História YuMark - (Rivalry) - Capítulo 54


Escrita por:


Capítulo 54 - Cap. 54


Fanfic / Fanfiction YuMark - (Rivalry) - Capítulo 54 - Cap. 54

• Dia seguinte/ Segunda-feira •

No dia seguinte Yuta para a surpresa de Jeno e Jaemin, não foi para a academia. Foi então que ambos tiveram a brilhante idéia de visitar o japonês em sua casa.

_ Que foi? - Yuta não estava com uma aparência nada boa.

O japonês estava vestido de pijama em plena cinco da tarde, o mesmo se encontrava todo amarrotado e fazia par com os cabelos despenteados que Yuta portava.

_ Você tá um caco, credo. - Jeno fez uma carinha de nojo, mantendo sobre si olhos alheios sem emoção alguma.

_ Você tomou banho hoje, japa? - Jaemin atraiu para si os olhos de Yuta podendo ver o mesmo balançar sua cabeça lentamente em negação.

_ Okay, vai pro banho enquanto o Nana e eu preparamos algo pra você comer..

Yuta nada disse, deu as costas para os mais novos sendo ele seguido pelos mesmos. Fez exatamente o que Jeno avisa pedido sem dizer absolutamente nada, enquanto isso Jaemin em questão de poucos minutos voltou da cozinha com uma bandeija em mãos, com alguns laches que ele mesmo havia preparado aquela tarde. Já Jeno tomou a liberdade de ir até o quarto de Yuta voltando de lá com uma escova de cabelo em mãos. O mais novo subiu no sofá e se colocou a sentar sobre o encosto do mesmo, passando a pentear os fios do japonês no qual estava sentado por entre as suas pernas.

_ Porquê não foi a aula hoje, Yutão? - Jaemin notando que Yuta não estava com disposição nem pra comer, tomou a liberdade de levar até a boca do mesmo alguns biscoitinhos.

_ Olha o que eu fiz no cabelo dele, Nana.. - Jeno mostrava orgulhoso o penteado que havia feito nos cabelos de Yuta.

_ Yuta! - Jaemin voltou seus olhos para o japonês, o mesmo parecia aéreo mantinha o olhar vazio. _ Você comeu alguma coisa ontem e hoje?

_ Ele fica fofinho de Maria Chiquinha, não acha? - Jeno estava tão entretido nos fios alheios, que não percebia que algo estava errado.

_ Ai, Jeno! - Jaemin deu um tapinha sobre a coxa do mesmo. _ O japa não tá bem, não está vendo?!

_ Ele só está triste.. - Jeno deu uma curvada para olhar o rosto do japonês. _ Jajá ele melhora.

Jeno deu de ombros voltando sua atenção para os cabelos de Yuta, amarrava e desamarrava o mesmo e por incrível que parece, o japonês não abria a boca pra reclamar de nada. Jaemin se mostrou um pouco mais preocupado, não sabia dizer o que de fato estava se passando com o japonês.

_ Sobre o Mar-

_ Não fala! - Yuta cortou Jaemin o surpreendendo por finalmente dizer algo. _ Ele fez o que fez, pra me fazer passar por ridículo. Eu odeio ele do fundo do meu coração.

_ Olha! - Jeno se mantinha atento nos fios alheios. _ Dizer que tem ódio de uma pessoa é algo muito intenso, na real.. Você vai ficar bravo por isso, mas é culpa nossa o que aconteceu.

_ É culpa do Mark, Jeno. Não defende ele..

_ Jeno! - Jaemin atraiu as atenções. _ Para de mexer nos cabelos do japa, tô ficando incomodado.

_ Isso tem cara de problema seu. - Jeno deu de ombros, não dando ouvidos a Jaemin. _ Enfim.. Onde eu parei?

_ Você disse que era culpa de vocês.. - Lembrou Yuta.

_ Sim! Aquele balde com graxa era uma armação que o Mark e os outros planejaram pra atingir o Nana e eu, mas descobrimos antes e..

_ E eu que não tenho nada a ver com a situação, tomei no cú, né? -

_ Sim! - Jaemin abriu um sorriso forçado tentando enfiar na boca de Yuta mais biscoitos.

_ Para! Não quero comer.. - O japonês fez uma carinha de chateação. _ Apesar de bater boca com vocês as vezes, eu gosto dos dois. Não acredito que vocês fizeram isso comigo..

_ Perdoa a gente na moralzinha, babe. - Jeno deu uma pausa no que fazia. _ Também gostamos de você, por isso estamos aqui.

_ Você é como se fosse nosso irmão mais velho, desculpa termos metido você num problema que não tinha nada a ver com você. - Jaemin pegou na mão de Yuta e rapidamente voltou seus olhos para a mesma. _ Japa..

_ Quê?! - Yuta cruzou seus braços se colocando emburrado. _ Não sei se vou perdoar vocês por agora, talvez quando a minha raiva passar..

_ Yuta! - Jaemin chamou num tom meio desesperado. _ Você tá se sentindo bem?

_ Pra falar a verdade, não. Mas deve ser o ódio de vocês que está crescendo dentro de mim..

_ Que foi, Nana? - Jeno se viu confuso.

Jaemin balançou a cabeça em negação, mas ainda sim mantinha em seu rosto a preocupação pelo japonês.

_ Tem algum termômetro por aqui? - Indagou Jaemin.

_ Termômetro pra quê, menino?! Tá doente? - Yuta frangiu suas sobrancelhas se mostrando confuso.

_ Eu não, você tá.. - Jaemin viu Yuta abrir um sorriso fraco em sua direção.

_ Eu estou bem, criança..

_ Pega o termômetro pra mim, só assim vou ficar mais aliviado..

_ É melhor pegar, Babe.. - Indagou Jeno. _ Jaemin quando fica preocupado chega a encher o saco.

Jaemin deu novamente um tapinha sobre a coxa de Jeno, vendo o mesmo lhe jogar no ar um beijinho. Já Yuta respirou fundo e se levantou do sofá, ao caminhar em direção a escada deu uma breve parada levando uma das mãos sobre sua cabeça, como se estivesse sentindo uma forte dor ali.

_ Japa? - Quando o japonês se virou na direção de Jeno e de Jaemin sobre o sofá, o mesmo caiu desacordado sobre o chão.

O desespero trouxa a gritaria de ambas as partes pelos mais novos, e mais o choro de Jaemin que começou a se tremer por conta do susto.

_ ELE MORREU, JENO! - Jaemin gritava desesperado e aos prantos.

_ Qual é o número da ambulância, meu Deus?! - Jeno falava consigo mesmo se mostrando nervoso.

Procurava em sua lista telefônica o número da ambulância, sem sucesso. Resolveu procurar na internet, mas não conseguia pensar direito, o choro de Jaemin estava o deixando ainda mais nervoso o que o fazia digitar errado em sua procura.

_ CALA A BOCA! NÃO CONSIGO PENSAR COM O SEU CHORO NA MINHA CABEÇA, JAEMIN!

_ Vou ver se ele tá respirando.. - Aos prantos Jaemin se aproximau de Yuta, e a cada segundo se mostrava ainda mais apavorado porque não sentia a veia do pescoço alheio pulsar. _ ELE NÃO TÁ RESPIRANDO!!!

_ NÃO ME ASSUSTA, SEU CARALHO! - Jeno levou o celular até a orelha, chamando enfim uma ambulância até a casa do japonês.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...