1. Spirit Fanfics >
  2. Your Beautiful Eyes - SuperCorp >
  3. Brigas

História Your Beautiful Eyes - SuperCorp - Capítulo 25


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura!!

Capítulo 25 - Brigas



*Pov. Lena*


-Trouxe meu suco? - Kara me perguntou assim que sentamos na mesa do pátio, estranhamente todas as meninas resolveram sentar com a gente hoje.
-Hoje não Lis. Eu dormi na casa da minha amiga e a minha mãe não fez, mas posso comprar se você quiser.
-Não precisa Lee. - ela respondeu fazendo carinho na minha nuca.
-E então Karamelo, a Gaspar beija bem? - Alex perguntou. 
-Vocês ficaram? - Gayle perguntou supresa.
-Sim, estamos ficando. - eu falei feliz.
-Eu sabia, Karlena é real, ALex você me deve dez pratas. - ela disse e Alex fez uma cara triste enquanto pagava a Gayle.
-O que é Karlena? - Kara perguntou enquanto ainda fazia carinho em minha nuca me deixando com sono.
-Vocês apostaram o que? - eu perguntei dando um beijo na bochecha da Kara. E a vi sorrir depois.
-Respondendo sua pergunta Karamelo, Karlena é o nome de vocês juntas. E respondendo à sua pergunta Lena, a Alex e eu apostamos que você nunca teria coragem de ficar com a Kara. - ela disse dando de ombros.
-Gosto de Karlena - Kara disse sorrindo com a língua entre os dentes, céus essa menina é perfeita. - Você gostou de Karlena, Lee?
-Sim, é lindo como você. - falei lhe dando um selinho.
-Awnnnn!! - Im falou. - Tão fofinhas.
-Eu prefiro eu e a Alex - Sam falou dando um beijo na namorada.
-Quantas lésbicas em uma mesa só. - Eve falou passando por mim e empurrando meu ombro com o corpo.
-Você chamou a gente de que? - eu perguntei me levantando e parando na frente dela. Alex e Imra vieram automaticamente parar ao meu lado.
-Lésbicas, bem que você combina com a ceguinha. A ceguinha e a surdinha. - disse rindo.
-Eu pensei que tinha deixado bem claro pra você chamar ela de Melissa. Acho que vou ter que quebrar seu nariz mais uma vez, né?! - eu falei brava, quem ela pensa que é pra chamar a Lis de ceguinha. Eu odeio essa menina.
-O que foi, amor? - James disse parando ao lado dela. E eu ainda fui trouxa o suficiente pra achar que ele seria alguém bom pra Lis.
-Essa idiota, aqui, está defendendo a doente. ali. - ela disse apontando pra Lis que estava encolhida nos braços da Sam.
-Doente é você garota. Qual a porra do seu problema? Eu vou ter que te ensinar o nome dela mais uma vez, né?! - falei tirando minha jaqueta, não vou sujar minha roupa favorita com ela.
-Algum problema aqui, Eve? - a diretora apareceu tocando no meu ombro.
-Não mãe, só essa idiota aqui defendendo a aquela coisa ali...
-Não vale a pena Lena. - Alex disse no meu ouvido e logo em seguida Imra começou a me puxar pra longe dali. Mas calma aí, ela chamou a Lis de: ceguinha, doente, "aquela coisa" e eu não vou nem socar a cara dela uma vez? Ah, mas isso não vai ficar barato!!
-Me solta! - eu falei brava pra Imra que me soltou na hora. Não esperei nem a mãe dela dar as costas pra partir pra cima dela. Eu não vi nada na minha frente, só a minha mão na cara dela. Tudo começou a andar em câmera lenta, eu viajei pra um outro lugar onde só existe meu punho e a cara da Eve, mas esse mundo não ficou assim por muito tempo, logo um James pulou em cima de mim me jogando no chão e começou a dar socos em mim. Eu até consegui me desviar de alguns, mas outros foram certeiros o que me deixou com ódio. Por que esse idiota se envolveu? Tirei força, não sei de onde, e inverti nossas posições. Assim que consegui fazer isso comecei a socar a cara dele sem dó algum.
-LENA! - escutei a única voz do mundo que me acalma e parei de bater nele, olhei pra Kara que estava tentando vir em nossa direção só que Sam e Gayle a seguravam. Senti alguém me puxando e vi a Imra me ajudando a ficar de pé enquanto Alex ajudava o James a levantar e o mesmo cuspia sangue no chão. A diretora olhava pra mim com ódio, não sei se é porque eu soquei a filha dela ou porque eu não tenho medo dela. Eve olhava pra mim com uma cara triste que eu não consegui entender, talvez seja porque eu bati no namoradinho dela.
-Pra minha sala, agora! - a diretora falou com fogo nos olhos. Olhei para Imra que tinha sangue na boca e em seguida olhei pra Alex que me olhava orgulhosa. Sorri para ela que me devolveu o sorriso na hora.  
-AGORA! - a diretora gritou. - TODOS VOCÊS.
-Até eu? - Alex perguntou.
-TODOS! - ela gritou mais uma vez e a primeira a andar em direção à sala foi a Eve logo em seguida o James a seguiu e nós fomos atrás deles.
-O que foi isso na sua boca? - perguntei baixinho à Imra.
-Você me acertou uma cotovelada quando eu fui te tirar do chão, mas fica tranquila, não foi nada.
-Me perdoa Im. Eu não queria...
-Caladas. - a diretora falou entrando na sala dela. - O que raio foi tudo isso?
-Quem começa a falar? - eu perguntei.
-Já começou, continue. - ela falou irritada.
-Okay! Eu e as minhas amigas estávamos comendo quando a Eve passou nos ofendendo, eu perguntei o que ela tinha falado e ela começou a falar coisas horríveis da minha... Minha... Minha amiga, e eu a defendi.
-Lena, certo? - ela perguntou e eu confirmei com a cabeça. - Essa é a segunda vez que você vem parar na minha sala por culpa de briga. Sinto muito, mas eu não posso aturar esse tipo de comportamento na minha escola, eu vou ter que expulsa-la. - merda! Merda! Merda! A minha mãe vai me matar!
-NÃO!! - Eve gritou e todos olhamos na direção dela. - Por favor mãe, não expulsa a Lena. Foi culpa minha, eu que comecei a briga, eu a ofendi, eu bati nela primeiro.
-Eve, eu vi como tudo aconteceu.
-Eu bati nela antes de você aparecer, por favor, não expulsa a Lena, eu imploro. - ela disse quase chorando. Olhei pra Alex e Imra que tinham expressões tão confusas quanto a minha, mas por que essa garota está fazendo isso?
-Isso é verdade Lena? - ela me perguntou e eu olhei para Alexa novamente que fez que sim com a cabeça e eu voltei a olhar pra diretora a minha frente ainda com a mesma cara de confusa.
-É... ela me bateu?! - soou mais como uma pergunta e eu me bati mentalmente por isso.
-Sim, sim, sim. Eu bati nela, tá vendo mãe, você não pode expulsar ela por se defender.
-Mas onde vocês duas entram nessa história toda? - ela perguntou à Alex e Imra.
-Somos as amigas legais que impediram a Lena de matar seu lindo genro engomadinho. Então se puder nos liberar eu agradeço, ainda tenho uma namorada pra tranquilizar. - Imra respondeu se levantando da cadeira em que estava sentada, não aguentei e comecei a rir com Alex que também não aguentou.
-Não estou vendo graça. - a diretora falou repreendo a gente. - Já que quem começou a maldita briga foi você Eve, você vai ficar de suspensão hoje e amanhã. Luthor e Olsen eu vou ligar para seus pais virem pegar vocês ainda hoje, como a briga de vocês foi bem mais grave vão ficar o resto da semana em casa. - ela disse e começou a pegar umas pastas com nossos nomes.
-E a gente? - Alex perguntou apontando pra ela e Imra.
-Mandem seus pais assinarem isso e me entreguem amanhã, sem isso assinado não vão assistir a aula. - ela entregou um papel pra cada uma e elas saíram junto com a Eve que ela também dispensou, ela ligou para nossas mães e depois ficou olhando em nossa direção.
-Vou pegar gelo pra você. - ela disse eu não sei pra quem foi, logo em seguida ela levantou e saiu me deixando sozinha com o James.
-Desculpa. - ele disse de cabeça baixa.
-Tudo bem.
-Eu só defendi a minha garota como você defendeu a sua. Não tenho nada contra você, okay?
-Também não tenho nada contra você. - respondi dando de ombros. Voltamos a ficar em silêncio até a diretora entrar na sala com duas bolsas de gelo que ela jogou na gente, literalmente.
-Com licença. - uma voz que eu conheço falou entrando na sala, merda! - Eu sou a mãe da Lena. O que aconteceu? - minha mãe, ótimo, eu tenho pai também sabia? Que saco, ela vai querer me matar, quase já me matou só olhando pra mim.
-A sua filha se envolveu em uma briga e infelizmente vai ficar de suspensão até o fim dessa semana. - olhei pra ela sorrindo falso e ela continuou me olhando com um olhar que fala "vou te matar quando chegar em casa".
-Tudo bem, peço desculpas por esse comportamento infantil da minha filha e lhe asseguro que não vai se repetir, se ela continuar viva depois de hoje. - minha mãe disse. - Tem mais alguma coisa que eu precise assinar ou já podemos ir embora?
-Lena você pode ir até a sua sala pegar suas coisas enquanto sua mãe assina alguns papéis.
-Okay. - eu disse e sai correndo.


*Pov. Kara*


-Como ela está? - perguntei à Alex assim que ela me disse que estava bem.
-Ela está bem, só não foi expulsa porque a Eve implorou.
-Eve? - eu perguntei só pra saber se tinha escutado certo.
-Sim, a Eve, que bizarro, né?
-Da última vez que elas brigaram ela nem contou pra mãe dela e agora ela quase chorou para a mãe não expulsar a Lena. Isso está estranho. - Imra disse.
-Por que estranho? A Lena vai demorar pra vir pra sala? - perguntei meio nervosa, preciso saber se minha Lee está bem.
-Sei lá, só estranho. E ela só vai voltar pra pegar as coisas dela, provavelmente.
-Ela fui suspensa hoje? -perguntei com medo, não quero ficar sem a Lee.
-Ela foi suspensa o resto da semana.
-Droga, nós ainda estamos na terça. - eu falei brava.
-Kara, eu vou arrumar as coisas dela e deixo com você. Assim antes dela ir embora você fala com ela. - Imra falou.
-Tudo bem. - passaram alguns minutos e Imra deixou a mochila da Lee comigo, logo depois passou mais um tempo até eu finalmente escutar a voz que eu amo.
-Com licença professor. Eu vim buscar minhas coisas.
-Pode entrar.
-Lena. - a chamei e senti ela tocar na minha mão.
-Oi Lis. - ela disse baixinho.
-Luthor, por favor, pegue suas coisas e saia, está atrapalhando minha aula.
-John, eu posso falar com ela um pouco? - eu perguntei. Professores tem pena de mim e sempre deixam eu fazer o que peço, não gosto de me aproveitar disso mas a situação pede.
-Claro. - ele respondeu e Lena me puxou pra fora da sala.
-Você é idiota? - eu perguntei batendo nela. - O que deu em você? E se aquela idiota te machuca?
-Aí Lis. - ela falou rindo. Rindo! Sério que essa idiota vai dar risada agora? - Eve nem encostou em mim, eu briguei, mesmo, com o Olsen.
-Você o que?
-Não deveria ter falado isso, né?
-Repete.
-Eu briguei com o James! - abri minha boca pra falar, mas Lena colocou seu indicador na mesma me calando. - Antes que você pergunte, eu estou bem, juro.
-Poxa Lee, você precisa parar com isso. - falei a abraçando. - Deixa eu sentir o estrago. - falei e ela levou minha mão até seu rosto onde eu contornei meus dedos sobre sua boca e senti um corte pequeno em seu lábio superior.
-Ele te machucou, Lee - eu falei triste.
-Não foi nada, pequena. Eu sou uma Luthor, amanhã eu já vou estar bem.
-Como eu vou saber? Você só vem na próxima semana. - eu falei a abraçando.
-Confia em mim, pequena. Eu posso passar na sua casa ainda hoje dependendo do humor da minha mãe. Caso ela não deixe amanhã eu prometo que vou te ver, eu tenho vários beijos pra te devolver esqueceu?
-Eu vou te esperar Lee. - ela segurou meu rosto com as duas mãos e me beijou. Um beijou que eu fiz questão de ser o mais calmo possível, não queria machucá-la e queria aproveitar cada segundo, nosso beijo estava perfeito, até alguém gritar me assustando.
-LENA LUTESSA KIERAN LUTHOR! - ao escutar essa pessoa gritando eu me separei em um pulo da Lena.
-Merda! - escutei ela falar baixinho. - Oi mãe. - mãe? Como assim "mãe"? Sério que eu vou conhecer a mãe dela assim? Que situação gostosa pra se conhecer a mãe da menina que você está apaixonada, Danvers.
-Vamos embora. AGORA! - ela gritou a última parte me assustando.
-Tchau, Lis. - ela disse me roubou um selinho antes de me guiar até a porta da sala. E eu entrei ainda assustada.


Notas Finais


Como estamos??

Link da minha outra fic:
https://www.spiritfanfiction.com/historia/uma-nerd-diferente-19633492

Por hoje é só, pessoal!
Obrigado por ler, até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...