1. Spirit Fanfics >
  2. Yuanfen! sunkyu >
  3. Único.

História Yuanfen! sunkyu - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


yuanfen — termo chinês para um relacionamento que aconteceu por destino, a força de ligação entre duas pessoas.

Capítulo 1 - Único.


Que Changmin e Sunwoo se amam, apesar de suas diferenças, ninguém tem dúvidas. Sunwoo é alguém de espírito livre e não liga para o que seus pais falam, já Changmin é o oposto;

parte disso vem da forma de sua criação, sua mãe sempre fora super protetora, e seu pai nunca foi presente, só aparecia pra dar pitaco na sua vida.

Quando Changmin disse a sua mãe que era apaixonado por seu melhor amigo, ela o disse que ele estava louco; ele a respondeu dizendo que não estava doido e que aquele era quem era. Naquele dia havia levado o primeiro tapa de sua mãe.

Sunwoo não chegou se assumir, ele havia sido emancipado, saiu da casa de seus pais e foi morar sozinho. Desde sua adolescência sabia que era atraído por garotos também, então não foi muita surpresa para si quando descobriu que gostava do seu melhor amigo.

O relacionamento deles aconteceu de forma natural, mas não chegava a ser um namoro, as pessoas que viam de fora achavam, na verdade... qualquer pessoa poderia falar que era um namoro. Mas entre os dois eles sabiam, nenhum dos dois havia feito o pedido e eles estavam bem com isso.


A mãe de Changmin odiava Kim Sunwoo.

Kim Sunwoo odiava a mãe do Changmin.


Mas eram ódios em níveis diferentes, Sunwoo apenas a odiava por não que ela não gostava dele com seu filho. Ela o odiava ao ponto de mandar o filho pra outro país só pra afastar os dois.

Era o que ela faria.

Changmin estava com uma viagem pra Miami marcada, obviamente forçado por sua mãe. Ele não iria, já tinha um plano em mente.






quebra de tempo








Sunwoo ouviu batidas na porta de sua casa. Ignorou.

Algum tempo depois ouviu duas batidas, conhecia aquele código, usava com Changmin. Não fazia sentido ser ele, mas foi abrir a porta mesmo assim.


Não acreditou quando viu.


— Changmin? O que você tá fazendo aqui? Não era pra você estar num avião tipo, nesse exato momento? — Perguntou confuso.

— E quem disse que eu fui, fala sério, eu trocaria qualquer lugar do mundo pra viver no seu abraço, Sun. — Respondeu o puxando pra um abraço.

— Calma. Não fala isso, você sabe que eu levo a sério! Não precisa iludir tá bom. — O arrumou melhor no abraço por ter a vantagem de altura.

— Eu não brincaria com isso, nunca. Você sabe que é verdade. — Disse abafado

— Puta merda, Kyu... Eu.. — Deu uma pausa pensando se faria ou não o que vinha em sua mente — Namora comigo.

— Que? Cê tá falando sério? — Se soltou do abraço, encarando o mais alto de forma séria.

Eu não brincaria com isso, nunca. — Utilizou as palavras do mais velho. — Sim eu tô falando sério, quer namorar comigo? — Voltou a falar.

— Eu te odeio por ter feito um pedido horrivel, mas odeio mais ainda por você ter feito um pedido tão a sua cara, e te odeio também por que você é o amor da minha vida, namorado.

 Namorado. Ele havia mesmo ouvido certo ou estava ficando maluco e alucinando com coisas?

— Repete, a última palavra. — Falou desacreditado — Eu preciso ter certeza que eu tô ouvindo a coisa certa. — Continuou.

— Namorado, eu te chamei de namorado, Sun. — Respondeu de uma maneira suave, dando um sorriso logo em seguida, fazendo suas covinhas darem as caras.

Não, ele não tava alucinando, ele havia aceitado seu pedido.

Percebendo o estado de choque do seu, agora, namorado, Changmin voltou o abraçar. "Eu estaria louco se eu não aceitasse" falou de forma baixa, quase sussurrando, como um segredo. Mesmo que só estivessem os dois ali.


O tempo passou e a noite estava chegando, os dois se encontravam deitados (lê-se grudados) no sofá assistindo qualquer filme besta que passava na televisão.

— Kyu... — chamou o maior que estava deitado acima de si. — Obrigado. Quando eu digo isso, eu me refiro a tudo, você sempre esteve aqui, cuidando de mim; mesmo quando eu faço merda, eu sou totalmente surtado mas com você do meu lado eu consigo segurar a barra. Eu sou grato a tudo que você fez e faz por mim. Eu amo você.

Era a primeira vez que Changmin ouvia as últimas três palavras de Sunwoo. Estava perplexo, ele realmente havia falado que o amava?

— Não é nada. Eu faço isso porque eu também amo você, e eu também tenho que te agradecer, você me dá forças pra enfrentar a minha mãe, você me mostrou que tá tudo bem em ser do jeitinho eu eu sou. Eu sou realmente muito agradecido por te ter na minha vida. — respondeu, fazendo carinho na mão do outro, que agora estava entrelaçada a sua.

Depois de dizerem um ao outro o que haviam dito, voltaram a atenção pra televisão, não realmente assistindo qualquer coisa que passasse ali, mas apreciando um a companhia do outro e ouvindo o barulhos dos dois corações batendo juntos.

Acabaram dormindo, abraçados. Em meio a tanta guerra e desacerto no mundo lá fora eles haviam encontrado o seu ponto de paz, na companhia um do outro.

Changmin foi o primeiro acordar, no meio da madrugada, mas não se mexeu. Sunwoo acordou um tempo depois, invertendo as posições deles, deitando em meio as pernas do mais velho e o abraçando.

— Sunwoo — Changmin disse num tom baixo porém sério.

— Sim? — respondeu, ainda tentando achar uma posição confortável para os dois.

— Foge comigo. — disse e arrumou o ruivo que estava agarrado a si de uma maneira confortável aos dois.




Notas Finais


olha só, hmkkkk

ignora minha escrita que não tá das melhores, mas eu fiquei muito feliz com essa fic, que é de longe uma das mais lindas que eu já fiz.
comenta aí alguma coisa se gostar é isso.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...