História Yugioh! Magic Soul - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Yu-Gi-Oh!
Tags Prophecy Spellbook
Visualizações 8
Palavras 819
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Fantasia, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse e o fim do primeiro arco caros leitores, Mas se vc veio até aq a partir do segundo arco da New Dawn, recomendo agr seguir para o primeiro arco da Ice heath, boa leitura

Capítulo 10 - Vamos defender o mundo!



A manhã já se seguia com muito trabalho, a população estava reconstruindo e organizando a bagunça na vila, cidadela e outros lugares da ilha, os soldados inspecionavam os limites mágicos para garantir que não houvesse comprometimento, e Endymion, junto de Emperor, Empress e outros líderes, foram até o fundo da caverna repor os selos mágicos sobre o Shaddoll Core, Hugo e Ruth voltaram a seus respectivos aposentos após tudo aqui, após o almoço sem se verem, cada um recebeu a ordem de comparecerem ao salão do trono, rapidamente ambos foram na esperança de se verem, Hugo chegou primeiro, e viu que Endymion estava junto de Emperor e Empress, também estavam Jesse e Eremita.

- Hugo : Posso entrar? – Ele falou da porta, após um sinal de Endymion entrou e foi até eles.

- Endymion : Hugo, por meio de Jesse, ouvimos atos de bravura e habilidades estupendas de você. – Hugo notou que Jesse fazia um joinha pra ele. – Provou que e capaz de cuidar de nosso reino e do mundo também.

- Hugo : Fico muito grato por tudo pai, mas os créditos são seus, pois sem seus conselhos e criação não seriam assim.

- Empress : Além disso tudo, mostrou que pode proteger o bem mais precioso da Cidadela. – Ao falar isso, Ruth entrou, ele se virou e seus olhos brilharam ao olhar os dela. – Ruth, pode entrar minha querida. – Ela foi e parou do lado de Hugo.

- Emperor : Temos que contar algo muito sério a vocês. – Eles se entreolham preocupados. – Ruth, minha filha, você e uma Alfa.

- Ruth : O que e isso meu pai?

- Hugo : Também fiquei intrigado, os Cavaleiros Gema não paravam de falar disso.

- Emperor : Na época que o Shaddoll Core foi selado, foi o usado o poder Alfa, uma força poderosa dos monstros de duelo, os magos a usaram, e ela guardava dia e noite a caixa com o Shaddoll Core, mas, com o tempo , percebermos que ela estava se esvaindo pois era somente pura energia sem nenhum receptáculo, após uma longa discussão, decidimos colocar ela em alguém. – Ruth ficou surpresa.

- Endymion : Mais especificamente, em duas pessoas. – Hugo entendeu.

- Emperor : Quando vocês eram bebês, oferecemos vocês a Alfa, ela então decidiu que seu receptáculo principal seria Ruth, e o seu ativador e controlador, Hugo.. – Eles dois ficaram chocados.

- Hugo : Quer dizer que somos armas super poderosas?

- Ruth : Então foi por isso que vocês me afastaram de todos, inclusive Hugo de mim? – Ela falou meio triste.

- Empress : Não perdoe minha filha, tínhamos medo do que poderia acontecer com você, mas agora sabemos que não podemos os separar. – Ela foi até eles e pegou em suas mãos, as juntando. – Vocês nasceram pra ficar juntos.

- Endymion : Além disso, temos outra coisa pra falar.

- Eremita : Filhos, a energia do Shaddoll Core se espalhou pelo mundo ainda, em forma de uma onda de energia negra, tememos que ela reacenda locais malignos em torno do mundo, e exponha a todos um grande perigo.

- Endymion : Ou seja, vocês não podem simplesmente serem os guardiões da cidadela, e sim do mundo, devem defender as pessoas dos mals que iam surgir.

- Hugo : Sim senhor. – Ele falou segurando a mão se Ruth. – Vamos fazer o nosso melhor.

Longe dali, ao mesmo tempo, uma limusine chegava em um complexo do exército, os soldados olharam a identificação do motorista e deixaram entrar, o motorista desceu e abriu a porta para Reinald sair, ele caminhou e entrou no complexo, passando por soldados e cientistas, chegaram até um grande hangar com um enorme túnel metálico inoperante.

- Reinald : Não conseguiram fazer ele funcionar de novo? – Ele perguntou a um cientista no local.

- Não senhor, após o pulso negro de energia, ele ligou e ficou aberto só ate este o jovem sair dele.

- Reinald : Onde está ele?

- Tivemos que seda-lo pois estava muito agressivo, e segurava uma enorme espada azul de gelo, me acompanhe. – Reinald seguiu o cientista até uma área parecendo uma prisão, lá viu que havia uma cela especial de vidro onde um jovem de cabelo azul escuro curto e usando uma roupa do exército americano estava sentado no chão encostado numa das paredes de vidro, onde segurava uma longa espada azul.

- Reinald : O que foi isso? – Ele falou apontando pra marcas nos vidros.

- Ele já quebrou cinco vidros super temperados a prova de tiros de tanque a queima roupa com aquela espada senhor.

- Reinald : É porque não tomaram dele enquanto estava sedado?

- Desculpe senhor, mas ela simplesmente não saia da mão dele. – Reinald esboçou uma expressão de espanto, olhou para o jovem que levantou a cabeça e o encarou com seus olhos azuis extremamente claros.

- Reinald : Qual o nome dele?

 - Cabo Hermison senhor, Gray Hermison.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...