História Zaa Zaa Music Club - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Doki Doki Literature Club
Visualizações 2
Palavras 297
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


PS: Caso se a incomode com uma das categorias marcadas na Fanfic, recomendo que não leia este capítulo.

Capítulo 8 - Snuff.


Era Maryh, ela parecia diferente... Não sei dizer ao certo, mas meus pensamentos foram dispersados quando:


- o que aconteceu entre você e a Linne?...

- nada que seja da sua conta


- independente se é da minha conta ou não, ela foi embora. Caso não queira falar... vai ficar um pouco machucada


- ela só saiu do turno da manh-


- ela saiu da cidade! - ela exclamou, interrompendo me.


- o que? 


- Sim, ela juntou as coisas e foi embora!...


Eu senti aquilo como se fosse um chute na barriga.


- por que se importa tanto? O problema é meu, e a culpa é dela!


- A gente namorava! Tá?! 


Eu fiquei congelada com aquilo, havia espantado a minha melhor amiga e namorada de outra... Não, não podia ser verdade, Linne gostava do Matth!

Senti ela me segurar pela gola.

-é m-mentira

Íris falou do meio da multidão, com os olhos lacrimejantes.

- é verdade, Juliett.


- e-então... ele...


Antes que eu conseguisse explicar, ela se afastou de mim e foi embora...

Aquilo tudo havia me quebrado, deixei minha mochila para trás e fui para casa.


Abri a porta desanimadamente, subi até meu quarto, troquei minha roupa e fui para o banheiro. 


( eu perdi tudo... minhas amigas... e o Matthew... que me deve achar uma idiota e louca )


Entrei na banheira e liguei a água, deixando-a chegar até meu ombros...


Peguei meu canivete, coloquei sobre meu pulso e o rasguei até chegar em meu cotovelo.


-grhh...


A dor era imensa, mal conseguia respirar, mas isso não importava.. Não chegava perto da dor que causei a Linne ou a Maryh... e o pior de tudo... e que uma delas mentiu para mim, tentando fazer eu me acalmar...e tudo aquilo era culpa do -------


Respirei fundo e cortei o outro pulso. Agora tudo já estava desfocado, apenas escutava de alguns .arros, e rapidamente, tudo ficou preto.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...