1. Spirit Fanfics >
  2. Your lipstick stain >
  3. "Sua mancha de batom vai me enlouquecer" final

História Your lipstick stain - Capítulo 5


Escrita por: Pequena_dama

Notas do Autor


Bem vindos ao último capítulo da fanfic!
Pensei em fazer uma longfic, mas este será um bom final, espero.

As músicas que aparecem são:
The one (Backstreet Boys) https://open.spotify.com/track/44kgtDJyAFv4Z01z7bIxco?si=c1ee81527ab2404a

Hey, Soul sister (Train) https://open.spotify.com/track/4HlFJV71xXKIGcU3kRyttv?si=f139bf7cf68241d0´

Tenha uma boa leitura, e obrigada por acompanharem esta história.

Capítulo 5 - "Sua mancha de batom vai me enlouquecer" final


Já haviam se passado três anos desde aquilo que Sakura disse em seu aniversário de quinze anos.

— Comportem-se! Nada de correr dentro do colégio! — Sakura gritou para alguns alunos mais novos.

— Eles vão te achar muito irritante assim — Sasuke deu uma risada. 

— S-sasuke? O que faz aqui? 

— Precisava conversar com vocês, onde o Naruto está? 

— Sakura-chan — O rapaz a chamou de longe.

— Ele está aqui — Sasuke deu uma risada. 

— O que faz aqui? — Naruto perguntou. 

— Vim desmarcar nosso encontro, não vou ter tempo de almoçar com vocês hoje no ichiruka ramen. 

— De novo? É a quarta vez seguida que estamos desmarcando nosso almoço! 

— Desculpa, Naruto. Preciso resolver alguns assuntos. 

— Quais assuntos? — Sakura perguntou curiosa. 

— Eu vou sair com a Karin hoje — disse sorridente. 

Aquilo poderia ter partido o coração dela em mil pedaços, mas a única coisa que Sakura fez foi dar um sorriso. 

— Q-que legal! Bom, só não vá chamá-la de irritante, assim você perde o coração da garota — Ela deu um sorriso amarelo. 

— Claro que não! Ela é a garota mais incrível que conheci! Impossível dizer que Karin é irritante. 

— S-sakura-chan? — Naruto entendia que a situação do coração da moça não era uma das melhores. 

— V-vamos torcer por você, Sasuke. Boa sorte no seu encontro hoje. 

Naruto entendia que Sakura não estava bem com aquela notícia, mas, ele conseguiu ver além, Naruto percebeu que ela não iria chorar pelo que aconteceu. 

— Sakura? Está tudo bem mesmo? 

— É um pouco difícil dizer, mesmo que eu não goste mais dele, sempre vai ter aquele pingo de esperança. 

Sim, aquela esperança de ser amada por alguém… 

— Bom, mesmo que doa, eu sei que superei — disse com a voz firme, queria passar certeza. Vamos, você precisa se arrumar, está esfriando. Hoje vamos almoçar juntos, não é?

— Claro! Podemos ir juntos para casa, minha mãe quer te mostrar o vestido que ela costurou para você. 

— Não me diga que ela terminou de bordar aquele lindo vestido branco...— Os olhos da moça brilhavam. 

— Terminou, e tem outra coisa que eu queria te falar.

— Diga. 

— Eu ia fazer esse pedido mais cedo, antes do Sasuke vir aqui, mas depois de tudo fiquei com medo de você não querer ir por não estar com vontade. 

— Fala logo! 

— Deseja ir em uma pequena festinha? 

— Oh, é mesmo? E quem mais vai na sua festinha? 

— Nós dois, o céu e as flores do meu jardim — Admitiu constrangido. 

— Adorarei ter o céu como nossa companhia — Ela sorriu, seu olhar meigo fez com que o rapaz desejasse ir ao céu. 

— B-bom, podemos ir agora? Quero chegar cedo e… — Ele mal conseguia conter a felicidade em seu rosto. 

— Vamos, preciso apenas pegar minha bolsa e guardar o resto. 

[...]

Ela estava ali, com um casaco e o rosto um pouco avermelhado por causa do frio. 

Já anoitecera, caía um pouco de neve no jardim de Naruto, mas dava para ver algumas plantas que sua mãe cuidava com bastante carinho. 

— S-sakura — Ele gaguejou, ela continuava tão bela quanto hoje mais cedo. 

— Demorei para me arrumar para sua festinha, mas está tudo muito bem arrumado. 

Tinha uma mesa no centro da garagem, algumas velas e um jantar simples. 

— S-sente-se — O rapaz puxou uma cadeira, tão cavalheiro e educado. 

— E então, o que pretende festejar? — Ela perguntou curiosa, provando o macarrão. 

— Ah, nada em especial. Hoje eu resolvi te dar um presente. 

— Eu também trouxe um, mas é a coisa mais simples do mundo. Tentei caprichar, não sei se deu muito certo. 

— Vamos entregar isso depois, primeiro jantamos e depois dançamos, ok? 

— Olha só, vamos até dançar? — Ela deixou uma risada ecoar, aquilo parecia ser tão acolhedor. 

Aqueles minutos juntos, tão belos e delicados, tão especiais… 

— Quer dizer que seus pais querem viajar para Nova York? Vai fazer o que dá vida lá se é horrível em inglês?

— Não sei, Saky — Naruto deu de ombros.— Vou ficar no Japão, parece que meus pais querem uma lua de mel. 

— Vamos, não fique amuado assim — Ela se levantou e colocou uma música no celular.— Senhor Naruto, aceita ser meu par? 

— Aceito sim — sorriu animado. 

Tocava “The one” dos Backstreet Boys, a banda que a rosada sempre gostou. 

— Você ama eles, não é? Ah, Saky, você será uma eterna garota — Naruto riu. 

— Sim, eu serei para sempre uma garota, serei sua garota. 

— Minha? 

— É, Naruto — Ela sorriu.— Eu percebi, mesmo que tenha demorado tanto tempo, que você é especial. 

— Não fale assim, eu acreditarei. 

— Pois acredite! Doeu hoje cedo quando o Naruto disse que iria sair com a Karin? Doeu porque ele nos deixou para ficar com ela, desmarcou outro encontro, como se eu fosse perder a amizade dele. Passei o dia pensando nisso, então cheguei a conclusão: Deixei de amá-lo, ou tudo que senti foi apenas uma paixão infantil. 

— Não precisa se apressar, vou estar aqui para você durante a eternidade.

Eu serei aquele

Que acabará com os seus lamentos

Eu serei a luz (eu serei a luz)

Quando você sentir que não existe lugar para onde ir

Eu serei aquele

Que irá abraçá-la e garantir que você ficará bem

Porque o meu medo se foi

E quero trazer você das trevas para a luz” 

The one (Backstreet Boys)

— Não vai me deixar, não é? — Ela perguntou, aproximando o rosto lentamente. 

— Não vou, querida. 

Naquele momento, o beijo que ela deu. 

Foi uma completa surpresa para Naruto, mas ele adorou. 

O gosto de cereja dos lábios dela se misturando ao dele, tudo estava como em um sonho. 

— Sua mancha de batom vai me enlouquecer, Saky. 

— Pois que enlouqueça, só espere eu poder dizer que te amo, ok? 

— Você é louca. 

— Nós somos loucos — Ela riu e o abraçou enquanto a música tocava. 

Naruto teria uma nova carta para escrever, sobre a mancha de batom no seu pescoço, sobre as palavras dela, sobre a dança. 

Talvez entregar as últimas cartas naquela noite como presente iria ser como o primeiro ciclo naquele romance, as próximas cartas seriam sobre o romance que surgiria. 

“O seu doce luar

O seu cheiro em cada sonho que eu tenho

Eu soube quando nós discordamos

Foi você quem eu decidi

Quem fazia o meu tipo

Ei, alma gêmea

Aquele não é o Mr. Mister

No rádio

O jeito como você se mexe

Não é justo, sabe

Hey, Soul sister (Train)

[...]

 

 



 


Notas Finais


Capítulo revisado, mas pode conter erros!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...