1. Spirit Fanfics >
  2. Your lips are still sweet - Taegyu >
  3. Your lips are still sweet

História Your lips are still sweet - Taegyu - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Your lips are still sweet


E lá estava uma criança pequena de bochechas gordinhas agora já rosadas por conta do frio esperando seu amiguinho para brincarem na neve, ah isso é tão comum, se não fosse pelo fato de que ambas as crianças não sabiam que esse seria o seu último encontro

Choi Beomgyu veio correndo ao ver seu pequeno soulmante sorrindo e acenando com a delicada mão onde as luvas tinham a ponta do tecido vazias pelos dedos muito pequenos

ㅡ Taehyunnie~~ - disse sorrindo - Você 'tá esperando a muito tempo?

ㅡ Não beomnie, agora vamos brincar eu preciso correr antes de congelar

ㅡ Você não vai congelar! Vou te deixar quentinho com um abraço

ㅡ Essa foi a melhor ideia que você já teve beomnie - o pequeno Kang disse abraçando o amigo tentando envolver ao máximo  o outro mas seu braços curtos não ajudavam muito

ㅡ Ei, filho, você precisa dar tchau para o Beomgyu tá bom? - A Sr.Kang disse se abaixando tentando ficar na altura das pequenas crianças

ㅡ Mas por que mamãe? Ele acabou de chegar!

ㅡ Nós precisamos viajar se despeça do seu Hyung okay?

ㅡ Não mamãe eu não quero ir, eu quero ficar com o beomnie

ㅡ Sua mamãe disse que você precisa ir Tae, deve ser importante

ㅡ É mesmo muito importante - Agora quem intervio na conversa foi a senhorita Choi, passando a mão nos fios de seu filho

ㅡ Nós iremos voltar filho, se despeça logo

Taehyun assentiu dando um passo pra frente selando os lábios vermelhinhos e cheinhos por menos de três segundos a outra parte não entendeu apenas ficou parado

As mães se olharam surpresas,não tiveram outra reação eles ainda eram muito novos pra entender o que um "beijo" significava então apenas sorriram entre si

ㅡ Tchau ursinho, eu juro que vou voltar pra você - Taehyun disse acenando pegando a mão de sua mãe segurando as lágrimas

ㅡ Tchau Taehyunnie - Choi não segurou as lágrimas, a pequena bolinha derramou-as com um biquinho involuntário nos lábios

ㅡ Ele vai voltar - A mais velha disse pegando a mão do garoto que olhava na direção em que o seu amigo havia ido embora

Taehyun se virou um pouco fazendo os olhares marejados de ambos se encontrassem, era como se eles dissecem "até logo"

                              [...]

ㅡ Você é um porre Beomgyu! - Yeonjun disse enquanto sorria jogando a bola de basquete para o amigo

ㅡ Você está roubando! Se você me avisasse que podia derrubar o outro mais cedo eu tinha te massacrado

ㅡ Vai nessa ursinho - O de cabelos azulados zombou abrindo a garrafa d'água

ㅡ Já te pedi pra não me chamar assim!

ㅡ Ih calma lá princesa foi só uma brincadeira

ㅡ Pare de implicar com ele Yeonjun, já basta os tais sonhos, não o faça ficar mais paranóico - A voz de Soobin se fez presente na parte de trás da casa

Era onde Yeonjun e Beomgyu jogavam basquete, mesmo a casa sendo do Soobin quem utilizava a cesta ao lado da garagem eram eles, Soobin nunca gostou de jogar basquete preferiria ler alguma coisa, porém era muito bom no futebol e nas corridas livres, o que era uma pena já que Choi tinha belos 1,85 de altura

ㅡ Não são paranoias! Eu já perguntei pra minha mãe, ela disse que eu tinha um amigo quando era mais novo que eu era muito grudado, mas ele foi para Daechi-dong

ㅡ Tá isso não justifica você sonhar com um garoto te beijando quando você tinha nove  anos! - O mais velho dos Choi disse abraçando  Soobin,que em resposta o amaldiçoou baixo

ㅡ Não é esse o centro de tudo! Eu não consigo ver o rosto do garoto,mas eu consigo ouvir o nome dele isso é muito estranho!

ㅡ Você é estranho Beomgyu

ㅡ Valeu pelo apoio aí Soobin, vou levar suas palavras pro resto da minha vida

ㅡ Chega desse papinho emocional aí, o Hyuka tá vindo pra cá, parece que ele arrumou um amigo novo, Kang alguma coisa - Yeonjun disse ainda abraçando o namorado

ㅡ Kang? Kang? Puta merda-

ㅡ Olha o vocabulário aqui na minha casa Choi Beomgyu

ㅡ Foi mal, é só que-

ㅡ É o que Beomgyu? Pelo amor de goblin não surta não

ㅡ Que goblin o que Yeonjun! Kang é o sobrenome do garoto do sonho

ㅡ Poxa beom,mas sabe? Existem muitos  Kangs por aí - Soobin disse numa tentativa de acalmar o mais novo dos Chois

ㅡ Relaxa, tudo vai ser resolvido quando o Kai chegar ,daqui a pouco ele tá aí ,a aula dele terminou faz dez minutos - O azulado disse dando tapinhas nas costas de Beomgyu

Beomgyu respondeu tudo aquilo com um simples "Hm", não estava realmente preocupado, mas os sonhos que se tornaram constantes desde que o garoto completou onze anos eram estranhos

Ele via um garotinho indo embora ao lado de uma adulta, ele lembra de tudo, as palavras de sua mãe, o abraço que deram quando se encontraram, o beijo...Bem até o nome do menininho, Kang, Kang Taehyun, ou...Taehyunnie

Haha parece estranho não é? Mas pode piorar...O rosto, Beomgyu não lembrava de nenhum detalhe do rosto do garoto

Aquilo era a única coisa que ele não podia esquecer, o rosto da pessoa que está o perseguindo a tanto tempo

Sua mãe havia lhe dito que o garoto era o amigo mais próximo do loiro, desde os seis anos quando taehyun chegou a Daegu, eles não se separavam, se conheceram no hospital da cidade - que agora já estava abandonado pela falta de verba - depois daquilo não se desgrudaram, tanto que Beomgyu se recusou a comer durante uma semana depois da partida de Taehyun

Ele sentava todo dia as duas horas da tarde na calçada e esperava o amigo voltar correndo com um sorriso no rosto

Mas nada disso aconteceu, Beomgyu não tinha vontade de se reencontrar com o garoto do sonho, ele tinha adquirido um ódio pelo mesmo

"Ele jurou voltar e eu como a criança idiota que era o esperei, mas ele se esqueceu de mim, que eu nunca mais te encontre Kang Taehyun"

ㅡ Cheguei rapaziada! - Uma figura sorridente apareceu acompanhada de outro garoto de cabelos castanhos e um sorriso envergonhado - Huening Kai chegando pra quebrar esse clima de velório

ㅡ Chegando para tirar o sossego só se for - Beomgyu não termina a frase ao encontrar o olhar do outro garoto presente, parecia familiar o sorriso era como se beom já tivesse visto antes mas não sabia de onde exatamente

ㅡ Hyung? Hey? Beomgyu! -Hyuka chamava o mais velho enquanto balançava a mão em frente o rosto de mesmo

ㅡ Espera? Choi? Choi Beomgyu? - Foi a primeira vez que o moreno se pronunciou, trazendo surpresa para todos Yeonjun que não tinha dito nada até agora estava com a cara de confuso tentando entender tudo aquilo

ㅡ O porra? Como assim? Se conhece ele Beomgyu ?- O mais velho dentre os adolescentes se permitiu perguntar

ㅡ Não! Nunca o vi na vida... Mas eu-

ㅡ Acho que o conheço de algum lugar? - Taehyun completou a frase de Beom em forma de pergunta deixando os outros meninos mais confusos - Não lembra do seu melhor amigo aos oito anos Beomgyu?

ㅡ Espera...então ele é o garoto dos sonhos? - Foi a vez do mais alto se pronunciar extremamente curioso e perdido em meio toda aquela situação

ㅡ Então você também sonha comigo? Achei que fosse só eu - antes de Kang terminar a frase Beomgyu jogou a bola no chão, e foi embora sem explicar nada pra ninguém

ㅡ O que deu nele? - Huening perguntou jogando a mochila no chão e pegando a bola recém judiada por Beomgyu

ㅡ Sei lá! Talvez ele imaginasse o tal de Kang diferente - Yeonjun justificou sentando no chão

ㅡ Como assim? Me imaginar?

ㅡBeomgyu disse que nunca via o seu rosto nos sonhos e cara já fazem quase doze anos, Beom tem um ódio de você enorme! - Soobin o explicou sentando ao lado de Yeonjun sendo copiado pelos dois mais novos

ㅡ O Hyung vai ficar bem? - Kai perguntou com um ar de preocupação

ㅡ Eu não sei - foi tudo que Soobin pode responder Beomgyu provavelmente iria ficar longe de todo mundo enquanto pensava sobre tudo durante uns dias

...

Dois dias se passaram, sábado e domingo eram os dias que todos se reuniam para irem a parques de diversões, ir a praia ou apenas assistir filmes a tarde toda ,mas Beomgyu não apareceu, o pequeno ursinho continuava pensando por quê? Taehyun havia voltado para quê? Depois de tanto tempo longe, depois de ter feito Beomgyu chorar e não conseguir fazer amigos até os doze anos?

Beomgyu havia criado uma barreira através de si, não se aproximava de ninguém,de forma alguma, até conhecer Yeonjun, o garoto descolado e esperto porém odiava gente, então aí está, Beomgyu não chegava perto de ninguém, Yeonjun apenas com treze anos mandava qualquer um ir a merda se o incomodassem, foi uma amizade construída aos poucos mas que está mais forte que um muro hoje

Por conhecer Beomgyu muito bem Yeunjun não instia na presença do mesmo, mas não pode não ficar preocupado então resolveu ir sozinho a casa do colega na segunda feira

ㅡ Oi - Yeonjun disse ladino ao ver Beomgyu do outro lado da porta,parecia ter chorado, Yeonjun sabia que se tivesse mesmo chorado era de raiva - Podemos conversar?

ㅡ Uhum, entra aí

ㅡ Me fala, está tudo bem? Você está melhor Beomgyu? Tipo psicologicamente?

ㅡ Claro ,já pensei demais sobre isso,nem sei o porquê disso tudo! Eu já superei o que aquele idiota fez

ㅡ Ele era uma criança! Ele ainda é menor de idade, não foi culpa dele, tem certeza de que tudo que você passou ele também não pode ter passado?

ㅡ Hm, eu pensei sobre isso, foi idiotisse minha, sei que ele não teve nada a ver com o meu psicólogico frágil de criança

ㅡ Calma mas também não é assim! Você teve sim um choque psicológico e é por isso que você trata esse assunto com delicadeza! Eu sempre zuei sobre os sonhos, mas não quer dizer que eu não entenda seus sentimentos Beom

ㅡ Ah isso está me deixando louco! Esse assunto todo não passa de uma maldição!

ㅡ Ei calma lá rapaz, seus pais então em casa não fica falando de maldição não que eles vão achar que eu sou macumbeiro

ㅡ É essa imagem que eu passo? - Pai de Beomgyu perguntou sorrindo trazendo uma bandeija com três copos de suco

ㅡ Vai querer brindar com a gente Tio? - Yeonjun disse brincalhão

ㅡ Me chame de tio denovo para você ver se eu não quebro essa sua fuça maquiada

ㅡ Ei! Eu nem passei nada hoje!

ㅡ Vocês dois só Deus na causa viu - A senhora Choi apareceu com um bolo nas mãos - Teremos visita hoje filho, uma visita especial

ㅡ Então eu tô zarpando vou ver meu cremoso - O azulado disse levantando com um sorriso no rosto - Pensa no que eu te falei Beom

ㅡ Esta bem, eu abro a porta para você - Beomgyu foi atrapalhado pelo som da campanhia

ㅡ Parece que eles chegaram! - Srt.Choi se pronunciou - Vamos eu abro a porta!

ㅡ Tchau para vocês - Yeonjun disse logo depois  que olhou para porta vendo a família Kang a sua frente

Yeonjun acenou com a cabeça em sinal de respeito e fuzilou o pequeno Taehyun com o olhar

ㅡ Ah que saudade Daehyun! - Gil Sol falou abraçando a mulher em sua frente - Vamos entrem

ㅡ Gil você está ainda mais bonita!O que anda tomando? - A mãe da família Kang disse depois de retirar os sapatos e colocar chinelos fornecidos pela Gil sol

ㅡ Uah, Taehyun você já está enorme! Cresceu bem em meleque! - Kiuan disse dando tapinhas no ombro do primeiro citado

O reencontro, agora de uma forma formal,o s adultos se cumprimentando enquanto Beomgyu se preendeu no sorriso do pequeno Taehyunnie, Beomgyu agora podia ver o rosto do garoto em seus sonhos que na verdade sempre foram lembranças

Choi sorriu, onze anos depois ele viu o mesmo sorriso da despedida, só que agora o garoto não estava com os dentinhos tortos e com nenhuma janelinha, era um lindo sorriso, as bochechas ainda vermelhinhas, só que agora não era pelo frio, estavam vermelhas pelo longo período que os adolescentes estavam se olhando, Tae usava uma touca vermelha assim como no dia da partida, Beomgyu odiava isso,por que raios seu coração batia tão forte? O que diabos estava acontecendo?

ㅡ Ei diga para seu filho não tentar paquerar o meu pequeno pomgyu! - Kiuan disse a Song Gu depois de perceber os olhares dos dois adolecentes

Beongyu foi  retirado dos seus pensamentos pela voz do pai, segundos depois de processar isso reclamou um pequeno "Pai?" e voltou para o sofá

ㅡ Meu filho que está com o rosto todo vermelho! Foi o seu quem começou! - Os senhores riram e se abraçaram-Faz tempo hein?

ㅡ Você sumiu por onze anos desgraçado! - O senhor Choi disse mas foi repreendido pela esposa reclamando sobre as palavras de baixo calão

ㅡ Garotos subam,eu vou fazer um café,vão jogar vídeo game

ㅡ Tá bom mãe, foi um prazer revelos Sr e Srt Kang - Beomgyu disse pegando o pulso de Taehyun que por agora só tinha agradecido os elogios e nada mais havia dito

O loiro subiu as escadas abriu a porta do seu quarto sem dizer uma palavra, se jogou na cama mas ao lembrar da presença alheia se sentou na cama colocando as pernas em "índio" e agarrando sua almofada

ㅡ Por que fugiu? Na casa do Soobin Hyung?Está realmente decepcionado comigo?

ㅡSoobin hyung? Já o chama assim? Acho que perdi uma conversa bem legal

ㅡ Beomgyu está me tratando assim por qual motivo? Não nós vemos há onze anos,pode sem um pouco mais amigável?

ㅡ Você acha que eu vou tratar você como amigo sendo que eu nem sei quem é você?Você é um estranho Sr Kang

ㅡ Parece que você está falando com o meu pai,me chame só de Tae ou...Que tal Taehyunnie? É fofo né?

ㅡ Por que você continua falando informalmente? Eu sou mais velho que você!

ㅡ Beomgyu alguém já te disse que você é um porre? Nós conhecemos há quase quatorze anos! Deixe os honoríficos para lá

ㅡ Desculpe-me se eu sou educado Taehyunnie - Beomgyu disse debochando um pouco no "Taehyunnie"

ㅡ OKAY! Você ainda é teimoso! - Tae disse saindo da cadeira da escrivaninha, se sentando exatamente como Beomgyu só que de frente para o mesmo

ㅡ E você ainda é feio,não mudou nada

ㅡ Você nem lembra como eu era! Soobin Hyung me disse que você não se podia ver o  meu rosto nos sonhos, como pode ter certeza que eu era feio?

ㅡ Se você era eu não sei mas que você é eu tenho certeza!

ㅡ Hyung! O que custa ser amigável?

ㅡ Minha dignidade, bem se você não se importa eu vou fazer meu dever, se quiser já pode descer-O loiro disse estendendo a mão em direção a porta

ㅡ Hyung? Você me odeia?

ㅡ Eu odeio o Taehyun de doze anos atrás, nem sei quem é você

ㅡ Beomgyu, eu era uma criança ta legal? UMA CRIANÇA - Beomgyu teve toda atenção direcionada ao Kang após a voz do mesmo ter tido uma mudança de tom - Eu não tive escolha, você acha que eu queria deixar meu  único amigo? Você realmente acha isso?

ㅡ Não eu não-

ㅡ Então trate de voltar a ser aquele pequeno  garotinho com o sorriso mais lindo que eu já vi, tá legal? Sr Teimoso! - Os adolescentes não puderam esconder o rubor em suas bochechas ao final da frase - Você afirma que  não me conhece e eu já não te reconheço mais ursinho

ㅡ Okay já chega desse papo, vamos jogar alguma coisa

Os dois garotos passaram a tarde juntos, eles pareciam se entender agora, estavam se conhecendo outra vez

                           [...]

ㅡ Tae desce já estamos indo embora - Daehyun gritou da sala após se despedir dos pais de Beomgyu

Taehyun respondeu um "Já vou" enquanto retirava os farelos de salgadinho do corpo

ㅡ Eu já vou, nos vemos outra hora tá legal?

ㅡ Tá... Hm? Ah Tae, desculpa por ter sido meio grosso com você no começo

Taehyun não respondeu ao invés disso se declinou para perto de Choi e depositou um selinho ali

ㅡO que você-

ㅡ Seus lábios ainda são doces Hyung

Essa foi a última frase deixada pelo garoto que passou pela porta do quarto com um sorriso no rosto



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...