História Zero - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Diário
Visualizações 3
Palavras 511
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Esporte, Festa
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Sujo


Já faz um tempo. Já faz um tempo que eu não me abro comigo mesmo. Com o meu eu.

Acho que hoje; comparado com os outros dias, eu me sinto radiante. Sei do meu potencial; sei o que eu consigo fazer; sei até onde eu consigo chegar. Amanhã é o meu primeiro dia de trabalho. Sei que eu vou me sair bem, e se eu não me sair bem, é por que o mundo me nega. Me conheço. Me sei.

Hoje eu percebi que sou bom em algo. De novo eu percebi que sou bom numa coisa... Acho que eu me sinto bem. Me faz bem pensar que outra pessoa captou outro sentimento que eu queria passar. Se tem uma razão pela qual eu escrevo, é para passar meus sentimentos para outra pessoa. Não foi algo exatamente bom... Digo, se você considera algo bom ‘’feliz’’, então não foi bom. Mas foi algo profundo; algo pessoal meu que eu não compartilharia com outra pessoa, então acho que foi algo importante.

Acho que a vida é uma coisa foda. A gente vive pra caralho; se esforça, chega longe, pra então chegar onde a gente quer e depois perceber que estamos ali tarde demais. É por isso que eu invejo pessoas que vivem da arte... Elas se auto-sustentam ao mesmo tempo em que fazem o que amam. Eu amo a arte... Mas eu não tenho coragem de viver dela. Eu sou covarde? Talvez aos teus olhos eu seja, mas para pra pensar... Existem coisas mais importantes do que a arte? Eu arrumei algo pelo qual eu quero viver. Uma pessoa. Isso sequer vale a pena? A maior parte do tempo, eu olho pra ela e eu acho que sim. Mas tem horas que eu acho que estou me iludindo...

Eu já disse isso pra ela. Eu pretendo partir se ela me abandonar.

Eu não vejo outra razão pra viver, e isso não é a bosta dum poema de amor. Eu só não tenho razões pra viver, e isso me faz sentir mal. Eu queria ter. Queria não ter que depender dela.

Eu tenho tentado escrever... Não consigo. Acho que não dá pra me expressar bem. Não sei qual é o problema, mas eu escrevi um novo roteiro, então vou tentar de novo. A vida é isso, né...? A gente tenta de novo, e de novo... Até conseguir.

Talvez isso esteja meio longo, mas foda-se... Eu percebi que os meus ‘’amigos’’ são meio falsos. Não, meio não... Eles não dão a mínima pra mim, e isso é claro... Eu não faço parte desse meio como eu ‘’supostamente imaginava’’. Na verdade, eu só me negava a aceitar. A verdade, é que eu não me adéquo aos padrões deles. Sabe, eu não ligo... Mas eu ligo se algum deles ligar. É isso que importa pra mim. Por isso eu pensei bastante antes de simplesmente decidir me afastar... A partir do domingo passado, eu decidi me afastar deles. Eles são as falsas máscaras. As que caíram. Tive uma ideia...

Viver sem mentiras.

Por mim mesmo.

Egoísta.

Sujo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...