História Your look - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lily Collins, Logan Lerman
Personagens Lily Collins, Logan Lerman, Personagens Originais
Visualizações 28
Palavras 1.475
Terminada Não
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OINNN fofineos <3
Turubom ???
como o prometido aqui eu estou!
Obrigado a todos vcs que aqui chegaram ♥
Perdão qualquer erro de leitura U.U
E boa leitura ! *-*

Capítulo 31 - Capítulo 31


POV.Lily 

Suspirei pesadamente enquanto me jogava em um dos vários bancos de madeira espalhados pelo pátio, se ficar apenas um turno na escola já era cansativo quem dirá ficar dois.

Olhei em volta percebendo um fluxo menor de alunos pelo local , boa parte já ia para suas casas , já outros assim como eu , ficavam para cumprir algum turno, penalidade ou para realizar trabalhos.

Descansei a cabeça sobre o suporte do banco sentindo todo o meu corpo pedir por uma cama e um maravilhoso banho, sem citar meu estômago , que começava a dar os primeiros sinais de fome. 

Talvez ter descartado o quesito almoçar, não tenha sido uma boa idéia.

Alcancei a bolsa e catei uma maçã , destilando sobre ela uma mordida e encontrando satisfação diante disso. 

Mas logo o momento de degustação foi interrompido pelo soar ritmado do meu celular que tocava uma melodia qualquer. O peguei e olhei rapidamente no visor quem ligava, ato esse, que quase fez meus olhos saltarem das órbitas.

- Alô ? Mãe ? - Atendi em sobressalto.

- O que aconteceu Lily ?! Porque você ainda não chegou? Aconteceu alguma coisa ? Você está...

- Calma mãe ! Eu estou bem. Respira. - Falei tentando acalma-la. 

- Graças a Deus - Ela falou suspirando de alívio , mas, logo se recuperando - Onde é que você se meteu? - Ela falou inquisidora.

- Eu estou na escola, tenho um trabalho para fazer. Desculpe eu não ter ligado, acabei esquecendo - Falei automaticamente coçando a nuca.

- Depois eu morro e ninguém sabe o motivo. - Ela falou bufando - Da próxima vez não esqueça de ligar .

Revirei os olhos rindo do seu drama.

- Certo, eu vou ter que cumprir alguns horários durante a semana por conta das faltas - Falei antes que eu esquecesse. - Então já sabe, vou demorar mais pra chegar em casa. 

- Hum ,Tá certo - Ela falou soando pensativa - Se alimente direito e tenha cuidado, não quero você em maus lençóis mocinha - Ela falou do outro lado da linha.

Para outras pessoas, isso era uma chatice , mas para mim era algo totalmente novo , algo que me fez sorrir instantaneamente.

- Tá certo Mãe - Falei com um sorriso - Vou desligar. 

-  Certo - Ela falou em um suspiro - Tchau filha, Te amo . - Ela falou com ternura.

- Tchau mãe , também te amo - Falei sentindo minha garganta ser comprimida pela eminente vontade de chorar.

Finalizei a chamada e inspirei profundamente, meus olhos ardiam e a vontade de chorar era nítida, mas diferente de todas as outras vezes , dessa vez não era de tristeza , mágoa ou raiva. Era de felicidade.

Felicidade por me sentir amada novamente depois de tantos anos.

***

Mesmo que com certa relutância , espalmei minhas mãos sobre a porta em madeira e a empurrei , ela era enorme e rígida , e realizar tal ato fez um ranger sair dela , ecoando pela imensa biblioteca antes imersa em total silêncio.

Um pouco nervosa , inspirei profundamente e segurei os livros contra mim com força, me adiantando a entrar no local , passando por estantes repletas de livros empoeirados , enquanto o soar dos meus passos era o único som audível.

A cada passo eu sentia mais e mais o meu estômago se contrair de nervoso, parecia que eu tinha engolido pedras de gelo e elas estavam tentando se alojar em meu estômago.

Ao chegar na parte central do local, me deparei com uma mesa redonda em tonalidade cinza, acompanhada de poltronas na cor preta.

Olhando para os lados me certifiquei de que não havia ninguém, depositei meus pertences sobre a mesa e me acomodei em uma das poltronas.

O medo eminente de Maxswell aparecer das sombras sorrateiramente me atordoava , mas eu não podia me prender ao medo, eu tinha coisas mais importantes para fazer, como por exemplo um trabalho para um professor rabugento.

Abri meu caderno e comecei analisar o tema e as fontes que eu tinha, por se tratar de histórias famosas eu já tinha certo conhecimento do assunto.

Peguei minha caneta e comecei a detalhar a história em meu ponto de vista, analisando todo o enredo da famosa obra de William Shakespeare , à saber,  Romeu e Julieta.

Não era uma das minhas preferidas , mas o tão pouco tempo me deixou sem alternativas, a história em si era perfeita, mas o final era cortante.

Não é como se o meu não fosse trágico também.

- Pensando em mim , Lily ? - A voz de Maxswell soou ao meu ouvido, fazendo meus pêlos se arrepiarem e causando um congelamento interno em mim.

Situações como essa já haviam acontecido comigo inúmeras vezes , mas sempre pareciam a primeira vez. 

- Logan comeu sua língua? - Ele falou sarcástico ainda próximo a mim, fazendo seu hálito de menta se espalhar e eu despertar da bolha de susto que eu me encontrava. 

- Saia de perto de mim. - Falei tentando controlar o nervosismo quase palpável.

Mas de nada adiantou.

Ele encaixou seu rosto na curvatura do meu pescoço e inspirou, fazendo todos os meus músculos ficarem tensos.

- Seu pai pode ter errado em alguns aspectos , mas pelo menos fez o trabalho direito e relação a você - Ele falou insinuante, fazendo seu hálito quente arrepiar minha pele ao mesmo tempo que suas palavras fizeram meu sangue borbulhar de raiva.

- Você é um babaca ! - Falei o empurrando para longe de mim .

Seu perfume amadeirado estava preso em mim e a única coisa que eu conseguia sentir era nojo.

Mas o que me deu mais raiva foi o fato dele começar a rir.

- Chega a ser engraçado sua mudança de estado , basta mencionar o nome do seu pai que você vira uma fera - Ele falou rindo de forma nojenta aos meus olhos.

- Eu digo que o mesmo acontece com você - Falei atraindo sua atenção -Deve ser ruim estar a baixo de Logan , não é mesmo? - Falei dando uma risada ao perceber que eu havia acertado o ponto fraco dele. 

- Não se meta - Ele falou seco.

Talvez fosse loucura, mas as palavras fluíram e saíram totalmente do meu controle.

- Eu me meto sim ! Afinal , você também não se mete na minha vida ? - Falei soltando todas as rédeas.

- Do que você está...

- Não se faça de desentendido ! Você sabe muito bem do que eu estou falando seu idiota ! - Falei com os olhos banhados de lágrimas. 

- Lily , as coisas não são bem assim .... - Ele falou sem resquícios de sarcasmo na voz pela primeira vez, logo se aproximando de mim.

Ele ficou na minha frente e segurou firmemente minhas mãos , fazendo com que eu tentasse retroceder.

- Sim , elas são - Falei segurando as lágrimas e tentando me desvencilhar de suas mãos - Se você não quer piorar ainda mais minha situação se afasta de mim , some - Falei com um fio de voz. - Eu já passei pelas piores coisas possíveis Maxswell , e tenho certeza que você não sabe - Falei com a voz trêmula . - Então , para , para com ....

Minhas palavras sumiram completamente quando eu senti os braços de Maxswell me pegarem de surpresa me trazendo para um abraço reconfortante, eu fiquei sem ação, perplexa.

- Às vezes somos obrigados a fazer o que não queremos, Lily. - Ele falou em um suspiro.

- Mas o que...

- Eu também tenho os meus problemas, Lily , e a única forma de resolve-los foi dessa forma , a única forma de proteger a Kathy - Ele falou em sussurro - Eu sei que talvez você não acredite em mim , mas de verdade, eu estou sendo sincero com você.

Eu não tinha palavras , estava desarmada.

- Sei que as vezes pego pesado com você , mas não é só você que é vigiada. Eu não espero que você me compreenda , mas mesmo assim , peço que me perdoe - Ele falou ainda em um tom baixo. - No início eu não ligava, apenas fazia o que me mandavam , mas apenas observando percebi que você não merecia isso. Você não merece morrer. E talvez só por isso quis te chamar aqui hoje.

Engoli em seco as lágrimas e fechei os olhos com força.

- Nós vamos encontrar um jeito - Ele falou ainda com a voz sussurrada.

Apenas o abracei de volta e permiti que as lágrimas corressem livres pelo meu rosto.

E apesar de ainda não estar confiante quanto a ele e a sua possível ajuda, eu não sai de seus braços. Apesar de não acreditar que a ajuda viria dele .

Mas a vida tem dessas coisas , tem essas surpresas.

E ao meu ver , mesmo sendo muito diferentes , e vivendo em mundos diferentes , estávamos em um mesmo barco.

Então ali ficamos, cada um compartilhando de sua própria dor interior.

Tentando encontrar uma solução para seus próprios destinos.












Notas Finais


Então galerinha , o que vcs acharam ? Cometem suas opiniões ^^
Maxswell deixou de ser vilão ? Será que ele fala a verdade?
Se sim , quem será Kathy ?
Serão eles uma dupla imbatível ? * mds kjkkk *
Deixem suas teorias ♥
Obrigado a vc que leu ♥
Até mais ^^
Bjss de pudim com chocolate *3*
E tiausss *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...