1. Spirit Fanfics >
  2. Yuki e Dylan: Num romance em Paris! >
  3. Surpresas!

História Yuki e Dylan: Num romance em Paris! - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Essa é uma história clichê que me veio à mente durante meu tempo livre na quarenta. Está em desenvolvimento, faz um tempinho que não escrevo. Espero estar melhorando.

Boa leitura! Espero que gostem. 🌻💙

Capítulo 22 - Surpresas!


Fanfic / Fanfiction Yuki e Dylan: Num romance em Paris! - Capítulo 22 - Surpresas!


                Dylan Walker


   Yuki me olha e no mesmo instante abre um sorriso enorme ao meu ver parado em sua frente segurando um grande e belo buquê de rosas (foto nas notas finais!), na mão esquerda. Na outra mão, estou segurando a grande caixa com os cachorrinhos e em cima dela está a caixinha do colar de Yuki. Estou meio que abraçando a caixa dos cachorros por ser grande e para não cair.   

 Sorriso ao vê-la e ela coloca as mãos na boca sorrindo muito. Ela está linda, usando um vestido deslumbrante vermelho, com uma fenda na lateral da perna (foto nas notas finais!). Seu cabelo está com cachos grandes e perfeitos, com uma parte da lateral presa e alguns fios soltos no rosto.

  Sinto meu coração acelerar ao vê-la tão linda assim.


   "Essa mulher é perfeita! Me apaixono a cada vez que a olho. Meu Deus!"


          — Olá, meu amor. Você está perfeita. - Falo com um sorriso enorme no rosto.


   Entrego a ela o buquê de flores. Ela pega e vejo uma lágrima escorrer em seu rosto.


         [Yuki] — Oi, meu amor. Obrigada! Você está maravilhoso também. E essas rosas são lindas. Obrigada, meu amor. - Ela sorri quase não conseguindo segurar as lágrimas e me abraça com um dos braços e me beija.


   Sorriso e retribuo. Ela me solta depois de alguns segundos e entro. Ela fecha a porta e olho para a direita, por costume. Ao ver, me espanto e sorrio. A sala de jantar estava toda arrumada e decorada.  

 Com balões de coração pendurados no teto sobre a mesa, pétalas de rosa na mesa, no balcão e no chão. Bexigas de coração espalhadas pelo chão da casa, velas de rosas na mesa e no balcão, um balão dourado com o número "1".

  No balcão, uma cordinha com fotos nossas durante esse 1 mês, pisca-pisca e outros enfeites.


          — Você fez tudo isso sozinha? - Olho pra ela admirado. Ela sorri.


          [Yuki] — Sim, o que achou? - Ela fala ainda sorrindo.


          — Simplesmente adorei, está tudo lindo! Eu adorei. - Sorrio pra ela ainda com as caixas na mão.


   A caixa com os cachorrinhos se mexe e Yuki olha desconfiada. Mexo o braço para disfarçar.


          — Isso aqui é pra você. - Falo entregando a caixinha com o colar.


   Ela sorri, deixa o buquê na cadeira e pega a caixinha. Seguro a caixa com os cachorrinhos. Yuki abre a caixinha e ao ver, ela abre um sorriso muito lindo, ela coloca o colar e se olha no espelho sobre o balcão (foto nas notas finais!). Sorrio pra ela, a olhando. Ela me olha e me abraça.

  

        [Yuki] — Eu adorei, meu amor. É lindo. Obrigada! - Ela diz muito feliz.


   Retribui o abraço e sorrio. Ela me solta e me olha, depois, olha pra caixa e aponta.


          [Yuki] — Isto é pra mim também? - Ela pergunta e sorri.


          — Sim, mas este é um presente especial. Eu andei pensando nesses dias que quero ter uma família contigo. Sei que é cedo para pensar nisso, mas eu estou pensando em criar uma vida e uma família contigo deis de o dia em que se esbarrou em mim. - Dou risada e Yuki também, começando a se emocionar. — Não é um filho nessa caixa, mas você vai adorar. Prepare o coração. Está preparada? - Pergunto segurando a tampa da caixa.


          [Yuki] — Estou com medo... - Ela fala e sorri. — Pronto. Pode abrir.


   Sorrio, me abaixo, no chão e abro a tampa da caixa. Os dois cachorrinhos pulam da caixa e automaticamente correm para o pé da Yuki que estava descalço, com as unhas pintadas de vermelho. Olho pra ela e ela está com os olhos cheios de lágrimas. Ela se abaixa e começa a fazer carinho neles chorando e sorrindo.


   "Sabia que ela iria gostar da surpresa."


   Ela se levanta e vem até mim. Ela se levanta na ponta dos pés e me abraça. Retribuo o abraço apertando-a bem forte e a erguendo.


          — Você gostou do presente? - Pergunto a girando na sala.


          [Yuki] — Eu adorei! Eles são lindos. - Ela fala chorando e sorrindo.


   Paro de a girar, ainda erguendo ela a segurando pela cintura. Ela me olha e sorrio.


          — Eles ainda não tem nomes, são um casal. Comprei tudo que eles vão precisar hoje la no Pet Shop Atacado. Daqui a pouco desço pegar no carro. - Falo e sorrio.


          [Yuki] — Um casal? E sério? - Ela fala olhando pra eles e sorri, secando as lágrimas.


           — Sim! Vamos começar nossa família juntos... Começando por esses dois pequenininhos ai. - Falo apontando pra eles.


   Desço Yuki até o chão e ficamos próximos deles fazendo carinho. Yuki começa a chorar de novo, mas de felicidade. Sorrio a olhando.   

 Os cachorrinhos estão brincando um com o outro no chão (foto nas notas finais!).


          — Fico feliz que tenha gostado da surpresa. Vou lá no carro buscar as coisas deles. Já volto. Você vai amar as coisas que eu comprei. - Falo dando um beijo na testa dela e me levantando.


          [Yuki] — Está bem, vou servir o jantar. Foz sua sobremesa preferida. - Ela fala e ao ouvir isso, abro um grande sorriso.


   "Ela quer que eu me apaixone mais pra ela, só pode."


           — Está brincando, né? - Falo a olhando.


          [Yuki] — Não, está na geladeira. Se apresse! - Ela da uma risada e deita no chão com os cachorros.


          — Vai pensando nos nomes enquanto isso. Já, já estou de volta. - Sorrio olhando ela brincando com eles.


   Ela sorri e afirma com a cabeça. Saio do apartamento, desço e vou até a garagem pelo elevador. Pego as sacolas de compras no carro e coloco no elevador, deixando uma segurando para poder por o pacote de ração.

  Yuki vai até a cozinha, pega o jantar que estava no forno, levando para a mesa. Ela coloca na mesa, usando luvas térmicas para colocar a forma com o frango assado na mesa sobre o suporte.

  Coloca as outras panelas e a tigela de salada ao lado, volta a olhar os cachorros que estavam se mordendo, correndo e brincando pela casa.


   "Eu adorei eles, Dylan acertou no presente! Qual nome eles deveriam ter?..."


  Ela olha para eles mais uma vez confusa.


   "Já sei! Ela vai se chamar Amora, igual a elefantinha do filme A Era do Gelo!"


   Ela sorri olhando a cadelinha, que agora se chama Amora. Ela sorri alegremente a olhando brincar no sofá da sala. 


  
          [Yuki] — O dele, Dylan escolhe. - Ela fala sozinha ainda olhando os cachorros, sentada na cadeira.


   O elevador abre e coloco uma sacola na frente para que não feche. Tiro tudo e coloco encostado na parede de Yuki. Tiro a última sacola e abro a porta, a vejo sentada na cadeira e sorrio. Coloco as coisas pra dentro e ela fica me olhando.


          [Yuki] — Quanta coisa! - Ela fala já e vindo me ajudar.


          — Sim, tem muita coisa aqui. - Dou risada.


           [Yuki] — Depois guardamos, vamos jantar antes que esfrie. - Ela fala colocando as sacolas no tapete ao lado do sofá.


   Concordo e coloco o restante das sacolas juntos. Volto pra sala de jantar segurando a mão de Yuki, dou uma olhada pra ela e sinto meu coração acelerar outra vez.


   "A cada vez que a olho, parece que está mais linda!"


   Sorrio pra ela e ela sorri de volta.


          — Você está muito linda, e estou muito feliz de estar completando 1 mês contigo. Sou o cara mais feliz do mundo. - Falo abraçando sua cintura.


          [Yuki] — Estou muito feliz também, passei meus melhores momentos ao seu lado, e, esse 1 mês, é só o começo da nossa vida, nosso relacionamento e nossa família. Virão muitos meses pela frente juntos. E, em breve, meses de casados. - Ela fala se emocionando e sorrindo. Sorrio pra ela ao ouvir suas palavras.


          — Mal posso esperar. - Sorrio abraçando-a.


          [Yuki] — Eu já escolhi o nome da cachorrinha. - Ela fala baixinho me abraçando.


          — Ah, é? E qual é é o novo nome dela? - Pergunto animado. 

 
       

          [Yuki] — Amora. O que acha? O outro você escolhe. - Ela fala baixinho e feliz, encostando sua cabeça em meu peitoral.


          — Eu adorei. É um nome super fofo. E... Para o outro?... Vejamos... Que tal Floco? - Pergunto a olhando.


          [Yuki] — Eu gostei. Floco parece fofo. - Ela sorri.


          — Pois bem, amanhã encomendarei as plaquinhas com os nomes. Podemos jantar? O cheiro está ótimo! - Falo sorrindo e animado.


   Yuki concorda e sorri. Nós vamos até a mesa e nos sentamos. Ela tira comida em nossos pratos enquanto eu abro o binho e o champanhe, colocando nas taças sobre a mesa.


          — O cheiro está ótimo, amor. Mal posso esperar pela sobremesa! - Falo olhando preto que estava lindo e com um cheiro maravilhoso.

 

         [Yuki] — Obrigada. - Ela sorri corando.


   Sorrio de volta e começamos a comer. Sua comida está divina e realmente uma delícia. Nós comemos enquanto conversamos sobre como foi nosso dia, mas a maior parte da conversa, foi sobre Floco e Amora. Os dois nos renderam um ótimo assunto para conversar.
   Conversamos por algum tempo enquanto comemos. Após terminar de jantar, Yuki vai até a cozinha e trás a sobremesa, pratos e garfos. Coloca arrumado na mesa e corta um pessoal pra cada.


   "Está linda essa sobremesa. Faz tempo que ela não faz pra mim."


   Penso já levando à boca, um pedaço da sobremesa no garfo. Começo a comer e sorrio, satisfeito, animado e feliz.


          — Ficou uma delícia, meu amor! - Digo sorrindo e beijo a mão de Yuki.


   Ela sorri satisfeita. Nós começamos a comer a sobremesa e conversamos sobre nossos planos, nossas vidas, a Amora e o Floco, conversamos sobre diversas coisas que nem vimos o tempo passar.
    O jantar que Yu preparou estava uma delícia, ela caprichou muito em cada detalhe do prato. A sobremesa está simplesmente perfeita. Ela sabe como fazer.

    

      — Está divino, amor. - Sorrio comendo a sobremesa.

  

        [Yuki] — Obrigada! - Ela sorri.


   Nós ficamos comendo e conversando mais um pouco.



                  LOGO APÓS


   Terminamos de comer toda a sobremesa que Yuki, a ajudo a levar a louça para a cozinha, colocamos tudo na lava louças e Yu a liga.   

 Assim que ela liga a máquina, ela se vira de frente para o meu corpo, coloca as mãos nos meus ombros e me olha no fundo dos meus olhos. Sorrio pra ela e ela sorri de volta.

     

         [Yuki] — Vamos arrumar as coisinhas dos cachorros e depois, eu tenho uma surpresinha pra você... - Ela fala em um tom safado e da uma leve puxada no decote do seu vestido.


   A olho com um sorriso no rosto e dou um tapa na bunda dela. Logo, vamos para a sala. Começamos a tirar tudo das sacolas, deixando no chão as caminhas e os potes, e, o restante, no sofá.
  


          — Eu comprei as caminhas pra eles ficarem na sua área e uma para ficar aqui dentro. Coloquei uma igual lá em casa, deixei um pote com ração, cobertor e brinquedinhos. Para quando eles forem ficar em casa ou quando quiser que fique um aqui e outro lá. - Digo ajudando-a a retirar as coisas das sacolas.


          [Yuki] — Você é perfeito. - Ela sorri e me beija.


   Sorrio e retribuo o beijo. Voltamos a retirar as coisas. Enquanto Yu dobra as roupinhas com carinha de apaixonada, Amora e Floco ficam correndo ela casa e brincando um com o outro. Damos risada quando eles passam a mil por nós.   

 Começo a montar a caminha que irá ficar dentro de casa, demoro alguns minutos mas ela fica pronta. A coloco no canto da sala, ao lado do rack da TV de Yuki. Yu escolhe um cobertor e brinquedinhos e os colocam arrumados na caminha.

   Ao verem a caminha, Amora e Floco correm até lá, passando por cima das coisas que estavam no chão e quase caindo. Damos risada dos olhando.


          [Yuki] — A casinha é realmente linda, e eles adoraram! - Ela fala sorrindo os olhando.


          — Sim, eles gostaram bastante da que está lá em casa. - Dou risada.


   Ela ri também e volto a montar a caminha, dessa vez, a que vai do lado de fora. Ela é como uma toca, com um tecido quente em volta da estrutura, com uma espécie de almofada grande no chão, na parte de dentro (foto nas notas finais!). 


   A monto e Yuki olha admirada.


          [Yuki] — É linda! E é grandona. Vai ficar bonita na área. - Ela fala sorrindo e olhando.


          — Sim, eles vão adorar! - Sorrio.


   Levanto e levo a caminha para a área, como a área é fechada com vidro, não é tão frio. Mas para proteger mais eles, coloquei o cobertor mais quente, todo peluciado. Coloco as almofadas para e os brinquedos. Ao lado da caminha, entendo o tapete higiênico, coloco os potes de água e ração. Pendurados nos prendedores da parede, deixo as coleiras deles.
   Termino e volto pra sala. Yuki já dobrou todas as roupinhas e cobertores. Ela está deitada no tapete fazendo carinho e brincando com eles. Me encosto na parede ao lado do sofá e a observo, cruzando os braços.


   "Hoje foi uma loucura, toda essa questão dos cachorros, os preparativos do nosso primeiro mês juntos. Ver ela assim, tão solta e feliz me dá uma paz na alma e no coração. Com ela, eu me sinto em casa."


   Yuki percebe que estou a olhando e sorri, levantando após os colocar ao lado, que logo, começam a brincar um com o outro de novo.

Ela vem até a minha frente e sorri.


   "Eu sou apaixonado nesse sorriso. E foco mais apaixonado ainda quando sei que eu sou o motivo."


   Pago Yuki pela cintura de surpresa e a ergo no meu colo, faço com que suas pernas fiquem em volta da minha cintura. A seguro com as duas mãos em sua bunda. Ela sorri e segura meu pescoço. Logo, começamos a nos beijar.


          — Vamos enfim comemorar nosso aniversário? - Falo sussurrando no ouvido dela, dando uma puxada na ponta da sua orelha.


          [Yuki] — Estava esperando por isso... - Ela fala geme. Sinto seu corpo se arrepiar pela chupada que dei em seu pescoço.


   Dou risada e a levo para a cama. A coloco sentada e ela se levanta, ficando de joelhos no meio da cama e me encara.



 

            Yuki Bennett Collins

 

  Olho Dylan com um sorriso ameaçador e pervertido.

   

       — Eu tenho mais uma surpresinha pra você, meu amor... - Falo engatinhando sobre a cama até a beirada.


   Fico de frente com Dylan e passivo dedo em seu peitoral sobre a camisa. Ele se arrepia e sorri.


          [Dylan] — Qual surpresinha? - Ele fala retirando a jaqueta que estava usado e logo, retirando a camiseta.


   Sorrio passeando com meu olhar o corpo dele.


   "Não me canso dessa visão."


          — Tira meu vestido que você vai saber. - Falo calmamente e sorrio.


   Dylan arqueia uma sombrancelha e se aproxima mais, segurando a barra do meu vestido, começando a remove-lo. Ao terminar de retirar, ele faz uma cara de surpresa vendo minha lingerie (foto nas notas finais!).    

Ele sorri e passa a mão pela frente do meu corpo, levando a mão até minha intimidade e começando a passar os dedos por cima da lingerie. O que me faz gemer baixinho o olhando.

     

     [Dylan] — Eu adorei sua lingerie nova... - Ele fala com os olhos viajando pelo meu corpo.


   Afirmo com a cabeça gemendo, e Dylan para de passar os dedos em minha intimidade e começa a tirar seu cinto. Logo, retirando a calça junto da cueca jogando no chão junto do meu vestido.
   Sorrio ao ver seu membro, está duro e grande. Com as veias que tanto adoro percorrendo-o a vista. Fico de 4 na cama e seguro seu membro, começando a passar a língua na ponta e em círculos na parte de cima. Logo, coloco na boca e começo a chupar.
   Dylan sorri e segura meu cabelo para um lado, me olhando com a boca entreaberta e a respiração ficando ofegante. Ele solta alguns gemidos ao apressar os movimentos. Automaticamente, segurando meu cabelo e forçando minha cabeça contra seu membro.
   Fico chupando-o por alguns minutos e paro. Olho seu membro, sorrio e dou um beijo na ponta dele. Dylan me segura com força e me vira na cama, ficando ainda de 4, mas de costas pra ele.
   Viro o rosto e o olho com um sorriso pervertido. Ele sobe na cama e da um tapa na minha bunda. Puxa a parte da lingerie para o lado e se abaixa, começando a passar a lingua e a chupar. O que me faz gemer e apertar o lençol da cama.


   "Esse gemido dela me mata..."


   Dylan chupa por alguns minutos e coloca o preservativo, ele passa a lingua mais uma vez e começa a colocar dois dedos de vagar, depois aumentando a velocidade, me fazendo gemer alto e a apertar mais o lençol. Logo, ele coloca seu membro dentro e começa a se movimentar.
   Dylan começa a colocar com força e rápido, me fazendo gemer alto. Ele da tapas na minha bunda.


          [Dylan] — Gostosa! Não me canso disso... - Ele fala ofegante e com um tom safado.


          — S-Sim... - Falo gemendo.


   Dylan aumenta sua velocidade e força, colocando mais fundo. Ambos tememos baixo e juntos. Sinto a sensação subir e ficar perto do meu limite.
   Ele começa a ir mais rápido e forte, me fazendo gemer mais. Ele da alguns tapas fortes na minha bunda, me deixando mais excitada e mais perto do meu limite.
   Algum tempo depois, ambos chegamos em nosso limite. Dylan deita  cima do meu corpo e me faz cócegas. Começo a rir e me viro, ficando de frente pra ele.
   Nós fizemos mais duas vezes em diversas posições. Após terminar a última, Dylan cai na cama ao meu lado ofegante e me deito em seu peitoral, o olho e começo a rir.

   

       — Essa carinha de acabado sua. - Falo rindo.      


    [Dylan] — Você que me deixa acabado. Essa última me matou, sentando daquele jeito... - Ele fala e suspira, fechando os olhos.


   Dou risada e passo o dedo pelo peitoral dele até seu membro. Começo a fazer carinho nele. 


         — Vamos tomar um banho? - Falo baixinho olhando seu corpo.


   Dylan afirma com a cabeça e sorri, me dando um beijo. Retribuo e me levanto, Dylan se levanta logo após. Ele já havia retirado minha lingerie a muito tempo, então ambos entramos no banheiro completamente sem roupa.
   Havia deixado a banheira enchendo entre a penúltima e a última vez. Acendo as luzes ao entrar e Dylan entra logo após, segurando a garrafa de champanhe e duas taças.
   Entro na banheira calmamente, a água está quentinha e cheirosa, com muitas pétalas de rosas por cima e bolhas. Dylan entra logo após ficando do outro lado. Ele me entrega uma taça e segura a outra, enchendo ambas com champanhe. Sorrio pra ele e bebo um pouco.


          — Aguenta mais uma rodada? Aqui na banheira... - Falo com uma risada pervertida.


          [Dylan] — Como tu aguenta, menina? - Ele fala rindo e me puxa contra ele.


   Dou risada junto a ele e colocamos nas taças na beirada da banheira. Dylan levanta e me pega pela cintura, me colocando sentada na beirada da banheira, logo, colocando seu membro dentro de mim, solto um gemido e o olho nos olhos. Ele sorri e começa a se movimentar.


          — Incrível como é só falar de a gente transar que isso ai já fica duro de novo. - Falo rindo e gemendo.


         [Dylan] — Não tenho culpa se ele adora estar dentro de você. Fica todo animado só de ouvir falar. - Ele fala e da risada.


   Dou risada junto a ele e ele começa a colocar com força, me prensando contra a parede atrás do meu corpo. Ele segura minhas pernas um pouco acima da sua cintura e continua colocando mais rápido e mais forte.



                    MAIS TARDE


   Transamos pela 4ª vez, após terminar, tomamos banho exaustos e ofegantes. Tomamos a garrafa inteira de champanhe e conversamos bastante. Após terminamos o banho, nos secamos e nos jogamos na cama, sem roupa mesmo. Ficamos abraçados assistindo a nossa série.   

Horas depois, nós dormimos.




Continua...
  
    


Notas Finais


Vestido Yuki:
https://pin.it/3rQTvNg

Buquê:
https://pin.it/3RWwldK

Pingente:
https://pin.it/N70lpul

Cachorrinhos:
https://pin.it/6kGfxEC

Gente, desculpem os parágrafos que estão com diferença no tamanho dos espaços, o app está modificando e alterando os espaços que eu coloquei.
Comentem o que acharam das surpresas e dos presentes!

Ajudem a divulgar a história, ficaria muito grata! 🌻💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...