1. Spirit Fanfics >
  2. You're are my Nightmare - Imagine Todoroki >
  3. A chama da dúvida

História You're are my Nightmare - Imagine Todoroki - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - A chama da dúvida


Anteriormente...

Vou em busca da minha sala, 1-A, ao entrar na mesma vejo ninguém, apenas um aluno

O garoto acorda, ao encarar os seus olhos, trazia uma nostalgia, acabo ouvindo passos da porta, me sento na ultima carteira, logo vários alunos entram na sala

Logo sinto um cheiro forte e explosivo, era o cheiro do Bakugou, e outro, doce e inocente, o cheiro do Midoriya, o trio vai ser como antes...

Aizawa entra na sala e diz q deveriamos nos apresentar, chega na minha vez, deixo o meu rabo e orelhas a mostra fazendo alguns fiquem admirados

S/N: É um prazer conhecer todos vcs, meu nome é Nakamura S/N - Viro o meu olhar para Bakugou e Midoriya

Katsuki & Izuku: S/A-chan???

S/N: Surpresaaa

Agora...

Os dois ficam surpresos e paralisados depois q eu falei o meu nome, acho q eles não esperavam a surpresa de nós nos encontrarmos aqui na sala da U.A, até pq qnd eramos pequenos, antes de ir embora, tinhamos prometido entre nós 3 q iriamos entrar na U.A. juntos e ficariamos na mesma sala... Só não esperava q essa sorte seria tão grande pra nós

Antes q eu pudesse falar algo, Midoriya começa a chorar e os dois correm até mim me abraçando forte, eu entendo q o Midoriya faça isso, mas eu confesso q eu n esperava desse ato do Bakugou. Os dois choravam em meu ombro, Midoriya n ligava e chorava alto, já Katsuki chorava em silencio tentando esconder o rosto pra q ngm visse ele chorando, pelo visto o orgulho dele nunca deixou de existir, rtb o abraço do dois abanando o meu rabo de um lado pro outro sorrindo fazendo carinho neles pra q eles podessem se acalmar. Logo Aizawa mandou nós 3 nos sentarmos e decidimos obedecer o mesmo, logo os meninos se acalmam e a aula começa

O dia foi passando e o treinamento foi intenso pro primeiro dia, mas foi bom pois ai eu pude analisar a individualidade dos meus colegas e poder treinar o controle do meu poder, mas algo q me incomodava era o bicolor q tinha se apresentado como Shoto Todoroki, seu nome é familiar pra mim mas o que mais me chamou a minha atenção foi a sua individualidade de gelo, por algum motivo, me sentia triste qnd via o garoto usar o seu lado direito, mas eu n queria parecer uma estranha e ir abraçar ele do nada, ent eu preferi ficar quieta

Mina: Vc é a S/N não é - Me viro ao ver a garota rosada do meu lado - Sou Mina Ashido, é um prazer te conhecer, vc é próxima do Bakugou e do Midoriya?

S/N: Sim sim, somos melhores amigos desde q eramos pequenos, mas eu tive q me mudar qnd pequena, eai agr finalmente nos encontramos, pq pergunta?

Mina: Curiosidade, eles pareceram bem emocionados qnd vc se apresentou lá na sala e ent eu fiquei curiosa de saber mais ssobre vcs, sabe, eu tava pensando em chamar algumas pessoas pra podermos tomar um sorvete depois da aula, topa ir junto com a gente?

S/N: Ah, obrigada pelo o convite, mas acho q eu vou deixar pra próxima, eu pretendo estudar e fazer a lição de casa na biblioteca dps da aula - Digo sorrindo olhando ela e Mina faz um bico -

Mina Ehhh pelo visto vc é uma garota bem estudiosa, bem se vc quiser mudar de ideia pode falar cmg qnd quiser, te vejo mais tarde S/N!! - Ela acena pra mim e eu aceno de volta vendo a rosada se afastar de mim indo treinar - 

Me alongo ali me preparando para mais um teste doido do Aizawa até conseguir ouvir alguns murmuros estranhos, poderia até pensar q era Midoriya pensando em algo, mas a sua voz era diferente, me viro e atras de mim tinha um garoto baixinho com cabelos roxos com formato de bolinhas e ele estava se aproximando de mim com uma cara estranha, se eu n me engano, o nome dele é Mineta

S/N: Ah... Posso te ajudar em alguma coisa Mineta? - Me viro de frente pra ele e ele n responde apenas pula pra cima de mim afundando o seu rosto em meus seios -

Mineta: Eu to no paraiso~ - Ele diz com o rosto corado e sorrindo estranho afundando cada vez seu rosto no meu peito -

Coro violentamente ao ver o ato do menor e pego o cabelo dele com força e tiro ele de mim e olho ele com um sorriso psicótico pro mesmo 

S/N: Mi-ne-ta... Eu acho melhor vc não fazer isso dnv com qualquer menina, ou ent eu te garanto q eu te deixarei traumatizado de tanto soco q eu for te dar entendeu? - Digo com o sorriso deixando as minhas presas e garras a mostrar e o menos fica assustado começando a tremer ali - 

Solto o Mineta vendo o mesmo correr com medo e suspiro fundo me acalmando, estava bom demais pra ser verdade, agr eu descobri q eu vou ter q conviver com um tarado na minha sala, q sorte grande a minha hein....

Qnd eu ia sair para tomar uma água, acabo me sentindo observada, procurando de onde vinha essa sensação, vejo Todoroki me encarando com a expressão fria e indiferente dele como sempre, mas por algum motivo, acabo sentindo o meu coração dar um pulo e o meu rosto ficar vermelho, me pergunto o pq eu me sentia assim toda vez q eu o pegava me encarando. Depois de ver a minha reação, o bicolor sai dali, mas eu pude ter a sensação de ter visto um sorriso pequeno nele qnd ele tinha saido, sinceramente pq eu me sinto tão estranha desse jeito hein? Aff n importa, preciso voltar pra sala e dps ir pra biblioteca. 

Enquanto eu caminhava em direção pra minha sala, ouço alguém me chamar e me viro vendo All Might vir em minha direção, tinha esquecido q agr ele tinha sido contratado como professor aqui do colégio

All Might: Olá jovem S/N, eu estava vendo a sua turma no treinamento hoje e pelo visto vc está muito bem dps do acidaente, fico aliviado, estava bem preocupado com vc, vc por acaso viu o Midoiya shounem? (Jovem Midoriya)

S/N: Uhm... Pra ser sincera eu n o vi depois do treinamento, provavelmente ele deve ta na enfermaria com a Recorvery Girl cuidando do dedo dele, ele acabou exagerando no treino e quebrou o dedo dele

O héroi acena pra mim em forma de agradecimento e eu me viro pra poder ir embora, mas logo sinto a mão pesada do mais velho em meu ombro e o olho 

S/N: Posso ajudar em mais alguma coisa All Might?

All Might: Queria conversar com vc um pouco, é sobre mais sobre a sua individualidade jovem, pode vir comigo por favor?

Hesito um pouco sobre o pedido do herói mas acabo aceitando, o sigo para a sala dos professores e ele se senta em um dos sofás e eu me sento na frente dele

All Might: Jovem, vc poderia me falar mais sobre a sua individualidade? Soube pelo o seu histórico escolar q vc pode controlar livremente o fogo não é?

S/N: Mais ou menos isso, digamos q a minha individualidade faz com q eu seja considerada como "lobisomem" por muitas pessoas, posso controlar as minhas presas e garras assim como a aparição do meu rabo e orelhas, e por ordem da natureza, ela me deu o dom de poder controlar o fogo como eu bem entender, reza a lenda na minha familia q nós podemos controlar somente 1 coisa independente de qual seja o poder do seu ascendente, e q são escolha dos nossos antepassados. 

All Might: Entendi... Bom, como vc disse q a sua individualidade era para todos os integrantes da sua família, qual é a individualidade específica da sua mãe? 

Hesito um pouco de responder a resposta do mais velho por ser estranha mas logo respondo - S/N: Bem, pelo oq eu me lembre o poder da minha mãe é o controle da mente, porém ela é melhor para fazer as pessoas esquecerem eternamente de algumas lembranças, só podem voltar qnd algo der gatilho na memória, pq pergunta?

All Might: Ahh não é nada, é apenas curiosidade minha, como a individualidade da sua família já é de "nascença" eu queria saber mais sobre isso - O mesmo diz com o sorriso largo dele e ele se levanta - Bem eu peço desculpas por ter pegado o seu tempo jovem S/N, pode voltar as suas atividades 

S/N: Certo, com licença - Me levanto do sofá e saio da sala dos professores indo em direção a sala de aula, mas tenho um sentimento meio ruim depois dessa conversa de All Might, ele parecia nostalgico e curioso até demais qnd perguntou da minha mãe, ou talvez isso tudo seja coisa da minha cabeça - 

Chego na minha sala e vejo poucos alunos ali, alguns já tinham ido embora pras suas casas, outros resolveram ficar como Momo, Todoroki, Hagakure, e eu na sala, mas acabo sentindo algo abraçar o meu pescoço por trás

Izuku: S/A-channn - Ele me abraça com o sorriso fofo dele q faz qualquer coração ficar quentinho (ele é tão precioso gnt ;-;) -

Katsuki: Oe oe oe deku, deixa ela ou vc vai matar ela com o seu abraço de novo - O mesmo diz com um tom bravo de sempre - 

S/N: Ora n seja timido Bakugo, vem me dar um abraço - O puxo pra perto de mim e fazendo o mesmo abraçar nós dois e rio vendo o rosto do loiro corado - 

Logo sinto um toque no meu ombro e me viro vendo todoroki 

Shoto: Oi, podemos conversar lá fora?

Continua...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...