História Young in love - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Izuku Midoriya (Deku), Katsuki Bakugou, Minoru Mineta, Ochako Uraraka (Uravity), Shouto Todoroki, Tenya Iida, Toshinori Yagi (All Might), Tsuyu Asui
Tags Tododeku
Visualizações 168
Palavras 1.684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


No último capítulo que eu lancei a escrita teve um bug, vocês também perceberam isso? Se sim, me avisem que eu vou arrumar o mais rápido possível, para tentar ajeitar esse bug.
Dito isto.
Tenham uma boa leitura.

Capítulo 12 - God Luck


Fanfic / Fanfiction Young in love - Capítulo 12 - God Luck

Naquele mesmo dia, na casa de Deku...


- Todoroki-Kun, Todoroki-Kun, Todoroki-Kun!!!- Acordo assustado vendo Midorya em cima de mim.

- Midorya? -Pergunto ainda confuso. 

- Finalmente! Eu tô tentando te acordar faz tempo!- Ele diz parecendo estar irritado.

- Desculpe, eu não dormi muito bem.

- Ah...Tudo bem. Vem, vamos tomar café da manhã.- Midorya sai de cima de mim indo até a porta.- Ah e, se arrume, nós vamos sair.- Acenti com a cabeça. 

Me levanto da cama indo até o guarda-roupa, pego uma camiseta meio amarela e uma calça jeans azulada; Vou até o banheiro, tomo banho, escovo os dentes e visto minha roupa. 


Na cozinha....


- Midorya.- Escuto Todoroki me chamar, eu me viro e me deparo com Shoto passando a mão no cabelo o colocando pra trás. Puta merda como ele é lindo.- Midorya? 

- Ah, si-sim? 

- Não é nada, é que você começou a me encarar...Está tudo bem?- Ele pergunta vindo até mim, pondo uma mão no meu rosto e colocando uma mecha do meu cabelo pra trás. 

- A-ah... Sim, está tudo bem.- Digo com a voz trêmula. 

- Okay então...-Ele se afasta e senta a mesa, eu coloco o café pra ele, fazendo o mesmo pra mim.- Está ótimo, realmente muito bom. 

- Obrigado.- Eu coro com a troca de olhares entre mim e Todoroki-Kun.

- Midorya...Ou melhor, Izuku.- Ele diz me fitando seriamente.- Precisamos conversar.- Quando ele diz isso eu congelo, minhas mãos estão geladas, estou suando frio e uma sensação estranha de borboletas no meu estômago; Tudo está estranhamente quieto, nem os pássaros estão cantando...- Midorya? MIDORYA!!!- Essas foram as últimas palavras que consegui ouvir antes de tudo ficar escuro.


Não consigo abrir meus olhos...Onde estou? Eu escuto vozes...

- Ele ficará bem, não é? 

- Claro, claro. O senhor Izuku só teve uma crise se ansiedade. 

- Entendo, obrigado doutor.

- Sem problemas jovem.

Essa é a voz do Todoroki-Kun... Espera, "Doutor"? Estou no hospital? Eu...desmaiei? Ah... Agora eu me lembro, Todoroki-Kun queria me falar alguma coisa... "Precisamos conversar"  foi por isso que desmaiei. 

Eu finalmente consigo abrir meus olhos.

- Midorya.- Vejo Todoroki-Kun sentando ao meu lado na maca.- Finalmente...Estava preocupado. 

- Por...por quanto tempo eu fiquei desmaiado?- Ele segura minha mão e a beija.

- Um dia inteiro, já são quase 22:00 horas.- Ele diz me fitando.- O médico disse que foi uma crise de ansiedade, desculpe. Foi por minha culpa, não é? Pelo o que eu disse, certo? Mas não se preocupe, eu vou continuar a ir pra sua casa nos fins de semana.

- Espera... Não vai terminar comigo?- Ele me olha surpreso.

- Então você pensou que eu ia terminar com você? Ah, Midorya...- Ele começa a rir.- É claro que eu não vou terminar com você, eu disse que precisávamos conversar porquê meu pai está pedindo para eu voltar pra casa, ele mudou finalmente, eu tive outra conversa com ele ontem a noite, fiquei repensando o que ele disse a noite inteira, ele quer recomeçar, quer se tornar o pai que ele nunca foi pra mim, ele quer melhorar nosso relacionamento de pai e filho. Era isso, e, não se preocupe Midorya, eu não vou terminar. 

- Ah... Todoroki-Kun, desculpe...Eu deveria ter te ouvido antes de começar a surtar.

- Tudo bem.-Ele diz sorrindo.- Agora, vamos pra casa, certo? - Acenti com a cabeça. 



Na casa de Izuku...


- Ah!! Midorya!!- Minha mãe diz vindo correndo até mim chorando.- Fiquei tão preocupada!!

- Calma, eu estou bem. -Digo a abraçando.

- O médico disse que foi só uma crise de ansiedade. - Diz o Todoroki-Kun fechando a porta atrás de nós. - Ele vai ficar bem, só precisa de descanso.

- Ah sim, entendo. 

- Mãe, vamos ficar no quarto, okay? Se precisar é só chamar.- Ela acente com a cabeça.


No outro dia...


Todoroki-Kun está arrumando suas coisas para ir embora... Eu não quero que ele vá, mas se eu o pedir para ficar, será muito egoísmo da minha parte... Afinal, eu quero o ver feliz! Eu quero ver o Shoto sorrindo novamente! Eu quero que ele volte a ser quem ele era antes de tudo. 

- Midorya?- Ele me chama e só aí percebo que estou o encarando.

- Ah...Sim?- Pergunto meio tenso.

- Está tudo bem? Você está meio...Tenso...-Ele diz sentando na cama ao meu lado.

- É que... Eu quero que você fique aqui! Não quero que você vá embora! Eu sei que é egoísmo da minha parte isso...Eu quero te ver feliz, eu quero te ver sorrindo novamente, eu quero que você volte a ser o mesmo Todoroki Shoto de antes!! Mas...Não consigo parar de pensar que, eu também quero que você fique, e não vá. 

- Midorya.- Ele coloca uma mão no meu rosto, me acariciando.- Está tudo bem em ser egoísta as vezes. Eu entendo...Mas, eu vou mesmo assim, desculpe Izuku. Eu tenho que ter certeza de que Enjii mudou. Se ele estiver mentindo, eu volto.

- Promete? 

- Prometo, com todas as minhas forças.


Ele me beija minhas sardas e sai do quarto indo até a porta da frente, indo embora.


- Boa sorte, Shoto.


Eu estava deitando na cama quando minha mãe entrou no quarto agitada e gritando.

- MIDORYA!!!!! Como assim Todoroki foi embora???!!! Vocês não iam morar juntos??? Vocês não iam casar???? Vocês não iam

- Mãe!!! - Grito a interrompendo.- Nós não vamos nós casar!!! pelo menos não agora...Mas isso não vem ao caso!!!- Parando pra pensar, eu nunca disse o verdadeiro motivo do Todoroki-Kun ter ficado aqui por esse tempo...- Mãe, preciso te contar uma coisa, é sobre o Todoroki-Kun e o pai dele.

- Okay, pode contar. 


[...]


Quando chego em casa vejo meu pai na cozinha, ele parece estar conversando com alguém...

- Pai?- Chamo.

- Shoto.- Ele se vira e vem em minha direção.- Chegou em uma boa hora.- Quando percebo "All Might"  o melhor advogado do país estava ali, com folhas e uma caneta.

- O que...O que está acontecendo aqui?- Pergunto confunso.

- Bem, seu pai concordou em entregar a sua guarda pra sua mãe, a Ren.- Diz o loiro de olhos azuis.

- O que...? Como assim??!! Eu finalmente resolvo voltar pra minha casa e você faz isso??!! Qual foi então aquele papinho que você disse?!? Você não iria se redimir comigo??!? Não iria ser mais presente na minha vida?!! Não iria ser mais responsável???!! NÃO IRIA PEDIR DESCULPAS PARA A MAMÃE????!!! 

- Shoto, se acalme.- Diz ele vindo em minha direção.

- Não!!! Eu tô desistindo de você, Enjii. Pra mim já deu. EI! All Might me leva logo pra casa da minha mãe vai. 

- Certo, vamos. Adeus, Enjii.


[...]


- E é isso.- Digo depois de minutos de explicação sobre o que houve com o Todoroki-Kun.

- Ah Midorya...Por que não me disse isso antes? - Ela pergunta com peso no olhar.

- Eu não sabia se podia falar, Todoroki-Kun nunca disse se eu podia ou não...Então prefiri não contar...

- Entendo. Bem, tomara que ele consiga.

- Sim.


[...] 


- Todoroki. Todoroki. To-do-ro-ki!!- Escuto alguém me chamar, ao abrir os olhos vejo que é minha irmã.- Finalmente acordou.

- Desculpe, só estou cansado.- Digo levantando e sentando no chão junto a ela.

- Tudo bem, só queria dizer que, Mamãe está voltando pra casa, ela deve chegar a qualquer momento. Mas me diga...O que houve lá na casa do Pai? 

- Ele disse que iria me criar como filho dele, tentar se redimir, melhorar o nosso relacionamento de pai e filho mas, quando eu cheguei lá... Encontrei ele assinando os papéis da minha guarda...Ele disse que iria pedir desculpas para a mamãe..Mas ele não vai. No final das contas, ele só queria se livrar de mim...

- Todoroki...Eu sinto muito em dizer mas, você já deveria saber disso...Ele é assim... Sempre foi. 

- Ele é um cuzão que só não foi preso ainda por suborno.- Falo olhando pro portão.- Olhe, ela chegou.- Digo apontando pro mesmo.

- Certo, vou lá ver ela. - Ela sai indo até o portão, vejo todos indo correndo chorando abraçar ela, enquanto eu fico parado, apenas observando, até que nossos olhares se cruzam, ela sorri pra mim e começa a vir em minha direção.

- Shoto.-Diz 

- Mãe.- Eu a abraço.- Senti sua falta.

- Eu também senti. Vamos entrar? -Ela pergunta e eu nego com a cabeça.

- Vou ficar aqui um pouco, depois eu entro.

- Okay.- Tanto ela quanto meus irmãos entram na casa me deixando sozinho novamente.


Eu nunca pensei que estaria tão desanimado em rever minha mãe assim. Só posso ter problemas.

Estava perdido nos meus pensamentos quando percebo que meu celular está tocando.

- Todoroki Shoto falando.

- Todoroki-Kun.- Escuto a voz calma e terna de Midorya do outro lado da linha.- Está tudo bem aí? Como foi com o seu pai? 

- Bem...Ele entregou minha guarda pra minha mãe. Depois de tudo...Ele só queria se livrar de mim..

- Todoroki-Kun...Eu sinto muito mas, e se ele não quis dizer isso? Talvez ele queira que você fique a vontade aí, afinal, você mesmo sempre disse que preferia morar com sua mãe do que com ele, talvez ele ache que assim você será mais feliz. Você tem que ver por esse lado.

- Tem razão... Obrigado Midorya, você sempre me ajuda quando preciso.

- Não precisa agradecer, afinal...Somos amigos não? Bem tenho que ir, até Todoroki-Kun.

- Até, Midorya.- Ele desliga.

- Midorya, hein...- Escuto a voz de minha irmã atrás de mim.- Nunca pensei que você fosse

- Gay? -Ela concorda com a cabeça.- Ninguém nunca pensou isso, ninguém nunca nem me ensinou sobre isso. Eu tive que aprender sozinho, e o que eu não sei, Midorya me ensina.

- Mas...E aquela sua namorada? 

- Yaoiyrozu? Bem..Foi com ela que eu percebi que era gay.

- Entendo. Enjii sabe disso? 

- Sim. 

- E ele não surtou nem nada do tipo? 

- Não.- Nós nos olhamos e começamos a rir.

- Que bom que achou alguém que você realmente goste, Todoroki, fico feliz por você.

- Obrigado.

- Agora vem, vamos comer, você tem que se alimentar.

- Okay, vamos.


[...]


- Então, você conversou com o Todoroki?- Minha mãe pergunta me fitando.

- Sim. Mas...acho que não ajudei muito...

- Pare com isso Midorya, ele te ouviu, vai saber o que fazer.

- Okay, temos que acreditar no Todoroki-Kun, eu sei que ele não achar um jeito de melhorar as coisas.

- Sim. Agora é só esperar.






Notas Finais


Obrigada por ler.
Vejo vocês no próximo capítulo.

E
Desculpinha a demora gente.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...