1. Spirit Fanfics >
  2. Youkai >
  3. The Hollow

História Youkai - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


OI! Terceira fanfic em menos de um mês, não me culpem. Qualquer coisinha que vejo me lembra Tobiizu, aí não consigo me aguentar e tenho que por pra fora a ideia.

ENTÃO LHES TRAGO MAIS UMA TOBIIZU (mesmo que eu não tenha nem postado o segundo capítulo da outra) PARA VCS MEUS CONSAGRADES!!

Aproveitem a leitura e desculpa a qualquer erro, depois eu ajeito os erros (Por mais que eu tenha dado uma olhada, ainda tem coisas que escapam aqui e ali)

Capítulo 1 - The Hollow


Tudo ao seu redor estava escuro, não tinha senso de tempo e espaço. Seu corpo parecia afundar em algo que vagamente lhe lembrava água, porém era escura de mais que nem abrindo os olhos iria conseguir identificar o local onde estava. O silêncio era a sua companhia naquele vasto breu que lhe envolvia, queria entender o que estava fazendo ali; queria questionar, no entanto não encontrava a própria voz e muito menos conseguia mover o próprio corpo.

Minha criança. Abra vossos olhos...

De onde vinha essa voz? Ela parecia ecoar por todo o local, não conseguia localizar com exatidão por qual lado ela vinha ou surgiu. Parecia até que ela fazia parte de todo aquele vasto breu.

Não tenhas medo... Não irei lhe machucar...

O jovem – mesmo desconfiado – abriu os olhos e como era esperado, se deparou com uma imensidão negra a sua frente. Piscou os olhos em uma tentativa falha de enxergar o local, mas obviamente falhando. Se sentia uma pessoa incapacitada e inútil naquele momento, todos aqueles anos treinando para coisas do tipo ou semelhante pareciam ser nada. Definitivamente patético!

Ora minha criança, não pense essas coisas de vós... Eu lhe privei de vossos movimentos e sentidos...

“Maldito!” pensou ao escutar a voz. No entanto, uma dúvida brotou em sua mente; se aquela voz misteriosa falava a verdade, como ele estava conseguindo ouvi-la naquele momento? Não fazia nem um pouco de sentido.

Tudo o que estou há dizer é passado para sua mente...

Se fosse capaz, com certeza iria rir do que ouviu. Nunca em todos os seus vinte e quatro anos de idade ouviu ou presenciou algo do tipo. Uma pessoa que podia ler mente e falar por ela? Patético, realmente estaria rindo no momento se tivesse capacidade para executar o ato; mas o que podia fazer era esperar a boa vontade daquele ser misterioso lhe devolver os sentidos e escutá-lo.

Pense o que quiseres disto, porém lhe trouxe a este plano para oferta-lhe um acordo... Estais disposto em dar ouvidos há um ser misterioso do qual não sabe a aparência e muito menos se és confiável?

“Já morri mesmo, o que tenho para perder confiando em você?” O jovem ouviu a risada baixa daquele ser ecoar pelo local, ou melhor dizendo, pela sua mente. O ser onipresente vendo que não teve recusa, se pois a falar sobre seus motivos para ter levado aquela alma até seus domínios.

Eu me chamo Fujin, deus e espírito do vento. Eu presenciei toda vossa trajetória... Desde os treinos até o dia da sua honrosa morte em campo de batalha e vós digo, os tempos são novos e os ares também. Um país e uma vila fora criada por aquele que muito queria há paz junto de seu irmão e amigo... E observando esses tempos de paz, lembrei de vós-mercê. Uma alma perdida em guerra com um segredo que estava disposto em levá-lo consigo para o túmulo.

“Um... Segredo?” O confuso rapaz não entendia sobre o que aquele espírito, deus, sei lá o que, queria falar. Aonde ele queria chegar lhe dizendo aquilo tudo? Será que mesmo após a morte estava ficando doido? Era essa a melhor explicação para a sua atual condição. Aquele ser não sabia nada sobre si e nunca saberá!

Não seja tola minha criança... Eu sou o vento e vi tudo o que passou em vida. Desde os encontros com um menino de vossa idade até o dia de vossa honrosa morte e sei o que estais escondendo dentro de vosso coração... Não negue a verdade criança.

O jovem ficou “quieto". Não iria responder aquele ser estranho.

És a minha oferta... Lhe transformarei em um youkai e lhe daria um tempo limite para vossa vida. Sua vida será tomada pelo deus da morte no exato momento em que contar o vosso segredo para a pessoa que ama. Sua forma youkai será de uma raposa negra de quatro caudas e olhos vermelhos... O que me dizes? Aceitas ou não aceitas, minha criança?

O rapaz ficou calado, pensando na proposta. Por um lado iria poder viver novamente, mas pelo outro teria ela tomada de si quando finalmente contasse seja lá o que fosse para essa pessoa que tanto esse deus/espírito lhe dizia. Porém, já tinha tomado sua decisão.

“Eu aceito... E espero não me arrepender de ter aceitado.”

A risada da divindade dos ventos foi ouvida por todo aquele local. A tal água negra começou a se mover, como se estivesse criando um redemoinho e uma sensação de ser sugado de forma dolorosa lhe abraçou com força. Se tivesse voz, com certeza estaria gritando de dor e agonia enquanto sentia ser sugado pelo redemoinho.

Nós veremos novamente, criança... Até lá, desejo-lhe sorte em vossa nova jornada e vida.


Notas Finais


Primeiro: EU NÃO SEI COMO UM DEUS PODERIA FALAR. Então segui minha intuição e coloquei como EU ACHO que eles falariam com um mortal. Belê? Belê!

Quero ver até onde consigo ir com essa pegada Youkai, espero não escapar do meu real objetivo com esse tema KA

Bom, espero que tenham gostado!!
Até o próximo capítulo!
Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...