1. Spirit Fanfics >
  2. Your goblet of wine- Moonlight lovers, Ethan >
  3. The power of the blood- 13

História Your goblet of wine- Moonlight lovers, Ethan - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura hehe <3

1082 palavrinhas para vocês


(avisando que o final do capitulo foi minha gata que escreveu :))

Capítulo 13 - The power of the blood- 13


"Boa sorte minha linda. Pense na coisa sua coisa mais preciosa. A coisa que todos clamam que você tem."

-a minha coisa mais preceosa?- Sussuro.

Uma coisa que todos clamam...

E do nada parece que uma luzinha pisca na minha mente.

-Fica ai!- Grito para Ethan.

Corro até há cozinha e pego a primeira lamina que vejo.

Volto para a biblioteca e mando o Ethan fechar os olhos.

-Que? Porque..?- Ele fica confusa com a lamina em minha mão- Não vais fazer isso liz!- Parece que ele entendeu.

-Está tudo bem, não vou morrer.

E faço um grande corte em minha mão.

Deixo o sangue escorrer com dor até ás folhas, e como por magia palavras vermelhas se formam.

Começo a passar de pagina em pagina até que sinto os meus sentidos irem embora.

Como sempre.

***

-Liz, tens de para de quase morrer a cada 2 dias por favor!- Ethan fala enquando uma toalha ensopada é retirada da minha testa.- Nem sabes o quão foi dificil para mim ver essa imensidão de sangue e não poder fazer nada...

Olho em volta e estamos sozinhos.

-E o diário?- falo baixo

-Eu não sei como, mas tu és uma mini genia. Temos diário, porem eu ainda não o li.

Ele pega algo de tras dele e chacoalha nas mãos

Pego rapidamente e abro com a maior velocidade que consigo.

"Finalmente vamos por em pratica o nosso grande projeto. Acredito que todos os nossos esforços vão ter resultados. Estamos dispostos a tudo para obter a ------------. Finalmente achamos a cobaia perfeita, e ela já está no ----- escondido na casa. Quando tivermos atualizações voltarei a escrever"

Viro a pagina quase hipnotizada

"---- já está completamente esgotado, acho que já fizemos todos os experimentos possíveis com ele. Acretido que temos a formula agora basta trabalhar para chegar no resultado final."

 

"Conceguimos chegar a algo perto do esperado. Mas quando fomos testar descobri estar gravida. A coisa que mais atrapalhou os meus planos"

 

"Já se passaram 9 meses, finalmente está no dia onde vou poder me livrar desta praga e terminar o nosso grande projeto, para transcender para um maior."

 

"A minha filha já nasceu. Demos-lhe o nome de Elisabeth e agora que ela está a dormir no quarto rosa vamos finalmente experimentar os resultados."

"Passaram-se exatamente um dia que injetamos o liquido no nosso sangue, e logo após esta noite contorbada eu me sinto diferente. Eu e o meu marido decidimos que iriamos abandonar a Elisabeth aqui em casa. Não queremos nenhum bebe a atrapalhar a nossa vida para sempre, literalmente"

E assim acabam as paginas.

-Eles... não.- Eu estou incrédula... não é possível.

Ethan acaba de ler e me olha triste. Nem ele sabe como reagir.

 

-Então eu fui... abandonada aqui..? -Sinto lagrimas escorrendo pela minha cara

 

Ethan tenta falar algo, mas apenas consegue babulsiar algo. Logo após isso  ele me abraça me colocando sentada no seu colo.

Choro literalmente em seu ombro.

Nem vejo o tempo passar, apenas sei que em algum momento eu apenas estava meio deixado/sentada em cima de Ethan apenas pensando na vida.

 

-Nós temos que continuar... ela mensionou um...lugar secreto certo?- Me levanto devagar e ele olha para mim.

 

-Ei, continuamos amanhã... já é noite. Agora já tem gente em casa, alem disso, não acho que estejas em...condições.

 

-Eu estou bem... na verdade tem uma coisa que está  a fazer-me confusão... como raios eu fui parar ao orfanato? As senhoras de lá nunca mensionaram me ter achado ou algo do genero...

 

-Acho que eu posso responder a isso.- Vladmir aparece e abre a porta.

Não pode ser oque eu estou a pensar. Não pode ser.

Eu sigo-o e Ethan vem atrar.

 

Ao chegar ao grande salão vejo todos sentados, eles estava a falar sem nós.

Sento-me perto de Raphael e Ethan vai para perto de Beliath

 

-Vladimir diga-me que não é oque eu estou a pensar.- Falo cheia de lagrimas de novo.

 

-Eu adoraria dizer que não é, mas sei que voce é inteligente para já ter chegado há verdade. -Ele suspiro e Rapha aperta a minha mão. -Quando eu cheguei aqui, há 18 anos atrás, a casa estava deserta... eu curioso fui explorar para me certeficar que disso. Até que ao abrir a porta do quarto rosa eu vi um bebe, que dormia... não demorou a eu entender que ele não dormia. Ele estava desmaiado. Eu desesperado tentei perceber se ainda estava quente, e por um milagre ainda estava, então eu decidi me arriscar e ir a um hospital com a criança. Não demorou a chegar. Eu hipnotizei os medicos e eles te atenderam rapidamente, e tambem esqueceram-nos. Voltei a casa para procurar uma certidão de nascimente e na biblioteca bem escondido tinha, eu peguei nela e levei a criança para o orfanato mais perto que achei. Quando a entreguei lá deixei um bilhete para ela apenas receber aos 18. Manipulei as funcionarias para não falarem da minha existencia e voltei para cá, apenas pensando que daqui a 18 anos iria ter uma visita. 

 

-É por isso que nos dias antes dela chegar nos pediste para arrumar a casa toda! Tu sabias!- Ethan se exalta levemente 

 

-Sim, eu sabia Ethan. Eu queria que ela volta-se mas isso tudo tem um motivo.

 

-Qual é o motivo?- Digo com odio e raiva. 

 

-Neil. O meu irmão desapareceu há 19 anos atrás. Ele foi acapturado. Há alguns anos atras eu queria reencontralo mas agora eu preciso captura-lo. Ele se tornou uma ameaça para todos. E saber que ele esteve aqui denovo é assustador. Eu queria a Liz aqui para ela me ajudar, não pensei que iriam vir para aqui mais 5 pessoas... enfim. Nada correu como planeado.

 

-Eu era para ser um isca? -Me levanto e apoio as duas mãos na mesa

 

-Não é bem assim... Elisabeth volte aqui!

 

E assim saio correndo da sala para o meu quarto. 

Quando ia trancar a porta uma mão aparece e entre.

 

Ethan como sempre.

 

-Eu quero ficar sozinha.

 

-Não vais ficar sozinha.

 

-Ethan, tudo dá errado na minha vida...

 

-Não é assim... eu até agradeço ao Vladimir por um lado.. -Olho para ele incredula, quase pronta para lhe dar um belo tapa. -Afinal sem ele eu nunca teria te conhecido..não chores por favor...

 

E como o flash sinto algo quente pousar sobre meus lapios... quando tomo conciencia me apercebo que o Ethan me beijou! Me afasto por reflexo.

 

-Desculpa... que tolisse minha. -Ele começa a dar meia volta.

 

-Ei!- O puxo e o beijo de verdade.

 

A mão dele vai devagar até a minha cintura e as minhas unhas arranhão o seu peitural ainda por cima da camisola.

 


Notas Finais


Então a pergunta é, a minha gata escreve o inicio do proximo capitulo ou não?

Qualquer erro me avisem <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...