História Yu-gi-oh! Destinos traçados - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yu-Gi-Oh!
Tags Drama, Rebecca, Romance, Yugi
Visualizações 108
Palavras 3.825
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


E aí gente! Como vão vocês?


Rebecca: Yugi? podemos conversar? -Inquiriu com cautela.

Yugi: Não estou afim de conversar! Volta lá pra dentro. -Diz com rispidez.

Rebecca: Meu amor, o que está havendo? Eu quero saber! -Insiste.

Yugi: Que droga Rebecca! Não vê que estou de mal humor? -Aumenta o tom de voz.

Rebecca se assusta com a grosseria do rapaz, mas se mantém firme.

Rebecca: Abaixe o tom de voz pra falar comigo! Com quem pensa que está falando? -A garota perde a paciência. -Se não me disser o que está acontecendo, vou terminar com você aqui e agora! -Diz aos gritos.

Capítulo 25 - É hoje parte 3


   São exatamente 18:00. Yugi finalmente está em casa. O treino foi muito cansativo.

Yugi: Becky, Eu cheguei! -Gritou.

Rebecca: Que bom que você chegou! -Respodeu da cozinha.

A garota vai até a sala para receber seu amado.

Rebecca: Oi meu amor! -Cumprimenta com um selinho.

Yugi: Eu tenho algo pra te mostrar. -Ele abre a mochila.

O rapaz retira a faixa amarela de sua bolsa.

Yugi: Eu passei no exame! Essa faixa eu ganhei pra você. -Ele entrega a faixa nas mãos da loira.

Rebecca: Ai meu amor! Parabéns! Você merece. -Ela pula nos braços do rapaz, e lhe abraça forte.

Yugi: Espere aí anjo! Eu estou suado. -Diz tentando evitar o abraço.

Rebecca: Bobagem! Não estou ligando pra isso, eu só quero te abraçar! -Ela insiste em agarrá-lo.

Yugi: Eu sou um idiota mesmo, Vem cá! -Ele retribui abraçando-a como se deve.

A loira desfaz do abraço, e fita nos olhos dele.

Rebecca: Eu tenho ir! deixei a panela no fogo. -Suspirou.

Yugi: Você já cozinhou alguma coisa? -Indagou.

Rebecca: Ainda não! Por que a pergunta? -Inquiriu curiosa.

Yugi: Já que você não cozinhou nada, Vou te levar pra comer fora. -Explicou melhor.

Rebecca: Pra onde vamos? -Questiona curiosa.

Yugi: Aqui perto, tem um restaurante de frutos do mar. -Explicou.

Rebecca: Eu adoro frutos do mar e tal,mas você tá com uma carinha de cansado. -Repara no semblante do rapaz.

Yugi: Não se preocupe! Um banho já é suficiente, para recuperar as energias. -Respondeu

sorrindo. -Anda logo e vamos nos arrumar! -Diz apressando a loira.

Rebecca: Tudo bem! -Ela concorda.

Os dois sobem as escadas.

Minutos depois...

Os homens sempre são mais rápidos, quando se trata de se arrumar. Yugi encontra-se sentado no sofá, ele aguarda por sua namorada. O rapaz veste camisa social slim vermelha, com mangas dobradas abaixo dos cotovelos e uma calça jeans azul marinho. O rapaz pega o celular para dar uma olhada no WhatsApp, e vê que Téa havia mandado mensagens.

"Conversas do WhatsApp on"

Téa: Yugi??

Yugi: Fala Téa.

Téa: Como foi o teste?

Yugi: Eu passei no teste! Ganhei a faixa amarela.

Téa: Parabéns! Sabia que você conseguiria.

Yugi: Essa faixa amarela eu ganhei graças a Becky.

Téa: Ah! é claro!

Téa: Tem planos para hoje a noite?

Yugi: Claro que sim! Eu vou sair com a Becky. Vamos comer lá no Shark Golden.

Téa: Você se incomoda se eu for com vocês?

Yugi: Bem Téa, pra ser sincero, prefiro ficar a sós com minha namorada, se é que me entende!

Yugi: Outro dia marcamos pra ir com a Turma.

Téa: Tudo bem!

Yugi: Eu já vou

,amanhã nos falamos na escola.

Téa: Certo! até amanhã.

"Conversas do WhatsApp off"

Yugi guarda o celular no bolso da calça. Ele ouve passos descendo as escadas.....

Rebecca: Desculpe a demora! -A loira finalmente está pronta.

Rebecca usava um vestido tubinho rendado, na cor preto que lhe dava na metade das coxas e calçava um Scarpin Pink. Suas longas madeixas douradas estavam soltas , e tinha um sorriso largo nos lábios. Yugi a olha fixamente enquanto ela se aproxima.

Yugi: Você está magnífica! -O rapaz beija a mão dela.

Rebecca: Hummm, que cavalheiro! -Respodeu sorrindo.

Yugi: Eu sou concerteza, o cara mais sortudo do mundo! -Diz encarando os olhos esmeraldas.

Rebecca: Eu amo você bobinho! -Dá um singelo selinho nele.

Yugi: Pronta? -Oferece a mão para sua amada.

Rebecca: Sim! -Ela segura a mão do rapaz.

Os dois deixam a residência do mais velho, e caminham pela calçada....

Na casa de Téa.

Téa está em seu quarto, a morena está deitada em sua cama, perdida em seus pensamentos.

Téa on

"Por mais que eu tente, eu não consigo! Não dá pra engolir aquela patricinha. Eu não entendo o que foi que o Yugi viu naquela oxigenada? Grr, que raiva! Quem ele pensa que é pra me dispensar dessa forma? "

Téa off

"Conversas do WhatsApp on"

Téa: Edward! Lembra de mim?

Edward: Claro que sim! Você é a Téa.

Téa: E aí, como você está depois de toda aquela confusão?

Edward: Graças ao seu amiguinho,Tomei uma suspensão de cinco dias.

Téa: Sinto muito! lembre-se que a sua Deusa americana que começou tudo.

Edward: Sabe, a rejeição dela me deixa intrigado.

Edward: Apesar de tudo, o meu interesse não diminuiu nem um pouco.

Téa: Edward, você quer conquistá-la?

Edward: Claro que sim!

Téa: Precisamos arrumar um jeito de fazer com que os dois fiquem um contra o outro.

Edward: Ah lembrei! O cara é muito ciumento.

Téa: Bom, provocar o Yugi é sua especialidade.

Edward: Qual é o plano?

Téa: Yugi já demonstrou ser inseguro.

Téa: Se você conseguir fazer a insegurança dele aumentar, o ciúmes dele se tornará insuportável.

Téa: A Rebecca não vai aguentar muito tempo.

Edward: Uma pena! Eu só vou poder botar o plano em prática, depois que eu cumprir a suspensão.

Téa: Eu fiquei sabendo, Que eles foram jantar no Shark Golden.

Edward: Sério?

Téa: Sabe onde fica?

Edward: Claro! Isso me deu uma idéia.

Téa: Você vai pra lá?

Edward: Concerteza! vai ser divertido.

Edward: Eu já vou indo!

Téa: Depois me conta como foi.

Edward: Ok! fui.

"Conversas do WhatsApp off."

Téa: Haha Yugi! Vamos ver até quando sua namorada vai te suportar. -Dizia a si mesma.

Restaurante Shark Golden.

Yugi e Rebecca chegam ao Shark Golden. O estabelecimento coleciona elogios, e tem uma bela decoração praiana. A cozinha tem raízes norte-americanas com influências do Caribe. O maitre leva o casal até uma das mesas. Yugi puxa a cadeira para sua amada e em seguida sentou-se.

Yugi: E então? gostou do lugar? -Questiona sorrindo.

Rebecca: Não gostei...Eu amei! -Diz observando o lugar. -Essa decoração me lembra os restaurantes de São Francisco.

Yugi: É verdade! Eu já vim aqui algumas vezes com o vovô. -Afirmou.

Rebecca: É o restaurante mais lindo que já vi. -Diz empolgada.

Yugi: Nada aqui é mais lindo que você! -Dá um riso convencido.

Rebecca: Não exagere! Tem muitas garotas mais lindas que eu.-A garota está corada.

Yugi: A mais linda de todas é você! -Ele sorri.

Rebecca: Tá muito inspirado. -Diz encarando o rapaz.

Yugi: A minha inspiração está na minha frente. -Dá um riso convencido.

Rebecca: Eu te amo muito! -Ela dá um sorriso meigo.

O garçom se aproxima e entrega-Lhes o cardápio. Os dois fazem seus pedidos e entregam os cardápios. Yugi e Rebecca aguardam seus pedidos, quando avistam Mokuba e Marick adentrarem no estabelecimento. O Maitre os guia até uma mesa ao lado do casal.

Mokuba: Yugi! Rebecca! Que bom revê-los. -Diz ao senta-se na mesa.

Yugi: E aí rapazes! -Cumprimentam Os dois.

Rebecca: É um prazer revê-los. - Diz sorrindo.

Marick: Que tal juntar as mesas? -Sugeriu sorrindo.

Yugi: Por mim tudo bem! -Concordou.

Rebecca: O mesmo digo eu! -Diz sorrindo.

Marick e Mokuba chamam o garçom e fazem seus pedidos.

Marick: E aí Yugi, passou no teste de faixa? -Inquiriu curioso.

Yugi: Sim! Eu ganhei a faixa amarela. -Afirma sorridente.

Mokuba: Meus parabéns! -Ele está feliz por Yugi.

Yugi: Eu devo isso a Becky! -Segura a mão da loira.

Mokuba: Com todo respeito Yugi, mas você é um cara de muita sorte. -Afirma.

Yugi: É verdade! -Ele sorri.

Rebecca: Mokuba, não exagere! Ela cora levemente.

Mokuba: Não seja modesta Rebecca! Você é uma garota muito linda, e cheia de qualidades. -Faz elogios a loira.

A última observação de Mokuba, deixou Yugi enciumado, porém ele não queria estragar tudo,e Disfarça o seu incômodo.

-Boa noite a todos! -Edward se aproxima da mesa e os cumprimenta com um riso sínico.

Yugi: Saia daqui! Ou eu acabo com a tua raça! -Fala com rispidez.

Edward: Tá bom! Qualquer coisa,eu estarei sentado alí. -Diz apontando para a mesa.

Edward se afasta dos quatro e vai para sua mesa, mas não tirou os olhos de Rebecca. Do outro lado da mesa Yugi o encarava com ódio.

Rebecca: Yugi, olha pra mim! -Ela o faz fitar em seus olhos. -Amor, não ceda as provocações dele. -Diz acariciando o rosto dele.

Mokuba: A Becky tem razão Yugi! Não liga para esse babaca.

-Reforça as palavras de Rebecca.

Yugi: Está bem! Eu farei o possível para não quebrar a cara dele. -Falou após Respirar fundo.

enquanto eles aguardam o jantar...

Cairo- Egito (Hotel Rio Nilo)

Solomon e Arthur finalmente tem o descanso merecido, após várias horas sentados em um avião.

Solomon: O jantar estava uma maravilha! Este lugar é incrível! -Faz elogios ao local.

Arthur: Este hotel é realmente fabuloso! -Comenta.

Solomon: Será que o Yugi passou no teste de faixa? -Inquiriu curioso.

Arthur: Tenho certeza que sim! -Ele está confiante.

Solomon: A Rebecca tem a quem puxar pra ser tão otimista. -Diz sorrindo.

Arthur: Nós temos isso em comum. -Afirma.

Solomon: Como será que aqueles dois estão? -Indagou.

Arthur: Eu creio que os pombinhos estão muito bem! -Diz com tranquilidade.

Solomon: No seu lugar não deixava minha neta dormir na mesma casa que o namorado. -Admite.

Arthur: Eu confio no Yugi, e você deveria confiar também. -Cruza os braços.

Solomon: Eu morreria de ciúmes da Rebecca. -Afirmou.

Arthur: Aha! Agora eu sei a quem o Yugi puxou pra ser ciumento. "Risos"

Solomon: É verdade! A quem ela puxou pra ser tão linda? -Questiona curioso.

Arthur: Tirando a cor dos olhos, as sardas e a personalidade ela é a cara da mãe. -Afirma.

Solomon: Você não se incomoda com o fato dela ser parecida com a Zoey? -Indagou.

Arthur: Claro que não! -Afirmou.

A conversa entre os vovôs segue...

Cidade de Dominó -Japão (Restaurante Shark Golden)

Todos já havia desfrutado do jantar, e estavam acabando a sobremesa. (Petit Gateaur) Yugi,Rebecca, Mokuba e Marick passaram o tempo conversando, brincando, contando histórias e até piadas.

Yugi: Tô precisando ir até o banheiro. -levanta-se da cadeira.

Marick: Eu também! tenho que dar um pulo lá! -Diz sorrindo.

Yugi: Amor, tenha cuidado! -Recomenda.

Rebecca: Não se preocupe! Eu vou ficar bem. -Sorri de leve.

Mokuba: Eu fico por aqui e tomo conta da Becky. -Afirmou.

Yugi e Marick deixam a mesa e vão na direção do sanitário...

Mokuba: Becky, eu preciso te dizer algo. -Ele está corado.

Rebecca: O que é Mokuba? Diz logo! -Diz curiosa.

Mokuba: É que Eu estou afim de alguém. -Diz com rodeios.

Rebecca: E quem é a sortuda? Não enrrola e conta! -A loira está impaciente.

Mokuba: É....A....Yumi! pronto, Falei. -Cora violentamente.

Rebecca: Hummm, a Saky suspeitou dos seus olhares,e ela estava certa.

-"Risos"

Mokuba: A Sakura é muito esperta hein? -O rapaz está surpreso.

Rebecca: Ela é muito observadora. -Fala a respeito de Sakura.

Mokuba: Me fala mais a respeito da Yumi. -Diz empolgado.

Rebecca: A mimi é calma, passiva, distraída... Ela é incrível! -Sorri ao falar de Yumi.

Mokuba: Eu daria tudo pra falar com ela. -Suspirou.

Rebecca: Talvez Eu possa ajudá-lo! -Pega o celular. -Eu vou te dar o número da mimi, mas primeiro tenho que pedir a permissão dela. -Ela entra no WhatsApp.

Enquanto isso no Sanitário masculino.

Yugi respira fundo e tenta relaxar, mas estava difícil. Sentimentos desconhecidos estavam atormentando sua mente: Insegurança, Possessão, Ódio, raiva e ciúmes. Marick termina de secar as mãos e percebe que algo está errado com Yugi.

Marick: O que está havendo Yugi? -Questiona preocupado.

Yugi: Eu sinto que vou explodir! Os olhares do Edward, Os elogios do Mokuba...Tá me dando nos nervos! -Desabafa.

Marick: Você precisa controlar seu ciúmes! -Aconselha.

Yugi: Só estou cuidando do que é meu! -Justifica-se com um tom de voz que mostra o quanto ele está nervoso.

Marick: Eu não conheço muito bem a Rebecca, mas eu vejo nos olhos dela o quanto te ama. Então qual é o seu problema? -Ele tenta ajudar o amigo.

Yugi: Eu tenho tanto medo de perdê-la pra outro cara! -Suspirou desanimado.

Marick: Isso vai depender de você! -Diz com um riso leve. -Anda logo e vai ficar ao lado dela! -Apressa o rapaz.

Yugi: Tudo bem! -Respira fundo tentando conter o nervosismo.

Yugi e Marick deixam o Sanitário.Ao chegarem nas mesas, eles encontram Mokuba conversando, animadamente com Rebecca. Yugi se irrita muito ao ver a cena e sai do restaurante sem dizer uma palavra. Rebecca estranha a atitude do namorado.

Rebecca: O que foi que deu nele? -Questiona preocupada.

A loira se levanta da cadeira e decide ir atrás do seu amado.

Marick: Becky! Vai com calma, ele está de mau humor. -Adverte.

Rebecca: Tudo bem! Obrigada por avisar. -Ela se afasta dos dois e vai até lá fora.

Mokuba se levanta do seu assento e é impedido pelo cunhado.

Marick: Mokuba, fique onde está! Não piore as coisas. -Segura o moreno pelo braço.

Mokuba senta-se novamente.

Mokuba: Eu só quero ajudar! -O rapaz está preocupado com o casal.

Marick: Por que fez tantos elogios a Rebecca? Isso só ajudou a piorar o ciúmes do Yugi -Ele queria uma explicação do cunhado.

Mokuba: Calma aí! O que eu sinto por Rebecca é apenas carinho e admiração. -Esclarece. -Na verdade eu estou gostando da Yumi. -Confessa.

Marick: Que droga! Eu espero que tudo acabe bem! -Diz preocupado.

Enquanto isso lá fora...

Rebecca se aproxima lentamente do seu namorado. Ele está em pé, olhando os carros que passavam pela avenida. Ele estava muito sério, e aparentava estar muito irritado.

Rebecca: Yugi? podemos conversar? -Inquiriu com cautela.

Yugi: Não estou afim de conversar! Volta lá pra dentro. -Diz com rispidez.

Rebecca: Meu amor, o que está havendo? Eu quero saber! -Insiste.

Yugi: Que droga Rebecca! Não vê que estou de mal humor? -Aumenta o tom de voz.

Rebecca se assusta com a grosseria do rapaz, mas se mantém firme.

Rebecca: Abaixe o tom de voz pra falar comigo! Com quem pensa que está falando? -A garota perde a paciência. -Se não me disser o que está acontecendo, vou terminar com você aqui e agora! -Diz aos gritos.

Uma terceira voz se faz presente.

Edward: Isso mesmo Rebecca! Termina logo com esse esquisito! Eu vou te mostrar o que é um homem de verdade. -Ele se aproxima do rival um sorriso sínico.

Yugi: Verme maldito! Vai se arrepender de ter cruzado o meu caminho. -Diz aos berros.

Rebecca percebe o que está por vir, e entra às pressas no restaurante, se aproxima de Mokuba e Marick.

Rebecca: Gente, façam alguma coisa! O Yugi e o Edward vão se matar! -A loira está nervosa e trêmula.

Marick: O que aconteceu Rebecca? -Inquiriu preocupado.

Mokuba: Se acalma e conta o que houve! -Ele está confuso.

Rebecca: Não dá pra explicar! Vamos lá fora. -A loira sai as pressas acompanhada de Mokuba e Marick.

Enquanto isso lá fora.

Sem dizer uma palavra, Edward avança pra cima de Yugi, e tenta desferir um soco no rosto do mesmo, que esquiva com facilidade dando passos pra trás, e em súbito movimento, Edward dá um soco em Yugi, que dá alguns passos para trás. Ele vê o oponente avançar pra cima de si novamente, tentando acertar um chute em seu tórax, mas o rapaz bloqueia o golpe. Yugi percebe que foi levado um pouco pra trás, e com um sorriso de gelar a alma atira-se em direção ao corpo de seu oponente, fazendo com que os dois caíssem.

A cabeça de Edward bate no chão, e Yugi ouve um barulho abafado. Edward estava desorientado com a pancada, e a mercê do seu rival. Yugi fecha a mão e começa a desferir socos no rosto de Edward.

Yugi: Maldito desgraçado! -O rapaz dá socos um atrás do outro na face do moreno.

Edward: Isso,me xinga! É só isso que você sabe fazer...Você não é ninguém! -Diz a cada intervalo de palavras um soco.

Yugi: Cala essa maldita boca! -Ele rosna e agarra o pescoço de Edward

com as duas mãos.

Com as duas mãos Yugi aperta o pescoço alheio sem dó nem piedade. Edward perde a consciência,mas Yugi continua esganando o adversário...

-Já chega Yugi! -Marick chega inesperadamente por trás do rapaz e aplica um mata leão.

Rebecca: Pare com isso Yugi, você vai matá-lo ! -Implora.

Mokuba: Yugi! Por favor solte-o. Gritou.

Yugi sente falta de ar com o golpe aplicado por Marick, e finalmente solta o pescoço do oponente. Mokuba se aproxima de Edward,que está inconsciente e certificar-se se o mesmo está respirando.

Mokuba: Ele está respirando! Está apenas inconsciente. -Disse após examinar Marick.

Marick Rebecca e Yugi estavam a um metro de distância de Mokuba e Edward" Que está inconsciente

".

Marick: Yugi, por favor! vai pra casa. -Diz tocando o ombro do amigo, o mesmo não disse nada depois do ocorrido.

Rebecca: Eu sinto muito por tudo que aconteceu. -A loira ainda está muito assustada.

Marick: Você não teve culpa de Nada. E Não se preocupe! Apenas leve o Yugi pra casa. -Ele se afasta do casal.

Marick e Mokuba carregam Edward até o carro. Mokuba Ordena ao motorista pra irem até o hospital mais próximo.

Do outro lado da rua.

Rebecca pega suavemente o braço de seu namorado. Ele estava distante, calado e aparentemente stressado.

Rebecca: Vamos Yugi! -Ela sai puxando o rapaz pelo braço.

Após alguns minutos andando...

O casal chega até a casa do mais velho. Yugi não havia dito uma palavra durante o caminho pra casa. Rebecca tentou várias vezes quebrar o gelo, mas ele não respondia. A garota tentava segurar as lágrimas, ela estava muito triste com a indiferença do namorado. Ao chegarem na porta da residência, ela largar o braço dele e sai andando. Ela queria sumir dalí. O rapaz imediatamente vai atrás dela.

Yugi: Aonde pensa que vai? -O rapaz segue a garota. Ele estava muito nervoso.

Rebecca: Pra minha casa ué! -A garota continua caminhando.

Yugi: Volta aqui! Não vou permitir que fique sozinha. -Gritou.

Rebecca: Tô farta do seu ciúmes e da sua indiferença! -Ela continua andando.

O rapaz alcança a loira e a segura pelo cotovelo com força.

Yugi: Quer saber de uma coisa? Eu tava cansado dos elogios do Mokuba e do Maldito desgraçado do Edward. -O rapaz altera o tom de voz.

Rebecca: Me larga Yugi! Tá me machucando! -Ela está muito assustada e tenta se soltar do namorado.

Yugi: Te largar pra que? pra você me trocar por um dos dois? -Rosnou agarrado ao braço alheio.

Rebecca fica muito indignada, com o que acaba de ouvir do namorado, e lhe dá uma bofetada com a mão que estava livre.

Rebecca: Me respeite! Eu não vou permitir que fale comigo dessa maneira. Você é um babava! -Ela perde a pouca paciência.

Sem dizer uma palavra, Yugi segura mais uma vez o braço da loira, e a guia contra sua vontade até a residência do mais velho. Ele estava estressado, impaciente, sua voz estava áspera...Tudo isso deixava Rebecca cada vez mais amedrontada. Yugi a leva até a sala. A garota consegue se soltar do namorado. Ela o encara, Seu braço estava dolorido, e seus olhos marejados. A garota dá as costas e sobe as escadas com pressa .

Yugi: Aonde vai Rebecca! -Sua voz demostra o quanto está impaciente.

Rebecca: Pra bem longe de você! -Diz com voz de choro.

Yugi sobe as escadas e a segue. Rebecca corre até o banheiro e fecha porta. a garota se encolhe num canto do banheiro, Ela põe a cabeça entre as pernas e abraça os joelhos. Yugi ouve um choro abafado do lado de fora. Imediatamente ele desperta de seu estado de fúria.

Yugi: Becky, por favor abre a porta. -A raiva e o ciúmes dão lugar ao remorso e arrependimento.

Rebecca: Vai embora! Eu quero ficar sozinha! -Diz em meio ao choro.

Yugi: Por favor meu amor! Vamos conversar. -Implora.

Rebecca: Eu não quero falar com você! -Diz com a voz embargada.

Yugi não insiste em se afasta do banheiro. Ouvir o choro dela o fez cair na real e ver tudo que tinha feito. Ele está imensamente arrependido da forma como a tratou. Yugi desce as escadas até a sala, e dá de cara com Serenity.

Yugi: Serenity? O que faz aqui? -Questionou confuso.

Serenity: Me desculpe a falta de educação, eu fui pôr o lixo pra fora, e vi a forma como você a arrastou pra sua casa. -Ela está muito brava.

Yugi: Serenity! Eu posso explicar. -Tenta se justificar.

Serenity: Não quero ouvir suas explicações, eu quero ver a Becky! -Diz impaciente.

Yugi: Ela se trancou no banheiro. -Suspirou desanimado

Serenity sobe até o andar de cima e vai até o banheiro. A garota ouve o choro de Rebecca e fica angustiada.

Serenity: Becky! Sou eu, abre a porta por favor! -Implora ao ouví-la soluçando.

Rebecca abre a porta e irmã de Joey lhe dá um abraço acolhedor. loira chora por vários minutos abraçada com Serenity. Após algum tempo ela se acalma.

Serenity: Está tudo bem? -Diz alisando as madeixas douradas dela.

Rebecca: Eu vou ficar bem princesa! -Se obriga a sorri.

Serenity: Não precisa disfarçar! Eu sei o quanto está triste e assustada. Que tal me contar tudo o que houve? -Diz olhando nos olhos de sua amiga.

A conversa entre as duas amigas segue...

No andar de baixo.

Yugi conversa com Joey, Duke  e Tristan no WhatsApp.

(Conversas do WhatsApp on)

Duke: Yugi, você é um idiota mesmo!

Tristan: Cara eu não acredito que você fez isso.

Yugi: Infelizmente eu fiz.

Duke: Eu vou até aí te socar seu grande Imbecil!

Joey: Você vacilou e feio!

Tristan: Me diz onde que você tava com a cabeça, pra descontar nela o seu estresse?

Joey: É verdade! A Becky não tem culpa da sua insegurança.

Yugi: Eu sei! Eu sei! Tô me sentindo muito mal.

Duke: Se sentir mal não vai ajudar em nada.

Yugi: Eu tô me sentindo péssimo.

Yugi: Eu não sou digno dela!

Tristan: Bom, depois de tudo o que aconteceu, o mínimo que você pode fazer é pedir perdão.

Joey: O Tristan está certo! Vai logo se desculpar com ela.

Yugi: Ela não quer falar comigo.

Duke: Isso não é desculpa! Sobe logo e vai se retratar com ela.

Joey: Se você insistir com jeitinho ela cede.

Tristan: Vê se não grita com ela de novo.

Yugi: Eu tô esperando a Serenity descer !

Yugi: Eu juro que nunca mais vou fazer isso!

Duke: Se você magoá-la de novo, eu te Mato!

Joey: Se fizer isso outra vez , eu esqueço que somos amigos.

Yugi: Eu já vou, a Serenity está descendo.

Joey: Vai, boa sorte!

Tristan: Eu tô torcendo por vocês.

Duke: Isso mesmo Yugi, vai lá e faça as pazes com ela.

Yugi : Fui!

(Conversas do WhatsApp off)

Yugi vai ao encontro de Serenity, que está descendo as escadas.

Yugi: Serenity...Eu sinto....-Yugi é impedido de completar a frase, a garota havia lhe fado uma bofetada. -Você também me bateu! -Ele está pasmo.

Serenity: Sim! Eu te bati! E vou te bater muito mais se não controlar seu maldito ciúmes. -Rosnou.

A irmã de Joey sai as pressas da casa de Yugi. O rapaz não teve coragem de responder, afinal de contas ele estava errado. Ele sobe as escadas, precisava conversar seriamente com Rebecca, ele necessitava do seu perdão.

Alguns minutos depois...

   Yugi fez suas higienes pessoais, e vestia um pijama azul marinho. Ele procura por Rebecca, em todas as partes da casa, faltava olhar o seu quarto. O rapaz olha o quarto, e nada. Ele olha a varanda, enquanto se depara com sua namorada com uma linda camisola de cetim vermelha , que lhe dava até os joelhos. A garota parecia distraída. Ele decide se aproximar dela.


Notas Finais


E aí? Será que a Rebecca vai perdoar o Yugi?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...