História Zack e Cody - O Brinquedo do Meu Irmão - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Cole Sprouse, Dylan Sprouse, Zack e Cody
Personagens Personagens Originais
Tags Disney, Incesto
Visualizações 12
Palavras 723
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Shonen-Ai, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Estupro, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capitulo Unico


Fanfic / Fanfiction Zack e Cody - O Brinquedo do Meu Irmão - Capítulo 1 - Capitulo Unico

Já era madrugada, mas fui acordado com o som da cama ao lado estalando. Estava escuro mas consigo distinguir os gemidos do meu irmão gêmeo, Zack. Sua respiração esta pesada e sua sinueta faz um movimento que me é familiar. Ele estava estocando algo, imagino se não seria alguém, mas ninguém conseguiria ficar em silêncio sendo estocado daquele jeito. Esse pensamento me faz crescer uma ereção.

Quando percebo deixo escapar um suspiro de surpresa que o faz parar. Ele caminha até mim, noto mesmo no escuro, que ele esta completamente nu, oque não me era totalmente novo, Zack nunca teve pudor quanto a nudez.

Oque me era novo era o avantajado e grosso membro do meu irmão cujo a cabeça grossa chamava atenção até no escuro.

Ele então resolve ir no banheiro. Me levanto devagar e vou até a cama dele ver oque ele estava fudendo. Me deparo com um brinquedo erótico, um traseiro de silicone que ele cobriu com lençóis e travesseiro pra parecer um corpo completo. Noto que o traseiro tem mais ou menos o meu tamanho, então tenho uma ideia.

Coloco aquele traseiro junto a almofada de zack na minha cama coberta por meu lençol para simular meu corpo e ocupo o lugar de objeto de prazer, cobrindo o resto do meu corpo com o cobertor, deixando apenas meu traseiro de fora.

Escuto então ele vindo, olho por de baixo da coberta com cuidado e vejo ele caminhar até minha cama, pelo som sei que ele esta batendo uma me vendo dormir e isso me excita, embora tivesse pouco espaço pra isso. Quantas vezes será que o safado do meu irmão havia batido uma me olhando dormir?

Ele então volta ao seu brinquedo (que no caso era eu) e passa a mão. Inicialmente ele se assusta pela mudança de textura, mas o fato de ser tarde e seu tesão não estar suprido não permite que o juízo fale mais alto.

Zack passa a cabeça de seu grande membro dentro do espaço entre minha bunda procurando no escuro o buraco por onde pudesse mete-lo.

Seguro forte na cama esperando a penetração. Quando ela ocorre sem lubrificação ou dedada pra abrir caminho, tenho que morder parte do lençol para evitar gritar. Meus olhos lacrimejam. Minhas pregas parecem que pegam fogo. Sexo gay não era nada como imaginava. Será que sempre doía tanto assim?

Quando estava pensando nisso outra surpresa. A grossa cabeça do meu irmão gêmeo encontra minha próstata. Ele afundou tudo em mim, sinto suas bolas no meu traseiro e seus pentelhos fazem cócegas nas minhas nádegas.

A sensação é incrível mas eu não posso gemer nem me mexer, baba escorre da minha boca e mordo mais forte o lençol babado. Zack deixa seu pau lá por um tempo que foram segundos mas pra mim pareceram horas.

Gozo na cama do meu irmão com a nova e inesperada sensação, minha barriga agora esta melada.

Zack então volta com seu pau pelo meu caminho apertado e avança, volta e avança. Quero rebolar no meu irmão, quero empinar mais minha bundinha para ele, pedir para o zack me abraçar gostoso enquanto me penetra, mas não sabia como ele iria reagir, nessa noite seria apenas o brinquedo do meu irmão.

Sinto algo morno escorrer dentro de mim, meu irmão estava me preenchendo com sua porra espessa. A sensação era diferente de tudo oque já havia sentido, meu irmão gemia enquanto atirava jatos dentro de mim. Ouvir os gemidos e saber que eu era o motivo me dava um sentimento... bom ao mesmo tempo que sujo.

Ele retira o pênis que já estava meia bomba de mim, e para limpa-lo esfrega no meu traseiro, me melecando todo.

Zack então cai em cima de mim, cansado e pronto pra dormir. Me desespero e percebo que não vou conseguir escapar, onde eu estava com a cabeça? eu era conhecido pela inteligência mas ao que parecia não havia sangue o suficiente para as duas cabeças funcionarem ao mesmo tempo. Oque poderia fazer?

- Boa noite Cody - ouço Zack sussurrar no meu ouvido ainda que eu estivesse de baixo do cobertor.

Respiro fundo, não sei oque isso significaria, mas para o bem ou para o mal não seria mais um mero objeto do Cody, apartir desse passo nossa relação nunca mais será a mesma.

- Boa noite Zack.


Notas Finais


Para ler esse conto com direito a nudes dos atores que faziam os personagens clique aqui: https://contosdotioadam.blogspot.com/2019/04/zack-e-cody-o-brinquedo-erotico-do-meu.html


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...