História Yugioh! Scray Duel - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Yu-Gi-Oh!
Tags Yu-gi-oh!
Visualizações 11
Palavras 1.933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem pessoal, se vc e novo, tenho uma outra história que no futuro será legal ter lido ela tb, a New Dawn, mas se vc ja vem dela pra essa, sinta se em casa, espero que se divirtam.

Capítulo 1 - Encontro.


Fanfic / Fanfiction Yugioh! Scray Duel - Capítulo 1 - Encontro.


A garota corria desesperada pelos becos escuro após sair de um galpão abandonado, três homens usando terno pretos saíram também atrás dela, correndo sem parar, seus cabelos loiros longos atrapalhavam um pouco, o vestido branco meio transparente, não a impedia de passar por homens e mulheres nas calçadas, ela só queria salvar sua vida, sua respiração já estava pesada e a deixava mais exausta, até que sentiu uma sensação, uma terrível sensação de que algo muito maligno estava ali, sem hesitar, passou por um estacionamento, por entre dois carros estacionados, e por uma grande moto Yamaha R1 negra, ate entrar em uma lanchonete, olhando rapidamente para as pessoas ali presentes, só encontrou um casal de velhinhos numa mesa e um homem meio gordo comprando batatas fritas a balconista, de repente, os homens de terno entram e a agarraram.

- Me larguem! Socorro! – O que prendeu ela colocou a mão em sua boca, mas ela mordeu seus dedos, a balconista ia puxar o telefone mas outro sacou uma arma.

- ? : Todo mundo quieto! Solta o telefone! – Ela soltou assustada, o gordinho se abaixou perto do balcão. – Vamos logo levar ela de volta. – O terceiro pegou ela pelos cabelos e a puxou até a porta.

- Por favor me ajuda! Sei que esta aqui! – Os homens se entreolharam, então, o barulho de descarga vinda do banheiro cortou o silêncio, do banheiro masculino, saiu um jovem, usando uma calça jeans preta e uma camisa azul clara sem detalhes, com uma jaqueta de couro preta com detalhes metálicos, luvas nas duas mãos, um tênis adidas, cabelos negros espetados mas suas pontas eram azuladas e olhos castanhos.

- ? : Você!? – O que estava armado mirou no jovem que não se preocupou muito, ele olhou pra todos, desde o casal de velhinhos, a balconista, o gordinho, os três homens e por fim, a garota.

- ??? : Pra que essa gritaria toda. – Ele falou com tom sarcástico

- ? : Nosso mestre ficará satisfeito, levaremos tanto a garota como essa abominação. – O que puxava a garota falou sorrindo.

- ??? : Abominação? Essa magoou, mas eu já estava me dirigindo pra lá, não preciso de guias tá bem. – Ele deu um passo a frente mas o homem colocou a arma bem em sua testa.

- ? : Fica parado senão estouro seus miolos! – Ele suspirou.

- ??? : Vai em frente, eu aposto que você não é corajoso o suficiente.

- ? Precisamos dele vivo, e ir o mais rápido possível! - O outro que segurava os braços da garota falou.

- ??? : E claro que sim, vamos logo com isso. – Ele falou provocando, até que um disparo ocorreu, afastando um pouco a cabeça do jovem pra trás.

- NÃO!!!! – A garota gritou.

- O que você fez! – O outro empurrou o armado, mas pararam pois viram o jovem se recompondo.

- ??? : Isso doi mesmo. – O buraco na cabeça dele ia de um canto a outro, todos ficaram chocados. – Realmente você tem coragem amigo. – Ele pegou no ombro do armado enquanto o buraco se fechava, todos ficaram ainda mais chocados, o jovem tomou a arma dele e quebrou seu braço, o levantou e jogou em cima de uma das mesas, os outros dois saíram com a garota, mas outro foi derrubado, uma garota usando um vestido vermelho justo e sem alças apareceu pisando em suas costas enquanto jogava o cabelo verde pra trás.

- ??? : Oi meninos. – Ela falou sorrindo com sua boca vermelha revelando os dentes meio pontudos. – Posso entrar na brincadeira? – O outro puxou uma arma e colocou na cabeça da garota.

- Se afasta senão ela morre! – Ele estava assustado, o jovem saiu da lanchonete e parou do lado da garota.

- ??? : Ouviu essa Wing? Ele vai atirar nela. – Ele debochou do homem.

- Wing : Ouvi sim, mas é estranho porque eles vieram com tanta questão de levar ela de volta, agora que matar ela, que contraditório! – Ela brincou.

- Estou falando sério! – Ele tremia, de repente, uma chama azulada apareceu no cabo da arma que o fez soltar. – Que droga, esta quente! Malditos, se isso não vai resolver, então isso vai! – Ele jogou a garota pra trás e puxou um pouco a manga do terno, revelando um símbolo estranho no pulso esquerdo, ele brilhou e apareceu um disco de duelo em seu braço esquerdo.

- ??? : Esta querendo jogar duro ein?! – Ele olhou pra garota de vermelho, ela colocou as duas mãos próximas e começou a concentrar uma bola de fogo azul clara entre elas, até que um disco de duelo negro com detalhes azuis claro surgisse, ele pegou e colocou no braço. – Vamos nos divertir. – Ambos colocaram os baralho nos discos.

- Duelo!

- Eu começo, vou acabar com você! Perfeito, eu coloco um monstro virado para baixo e uma virada, encerro minha vez.

- ??? : Eu puxo! Invoco o Elemental Hero Avian! – Um homem com asas surgiu, seu corpo era coberto por penas pássaro, com uma cor verde acinzentada.

- Elemental Hero Avian ( Warrior, Wind, Nível 3, ATK 1000/ Def 1000 )

- ??? : Batalha, eu ataco seu monstro virado com o Avian. – O homem disparou várias penas cinzas contra a carta virada.

- Vai me atacar com um monstro tão ridículo?! Você atacou o meu Dark Mimic LV 1! – Um baú azulado apareceu, ele abriu e revelou uma boca cheia de dentes que engoliu as penas.

- Dark Mimic LV 1 ( Fiend, Dark, nível 1, Atk 100/ Def 1000 )

- Já que ele tem defesa igual a seu ataque, ele não é destruído, e quando ele vira, posso puxar uma carta. – Ele puxou uma carta.

- ??? : Coloco uma virada e encerro.

- Eu puxo! Durante a Standby Phase, posso enviar o Dark Mimic LV 1 ao cemitério e posso especial chamar o Dark Mimic LV 3 da mão ou deck! Level Up Summon! – O baú brilhou e aumentou de tamanho e mudou de forma, ficando mais quadrada e fechada, com várias minhocas saindo de seu interior.

- Dark Mimic LV 3 ( Fiend, Dark, nível 3, Atk 1000/ Def 1000 )

- Agora normal chamo Giant Germ! – Uma enorme bola roxa gosmenta surgiu pulsando.

- Giant Germ ( Fiend, Dark, nível 2, ATK 1000/ Def 100 )

- Agora batalha! Eu ataco com o Giant Germ o Avian! – A bola de aproximou do homem e explodiu junto com ele. – Pelo seu efeito, quando ele é destruído em batalha e enviado ao cemitério, você leva 500 pontos de prejuízo e posso especial chamar ate dois outros Giant Germs do deck! - Mais duas bolas enormes e gosmentas surgiram. – Agora as duas Giant Germs e Dark Mimic ataquem ele diretamente! – Os dois germes e a caixa golpearam ele em cheio, fazendo cair quase todos os seus pontos.

- 4000/ ??? : 500.

- Você está acabado, sinceramente não sei como os outros perderam pra você. – Ele caçoou da situação, mas ele o olhou no fundo dos olhos, um brilho azul claro o arrepiou por completo.

- ??? : Você tem dúvidas sobre como os outros perderam? – Ele falou com uma voz fria e sinistra. – Não se preocupe, vai saber em primeira mão, eu puxo! Primeiro, eu ativo a carta mágica The Warrior Returning Alive, ela me permite adicionar um Warrior do cemitério a mão, escolho o Avian, agora a brincadeira fica divertida! – Ele sorria mais abertamente, com um sorriso distorcido e completamente psicotico.– Eu ativo a carta mágica! Dark Fusion! – Uma fumaça negra começou a emanar da carta e rodear o dois. – Com ela, posso usar monstros em campo ou na mão para invocar uma fusão! Uso o Avian com a Bustinatrix ambos na minha mão! – Dois feixes de luz entraram na carta que brilhou, abrindo um vortex negro. – Dama infernal, senhora do terror, abra suas asas demoníacas e cubra a luz em trevas! Fusion Summon! Apareça Evil Hero Inferno Wing! – A garota de vestido vermelho brilhou então sumiu, então, uma estranha garota surgiu, sua pele acinzentada coberta por roupas vermelhas entreabertas em suas coxas, costelas e decote, suas asas negras enormes se estendiam de um lado a outro da fachada, e suas mãos usavam uma espécie de luva esverdeada com garras afiadas mas ainda revelava suas mãos, e seus pés também esverdeados como de uma harpia, usava uma espécie de visor em forma de V negro na altura dos olhos e seus cabelos verdes eram espetados para cima, com um sorriso com uma boca vermelha e com dentes afiados, realmente uma visão infernal.

- Evil Hero Inferno Wing ( Fiend, Fire, nível 6, Atk 2100/ Def 1200 )

- O que é isso? Nunca ouvi falar de um herói assim?! – Ele falou apavorado.

- ??? : Ela não é uma heroina, ela é uma vilã! Equipo ela com a mágica Fusion Weapon, ela equipa a uma Fusion nível 6 ou menor e aumenta seu ataque em 1500 pontos, a deixando com 3600! – Uma espécie de garfo vermelho com duas pontas surgiu no lugar do braço esquerdo da garota. – E também ativo a minha virada para baixo, Shadow Spell! Ela se equipa a um monstro virado para cima em seu campo, e diminui em 700 pontos o ataque dele, escolho o seu Dark Mimic LV 3! – Vários correntes negras surgiram do chão em torno do homem, prendendo ele e o monstro. – E agora? Esta se sentido como eles? Vou acabar logo com sua agonia, Inferno Wing ataque o Dark Mimic! – A garota mirou o garfo vermelho na direção da caixa e disparou uma rajada de fogo azul, o homem estirou o braço com todas as forças na direção do disco de duelo.

- Eu ativo... a minha armadilha! Sakuretsu Armor! Ela destrói o monstro que está declarando o ataque! – Uma armadura apareceu no corpo da garota, mas ela se esfarelou e sumiu. – O que?! – Ele continuava sorrindo de forma sádica.

- ??? : Graças a Dark Fusion, no turno que são invocadas, as fusões não são afetadas por efeitos que as selecionem! Hahahaha! – Ele ria enquanto o fogo azulado consumia a caixa e a destruía.

- 700/ ? : 500.

- Você ainda não venceu, ainda tenho... – Ele foi interrompido por causa das correntes que se enrolavam e o suspendiam, a garota o puxou pela gola do terno e o aproximou de seu rosto, ate que o jovem se aproximou dele.

- ??? : Quando a Inferno Wing destrói um monstro em batalha, você leva de prejuízo seu ataque ou defesa,o que for mais alto. – Ela colocou o garfo bem em seu rosto, disparando a rajada de fogo a queima roupa.

- 0/ ??? : 500.

Enquanto o corpo carbonizado do homem caia ao chão, a garota loira se aproximava do jovem.

- Sabia que ia me ajudar! – Ela falou aliviada, ele a olhou.

- ??? : Eu não estava lhe ajudando, boa sorte. – Ele passou por ela e montou na Yamaha negra, a garota demoníaca se transformou novamente na garota de vestido vermelho, se aproximando do jovem na moto.

- Wing : Não precisa ser tão grosso Justin, ela sentiu sua presença e buscou ajuda.

- Justin : Como assim sentiu minha presença? – Ele ficou curioso.

- Eu sinto a presença de forças demoníacas, aqueles homens estávamos me mantendo presa pra usar meus poderes. – O jovem e a garota se entreolharam, então, o barulho de sirenes ecoou pela noite, o brilho dos carros policiais se aproximando aumentava na direção deles, o garoto suspirou.

 - Justin : Wing, vai pro deck, você, monta na moto rápido!


Notas Finais


Esse é um novo estilo que estou tentando fazer, quem estiver por dentro desse estilo e quiser opinar sintam se a vontade, e qualquer erro gramático ou no duelo, me avise tb, obg por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...