História Young Gods - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Benedict Cumberbatch, Capitão América, Doutor Estranho, Elizabeth Olsen, Guardiões da Galáxia, Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Carol Danvers (Miss Marvel / Capitã Marvel), Clint Barton (Gavião Arqueiro), Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Gamora, Groot, James Buchanan "Bucky" Barnes, Johann Schmidt (Caveira Vermelha), Loki, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Personagens Originais, Peter Quill (Senhor das Estrelas), Pietro Maximoff (Mercúrio), Rocket Raccoon, Sam Wilson (Falcão), Scott Lang (Homem-Formiga), Stephen Vincent Strange / Doutor Estranho, Steve Rogers, Thor, Visão, Wong
Tags Crackshipp, Crossover, Doctor Strange, Doutor Estranho, Feiticeira Escarlate, Guerra Infinita, Joias Do Infinito, Marvel, Mcu, Os Vingadores, Scarlet Witch, Scarletstrange, Spoilers, Stephen Strange, Wanda Maximoff
Visualizações 91
Palavras 1.351
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaarr, galera ♡
Turu bom com vocês??

Voltei com mais um cap., mais rápido que o previsto e isso é super maravilhoso. Eu estava inspirada para escrever esse capítulo até porque aqui começa o treinamento de Wanda aaaa <3

☆Genteeeee, quero agradecer pelos comentários e favoritos, sério!!! Muito obrigadaaaaa, de verdade. Isso me incentiva demais, ver que vocês estão gostando e tudo mais.
Obrigadin, de coração aaaa ♡

☆Os capítulos têm nomes de músicas. O anterior era da banda Green Day, esse é do Major Lazer e assim segue☆

◇Revisei o capítulo antes de postar, mas nada poderia me impedir de ter deixado algo escapar, desculpas desde já ◇

Espero que gostem ♡

Boa leitura ♡

Capítulo 3 - Chapter 2: Powerful


Fanfic / Fanfiction Young Gods - Capítulo 3 - Chapter 2: Powerful

Wanda apertou aos mãos envolta da xícara com café quente.

Não dormira direito na noite anterior, talvez por estar em um lugar novo ou por seus pensamentos não deixarem. Tirou breves cochilos com intervalos de tempo, mas nada que a fizesse descansar o suficiente.

Suspirou deixando a xícara sobre a mesa. Precisava se alimentar, mas não sentia fome.

Começou a brincar com a colher que tinha sobre a mesa usando seus poderes, usara o talher para adicionar um pouco de açúcar ao café.

"Bom dia, Wanda." Era Stephen. Ainda trajava roupas de dormir e seu cabelo - ao contrário do que vira na noite anterior - estavam bagunçados.

"Bom dia." Ela continuou a se distrair com a colher. O mago encarou-a antes de pegar um bule para começar a preparar o chá.

"Não quer café? Acabei de fazer." Stephen olhou para a cafeteira e voltou a sua atenção para seu bule.

"Agradeço, mas prefiro o chá mesmo. " Wanda encolheu os ombros e continuou o que estava fazendo.

O silêncio se fez até Stephen se servir e sentar-se à mesa.

"Não vai comer?" A feiticeira o encarou.

"Estou sem fome." Respondeu e se levantou, indo até a cafeteira para colocar um pouco mais de café em sua xícara. "E você, Strange? Não vai se alimentar?" Voltou a se sentar e colocou açúcar em seu café. Stephen sorriu de lado após dar mais um gole em seu chá.

"Também não estou com fome, apesar que tenho que comer algo." Levou a xícara aos lábios. "Você também deveria." Sussurrou fazendo Wanda encará-lo com a sobrancelha levantada.

"Perdão?" O mago não deixou de notar que a jovem comia pouco. No dia anterior, notou que ela não tinha muita comida em seu prato e se assustou, já que jovens da idade dela tendem a ter boa alimentação.

"Notei que não come muito, Wanda." Deixou a colher de lado e bebeu um pouco mais do líquido quente.

"Não tenho muita fome, doutor." Disse séria.

Doutor. Era tão prazeroso ouvir isso, mas tão estranho já que não era chamado assim há um tempo. Depois disso, não conversaram mais nada. Terminaram seu desjejum e subiram para prepararem-se para se encontrarem em uma sala para sua primeira aula.

X

"Por que resolveu ser treinada por mim, Wanda?" Wanda respirou fundo antes de responder.

"Porque me pareceu uma boa oportunidade." Isso era verdade. Sentiu que estava tendo uma maneira de reconciliar seus deslizes.

"Você me disse que vai dar o seu melhor aqui."

"E vou." Completou, um pouco nervosa. Respirou fundo novamente.

"Por isso, preciso que esqueça de tudo que você sabe e confie em mim." Ela assentiu, concordando com o mago.

Com seus poderes, ele desenhou figuras geométricas, semelhantes às que Anciã fizera com ele. Wanda encarava admirada.

"Magia não se baseia apenas no que é visto, no que se acredita. Magia é muito mais do que um simples procedimento mágico realizado por seres que tem esse poder." Wanda prestava atenção em cada palavra que o mago dizia. Desenhando um planeta com seu poder, Stephen continuou.

"Além da Terra, há vários lugares em que a magia é necessária de um jeito ou de outro. O multiverso - universo possíveis além do que vivemos- necessita da magia."

"Você tem acreditar em coisas que nunca viu antes, Wanda, coisas impossíveis. Magia é isso. Algo impossível que se torna possível com um estalar de dedos."

"Magia existe além da realidade e há muito tempo. Pessoas como nós pagavam com a vida para fazer o bem, outras se escondiam para não sofrerem por serem assim, diferentes."

"E é o que eu estou fazendo agora, não é? Me escondendo por ser diferente?" Wanda perguntou com uma leve dor em seu peito. Sabia que estava se escondendo no final das contas. O governo estava atrás dela por todo o transtorno que causara. Mas não estava somente no Sanctum para aprender, mas para se proteger também.

"São consequências dos seus poderes, da sua escolha de fazer o bem." Respirou fundo. "Para toda ação, há uma reação, uma consequência. Deve se acostumar com isso, Maximoff." Comentou. "E isso não vai acabar, é uma lei." A feiticeira assentiu.

"O que você sabe fazer?" Perguntou. Sabia que ela tinha o poder de levitação, era a única coisa que tinha conhecimento sobre ela.

"Consigo manipular as mentes das pessoas, levitar objetos ou até me levitar, consigo criar ilusões...É o que eu sei até agora." Stephen assentiu. "Mas não consigo dominar isso."

"Você é poderosa, Wanda, você tem noção disso?"

"Posso ser poderosa, mas sou perigosa também." Retrucou. Strange não deixou de perceber que Wanda, apesar de concordar que era uma heroina, considerava a si mesma um perigo e isso não era bom. Algo no emocional dela a afetava de algum modo, mexia com todo seu ser. Talvez fosse algo íntimo e doído demais para fazê-la sofrer e se descontrolar. Medo, insegurança também, talvez.

"Mostre-me." Pediu. Wanda apenas assentiu. Ela viu alguns blocos no canto da sala e com o seu poder, trouxe-os para perto.

Com sua magia escarlate, levantou-os, levitando cada bloco.

Wanda estava atenta, focada e Stephen, admirado com o poder da jovem.

Assim, ela fez dois desses blocos colidirem, tornando-se algo esplêndido com a cor escarlate.

Wanda respirou fundo, deixando os blocos caírem fazendo ecoar um barulho incômodo no espaço.

Stephen não falou nada, apenas a observava. Wanda queria lê-lo, saber o que estava pensando.

"Não vai funcionar comigo, Wanda." Comentou. "Posso bloquear seus poderes..." Alguns deles, pensou. Ela poderia lançar-lhe um feitiço se quisesse, tinha capacidade para isso. Wanda levantou uma das sobrancelhas.

"E como você pode bloquear os meus poderes?" Stephen sorriu de lado com o tom usado pela feiticeira.

"Sou um mago supremo, querida." Soou um pouco mais esnobe com o comentário, mais do que deveria.

"Um mago supremo?"

"Mestre das artes místicas, mago supremo..." Fez uma pausa. "Protejo a Terra, os multiversos com os meus poderes- que são muitos aliás." Coçou a garganta. "Sou poderoso, Wanda e cumpro minhas responsabilidades, por isso fui designado para treiná-la. Porque Thor, filho de Odin, confia em mim, mostrei que sou digno de meu poder." Uniu as mãos que estavam cobertas com as luvas amarelas. Ainda não o notara sem usá-las. "Assim como eu, só falta você provar que é digna."

"E como vou provar isso, doutor?" Stephen se levantou.

"Venha comigo." Wanda levantou-se e seguiu o mago.

"Controle é o seu objetivo, mas precisa provar que é digna para lutar." Abriu as portas da biblioteca. "Não apenas para as pessoas, querendo redimir seu deslize, mas para si mesma que é o principal." Wanda admirava as prateleiras, repletas de livros. Alguns empoeirados, outros nem tanto. Um verdadeiro paraíso para alguém que gostava de ler e aprender como ela.

"Precisa prática, conhecimento, nada que alguns bons livros não lhe auxiliem." Comentou e Wanda aproximou -se de uma das estantes, passando a mão pelas capas dos livros.

"São muitos que eu nem sei por onde começar. " Sussurrou. Stephen caminhou até ela.

"O que é magia, acho que é um bom ponto de partida." Ele tinha razão. Stephen poderia ter lhe dado uma explicação, mas precisava aprofundar seu conhecimento sobre. Com seus poderes, Strange pegou um livro em uma das altas prateleiras e entregou a Wanda.

"Comece com este.É um bom livro." Olhou a hora em seu relógio e voltou seu olhar para a jovem. "Fique à vontade, está bem? Qualquer coisa, avise ao bibliotecário e peça-o ajuda. Estarei no Sanctum se precisar de mim."

"Obrigada, Strange." Sorriu levemente para ele.

"Disponha, Wanda." Maneou com a cabeça e caminhou até a saída. Lançou mais um olhar para a feiticeira-que folheava o livro que tinha em mãos- antes de sair da biblioteca.


Wanda era digna.

Digna demais.

Conseguia ver determinação nela, dignidade.

Mas, precisava fazê-la enxergar isso. E, pelo que parece, ela se esforçaria para fazê-lo.

Já no Sanctum, subiu as escadas rapidamente. Precisava verificar que estava tudo certo neste mundo e nos multiversos.

Com a esfera de Agamotto, verificou cada parte dos mundos, nada poderia estar errado, fora dos eixos.

Para seu alívio, tudo seguia-se bem.

E preferia que permanecesse assim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...