História Your Decision - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alice In Chains
Personagens Jerry Cantrell, Mike Inez, Personagens Originais, Sean Kinney, William DuVall
Tags Alice In Chains, Amizade, Grunge, Romance
Visualizações 12
Palavras 901
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Um pouco de Tom e Sean.
Espero que vocês gostem desse momento Tio Sean vira padrasto.

Capítulo 14 - 14


Fanfic / Fanfiction Your Decision - Capítulo 14 - 14

Agora que Tom sabia e tinha reagido bem, eu estava mais tranquila e fiquei inspirada para fazer a torta de frango preferida dele. Enquanto estou fazendo a massa escuto a campainha tocar e ele atender.

-Entra – ele fala com que está a porta – ela está na cozinha.

-Ei – Sean fala entrando na cozinha.

-Oi – respondo surpresa pela visita dele. Ele beija minha testa e faz um carinho nas minhas costas, já que minhas mãos estão ocupadas com a farinha e a massa.

-Eu tentei te avisar que estava vindo, mas você não atendeu o celular. Ficou tudo bem?

-Tudo bem – olho para a porta da cozinha e Tom está com os braços cruzados olhando para nós dois – vocês já se conhecem, não preciso apresentar né? – falo.

-Sim – Sean fala primeiro – tudo bem Tom?

-Está sim – ele fala desconfiado – cara quais são suas intenções com a minha mãe? – pela expressão séria do meu filho eu sei que ele fala sério.

-Filho... – tento interferir e Sean me interrompe.

-Espera – Sean me fala e começa um diálogo com Tom que não tem espaço para mim – Eu gosto muito da sua mãe e não estou aqui para brincar.

-E?

-E eu vou cuidar dela e faze-la feliz. Eu não sou nenhum garotão, já estou velho para ficar de brincadeira por ai.

-Eu vou confiar em você, mas se ela chorar por sua causa e quebro seus dedos e não é brincadeira.

-Justo!

-Ok! – ele fala ainda sério – vou subir para o meu quarto – ele fala e sai da cozinha.

-Eu fiquei com medo dele. Isso é estranho? – Sean fala olhando para aonde meu filho estava até um minuto atrás.

-Não - falo sorrindo para ele – ele só está com ciúmes.

-Eu falei sério sobre o que eu quero – ele fala olhando para mim.

-Eu sei que sim – sorrio para ele e volto para a torta.

-E eu vou ficar para o almoço.

-Claro que você vai  - falo o beijando, e ele logo desce os beijos para o meu pescoço me fazendo arrepiar.

-A gente está na cozinha e meu filho está em casa.

-Uhun – ele resmunga continuando sua trilha de beijos.

-Sean – falo baixo já quase me rendendo.

-Ok – ele fala parando o beijo e me virando de volta para a bancada – posso continuar aqui pelo menos?

-Pode – falo enquanto ele me abraça e observa por cima de mim o que eu estava fazendo. Ficamos assim enquanto eu continuo cozinhando, com o corpo dele colado ao meu.

-Sério cara? Você vai ficar colado nela agora? – Resmunga Tom reaparecendo na cozinha e tirando risos de Sean e eu.

-Desculpa mas não vou largar a sua mãe não. Quando você tiver uma namorada vai entender o que eu estou falando.

-Cara! Ela é a minha mãe – ele fala fazendo uma cara de nojo – eu acho que mudei de ideia quanto a isso aí, não quero você namorando não mãe.

-Sinto muito, tarde demais para isso – Sean fala rindo para ele.

-Inacreditável – ele fala segurando o riso, pisca para mim e sobe as escadas voltando para o quarto.

.....

Durante o almoço nós três conversamos e eu me sentia bem por ver Sean e Tom conversando. Tudo bem que eles só falavam de baterias e bandas, assuntos que eu entendia pouco, mas ver os dois se dando bem era muito mais do que podia pedir.

Depois do almoço fomos para a cozinha, Sean e eu. Enquanto eu lavava a louça, ele iria secar, porém ele parecia mais com vontade de ficar grudado em mim.

-Acho que me sai bem no final, não foi? – ele me abraça por trás.

-Você foi perfeito! – falo deitando minha cabeça em seu peito.

-E você já tá mais tranquila sobre a viagem da Califórnia?

-Eu pensei no que você me disse, sobre ele já ser um rapaz e ser responsável, além do Kevin que vai junto. Mas ainda é difícil, ele é meu bebê.

-Eu sei – sinto seu beijo no meu ombro – mas confia nele, ok?

-Olha só você, todo advogado do Tom.

-Qual é, eu quero ser o namorado maneiro da mamãe! – viro para ele e vejo seu sorriso convencido.

-Então o namorado da mamãe tá precisando atualizar o vocabulário, ninguém fala maneiro.

-Qual é, você tá me chamando de desatualizado? Eu sou muito moderno! – ele fala indignado.

-Tá bem – falo levantando as mãos me rendendo e o beijando.

-Vocês dois não podem ficar se agarrando assim – fala um Tom com cara de nojo entrando na cozinha seguido dos meninos da banda.

-Fala tio Sean, ai sim hein, desencalhou com estilo – falo John rindo e arrancando risada do resto, inclusive eu, e deixando um Sean indignado.

-Rapaz... – ele fala em tom de ameaça.

-Tia Bia você consegue alguém melhor – John fala gargalhando e correndo pelas escadas do porão para fugir de Sean e sendo seguido pelos meninos rindo.

-É muito filho daquela lombriga loira mesmo, abusado igual ao pai – ele fala ainda indignado.

-Você fica tão bonitinho bravo – falo rindo para ele.

-Ah é, você tá rindo é? – ele fala me prendendo em seu abraço e me guiando para a sala.

-Sean, os meninos estão em casa – falo tentando para-lo.

-Eles não vão sair daquele porão até sentirem fome, o que me dá pelo menos 20 minutos de amasso no sofá com minha namorada. – ele fala me deitando no sofá e ficando por cima de mim – e eu adoro uma adrenalina.


Notas Finais


Gostaram da interação Tom e Sean?
Deixa aquele comentário maroto ai embaixo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...