1. Spirit Fanfics >
  2. Your Ice My Fire >
  3. Cap. 8-58

História Your Ice My Fire - Capítulo 58


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura! :D

Capítulo 58 - Cap. 8-58


Mas eu deixei um pouquinho desse assunto pra lá já que ninguém quer me contar, e eu mesma já tinha meus próprios problemas pessoais.

Bom, desde ontem meus pensamentos estão num dia extremamente delicado pra mim...

Dia 18 de abril desse ano... Minha mente voltou para o mês passado nesse dia que eu sofri muito... Era pra ser o dia que minhas filhas tivessem nascido. Que eu estaria em trabalho de parto e começasse o resguardo.

Flashback On

Assim que acordo, olho no meu celular a data de hoje e as horas.

Bom, eu já estava em casa com a Rafa, a viagem não durou por muito tempo. Mas Erick estava no nosso apartamento dormindo no sofá.

Hoje é 18 de abril de 2024... Não...

Minhas filhas... Gêmeas. Elas nasceriam hoje, na melhor estimativa prevista da equipe de Matthews. Elas...

Me levantei rápido da cama enxugando as lágrimas dos olhos. Vi também que tinha uma mensagem de Edward no meu celular, bufei. Fui indo em direção a cozinha para me alimentar.

Depois de comer, escorreguei na parede ficando sentada de pernas cruzadas no chão, vou lendo a mensagem que Ed me mandou. 

"Oi e aí? Como está? Bom, hoje seria o dia do nascimento das nossas bebês... E é meio... Embaraçoso isso. Acho que para nós dois não é mesmo?"

"Oi, eu tô bem, e você?" Menti, eu não estava nada bem. Nada bem mesmo. "Bom... É muito mais embaraçoso pra mim. Pra você só um pouquinho porque... Bom, eu demorei pra te contar por hesitação."

"Pois é..." Senti uma facada no coração, mensagem curta e grossa, argh, odeio quando me respondem assim. "Eu ainda fico meio abalado com isso. Porque era para eu ser o primeiro a saber, mas acabei sendo o último... :'("

"Edward, para de drama... Nossa, as vezes você é até pior que eu." Dou um meio sorriso. "Ei, mas eu passei por muita coisa... Eu tive pesadelos, inseguranças, motivos... Natalie..."

"É, mas você e ela se tornaram meio próximas, as vezes ela me perguntava umas coisas estranhas e........  !!!!!Meu Deus... Acho que ele tá reprovando em lerdeza. "Até ela sabia?"

"É, mas ela mesma descobriu por conta própria por causa da amizade com um dos meus médicos."

"Hummm...Tô com medo agora, o que será que ele está pensando?

"Edward, por favor para de drama e desembucha.Meu Deus...

"Você... Genecologitas homens? Ou tudo mulher?" Áudio... Ah lá o ciúmes.

"Dois homens..." Argh. "Tá, um deles eu namorei e me apaixonei 80% e fiquei com ele duas vezes, e chega de mais detalhes Edward. Não quero aumentar esse seu ciúmes e tu ir lá atrás dele pra esmurrar sendo que ele tá namorando minha amiga agora. Chega!" Mandei o áudio, falando baixinho para Erick e Rafa não escutarem.

"Tá, tá bom... (・_・;)…ᘛ⁐̤ᕐᐷ"

"Argh, o carinha que tô namorando agora está pensando também em ser geneco" Mandei o emoji da mão na testa.

"Ei, você sabe que genecologita vê muito sobre..."

"Sei. Lógico que sei.... Pêra! Eu não tô namorando o que vai fazer faculdade! Aaaaa escrevi erradooo. É apenas ficante."

"Uhum sei. Okay, mas..." Ele riu e decidiu escrever. "E aí... Como estão nossas filhinhas lindas? Que até hoje eu nunca pude ver....."

Ele nunca vai ver elas... Nem mesmo mortas porque... Porque vão se decompondo... Edward nunca vai ver como eram elas antes de morrerem.

Vou pro contato do Matthews e fico aliviada ao ver "online".

"Maatt! Por favor, é urgente"

"Ooii? O que houve?"

"Você tem alguma foto dos fetos? Antes de morrerem... Ou antes de serem levadas para sabe-se sei lá onde? Das minhas filhas sendo mais específica."

"Hmm, vou ver com a equipe caso eles tenham fotografado, se tiverem eu te mando, okay? Fica calma."

Respirei fundo na tentativa de me manter calma, mas eu estava tremendo. Desliguei o celular e me levantei com o mesmo na mão.

Fui andando até chegar no quarto, mas fracassei e acabei desmaiando no meio da sala.

{...}

Erick: Hey? Você tá bem? Dormiu no chão ou...?

Permaneci calada, mas resmunguei de dor.

Erick: É... Você com certeza desmaiou. - Tocou na minha nuca.

Eu: Ai! - Doeu.

Ele foi verificar. Eu estava no colo dele, seus braços me segurando. Mecheu no meu cabelo e depois me deixou deitada no sofá. Pegou um saco pequeno com gelo e colocou onde me doeu.

Erick: Foi só um inchaço. Mas depois vamos no médico, tá? - Assenti a contragosto.

Liguei meu celular e vou no contato de Edward, ele tinha escrevido mais umas mensagens.

"Ei, você tá bem?Com certeza não tô. "Por que me deixou no vácuo? Aconteceu alguma coisa? Com elas?Sim, aconteceu. "Ei! Por favor me responde, tô ficando preocupado."

"Tô sim. E o vácuo não foi por nada não. E elas estão bem... Super bem!Argh, e é por isso que nunca vou superar a morte delas, porque Edward não sabe disso e prefiro que seja assim, ele não precisa sofrer.

"Então tá... Ôu, mas não é estranho? Você é mãe e tem um ficante que não é pai delas... E isso me incomoda. Muito. Mas é a sua vida, e eu não posso fazer nada a respeito." Revirei os olhos.

"Okay. ;-; Tenho que desligar o celular, depois nós nos falamos."

Vou pro contato de Matthews e nada ainda. Nem uma mensagem. Desliguei o celular.

Argh... Se ele não tiver nenhuma foto delas? Como que vou... Tipo, pelo menos para fazer Edward acreditar que elas já tiveram uma mínima existência. Se tiver alguma foto eu pelo menos poderia mostrar pra ele e contar a verdade, pelo menos ele veria elas... Mesmo que somente por pixels de um celular.

Ai, isso me dói tanto. Ter elas comigo por 5 meses foi pouco. Porque teve a vez que descobri ser dois fetos, depois descobrir que eram meninas, e aí nasceram morrendo... Não foi o suficiente. Eu só queria poder reviver aquilo... Ter elas de volta pra mim... Mesmo na barriga ainda, porque eu cuidaria melhor delas se estivessem em mim. E eu não posso reviver isso... Não dá mais porque... Elas não estão mais aqui

Flashback Off

E porque eu estou infértil. Eu nunca mais poderei engravidar. Nunca mais vou poder sentir um ou mais fetos no meu útero. E eu só vou querer filhos se fossem gerados por mim... Dentro de mim. Isso é brega, mas eu gostaria de voltar a sentir tudo aquilo de novo

Engraçado, acho que eu sinto falta de ficar com enjoos. E mais ainda de sentir chutes e soluços...

Já era.

Eu nunca vou passar por aquela experiência incrível e maravilhosa da gravidez. Mesmo sendo que na época tudo estava complicado e difícil pra mim. Com tanta confusão.

Eu nunca mais poderei ter filhos.

E eu ainda sou muito nova e minha fertilidade já foi pro beleléu.

Eu vou passar o resto da minha vida com essa tristeza e vazio dentro de mim.

E as menstruações vão ser tudo atoa, até meu corpo está sendo iludido...

"Matthews, tem cirurgia pra remover o útero? Acho que não vou precisar mais dele não ksksksksks" Coloquei também um emoji rindo, sendo que na verdade eu estou é abalada...

"Tem sim... Mas eu não te recomendaria a fazer isso não. É perigoso e..."

"E o quê?"

"Tem um certa e pequena chance de no futuro você sair da infertilidade... Então presever seu útero. Eu ficaria triste só de te imaginar ficando totalmente infértil e quisesse ter um filho."

"Hmm. Okay."

"Hey"

"Oi?"

"Sabe aquela foto que você me pediu há meses atrás?"

"Sim..."

"Eu consegui!"


Notas Finais


Espero que tenham gostado, beijos e até o próximo capítulo! 😘❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...