História Your Freedom, My Revenge (ABO) (Jikook) - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO
Tags Jensoo, Jikook, Namjin, Taegi
Visualizações 610
Palavras 1.188
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oie
oie
oie





Sorry qualquer erro
Boa Leitura
*-*

Capítulo 22 - Vigésimo Segundo Capítulo


Fanfic / Fanfiction Your Freedom, My Revenge (ABO) (Jikook) - Capítulo 22 - Vigésimo Segundo Capítulo

Vigésimo Segundo Capítulo

 

 

Daegu

Mansão Kim

21h33min

 

 

 

 

Jisoo estava aflita.

Fazia algumas horas desde que saíra do jardim, mas seus pensamentos ainda estavam presos á aqueles papeis dentro da caixa.

Torcia para que Jinkyung não houvesse percebido nada, não sabia o que aquela mulher poderia fazer se descobrisse que a ômega havia mexido em suas coisas.

A morena olhava atentamente para a tela de seu celular, só conseguiu tirar uma foto borrada de um dos atestados de óbito que viu, estava nervosa demais com a situação para pensar direito no que estava fazendo.

Ainda conseguia lembrar dos nomes nas folhas e não hesitou em ir ao seu navegador e pesquisar sobre aquelas pessoas.

Como já havia desconfiado, os dois eram um casal.

A família Park era uma das mais ricas e prestigiadas de Busan, mas a alguns anos as estruturas dos Park foram abaladas com a morte misteriosa e repentina do casal da terceira geração da família.

Park Chaeyoug e Park Seungjun deixaram um filho, que ficou nos cuidados do irmão da mãe.

A família Park nunca se pronunciou desde tal acontecimento.

Jisoo franziu o cenho ao ver as fotos daquelas pessoas, tinha a impressão de já ter visto o Park Seugnjun, o rosto daquele alfa era familiar.

Tentou lembrar-se de algum momento em sua infância que vira o senhor Park na sua casa, mas o máximo que conseguiu recordar-se era do rosto daquele homem mas em uma versão mais jovem.

A ômega bufou e jogou o aparelho na cama.

Precisava colocar suas ideias em dia, precisava de uma segunda opinião antes de fazer qualquer ato precipitado.

Mas Seokjin ainda iria demorar para chegar e ainda não havia visto nenhum sinal da sua mãe na mansão.

Haviam várias coisas passando pela cabeça da morena naquele instante.

E todas elas levavam a ideia de que dar uma olhada do quarto da senhora Kim seria uma ótima oportunidade de acabar de vez com as dúvidas que estavam em sua mente.

 

 

***

 

 

Busan

Apartamento 071

00h19min

 

 

 

Jungkook não conseguia dormir naquela noite.

Talvez estivesse acostumado a dormir sentindo o cheiro agradável de Jimin mesmo o ômega estando distante de si.

O alfa tinha uma estranha necessidade de estar perto do loiro, de sentir a textura da pele do outro mesmo que fosse em um simples aperto de mão ou um esbarrar rápido.

Era como se tudo naquele garoto parecesse perfeito aos seus olhos, desde as feições angelicais e o corpo curvilíneo até o sorriso fofo e o jeito único de ser que ele tinha.

O Jeon afundou seu rosto no travesseiro e não conteve um sorriso em seus lábios.

Céus, estava agindo como uma adolescente apaixonada!

Sentou-se na cama ainda sem nenhum pingo de sono e resolveu pensar em tudo o que estava acontecendo.

Precisava encontrar um emprego o mias rápido possível, estava sobrevivendo a base das economias que estavam guardadas em sua conta desde quando ainda trabalhava para os  Park.

Mas não podia gastar tudo sendo que podia muito bem estar trabalhando, só bastava procurar algo que lhe agradasse e que lhe rendesse um bom salário.

Se bem que, com todo o assunto dos tios de Jimin, toda a sua atenção estava sendo voltada para o ômega ultimamente.

Não que estivesse reclamando, se dependesse de si, poderia passar o dia inteiro na companhia do outro sem nem precisar pensar duas vezes.

Só de pensar na possibilidade de provar dos lábios do loiro outra vez fazia todos os pelos do seu corpo de se eriçarem, se fechasse bem os olhos ainda podia sentir o corpo do ômega junto ao seu durando o beijo que deram dentro daquela enfermaria escura e apertada.

O Jeon levantou-se e caminhou até a janela e suspirou cansado ao olhar para a rua deserta.

Esperava que o alfa dentro de si se controlasse durante o final de semana que iria passar sozinho com o ômega.

 

 

***

 

 

Daegu

Apartamento 109

06h58min

 

 

 

Taehyung já estava devidamente arrumado e esperava o alfa ruivo na sala.

Hoseok se ofereceu para levar o ômega até o local de trabalho e o acastanhado aceitou de bom grado, seria o seu primeiro dia e o Kim queria chegar cedo para dar uma boa impressão.

Vestia roupas simples e confortáveis, saberia que iria receber um uniforme, mas desejava que tudo saísse perfeito naquele dia.

Olhou-se no espelho da sala e arrumou os cabelos enquanto esperava o mais velho.

O ômega engoliu o seco ao ver o reflexo do Jung saindo do quarto pelo espelho.

Ele estava de terno preto, como de costume, mas os cabelos estavam alinhados e Taehyung podia sentir o cheiro forte do alfa invadir todo o apartamento.

Nunca acordava tão cedo, então nunca havia visto Hoseok sair de casa.

E deveria ser considerado um pecado alguém não ver a beleza daquele homem logo pela manhã.

O ruivo abriu um sorriso nos lábios ao ver o menor lhe esperando e o Kim se sentiu abençoado por poder estar tão perto de um sol e nem se queimar por conta disso.

Porque ver Hoseok sorrindo era como sentir o calor agradável de raios de sol esquentando sua pele em um frio inverno.

Mas se bem que havia uma coisa queimando sim, as bochechas do ômega ao sentir o cheiro forte e imponente do alfa chegar cada ver mais perto de si.

- Tae Tae? Você está bem? – o maior indagou confuso.

- Ah, e-eu es-estou si-sim. – Taehyung murmurou ao tentar concentrar-se. – Vamos? Já deve estar na hora.

- Espera, suas bochechas estão muito vermelhas., tem certeza de que está bem? – Hoseok aproximou-se ainda mais do acastanhado.

- Eu estou sim, é só que... eu estou nervoso com o primeiro dia, é isso! – o Kim disse nervosamente e pigarreou antes de afastar-se do outro para abrir a porta.

- Oh, eu lembro que também fiquei nervoso no meu primeiro dia de trabalho. – o alfa sorriu. – Mas não precisa se preocupar, eu sei que você vai se sair bem.

- O-Obrigado, hyung. – o ômega sussurrou envergonhado. – É me-melhor nós irmos indo, senão vamos nos atrasar.

- Sim, você está certo. – o ruivo assentiu e acompanhou o menor , que já estava do lado de fora do apartamento e segurava a chave da porta com as mãos.

- Como vamos saber se eu vou sair mais cedo ou você irá sair mais cedo? Nós esquecemos de tirar uma cópia das chaves. – Taehyung disse enquanto os dois caminhavam até o estacionamento do prédio. – E nós só vamos nos atrasar se formos fazer isso agora.

- Fique com ela, se eu chegar mais cedo é só eu ir até cafeteria já que você não sabe onde eu trabalho. – Hoseok falou. – Prometo que vou tirar uma cópia o mais rápido possível.

- Oh, tudo bem então. – o menor assentiu e assustou-se ao sentir a mão macia do alfa acariciar levemente sua bochecha. – O qu-que você está fazendo?

- Desculpa, eu não resisti. – o Jung afastou-se e sorriu envergonhado. – É que você está incrivelmente fofo hoje, ‘to até com vontade de morder sua bochecha.

- Aish, hyung. Morder minha bochecha? – Taehyung cruzou os braços. – Não, só aceito se for um beijinho.


Notas Finais


...


Semana que vem tem uma bomba mt loka e que vai bugar vcs mais ainda ljjkkjkkk

Até o próximo
Byeeeeeeeeeeeeeeeeee


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...