História You're (NOT) my Obsession - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol)
Tags Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Clones, Exo, Red Force, Xexo, X-exø
Visualizações 15
Palavras 1.751
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, LGBT, Luta, Mistério, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amores, essa é minha primeira fic de kpop então me perdoem qualquer erro. Fiz o plot baseado nos MVs dos meninos e em algumas teorias que saíram sobre esse comeback dos clones de obsession.
Os dois primeiros capitulos serão como uma introdução, enfim, espero que gostem

Capítulo 1 - Case X-04


Mais uma vez hoje, eu nunca irei voltar
Uma regra que só eu sei, eu irei mudá-la

-      Lucky One

★★★

PROJETO 9 [ X-EXO ]

Caso X-04, cópia 6, Baekhyün.

 

Criado em 6 de maio de 3788 pela Red Force, o clone é a sexta tentativa de recriar a semelhança física e comportamental de Byun Baekhyun – ser extraterrestre identificado como ameaça vindo do planeta chamado Exoplanet. Sugere-se que esse sujeito possui a habilidade de controlar o elemento luz. – Após cinco tentativas falhas de clonagem, nossos cientistas acreditam que finalmente chegaram a perfeição física de Byun Baekhyun com base em análises de imagem e também de DNA.

Conforme os planos inicias do projeto X-EXO, o caso X-04 será infiltrado entre os indivíduos originais afim de recolher material genético suficiente para dar continuidade ao projeto e criar assim os demais:

X-61, Chanyeøl;

X-10, Lāy;

X-01, Suhø;

X-21, Chēn;

X-99, Xiūmin;

X-94, Sehūn;

X-88, Kāi e

X-12, D.Ø.

Assim que todos os dados necessários estiverem armazenados, o caso X-04 terá como segundo objetivo eliminar todos os indivíduos originais. O projeto 9 será utilizado como arma governamental em caso de guerras futuras. A Red Force zela pela proteção do planeta terra e impede que criaturas como os habitantes do Exoplanet vivam em sociedade com nós, humanos.

O futuro não precisa de seres extraordinários andando entre nós fingindo serem comuns. Seres extraordinários são de alto risco para a segurança da população, e é por isso que Baekhyün é a esperança da humanidade. Não será permitido erros, se X-04 falhar ele será eliminado e um novo clone será gerado.

Um somos nós, pela humanidade de todos.

 

★★★

 

Uma luz brilhava logo a frente, um cheiro de gaze e remédio hospitalar invadia as narinas sensíveis do homem deitado na maca. Ouvia-se barulhos de metal contra metal e vozes, muitas vozes, todas falando ao mesmo tempo e coisas sem sentido. Parecia que todo seu corpo doía, era como se pudesse sentir cada célula se movendo, cada glóbulo de sangue, cada osso rangendo, cada músculo tensionando, os pelos em sua pele se eriçando ao sentir a temperatura estranhamente fria que tinha naquele ambiente. Onde estava afinal? O homem custou a conseguir entender seus sentidos, a captar as informações que eles levavam ao seu cérebro. Piscou uma, duas, três, cinco, oito, dez vezes e conseguiu identificar a lâmpada acima de sua cabeça, pode sentir o tecido fino sobre seu corpo e descobriu como mover as mãos para puxá-lo, ao fazê-lo percebeu também que conseguia mover várias outras partes de seu corpo que aparentemente estava deitado ali a um bom tempo. Que sensação era aquela? Era como se tudo fosse novo, todas aquelas sensações estranhas estavam acontecendo pela primeira vez, tentou resgatar memórias no fundo de sua mente mas nada vinha, era como um véu negro estivesse cobrindo tudo ocorrido antes de cinco minutos atrás. Isso se havia acontecido algo antes de cinco minutos atrás.

Ao sentar-se na maca descobriu de onde vinham as vozes. Do outro lado da sala toda pintada de branco haviam várias pessoas, agora paradas e em silêncio, todas o encarando com curiosidade. Mulheres com vestidos brancos e elegantes e homens de ternos brancos e caros, algumas mulheres usavam uma placa vermelha cobrindo o rosto e guardavam a porta, todos usavam um broche vermelho do lado esquerdo do peito. Quem eram eles? Quem ele era? Logo atrás da multidão havia um grande espelho, e pôde ver seu reflexo. Um homem de estatura média, de cabelos negros e um tanto compridos, completamente nu e com um físico impecável. Aquele era ele? Ou uma ilusão? Em seu peito tinha uma tatuagem: X-04 era o estava escrito.

Baekhyün? – Chamou uma das mulheres. Aquele era seu nome? O homem apenas virou levemente a cabeça em direção a voz que aparentemente o chamava. – Sou a Dra. Hwasa, como se sente?

Como responder aquela pergunta?

— Eu... – O som de sua voz soou estranho, uma irritação na garganta fez Baekhyün tossir. – Eu me sinto...

— Estranho? Diferente? Novo? – Completou a mulher.

— Acho que sim, tudo isso.

A doutora sorriu com satisfação.

— Isso, por incrível que pareça é bom Baėk. Mas agora temos muitos assuntos a tratar com você, eu sei que você se sente confuso mas logo tudo fará sentido e você entenderá seu propósito aqui. Nós somos a Red Force, e nós criamos você.

— Me criaram?

— Sim, é um processo complicado de se explicar, ainda mais para alguém recém chegado ao mundo, mas você terá seis meses para se adequar a tudo isso, receberá treinamentos, passará por aulas e testes e em breve será nossa maior chave.

— Desculpe eu não... Não estou entendendo. Treinamento? Chave?

Hwasa sorriu novamente.

— Sim Baekhyün, você é a chave da humanidade para um futuro seguro e próspero. E você receberá o treinamento adequado para isso. Espero que não nos decepcione como os outros.

Baekhyün não entendia a situação na qual se encontrava, mas sentia que era algo muito maior do que qualquer um poderia imaginar.

— Você não vai nos decepcionar, vai?

A mulher o olhou no fundo dos olhos, sua expressão era séria e intimidadora mas o garoto não sentiu medo, pelo contrário, uma força surgiu em seu interior e um calor tomou conta de seu corpo, parecida que cada célula sua explodiria em energia. Pela primeira vez em alguns minutos parecia que finalmente havia começado a entender como o mundo funcionava.

— Não irei decepcioná-los. – Respondeu com convicção.

Todos na sala assentiram com satisfação e Hwasa fez sinal para que as mulheres de capacete abrissem a porta.

— Então venha Baekhyün, vamos vestí-lo e alimentá-lo, temos longos seis meses pela frente.

★★★

Hwasa e os outros guiaram Baekhyün por vários corredores brancos e limpos, assim que saiu da sala anterior recebeu roupas limpas: Uma blusa branca de gola alta com o número 04 escrito, um casaco e calças também brancos e um sapato igualmente branco. “Esse pessoal gosta de branco pelo jeito”, pensou consigo. Eles caminharam por vários lugares e no caminho Hwasa lhe contou muitas coisas.

A mulher lhe disse que ele na verdade era um clone, e que sua célula original pertencia a Byun Baekhyun, que era um ser vindo de outro planeta que possuía poderes sobre-humanos. A doutora disse também que eles tentaram recriar clones dos outros seres que vieram com Baekhyun para a terra porém eles não tinham material o suficiente e apenas dois clones tiveram bons resultados fora X-04, porém eles não iriam acordá-los ainda, Hwasa comentou algo sobre não estarem “maduros” e a ideia de ser comparado a uma fruta ou nada além de um experimento não agradou Baėk. Hwasa era uma mulher bonita, e exalava elegância e inteligência tanto ao falar como no modo de se mover e agir. Baekhyün perguntou se ela era a líder da organização, a mulher soltou um riso contido e disse que não passava de uma funcionária, que haviam pessoas muito maiores por trás da Red Force e quem sabe um dia ele poderia conhecê-los.

Após andarem por cerca de uma hora entre corredores e salões, Hwasa deixou Baekhyün sob a guarda de Taemin, um homem o qual lhe foi apresentado como seu treinador. Ele ensinaria Baekhyün tudo o que sabem sobre seu original, tudo sobre os outros vindo do Exoplanet, tudo sobre sua missão, que ocorreria daqui seis meses.

Pelo que entendeu, naquele dia em que ele acordou eles deram início a primeira parte do plano, que era atrair todos os doze seres para um labirinto criado pela Red Force, naquele exato momento havia doze homens sendo perseguidos e capturados para serem colocados em vários lugares que dariam em uma entrada para o subterrâneo, e assim que eles se reunissem começaria o processo de trocar os originais por clones.

Taemin lhe disse que assim que todos estivessem aqui, eles trocariam Baekhyun pelo clone e através de um processo científico, passariam as memórias do original para X-04 para que ele pudesse agir entre os outros.

— Então por que vocês simplesmente não pegam todos eles e fazem o mesmo processo? Por que eu tenho que ficar entre eles e reunir informações se vocês são capazes de tudo isso? – Baekhyün não entendia os motivos da organização.

Taemin respirou fundo, parecia já ter passado por aquela situação diversas vezes.

— Nós queremos os poderes deles, e não conseguimos fazer isso. Ainda. Precisamos de tempo para descobrir como extraí-los e passá-los para os clones. Mas não sabemos quanto tempo isso irá demorar, então um infiltrado que observe como eles se comportam e usam suas habilidades pode ajudar a entender melhor a origem e talvez uma fraqueza ou coisas do tipo.

Mesmo que ainda estivesse um pouco confuso, o clone apenas concordou.

— Então vocês não conseguiram recriar os poderes?

— Não, a amostra de DNA que conseguimos no local da queda deles anos atrás não continha nem resquícios dos poderes. A questão é que, você Baekhyün, vai tornar tudo diferente, você de todos os clones até agora foi o mais perfeito, o mais perto do original que nós conseguimos, você tem tudo para ser aquele que trará a vitória para a humanidade.

Baekhyün não sabia o que sentir, o peso em suas costas parecia aumentar a cada segundo. Pelos seis meses que seguiram ele teve diversos treinamentos, aulas sobre comportamentos, sobre a identidade que seu original mantinha, sobre o relacionamento dele com os outros. Teve treinamentos físicos para se manter em forma e treinamentos mentais para aguentar os processos que passaria futuramente, e a cada dia que passava ele se tornava mais e mais da arma que todos diziam que ele era. Mantinha em foco sua missão, não poderia fraquejar, não poderia ser uma decepção, ele tinha que dar o seu melhor e ser o melhor, o mais forte... Pois era isso que esperavam que ele fosse.

Ao fim dos seis meses uma mensagem lhe foi entregue, Hwasa e Taemin o esperavam na sala de reuniões.

— Chegou o dia Baėk, o último membro saiu do labirinto e está com os outros, levaremos eles até o laboratório e lá você finalmente entrará em ação. – Disse a mulher.

— Você está pronto? – Perguntou Taemin.

Baekhyün olhou para o monitor ao lado deles, na imagem tinham doze homens em uma sala, e no canto da imagem pôde ver seu original, sua imagem idêntica, seu reflexo.

— Estou. – Respondeu com convicção, ele iria destruir cada um deles, de dentro para fora e nada iria impedi-lo... Bom, era o que ele achava.


Notas Finais


Por enquanto é isso meus amores, em breve sai o segundo capitulo que já está quase finalizado.
MORTE A RED FORCE.
Me digam o que acharam, amo ler os comentários e saber as expectativas.
Vejo vocês em breve, beijinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...