1. Spirit Fanfics >
  2. You’re not my enemy- (Draco Malfoy) >
  3. The library

História You’re not my enemy- (Draco Malfoy) - Capítulo 105


Escrita por: bluemalfoyy

Notas do Autor


⚠️AVISO CAPÍTULO +16⚠️
Quem escolheu o personagem do Hot de hoje foram minhas leitoras no grupo do WhatsApp ah você não está lá ainda? Poxa que pena...entra ai

https://chat.whatsapp.com/CuYa1d3kmz43KlrjOemCbu


Como prometi a uma leitora a muito tempo atrás fiz uma cena de hot completo, então me valorizem

Capítulo 105 - The library


Fanfic / Fanfiction You’re not my enemy- (Draco Malfoy) - Capítulo 105 - The library

Anteriormente em you’re not my enemy....

 

— Hmm....um borrão em forma de sol com estrelas?- Pergunto olhando para ela e assim que ela pega minha caneca ela joga a caneca longe e eu logo abraço o Malfoy pois me assustei

 

— Santo Merlin....-Trelawney fala

 

— O-Oque foi?- Pergunto 

 

— Na sua caneca estava o....Cedric Diggory- Trelawney fala e eu franzo o cenho logo arregalando os olhos

 

Minha caneca preveu a....volta do Cedric Diggory....ele era o próximo...

 

 

Nesse capítulo....

 

 

Assim que a aula com a professora Trelawney acabou eu sou uma das primeiras a sair e logo Malfoy vem atrás de mim e começamos a andar juntos...

 

— Sabe o que essa aula significou né?- Malfoy pergunta e eu assinto 

 

— Sempre fui completamente cética em relação a previsões, mas essa da senhorita Trelawney fazia total sentido, eu trouxe Fred de volta a vida, Cedric seria o próximo- Digo andando para o salão principal para tomar o café da manhã já que eu pulei na primeira aula

 

— Você tem poderes suficientes pra isso?- Malfoy pergunta e eu assinto 

 

— Espero que sim, sei que uma parte do meu poder foi embora quando eu trouxe Fred de volta, mas acredito que tenha poder o suficiente para trazer Cedric Diggory de volta a vida- Digo me sentando e logo Malfoy se senta na minha frente

 

— Acha que vale a pena arriscar? Se lembre do que Aragogue disse, você pode acabar abortando Riddle- Malfoy fala e eu assinto 

 

— Eu sei disso, mas não irei abortar por trazer Cedric de volta a vida, eu consigo Malfoy, eu tenho que conseguir- Digo olhando em seus olhos logo tomando meu café pensando no que ia acontecer

 

— Bom dia Riddle- Fred fala passando atrás de mim indo para a mesa da Grifinoria e eu sorrio olhando para o maior 

 

— Bom dia Fred- Sorrio e logo volto a olhar para o Malfoy que estava arqueando a sobrancelha me olhando- Primos e amigos lembra?- Pergunto olhando para ele

 

— Tudo bem, primos e amigos, sempre- Malfoy fala e eu solto um riso fraco voltando a tomar café- Mas se o cabeça de fogo te machucar...-Malfoy fala e eu volto a olhar para ele

 

— Fred não vai me machucar, não temos um relacionamento, voltamos a ser o que éramos antes, amigos e ficantes- Digo olhando para o maior

 

— Então você tem uma categoria para todos?- Malfoy pergunta e eu assinto- Potter?- Malfoy pergunta

 

— Amigo e ocasionalmente ficantes- Digo olhando para ele

 

— Oliver?- Malfoy fala

 

— Amigos e possíveis ficantes- Digo olhando para ele

 

— Ron?- Malfoy pergunta

 

— Amigos- Digo olhando para ele

 

— Pensei que gostasse de todos os Weasley- Malfoy fala

 

— Ron é claramente apaixonado na Hermione e eu não sou mais fura olho- Falo olhando para o maior

 

— Astoria?- Malfoy pergunta

 

— Amigas e ocasionalmente ficantes- Digo olhando para o maior

 

— George?- Malfoy pergunta

 

— Amigos, parece que ele está interessado ma Angelina- Digo olhando para Malfoy

 

— Você realmente tem uma categoria pra todos...incrível- Malfoy fala e eu sorrio orgulhosa 

 

— Na verdade eu não penso em namorar por enquanto, quero curtir minha adolescência sem compromisso, é o melhor por agora - Digo olhando em seus olhos

 

— Isso quer dizer que podemos ficar?- Malfoy pergunta

 

— Malfoy! É claro que não, somos amigos e primos e eu não costumo desobedecer minhas categorias- Digo olhando em seus olhos

 

— Calma ai priminha eu estava apenas brincando- Malfoy fala e eu rio fraco negando 

 

Eu e Malfoy voltamos a ser amigos, e isso em uma parte era realmente muito boa, era melhor ter ele do meu lado como meu amigo do que meu inimigo é claro, sempre iríamos nos apoiar, e eu agora estava decidida a não me comprometer com ninguém, apenas curtir o final da minha adolescência e ano em Hogwarts, eu tinha várias opções ao me dispor

 

Fred

Potter

Wood

E Diggory quando ele voltar a vida...

 

Podem me chamar de puta, vadia ou de a bruxa mais rodada de Hogwarts, mas agora eu não devia nada a ninguém e todos eles sabem que eu não quero um compromisso, não agora....tudo que está acontecendo é completamente consensual...

 

Assim que termino meu café eu me levanto e logo Malfoy me olha sem entender nada

 

— Aonde vai?- Malfoy questiona

 

— Tenho outro morto para ressuscitar, e eu já sei como fazer o ritual então preciso me preparar- Digo pegando minhas coisas indo para a sala do Dumbledore e ao chegar eu pego a pedra do meu bolso e jogo no caldeirão, a mesma na mesma hora começou a brilhar rapidamente e seu brilho era bem forte

 

O ritual era bem simples:

 

1º passo tenha no seu coração a pessoa que você queira trazer de volta a vida, e a deseje

2º passo tenha poder, isso é o mais fundamental possível 

3º passo tenha a memória guardada da pessoa que quer trazer de volta a vida

4º passo tenha uma memória feliz

5º passo se concentre, e não desista

 

Assim que a pedra brilha ela foca novamente no armário de memórias e eu vou até ele o abrindo pegando a memória do Cedric Diggory, sendo assim eu despejo a memória na água com a pedra e o seu brilho fica mais forte possível, sorrio pois sabia que o ritual estava dando mais que certo

 

Logo a pedra para de brilhar e a voz aparece novamente dizendo 

 

— Primeira parte do ritual, feito- A voz fala e eu sorrio pegando a pedra, não estava com medo de perder os meus poderes, eu precisava trazer todos aqueles que morreram de volta...eu não iria abortar, nunca...

 

Afinal, eu sou uma Riddle...

 

[...]

 

Assim que eu saio da sala do Dumbledore eu vou em direção a biblioteca para ver se tinha algum livro novo para eu começar a estudar, como todos sabem minha segunda casa seria corvinal, meio óbvio? Né?

 

O que achei estranho era que a biblioteca estava completamente vazia, e era muito difícil disso acontecer é claro, sempre tinha alguém lá pra pelo menos estar organizando os livros ou fazer alguma pesquisa

 

Vou para um dos últimos corredores da biblioteca pois lá tinha livros mais interessantes, assim que eu me estico pra pegar mais um livro sinto alguém atrás de mim logo passando a mão pela minha coxa subindo pra minha cintura logo beijando meu pescoço, e o seu cheiro era de hortelã, já sabia quem era...

 

— Não sabia que vinha a biblioteca Fred?- Digo ainda sentindo o maior beijar meu pescoço e acariciar meu corpo

 

— Acho que não sabe muitas coisas sobre mim Riddle- Fred fala colando nossos corpos comigo ainda de costas para ele logo colocando sua mão por debaixo da minha saia indo ao encontro a minha intimidade começando a acaricia-la, sorrio mordendo meu lábio inferior aproveitando sua carícia 

 

— Sabe que qualquer um pode entrar, né?- Digo ainda sentindo seus dedos me acariciando e minha calcinha nesse momento se encontrava completamente encharcada

 

— Todos estão em aula Riddle, não tem problema- Fred fala e eu logo me viro olhando para o maior que sorri ao me ver e logo coloca sua mão em meu pescoço segurando o mesmo forte mas sem me machucar, sorrio de lado olhando para o maior que logo me beija e eu retribuo seu beijo, claramente Fred estava muito carente e com muito desejo , quando o maior para de me beijar ele desce seu olhar para minha saia e eu sorrio me sentando na mesa afastando minhas pernas olhando para ele

 

Como estávamos no fundo da biblioteca não teria problema se alguém chegasse, quase ninguém ia para o fundo da biblioteca, sendo assim Fred coloca suas duas mãos na borda da minha calcinha por debaixo da saia logo a puxando pra baixo e eu sorrio de lado olhando para o maior, o maior então se ajoelha e puxa minha cintura pra frente logo levantando minha saia, aquela era a visão do paraíso....

 

O maior vai de encontro a minha intimidade com seus lábios e eu logo arfo jogando minha cabeça pra trás sentindo o prazer dominar o meu corpo, seguro seus cabelos o puxando levemente enquanto sua língua percorria minha intimidade inteira, gemo seu nome baixinho logo arfando em seguida, Fred então afasta seus lábios da minha intimidade e eu volto a olhar para ele mordendo meus lábios, o mais velho então sorri de lado logo penetrando dois dedos em minha intimidade e involuntariamente eu solto um gemido eu tanto que alto sentindo seus dedos se movimentarem dentro de mim, o maior então se levanta sem parar com os movimentos e eu logo levo minhas mãos ao seu cinto o desabotoando olhando para ele, sorrio e logo coloco minha mão dentro de sua calça e roupa íntima começando a massagear seu membro, a expressão de satisfação do rosto do maior era incrível de se ver, Fred como gostava de provocar adicionou mais um dedo em minha intimidade me fazendo arfar na mesma hora

 

— Hmmm- Arfo fechando meus olhos ainda massageando seu membro que estava rígido em minha mão 

 

Quando nenhum de nós aguentava mais as nossas carícias o maior deixou de me tocar e eu logo deixo de tocar o maior e ele logo volta a me beijar como se fosse me engolir de tanto desejo que o maior sentia, durante o beijo sinto o maior abaixando suas roupas inferiores logo puxando minha cintura novamente para frente logo me penetrando sem aviso prévio, mordo seu lábio inferior sem o machucar ao senti-lo dentro de mim, nos afastamos do beijo e nossos olhares se grudaram um ao outro, apenas nossos gemidos e arfares eram escutados entre a gente no recinto

 

O maior logo segura em minha nuca não deixando eu tirar meus olhos dele e eu logo sorrio olhando em seus olhos sentindo cada vez mais prazer, o maior aumenta cada vez mais a velocidade e estava praticamente impossível de controlar meu corpo, na mesma hora minha intimidade se contrai e isso significava que meu ápice estava muito perto

 

— Puta merda Riddle- Ele fala ofegante ao sentir eu apertando seu membro dentro dele e em questão de segundos o maior chega ao seu ápice e eu também, chegamos ao ápice juntos...

 

Olho nos olhos do maior e nós dois estávamos completamente ofegantes, mas nos sentiamos no céu depois do prazer que sentimos...

 

Transar com Fred Weasley era assim...se acham que ele era completamente fofo na hora do sexo...se enganaram e muito...

 

Mas na cama era muito....pior...

 

[...]

 

 

Continua...


Notas Finais


“Fred Weasley segura em meu pescoço me puxando pra perto”
E eu achando que o Fred era fofinho na transa aiai...
E essas categorias Riddle? Tem certeza de que não pode
Mudar? Hmmmmmmm
Riddle voltou a pegar geral e eu não julgo
Bjs
Até o próximo capítulo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...