História You're My Light - Jungkook - Capítulo 50


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 63
Palavras 1.443
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiii♡
Aqui estou eu com mais um capítulo pra vocês.
Espero que gostem, hein😆
Boa leitura!

Capítulo 50 - "Nossas namoradas..."


Fanfic / Fanfiction You're My Light - Jungkook - Capítulo 50 - "Nossas namoradas..."


Jungkook dormiu comigo aquela noite, eu dormi rápido, pois o cansaço me invadiu, ele não estava diferente, dormiu um sono pesado, parecia que não tínhamos dormido há séculos.

Já se passaram alguns dias desde que aquilo aconteceu, desde que perdi um serzinho que habitava a minha barriga, desde que minha alegria foi embora. Eu já não tinha mais ânimo, um sorriso aparecia raramente em meu rosto. Os meninos faziam de tudo pra me alegrar, mas tudo o que conseguiam arrancar de mim eram poucas risadas que logo eram cessadas. 

Quando eu estava sozinha e perdida nos meus pensamentos acabava chorando e sempre Jimin ou Clara vinham me abraçar. Procurava não chorar na frente do Jungkook, ele também já tinha se apegado na criança que ele nem sequer conhecia ainda, e eu não queria vê-lo chorar.

Ainda me restavam um mês de licença da escola e eu não sabia o que fazer em tantos dias, tava parecendo uma eternidade. Acabei me assustando quando senti algo vibrando perto de minha intimidade. Calma, era só o meu celular... mensagens da Amélia.

《Amélia - on》

Oiii  [14:27]

Eiii  [14:27]

Me responde  [14:27]

Jéssicaaaaaaaa  [14:27]

Jéssicaaaaaaaa  [14:28]

OI, PRAGA!!!  [14:28]

Já disse que essa palavra é minha...  [14:29]

Tô nem aí...  [14:29]

Sim, o que foi?  [14:29]

A Clara tá aí?  [14:30]

Tá, por quê?  [14:30]

Ótimo! Tô indo aí com a Vick  [14:31]

Ok  [14:31]

《Amélia - of》

Resolvi tomar um banho para ficar um pouco mais aprensesntavel para as meninas. Os banhos eram sempre doloridos pra mim, pois eu costumava conversar com a minha pequena durante ele. Quando eu iria superar?

Não quis demorar muito, então cinco minutos depois eu já estava fora do banheiro, peguei e vesti uma roupa confortável de ficar em casa mesmo e fui até o quarto da Clara, a mesma não estava lá. Desci e logo a encontrei na cozinha, ela preparava duas jarras de suco e estava com fontes de ouvido. Assim que me viu se assustou, mas logo deu um sorriso.

As meninas te avisaram que viriam? – ela perguntou.

Sim, por isso fui tomar banho... – ela gargalhou e eu ri fraco. – Vai vir só a Amélia e a Vick? 

Thamy também vai vir.

Ah, beleza! – pensei um pouco e logo voltei a falar... – Devíamos fazer algo para comer? 

Não, elas estão trazendo, pode ficar tranquila. – no mesmo instante vi a porta abrir revelando a figura das três cheias de coisas nas mãos. Corri para ajudar, Vitória já tava cambaleando com tantas coisas nas mãos. 

Gente do Céu, pra que tudo isso? – tinha realmente muita coisa, por acaso os meninos também viriam?! 

Íamos comprar o necessário para fazer cachorro quente e macarrão frito, porque sabemos que você adora, mas a Amélia viu isso, isso e aquilo e acabou comprando o mercado inteiro... – Thamyla disse colocando algumas coisas em cima da mesa e já se jogando no sofá. 

Não exagera, praga!... – Amélia revirou os olhos. 

Ela não exagerou não... – gargalhei.

Começamos a fazer as comidas e depois de um tempo fomos assistir a um filme de terror que Vitória tinha escolhido, depois foi um de comédia, eu já tava me matando de rir. Se a intenção delas era fazer com que eu esquecesse do que aconteceu, estavam conseguindo, tava funcionando. 

Quando você e o Yoongi vão começar a namorar, hein? – perguntei vendo ela mandar uma mensagem pro mesmo. 

É, também quero saber... – Amélia falou pensativa e todas esperamos por uma resposta. 

Talvez quando ele me pedir...? – falou meio óbvia e acabei rindo. 

Vou ter que dar umas dicas pra ele... – Amélia disse e essa foi a vez da Vick revirar os olhos.

Thamy, como foi o pedido do Hobi pra você? – Clara perguntou – Você nunca nos contou... – E,  de fato, ela nunca tinha contado, tava animada pra saber. 

Ele enfrentou os meus pais e disse "Eu tô completamente apaixonado pela filha de vocês e quero que ela seja minha namorada..." – ela começou e logo continuou... – até eu fiquei surpresa e gritei um "QUÊ?!", aí ele fez o pedido pra mim, eu aceitei. Meus pais ficaram putos de raiva, mas eu não tava nem aí. – ela falou e eu sorri. Hobi era firme quando queria algo.

Gente, – Amélia se levantou ficando em nossa frente. – Venhamos e convenhamos que o meu pedido de namoro foi o mais top...

Ah, coitada... – me levantei ficando de frente pra ela. – O meu que foi... 

Gente, eu não posso falar nada sobre isso, até porque eu não fui pedida em namoro ainda, mas... – Vitória parou um tempo e deu um sorriso debochado antes de concluir... – O meu Yoongi é o mais lindo...

Você quer comparar com a beleza do Tae? – Clara perguntou e gargalhamos. 

No fundo, no fundo, todas sabiam que o meu era mais lindo, o meu Jungkook era mais lindo, mais fofo, mais tudo.


[Jungkook]

Hoje o movimento na clínica tava um pouco parado, resolvemos fechar mais cedo pois parecia que não vinha mais ninguém. 

Yoongi acabou comentando que as meninas estavam todas lá na casa da Jéssica, e que foi uma ideia para animá-la. Falei que ia lá pra ver minha princesa e Yoongi quis ir também. 

Namjoon permanecia calado, desde que Vitória contou toda a verdade dos seus sentimentos pra ele a indiferença com o Yoongi se tornou ainda maior. 

Ele tentava disfarçar que tava bem na frente do pessoal, mas se eu conheço bem o meu amigo sei que ele não está mesmo.

Nam foi pra casa e eu e Yoon fomos ver as meninas. Do lado de fora já se dava para ouvir a barulheira que elas faziam. Quando entramos vimos que elas brincavam de guerra de travesseiro no meio da sala. 

Era muito bom ver minha Jéssica brincando e se divertindo depois de tanto tempo, era muito bom mesmo. Sorri bobo com a cena e recebi uma cotovelada de Yoongi que me olhava rindo de minha cara.

O que vocês estão fazendo com a minha casa? – todos olhamos para trás e vimos Jimin parado na porta de olhos arregalados e sua expressão não era uma das melhores. 

Logo o Taehyung apareceu atrás dele e tomou um susto quando reparou no estrago que tava aquela sala. 

Wow, passou um furacão por aqui? – ele ironizou e eu ri.

Sim, um furacão chamado "nossas namoradas"... – respondi.

Jimin coçou a cabeca, tava indignado. Olhou para cada cantinho daquela sala e dramatizou um choro falso.

Jimin, meu amor, prometo que nós vamos arrumar tudo... – Amélia veio ao seu encontro e o abraçou tentando o tranquilizar. 

Você, mocinha, depois a gente conversa... – Jimin disse e eu acabei lembrando das punições, será que ele puni a Amélia também?!? Kskksks 

Bom, isso eu não preciso saber, mas... confesso que estou louco para punir a Jéssica pelas provocações que ela fazia quando estava grávida e eu não podia puni-la nesse tempo...

Vi Jéssica me olhar e talvez ela tenha pensado nas punições também, começamos a rir e os outros nos olharam sem entender nada e era melhor assim, eles não poderiam entender mesmo ksksks.

[...]

Só acho que você deveria parar de ser tão chato e cantar logo a música que fez pra mim...

Estava no quarto da Jéssica e discutíamos a quase meia hora porque ela queria que eu cantasse a música que fiz pra ela, o fato é que ela não entende que não chegou o dia certo ainda...

E eu só acho que você deveria entrar logo naquele banheiro para tomar o seu banho pra vir dormir... 

Sim, eu iria dormir na casa dela de novo. A casa dela já era a minha segunda casa bem antes de eu a conhcer, agora virou a minha primeira casa ksksksk 

Você é um chato! – ela falou antes de entrar no banheiro e fechar a porta com tamanha força.

UM CHATO QUE TE AMA, BABY! – gritei para que ela pudesse me ouvir.

Depois de alguns minutos a porta se abriu, mas antes dela sair ela perguntou..

E aquela música que você cantou no hospital pra mim? – eu só escutava a sua voz, a porta me impedia de vê-la.

Aquela música é do Justin – respondi e logo ouvi ela falar um "ah tá"

Vi ela sair do banheiro, ela vestia apenas uma lingerie preta, ela sabia que eu adorava quando ela vestia isso, sabia, e isso tudo era pra me provocar.

Quer que eu fique duro? – perguntei indignado já sentindo uma ereção se formando.

Talvez... – ela respondeu cínica me dando um sorriso de canto. 

Ela se aproximou e se deitou ao meu lado, estava me torturando. Tentei ao máximo não olhar pra ela, pois a minha vontade era de iniciar logo as punições, porém, ainda não podemos... Me contorci todo, eu já não tava mais aguentando....

Acho que vou ter que ir dormir no sofá...



Notas Finais


Coitadinho do kookie kkkkkkk
Essa Jéssica...
E aí, gostaram? Espero que sim, hein😆
Até o próximo capítulo.
Beijuuuu ❤💜❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...