1. Spirit Fanfics >
  2. You'll be mine >
  3. Leilão

História You'll be mine - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Leilão


Largado naquele apartamento velho e imundo, sem esperanças, era assim que se encontrava Yoongi, as contas acumulando, sem emprego, sem parentes próximos, sem amigos, ele não via mais saída, não conseguia sustentar sua vida miserável, por muitas vezes pensou em tirar sua vida, mas nem para isso servia.

Há alguns dias entrou num site do mercado negro, os produtos que eram vendidos lá? Pessoas. Aquilo ascendeu uma luz na mente de Yoongi, sua vida já não lhe servia de nada, mas mesmo que como escravo ainda teria um teto, certo? Com essa linha de raciocínio um tanto distorcida ele se colocou a venda naquele site duvidoso, não tardando a ser chamado para o próximo lote a ser leiloado dali uma semana, e nesse momento um lapso de consciência lhe ocorreu, iria mesmo continuar? Queria mesmo isto para si? Ser um escravo? Sim, ele não via nenhuma outra solução plausível, e então confirmou sua ida ao leilão.

O dia havia chegado, os organizadores do evento enviaram a localização do local e o horário de inicio do evento, com estes dados em mão Yoongi foi, um carro lhe foi disponibiizado pelos organizadores com um motorista e um segurança, talvez para garantir que não fugisse, e demorou boas duas horas até chegarem ao destino, uma mansão imensa e bela, incrivemente luxuosa, foi recebido por um dos organizadores que lhe estendeu roupas que deveria usar no leilão, e explicou-lhe como tudo funcionaria no decorrer de tudo.

Após todas as explicações Yoongi foi levado a um enorme quarto, como o instrutor lhe dissera, seria algo como “o paraíso antes do inferno”, teria todas as mordomias imaginadas pelas próximas horas antes o evento, e sendo assim, aproveitaria bastante. Tomou um demorado banho, aproveitando da elegante banheira, vestiu as roupas que lhe foram dadas, lhe disseram que ele foi colocado na categoria Sugar Baby, devido sua aparência delicada, então suas roupas eram algo que lhe encaixasse em seu título, era um blusão de lã azul e rosa que ia até metade das coxas, com um short curto braco e um tênis simples em azul bebê, sentia-se exposto mostrando as pernas daquela forma, o short era bem apertado, marcando bastante, depois de vestido, rumou para um salão que seria como a sala de jantar, possuia uma mesa enorme, com quatorze lugares, e um grande banquete disposto na mesma, haviam outros garotos e garotas já se alimentando, pelas roupas, deveriam estar ali pelo mesmo motivo que ele. Se acomodou e em silêncio começou a comer, a muito não comia tão bem, e depois voltou ao quarto que lhe foi cedido, agora bastava esperar pela hora do leilão.

O temido momento havia chegado, Yoongi estava nervoso demais, não tinha mais certeza se era o certo a ser feito, mas o que poderia fazer agora? Já tinha assinado o contrato de comprometimento, juntou a pouca coragem que tinha quando ouviu um segurança chama-lo, o acompanhando até um auditório em outra ala daquela mansão, foi enfileirado juntos aos outros jovens por trás das cortinas do grande palco, eles seriam um dos ultimos grupos a serem apresentados, isso gerou ainda mais ansiedade em Yoongi, quem sera que ira compra-lo?

A apresentação dos “produtos” se resumia em exaltar suas caracteristicas mais marcantes, estes que ficariam no centro do palco enquanto eram apresentados a todos, demonstrariam algum talento especial que tivessem e aguardariam os valores serem lançados, e assim foram um a um, até chegar em Yoongi, que por muito pouco não tremia de medo, então um segurança lhe indicou para que cruzasse as cortinas e fosse para o centro do palco, e assim fez, os holofotes em sua direção o impediam de ver o púbico, mas sabia serem todos granfinos ricos, então ali ficou ouvindo toda sua aparencia ser exibida como um premio valiosissimo.

-Aqui temos o pequeno Yoongi, um excelente baby, a pele tão clara e macia como veludo, seu olhos claros e pequenos, lhe dando este ar mais jovial, cabelos cor de mel ondulados, um perfeito troféu para se ter em casa, e para melhorar, é virgem. - dizia o apresentador, fazendo com que Yoongi se sentisse péssimo por estar ali, como um pedaço de carne. Mas ainda era melhor que seus dias passados.

Após ser devidamente apresentado, deveria mostrar algum talento, então ele optou pela única coisa da qual se orgulhava em sua vida, seu talento para o piano, ao qual tocava com maestria, e foi o que fez, naquele palco, tocou como não fazia a tempos, surpreendendo nas por não ter esquecido nada.

Logo várias vozes foram ouvidas, diversos homens gritavam altos valores, o que deixou Yoongi pensativo sobre o tipo de pessoa que teria tanto dinheiro para gastar comprando pessoas, o mundo era mesmo insano, não tanto quanto alguém que se vende para estas pessoas, logo foi tirado de seus devaneios ao ouvir uma determinada quantia, os preços iam de trezentos a quinhentos mil won, mas alguém em meio a todos gritou um sonoro onze milhões de won, aquilo chocou Yoongi, era um valor muito distante do que fora dado anteriormente, e não havia ninguém ali tão louco para cobrir tal valor, assim, Yoongi foi vendido.

Ficou ainda mais nervoso ao ver um homem na casa dos sessenta anos, estava bem vestido e tinha um ar simpático no rosto, mas para estar naquele lugar, boa pessoa não deveria ser, era isso que ele pensava. Não tardou para que fosse entregue ao homem, que pagou sua dívida em espécie, bem ali, o jovem nunca havia visto tanto dinheiro junto.

-Vamos jovenzinho. - chamou o homem.

Yoongi não disse uma palavra sequer, apenas acompanhou o homem até o carro, este que fez questão de abrir a porta para si, dando partida no carro em seguida. A viajem foi longa, aos poucos o pálido deixava de ver as ruas movimentadas e passava a ver casarões e condomínios, aquela era a área nobre da cidade, nunca havia andado por aquela área, tudo era novo para si, e então avistou várias mansões, e uma em especial era incrivelmente bela, logo lhe chamou a atenção, e qual não foi sua surpresa ao ver o carro que estava, cruzar os portões desta enorme residência, logo estacionando bem em frente a enorme porta.

Saiu do carro, sendo guiado pelo mesmo homem que lhe trouxe, passando pelas portas da casa, percebeu que era tão bela por dentro quanto por fora. Logo que passou pelas portas deu de cara com duas enormes escadarias, uma a sua esquerda e outra a direita, ambas levando ao primeiro andas, eram em um tom de mármore azul, com corrimão dourado e preto, entre as escadas tinha um estofado acolchoado também azul, com cadeiras em sua volta, o chão chegava a parecer um espelho de tão polido, e o enorme lustre de cristal dava um toque de delicadeza. Foi levado até o estofado, onde sentou-se.

-Espere aqui. - disse o homem mais velho, em resposta o rapaz apenas acenou com a cabeça, confirmando.

Demorou poucos segundos para que o homem voltasse, acompanhando de um segundo.

-Este é o senhor Jung, ele é o responsável por sua compra, de agora em diante deve obedecer a ele. - disse o mais velho.

Yoongi passou a analizar o outro homem, parecia ser jovem, jovem demais para ter tanto dinheiro, ele tinha cabelos castanho avermelhados, pele um pouco morena, e olhos castanhos, estes que lhe observavam dos pés a cabeça, parando em suas coxas, o que o fez corar.

-Qual seu nome? - perguntou o tal Jung, sua voz assustando o rapaz.

-Y-Yoongi, Min Yoongi. - respondeu.

-Quantos anos tem?

-Vinte.

-Família? - continuou perguntando.

-Não tenho ninguém. - respondeu entristecido.

-Está bem, Min Yoongi, a situação é esta, me chamo Jung Hoseok, sou um empresário multimilionário, mas recentemente minha família vem me importunando para que eu me case, e não tenho tempo, paciência, ou sequer interesse em ficar indo a encontros, então seu papel será este, você viverá sob meu teto e sob minha proteção, e em frente a minha família irá fingir ser meu namorado, até que eles me deixem em paz, entendeu? - o empresário disse tudo de uma vez para Yoongi, e que escolha este tinha?

-Entendi. - respondeu baixo.

-Você terá total liberdade aqui dentro desde que me consulte antes, o que for fazer deve ter minha autorização antes, afinal, eu te comprei, o que te faz meu. - disse o homem de pé.

Yoongi queria gritar um sonoro “Eu não sou seu”, porém estaria errado se o disesse, afinal, havia se vendido, então com um menear de cabeça ele respondeu ao outro, tendo seu rosto pego em um aperto pela enorme mão de Hoseok, fazendo-o olhar em seus olhos.

-Quero que me responda em alto e bom tom. - disse ríspido.

-E-esta bem. Eu entendi. - disse o menor, seus olhos marejados por estar naquele aperto doloroso.

-Me chame de senhor. - disse apertando mais.

-E-eu entendi, s-senhor. - disse, não contendo uma lágrima, vendo Hoseok sorrir satisfeito.

-Leve-o para o quarto, Hyuk. - disse o ruivo, rumando para as escadas e sumindo no andar de cima.

E assim o homem mais velho fez, guiando o menor ao lugar que seria seu quarto a partir dali. Quando entrou no mesmo, observou bem, um espaço para leitura próximo a grande janela de vidro, um sofá enorme na parede oposta, uma tv em frente a cama, cama está que caberiam três ou mais pessoas, e que parecia tão convidativa a Yoongi, que ao sentar nela, deixou as lágrimas correrem por seu rosto.

-Oh meu jovem, não chore. O senhor Hoseok pode parecer rude mas lhe garanto que se tentar conhece-lo melhor irá apreciar de sua companhia. - disse o mais velho entregando um lenço a Yoongi, que aceitou diante da gentileza do homem.

-Obrigado. - foi tudo o que pode dizer.

-Descanse por agora, amanhã lhe mostrarei toda a residência. - disse, por fim, deixando-o sozinho.

E assim Yoongi o fez, deitando-se, parando aos poucos de chorar, afinal, ele perdeu esse direito no momento em que assinou aquele contrato de venda, agora era propriedade do Jung e teria de aceitar tudo o que lhe fosse imposto, foi então que pensou na real razão de estar ali, fingir namorar Hoseok, esperava conseguir exercer bem o papel, visto que nunca namorou na vida. Aos pouco Yoongi adormeceu, pensando no longo dia que teria ao acordar.


Notas Finais


Obrigado queijinhos.
Até breve.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...