrar quando vê um determinado local ou pessoa. Dessa maneira a vítima pode começar a se lembrar do ocorrido ao ver o bruxo que lhe aplicou o feitiço.

Ofativa: Como o próprio nome remete, esta se deve quando a vítima se lembra do ocorrido por algum cheiro. Sendo assim, a pessoa em questão tem sua memória de volta ao sentir o cheiro de quem a lançou o feitiço, por exemplo, mas também pode ser um cheiro que havia no local.

Auditiva: Essa é bem auto explicativa, a vítima se lembra quando ouve algo sobre ou até mesmo uma frase que foi dita pouco antes do feitiço.

Toque: Essa é bem incomum, nela a pessoa se lembra quando toca ou é tocada por alguém que esteja envolvido na memória apagada.

É sim possível que se tenha as 4 e quando isso ocorre é muito difícil fazer a pessoa parar de se lembrar do acontecido, já que 4 dos seus 5 sentidos estão envolvidos... ”

 

Continuo um pouco mais a leitura, mas logo volto a minha comunal. Vou direto ao meu quarto e assim que entro no mesmo vejo um bilhete em minha cama.

“Me encontre na sala do Snape depois do jantar, não se preocupe, não vou falar nada sobre ontem, Snape vai estar conosco.

Mattheo R.”

 

[...]

 

Depois do jantar vou para a sala do Snape e la encontro o professor e Mattheo sentados. Me aproximo dele e logo Snape se levanta.

–Malfoy, pegue o livro no armário no fundo da sala. -Ele diz com sua voz fria.

Vou ao armário e lá vejo um livro de poções bem velho, pego o mesmo e passo minha mão sobre a capa tirando o pó que estava por cima. Volto até os dois.

–Abra na página 45, Riddle, você irá ajudar ela a fazer a poção Deleantur, tudo que precisam saber está no livro, apenas me chamem para mostrar a poção pronta. -Ele diz se virando e se senta em sua mesa novamente.

Vou para uma das mesas no fundo da sala. Coloco o livro sobre a mesa e abro na página 45, Mattheo ficou apenas me olhando. O livro possuía várias anotações em caneta sobre a quantia de ingredientes e os passos da receita. No rodapé da página tinha algo escrito.

 

“Pode ser usada para desmaiar pessoas por até 10 horas. Funciona quando misturada em comidas, porém seu tempo de efeito é levemente diminuído; quando misturada com bebidas ou qualquer líquido não perde tempo de efeito.”

 

–Vou pegar os ingredientes, você pega os utensílios, ok? -Digo olhando para o maior.

Vou até a prateleira de ingredientes e escolho cada um cautelosamente. Coloco todos sobre a bancada e logo Mattheo volta com as coisas. Arrumamos tudo e logo começamos a preparar a poção.

Ao longo do preparo não troco muitas palavras, por mais que as vezes ele tentasse conversar comigo. A poção estava cozinhando e eu começo a folhear o caderno. Na primeira folha estava escrito.

“Este livro pertence ao Príncipe Mestiço.”

Continuo a folhar e percebo que todas as páginas continham anotações. Mattheo se aproximou mais de mim e ficou olhando o caderno junto comigo.

No fim a poção ficou boa, mas ainda sim Snape reclamou. Assim que saio volto a minha comunal e vou direto para o meu quarto dormir.

 

[...]

 

Saindo da minha última aula de segunda, que no caso era adivinhação.

–Quer começar o trabalho agora? -Jacob pergunta enquanto descíamos as escadas.

–Claro. -Digo sorrindo.

A professora Trelawney passou um trabalho em dupla, tínhamos que montar nosso horóscopo, analisando a posição dos planetas quando nascemos, eu faria o horóscopo dele e ele o meu, sim eu sei, patético.

Caminhamos juntos até a biblioteca e quando chegamos vamos até uma mesa em frente a uma janela. Colocamos os livros sobre a mesa e pegamos nossas penas e pergaminhos.

–Como foi o baile? -Ele pergunta abrindo seu livro.

–Foi legal, exceto pela parte das músicas lentas, ficar vendo todo mundo dançar é tediante. -Digo o olhando. -E o seu jantar, como foi?

–Foi bem, meu irmão mais velho pediu a namorada em casamento. -Ele diz sorrindo.

–Legal. -Digo sorrindo ao mesmo.

Maddie off.

 

Autora on:

Mattheo entra na biblioteca, que estava em silêncio, exceto por algumas vozes de conversas e risadas. O moreno vai até a prateleira de Defesa Contra as Artes das Trevas e esse som estava mais alto, não precisou de muito tempo para que ele reconhecesse essa risada.

Riddle caminha até o final do corredor, onde ele encontra as mesas de estudos, que ficavam encostadas nas grandes janelas da biblioteca. Olhando mais a frente, por volta de umas 4 estantes a frente, ele vê Maddie sentada ao lado de um garoto loiro, que ele reconhecera e seu nome era Jacob Grant.

Os punhos de Mattheo se fecham, mas ele continua a observar os dois. Ambos riam enquanto se olhavam e estavam desgostosamente perto para Mattheo. Logo a cena mais horripilante se passa aos olhos de Riddle, Maddie e Jacob estavam em silêncio, apenas se olhando, a garota leva sua mão ao maxilar dele e em um piscar de olhos, os dois juntam seus lábios. O que era um selar de lábios se torna um beijo profundo.

Mattheo começa a sentir seu corpo queimar em fúria e logo para de olhar os dois, o garoto encosta suas costas na estante e olha para cima, tentando se acalmar, o som do beijo entre Malfoy e Grant ainda podia ser ouvido e então Mattheo sai da biblioteca queimando em fúria.

.

.

.

.

Continua..


Notas Finais


Algo me diz que a Maria Fumaça vai fazer merda
Bjs💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...