História Youth. - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Marco Tulio "AuthenticGames", Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, TazerCraft, Thiago Elias "Calango"
Personagens Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, Pac, Rafael "CellBit" Lange, Thiago Elias "Calango"
Tags Authenticmemória, Cellps, Jvtista, Mitw, Pklango
Visualizações 34
Palavras 1.178
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


EU VOLTEI,EU OUVI UM AMÉM?

Capítulo 15 - Reconciliações.


P.O.V Felps.

Expliquei a história para todos eles,do mesmo jeito que contei para o Mike,e eu estava meio bolado com esse situação e eu queria que eles acreditassem em mim,por que eu considero muito eles.

- Bom...Eu acredito em você. - Jv falou.

- Eu também. - Batista e Baixa falaram.

- Essa história está mal contada.- Paço se pronunciou,me olhando com um olhar que,sinceramente,me deu medo.

Ele nunca tinha me olhado assim...

- Por que,Pac? - Authentic perguntou,olhando para Pac.

- Não faz sentido,por que Sayuri ia fazer isso? - Perguntou,cruzando os seus dedos. - Por que ela brotaria do nada?

- Por que ela ama o Cellbit? - PK falou,olhando para Pac como se fosse óbvio.

- E também porque sabia que estava acontecendo algo entre ele e Felps? - Calango falou.

- E também porque ela é uma louca ciumenta? - Baixa falou.

- Hm... - Pac falou.- Tá,eu acredito.

- Tem mais algo... - Falei,olhando para todos.

- Que merda você fez? - Mike me olhou.

- O que você fez? - Pac me olhou.

- Eu... - Suspirei. - Queria pedir perdão de todos vocês...por eu ter feito isso...

- Nós te perdoamos. - Pac falou e todos concordaram.

- Afinal,ela te ameaçou. - Jv falou. - Justo com a família,uma coisa sensível para você.

- Sim... - Disse sorrindo sem mostrar meus dentes e mordiscando meu lábio.

- O que iremos fazer hoje? - Mike perguntou,nós olhando.

- Eu vou para o quarto. - Batista falou.

- Eu também. - Jv falou,indo com Batista ao quarto.

- Eles vão se comer,né? - PK perguntou.

- Claro. - Calango respondeu.

P.O.V Batista.

Entrei no meu quarto e dois segundos depois senti minha costa bater contra a parede,e logo um João Vitor me beijando do jeito mais gostoso mais possível.

P.O.V Narradora.

Batista retribuiu o beijo mordendo o lábio de João devagarinho e puxando.

O maior arfou e jogou Batista na cama logo ficando por cima do menor...E deu beijos e chupões no pescoço do menor.

Batista sentiu seu corpo se arrepiar sentindo os beijos e chupões em seu pescoço.

- Jotinha...ah...

O mais alto sorriu e passou a mão por dentro de sua barriga e arranhou seu abdômen.

- Ah...

Mordeu seu lábio com força.

Jotinha retirou sua camisa enquato mordia o seu próprio lábio...observou o corpo do menor e lambeu os lábios.

- Tão lindo pequeno.

Beijou seu pescoço e peitoral.

- Você que é lindo Jotinha.

Batista sisse sorrindo sentindo o beijo em seu pescoço e peitoral.

Jotinha mordeu seu pescoço e deixoj fortes chupões logo dando selares pelo local.

- Vai me deixar todo marcado,Jotinha ?

Disse com um sorrisinho malicioso.

- Vou, e sem andar também. - João responseu mordendo o labio e sorriu malicioso também.

- Eu adorei essa ideia.

Batista disse,tirando a sua própria calça.

João retirou sua calça e sua camisa...viu que estava com a box marcada e deu um sorriso de lado.

Batista ficou em transe por um tempo olhando o abdômen de Jotinha e acabou mordendo seu lábio com força.

Jotinha adentrou sua mão por dentro de sua box e deu um arranhão em sua bunda e logo a apertou com força.

Batista voltou ao normal quando sentiu a mão de Jotinha dentro de sua box e um arranhão em sua bunda,logo seguido de um aperto.

- Porra Jotinha...

João sorriu e voltou a atenção para a boca do menor...do uma mordida em seus lábios e pegou no membro de Batista por debaixo de sua cueca e o apertou levemente.

Batista arrepiou novamente com a mordida em seus lábios e soltou um gemido misturado com um arfar baixo quando sentiu o aperto levemente.

João retirou sua cueca fazendo seu membro saltar para fora...Voltou a apertar e começou a fazer movimentos leves de vai e vem.

Batista abriu sua boca começando a sentir os movimentos de vai e vem de João em si,mordendo seu próprio lábio com força.

- Jotinha...

João o olhou com um sorriso em seus lábios...então começou a ir mais rápido com os movimentos enquanto mordia e chupava o pescoço do menor.

Batista se arrepiou quando sentiu seus movimentos aumentarem também sentiu o arrepio percorrer por todo seu corpo,logo depois um líquido branco saiu de seu membro.

- Jotinha...

 João sorriu ao ver que o menor havia ejaculado e soltou seu membro...o pegou e o fez sentar em seu colo, enquanto isso apertava sua bunda e dava fortes apertões.

Batista sentiu ele lhe puxar para o seu colo e com o restante de suas forças sentou em no membro de João Vitor,começando a calvagar com brutalidade,soltando gemidos manhosos.

João ajeitou - o em seu colo fazendo com que ele se encaixasse perfeitamente no lugar.Sentindo o menor cavalgar em si de forma brutal,conseguia sentir o interior apertado do menor oque lhe fez gemer rouco e tombar a cabeça para trás.

Batista colocou suas mãos no ombro do maior continuando a cavalgar em seu membro,agora indo bem lentamente para torturar o maior.

- Jotinha...

João arfou e deu um gemido baixo...apertou a bunda do menor e em seguida deu um tapa forte e olhou para o menor ao ver que ele começava a ir devagar.

- Ah Batista...

Batista soltou um gemido alto sentindo ele apertar sua bunda e lhe dar um tapa.

- Jv...ah...

João segurou forte em sua bunda o fazendo quicar mais forte,com mais intensidade e mais rapidamente também.Mordeu o pescoço do menor e deu um chupão forte,que já começava a ficar vermelho.

- Porra Batista...por que tão apertado? - Perguntou João retoricamente mordendo o seu lábio com força.

Batista gemeu um pouco alto sentindo a mordida em seu pescoço e apertou os ombros do maior quando sentiu ele lhe dar um chupão forte,sabendo que iria ficar marcado no próximo dia.

- Ah...

João mordeu os lábios ao sentir Batista apertar seus ombros, começou a estocar forte e fundo lhe fazendo soltar alguns gemidos baixos e roucos...fez com que o menor rebolasse em seu membro enquato o dava fortes tapas e arranhões em suas nádegas.

Batista sentiu ele começar a estocar forte e tombou sua cabeça para trás,aumentando o volume de seus próprios gemidos,rebolou em seu membro enquanto sentia os tapas e arranhões.

- Aish...Jotinha.

João sentiu que iria ejacular,apertou a cintura de Batista e aumentou as quicadas do menor em seu membro e...ejaculou dentro dele e tombou a cabeça e para trás gemendo seu nome baixo.

Assim que Batista sentiu João ejacular dentro de mim logo em seguida o menor ejaculou,gemendo rouco e manhoso.

- Jotinha...

João permaneceu imóvel dentro do menor e beijou sua testa suada um tanto sexy...ficou com a respiração ofegante e o olhava.

- Ah Batista... - Beijou a bochecha do menor.

- Não sinto minhas pernas... - Batista disse rindo baixo colocando a sua cabeça no ombro do maior.

João sorriu saisfeito e acariciou seus cabelos.

-E se precisar de cadeira de rodas? - Jv disse em tom de brincadeira.

- Você vai ser o culpado! - Batista exclamou olhando em seu rosto e tirando os fios de cabelo de seu rosto.

-Que bom porque sempre irei te deixar assim.- João sorriu rindo.

- Eu espero.- Disse Batista acompanhando João na risada.

- Que horas são? - João perguntou.

Batista olhou para o relógio que estava no criado mudo a sua direita.

- 22 horas. - Disse Batista,ligando o ar condicionado e desligando as luzes.

- Vamos dormir. - João disse,abraçando Batista por trás.

Eu não deveria dizer que eles dormiram,e sim que desmaiaram na cama de tanto sono.


Notas Finais


Olha,esse capítulo foi para uma pessoa especial que queria muito um Lemon Jvtista KSKSSJSSNSS.
Então.
Beijos,até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...