História You're My Light - Jungkook - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 65
Palavras 2.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii❤
Quem é a garota mais pontual?! Isso mesmo, euzinha😊

Vem muita coisa por aí, hein?😆
Espero que gostem♡
Até as notas finais...💜

Capítulo 4 - Jungkook Oppa!


Fanfic / Fanfiction You're My Light - Jungkook - Capítulo 4 - Jungkook Oppa!

《20:51 - Casa dos Park's》

-Você quer ser a minha inspiração?...

《11 horas antes...》

Hoje é o dia. Hoje é o dia que eu vou sair com o Jungkook. Não consegui dormir a noite toda pensando nisso. É a primeira vez desde de o primeiro ano na faculdade que eu aceito sair com alguém. Mas eu nunca me senti como eu estou agora. Ansiosa, nervosa, com medo de fazer algo errado. É algo novo pra mim.

É exatamente 9:27 da amanhã, me encontro no quarto deitada na cama brincando com os meus dedos, olhando o teto. Cada vez que eu penso sobre hoje a noite me da um frio na barriga.

Despertei dos meus pensamentos quando senti minha barriga roncar. Não queria levantar, mas precisava. Desci e fui em direção a cozinha. Fico surpresa ao ver a mesa cheia de comidas gostosas. É um café da manhã perfeito.

Vejo também Jimin terminando de preparar um suco. Ele está só com um calção deixando seu peitoral a mostra. "Porra, meu irmão é muito lindo..." penso. Seu cabelo está todo bagunçado e está usando um avental para não se sujar.

Ele acaba por se assustar quando me vê parada o olhando.

-Tá há muito tempo aí? - me pergunta mas ainda no meu transe eu não respondo nada. - OOOI - finalmente o olhei.

-Ah, é... eu tava...

-Sei, tava me secando. - O olho incrédula. Que audácia! - Meu corpo é lindo, eu sou lindo, eu sei.

-Mais convencido que você, só você mesmo.

-Não, mais convencido que eu, só o Jin mesmo.

Paro um instante pra tentar me lembrar quem é Jin no jogo do bicho. Eu conheço?... Ah, sim, sim. Lembrei! Ri de mim mesma.

-Você não vai pra escola hoje? - perguntei.

-Não, tô com muita dor de cabeça - fez uma careta ao se lembrar da dor. - Senta aqui. - ele segura no meu ombro me levando até a mesa farta.

Tem muita coisa, Senhor. Tem certeza que isso é só pra gente? Digo a mim mesma.

Ele senta à minha frente, me olha e começa...

-Olha, eu queria me desculpar pelo que fiz. Eu fui um completo idiota em falar aquelas coisa pra você. Não somos mais crianças e eu agi como uma. - Ele Coça os olhos, acho que quer chorar. Jimin, por favor, não chora. - Você me perdoa?

-Jimin, a culpa não é só sua, eu também agi de forma errada e peço perdão também. Eu não devia ter insistido naquele assunto. Prometo não tocar mais nele. Você me perdoa?

-Eu perguntei primeiro. - sorriu e eu fiz o mesmo logo assentindo.

-Sim, eu perdôo! - vejo um sorriso sincero se formar em seu rosto.

-Também te perdôo. E a propósito, você estava certa. Eu gosto sim da Amélia, gosto muito. - minha boca formou um "O" perfeito. Não acredito que tô ouvindo isso

-Aí meu Deus, eu sabia, sabia, sabia! - pulei de alegria enquanto ele ria de mim. - Que fofo, Jimin tá apaixonadooo - cantarolei - por que não me contou isso antes?

-Eu não queria alimentar os meus sentimentos. Não sei se ela gosta de mim. - falou cabisbaixo.

-Entendo. Mas isso eu resolvo. - sorri

-O que quer dizer com isso? - perguntou assustado.

-Relaxa. Deixa comigo. - digo convencida e começo a comer deixando um Jimin confuso.

[...]

Sentada no sofá da sala estou vidrada na tela da tevê assistindo um novo dorama que já passou a ser meu favorito "Love Alarm". Tô amando.

Hwang Sun-oh (pra quem não sabe Sun-oh é o ator de Love Alarm) é ousado. Muito bonito, assim como o jungkook. O JUNGKOOK... Nosso encontro, meu Deus. Não consigo parar de pensar nisso, tudo me lembra isso. Para Park Jéssica. Você tem que parar de pensar tanto.

Ouço um som vindo do banheiro do quarto do Jimin, ele tá.... meu Deus! Corro até seu quarto e vejo meu irmão de joelhos no chão do banheiro vomitando no vaso. Ele não tá bem. Pego um copo com água e dou ao mesmo.

-Está melhor? - Acaricio sua costa e ele balança a cabeça em negação. - vou fazer um chá pra você, vem. - levanto e o levo até a cama pedindo que me esperasse.

Entro no quarto novamente, agora com uma xícara de chá nas mãos, e vejo mais uma vez Jimin colocando toda a sua comida fora, até a água que agora pouco lhe dei.

-Jimin, preciso te levar ao médico.

-Não, não quero ir. - Ele nunca gostou de hospitais, isso é fato.

-Mas precisamos saber o que você tem. - por mais que ele não goste, é necessário.

-Não, por favor, dongsaeng, por favor. Eu vou melhorar. Vou tomar o seu chá e vou melhorar. - suplicou

Aish!

-Tudo bem. Mas se não houver uma melhora, já sabe. - aviso

Ele assentiu tomou seu chá e se deitou na cama. Me deitei ao seu lado e ele começou a brincar com os meus cabelos. Logo dormiu.

Quem será?! Perguntei mentalmente quando ouvir a companhia tocar. Me levanto devagar para não acordar o Jimin. Desço as escadas e caminho até a porta abrindo a mesma. É Jungkook.

-Oii - sorrio animada. -Entra. - dei espaço.

-Oi, como está? - sorriu mostrando seus dentes perfeitos.

-Bem e você? - sento-me no sofá.

-Bem também. Vim pra combinar o horário de hoje a noite, não combinamos porque o hyung nos atrapalhou. - Jungkook

-Verdade não combinamos. É... Jungkook, o que acha de vir assistir o filme aqui?

-Tudo bem, mas por quê? - perguntou confuso.

-Jimin. Ele tá doente e eu não queria deixá-lo sozinho, prefiro estar aqui caso algo aconteça - explico

-Entendo. O que ele tem? - Jungkook

-Acho que é enxaqueca. Ele não foi pra escola porque tava com dor de cabeça e depois começou a vomitar - ele ficou preocupado

-Posso subir pra ver ele?

-Claro! Mas ele tá dormindo.

-Prometo que não vou acordar ele - sorriu pra mim. Aquele sorriso...

Fui lavar a xícara do Jimin enquanto Jungkook não voltava. Fiquei pensando no meu convite pro Jungkook. Eu chamei ele pra vir assistir filme aqui em casa kkkkkk Meu Deus. Se o Jimin melhorar ele me mata.

-Preciso ir - jungkook disse enquanto descia as escadas. - , mas eu volto um pouco mais cedo pra te ajudar em qualquer coisa com o hyung.

-Agradeço! - sorriu simpática.

Fico observando Jungkook ir embora. Meu coração acelerou ainda mais ao lembrar que falta pouco tempo para ele voltar aqui e a gente finalmente ter o nosso "encontro".

Coloco mais um episódio de Love Alarm pra me distrair enquanto jungkook não chega. 4 episódios depois, vejo pela janela um carro preto parar aqui em frete. Logo depois vi jungkook sair do mesmo. Corro para abrir a porta tendo uma visão melhor dele em minha frete. Ele traja uma camisa laranja de mangas longas, uma calça preta e um tênis branco.

Fico desnorteada com tal proximação. Ele chega muito perto e me surpreende com um beijo... no rosto. Foi um beijo no rosto. Calma! Por que minhas pernas estão bambas? Preciso sentar antes que eu caia na frente dele.

-É... - tento manter a calma em mim mesma. - Eu vou tomar um banho rápido. Se incomoda de fazer pipoca pra gente?

-Não,  pode deixar. - assentiu e se levantou indo pra cozinha enquanto vou pro quarto. 

Tomo um banho, como prometi, rápido, e ponho um moletom preto, como o nome "Supreme" vermelho, e um short amarelo. Fico de pantufas, não tô afim de colocar tênis, tô em casa mesmo. Aplico uma maquiagem simples. Pego dois edredons algumas almofadas e desço. 

Bati na parede por mal estar vendo algo, pois os travesseiros estavam tapando a minha visão. Jungkook correu em minha direção quando me viu quase caído quando tropecei no edredom. Ele conseguiu chegar à tempo de me segurar. Fiquei paralisada por estar tão perto dele assim. 

-Você está bem? - ele quebrou o silêncio.

- S-Sim, obrigada! - falo ainda desnorteada, meu coração a mil.

Ele pega as coisas de minhas mãos e leva pro sofá sentando logo depois. Em cima da mesinha central tem um balde de pipoca com um cheiro maravilhoso que exala por toda a casa, uma garrafa de Coca-Cola e alguns doces, que provavelmente ele quem trouxe.

Colocamos um filme qualquer e começamos a "assistir". Talvez ele esteja assistindo, eu não consigo prestar atenção em nada do que se passa no filme meu pensamento está nele, no Jungkook.

-Tá pensando em quê? - ele me olha sorrindo.

- Eu?! É... Nada! - minto. Não podia dizer "tô pensando em você, Jungkook" - Não tô pensando em nada.

-Hum... esse filme tá chato, né? 

-Sim - confessei

- Também tô achando. - me fitou por um tempo - Vamos conversar então. Jimin hyung disse que você foi morar no Brasil, é verdade?

-Sim, sim. Fui por causa da faculdade.

-E você fez faculdade de que? - perguntou curioso.

Ele prestava total atenção, parecia uma criança ouvindo histórias. Tão concentrado em cada palavra.

-Letras. E você?

-Psicologia. - Jungkook - Meu pai é dono de uma clínica e eu trabalho lá.

-Uau, que legal! - sorri animada.

Conversamos sobre várias coisas. Descobri que Jungkook morava em Busan e veio pra Seul pra assumir os negócios do pai. Ele tem um irmão, mas mora em Busan com seus pais. Jungkook mora sozinho em Seul.

Aprendeu a tocar violão aos 15 anos e hoje é o melhor, diz ele kkkk. Seu sonho é viajar para o Brasil...

-Jungkook Oppa! - corei ao perceber o que tinha dito e ele riu de mim. - D-Desculpa, eu...

-Tudo bem, pode chamar.

QUÊ???? Ele me deixou o chamar de oppa?! O minha nossa...

-Eu... Queria ouvir aquela música de novo - pedi um pouco mais calma.

Ele assentiu e pegou o violão que fica ao lado do sofá. Logo começou a tocar a mesma melodia de outrora.

-Ficaria mais bonita ainda se tivesse letra. - digo 

-Já disse, preciso de uma inspiração. - Jungkook 

-Posso ser a sua inspiração. - Não acredito que falei isso. Mil vezes droga!

-Você quer ser a minha inspiração? - assenti e ele sorriu satisfeito. - Tudo bem, vou tentar fazer uma e quando estiver pronta eu mostro pra você. - assenti novamente.

Ficamos calados. Não que tivesse morrido o assunto, mas sabíamos que precisávamos daquele silêncio. Necessitávamos.

Jungkook me fitava como se eu fosse a última coisa que ele veria na vida. Ficávamos intercalando em olhar nos olhos e nos lábios um do outro.

Ele se aproxima. Cada centímetro a menos é cada batida do meu coração. Ele tá descompassado, meu coração samba dentro do meu peito e eu sinto as famosas borboletas fazendo uma festa na minha barriga.

Vejo ele umedecer os lábios e é aí que eu tenho a certeza de que isso vai realmente acontecer.

Porém...

Nos separamos rápido quando ouvimos a campainha. Nos olhamos e eu levantei para abrir a porta totalmente nervosa. 

-Oiii

-Oi, Tae?! - perguntei surpresa. O que ele veio fazer aqui?

-Tae? - Jungkook não tava diferente de mim .

-Jungkook? O que tá fazendo aqui? - Tae

-Eu que pergunto o que tá fazendo aqui? - é, o que tá fazendo aqui?

-Eu... eu vim chamar o Jimin pra gente sair. - por que ele tá nervoso? - e você? 

-Jimin tá doente, vim ajudar a Jéssica a cuidar dele. -  de fato, mentir é um hábito dele. - Hyung, já ta meio tarde pra sair, não acha não?

-Sim, um pouco, mas não queria ficar em casa sem fazer nada. Não tá meio tarde pra você estar aqui? - vi Jungkook ficar mais nervoso ainda. Acho que ele não sabe o que dizer.

-Sim, tá tarde. - tomei a frente. - Então acho melhor vocês dois irem embora. - Jungkook me olha como se disse um "Como assim?" - Jungkook, me ajuda com a louça antes de ir? - ele assente e vai logo pra cozinha - Até mais, Tae!

-Até! - Tae vai em direção ao seu carro e adentra o mesmo logo indo embora.

Jungkook volta da cozinha confuso e me olha.

-Não tem louça suja. - diz e eu ri.

-Não, não tem. - gargalhei - mas tá realmente tarde. Você precisa ir.

-Tudo bem - pegou os seus pertences e nos dirigimos novamente até a porta. - Cuida bem do Jimin hyung. - sorriu - Boa noite!

Antes de se virar ele se aproximou deixando um selar no canto de minha boca. Olhou profundamente nos meu olhos e saiu me deixando totalmente paralisada. Acho que ele sente prazer em me deixar assim. Por que ele faz isso comigo?

Juro que se não tivesse essa porta pra me segurar eu teria caído nesse chão que nem uma gelatina. 

Meu Deus, e se o Tae não tivesse nos atrapalhado??... 


Notas Finais


E aí, gostaram? Espero que sim, hein😉
Foi quase... poxa, Tae!

Bom, como perceberam, eu vou ficar postando capítulo novo todo dia, meia noite (00:00) . NÃO DURMAM SEM LER OS CAPÍTULOOOOOOS!!!💜

Beijuuu😚💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...