História Zhang Yin - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance Gay
Visualizações 3
Palavras 1.328
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Passeio na rua.


• Zhang Yin •


O jantar era sopa de carne com kimchi e se passou tranquilo com apenas as mais velhas conversando sobre coisas aleatórias que não incluiam os mais novos, ou seja, eu e JiJi. Após o tedioso jantar, fui obrigado a ir para a sala de estar ouvir mais conversa fiada, ate que eu não aguentei mais :


— Lisa, posso dar um passeio pela cidade com o Jiwoo ? — Perguntei após um suspiro impaciente. Olhei para Pyeon e ele quase dormia na poltrona olhando para o programa de ballet que passava na TV.


— Por mim tudo bem, so não voltem com filhos e nem com um teste de gravidez positivo. — Avisa Lisa com um sorriso brincalhão, sorriu de lado e levanto do sofa assim como Jiwoo, saimos da casa.


Do outro lado da rua tinha uma pracinha, mas como eu sabia que nossas mães iam ficar nos vigiando, avisei a Jiwoo que iriamos em uma lanchonete que era na proxima esquina a direita.


— Ah eu acho que sei qual é, o hambúrguer de bacon de la é muito bom — Jiwoo comenta animado enquanto atravesava a rua ao meu lado. Nossa diferença de tamanho era quase que invisivel. Eu sou alguns cintimentros mais alto, nada que eu possa o zoar... Triste isso.


— Nunca comi la, so sei da existência dele porque passei de carro uma vez quando saía com minha mãe — Comento rindo de leve e ele se junta.


— Aposto que irá amar a comida de la, o problema é que uma das balconistas é amiga de minha Mãe. — Disse coçando a nuca. Dou de ombros e sorrio para o rosado.


Chegando no nosso destino, tinha uma fila pequena até, isso é bom e ruim. Bom porque nossas mães não pensaram merda por culpa da demora e o ruim é porque não podemos demorar.


Conversar com Jiwoo é legal e me faz ter mais vontade de conversar com ele, é estranho porque nem com Jinyoung eu tenho essa vontade de conversar e eu o conheço a mais tempo. Alem de que eu não sou do tipo de pessoa que gosta de falar ainda mais sobre coisas aleatorias como faço com Jiwoo e eu o conheci hoje.


— Eu vou querer o de bacon com um suco de laranja. — Ouço Jiwoo pedir e noto que ja era nossa vez.


— E você senhor ? — A atendente me encara esperando a resposta. Olho para o cardapio a minha frente.


— Vou querer um hambúrguer de frango com uma coca-cola — Peço e ela sorri apontando para uma mesa no canto da lanchonete. Seguimos ate a mesa e nos sentamos de frente um para o outro. 


A lanchonete tinha as paredes pintadas de dourado e vermelho a deixando com um aspecto de filmes da década de oitenta ou noventa, assim como suas mesas e cadeiras lembravam bem a lanchonetes antigas. Um bom lugar para se ter um encontro..... Que.


— Deveríamos ter pedido pra viagem, não ? — JiJi pergunta, ele parecia nervoso.


— Porque esta preocupado com o tempo ? — Pergunto o olhando curioso.


— Sei la, e-eu não s-sei — Diz ainda nervoso, faço uma cara confusa e o vejo olhando para o balcão havia apenas um homem vestindo roupas de couros e elas estavam molhadas, olho para a rua e estava chovendo forte.—

 

Porra! — Murmuro deitando a cabeça para trás. Ouço o barulho de uma respiração ser solta forte e olho para Jiwoo que me encarava com a boca levemente aberta, sorrio malicioso e ele parece acordar do transe. 


— Pyeon, que surpresa ver você por aqui, pensei que não vinha aqui desde aquele dia — O homem vestido de couro diz colocando seu lanche na nossa mesa, ele estava virado para Jiwoo que estava mais branco que o normal, o menor parecia em choque enquanto olhava para o homem de couro. 


— Com licença — Digo com a voz mais grave, não sei se foi por causa da raiva que me deu ao ver os olhos de Jiwoo com medo do homem ou se foi pela frase cheia de malicia proferida por ele. — Essa mesa esta ocupada. — Digo e aponto para o lanche que estava em uma sacola.


— E você quem é ? — Pergunta erguendo uma de suas sobrancelhas enquanto cruzava os braços, sinto um tipo de carinho na perna e olho para Jiwoo que apenas nega com a cabeça vagamente.


— Não importa, você esta nos atrapalhando. — Exclamo calmamente, olho para o balcão e vejo a balconista que nos atendeu olhando preocupada. 


— Atrapalhando em que ? — Questiona trocando o peso do corpo. Pude ver a atendente com mais clareza, aceno com a cabeça e ela rapidamente veio a nossa mesa.


— Com licença senhor, mas se o seu lanche foi para viagem você não deveria ir embora para come-lo ? — Ela disse calma e o homem olhou para a janela, a chuva tinha parado.


Ele não tinha desculpa para continuar naquele lugar. Otimo! 


— Estou indo — Disse ainda encarando a janela. A moça olha pra mim, depois para Jiwoo e sai, logo o homem de couro faz o mesmo.


Nossa comida chega minutos depois, noto JiJi a encarando com um ar pensativo demais pro meu gosto.


— Ei — O chamo calmo fazendo-o me olhar, era um olhar triste e eu não gostei desse olhar. — Quer sentar do meu lado ? — Pergunto e ele apenas afirma com a cabeça vindo para o meu lado, chego mais pra parede e o abraço de lado.


— Aquele homem ja tentou me assediar — Sussurrou com a cabeça em meu ombro. Puxo sua bandeja pra mais perto.


— Não precisa me dizer — Dou uma pausa fazendo carinho em seu cabelo rosado — ele não vai mais chegar perto de você. 


•••


Depois do incidente, comemos e pedidos dois hambúrgueres dos mesmos que pedimos para viagem e agora seguimos para a pracinha. JiJi ja estava melhor e eu agradeço muito por isso.


— Esta vazia, que milagre — Comento quando nos sentamos no banco perto de um playground.


— Fui eu que expulsei todos pro parque ficar so pra gente — Brincou, rimos. 


— A gente se conheceu hoje mas parece que nos conhecemos a anos — Digo olhando para o céu.


— Sim, eu penso a mesma coisa — Ele diz olhando para a casa da frente, a minha. — Acho que eu vou embora.


Olho para a minha casa e Lisa estava na escada conversando com minha Mãe e a vizinha. Pego meu celular do bolso e vejo as horas, eram quase oito e meia.


— Esta cedo pra você ir embora — Digo sem pensar mostrando a hora para o mais baixo.


— Não precisa de desespero, eu te mando mensagem — Ele diz rindo.


— Falando em mensagem, como conseguiu meu numero ? — Pergunto curioso e ele fica levemente vermelho.


— Eu falei de você com a minha Mãe e ela disse que tinha seu numero e que não era pra mim questionar como nem porque dela ter. — Diz dando de ombros, olhamos novamente para a casa da frente, Lisa parecia estar nos chamando.


Levantamos e seguimos calmamente para as mais velhas, tão calmamente que quando chegamos no meu quintal elas gritaram um "finalmente".


— Se despeça de seu namorado, nos ja vamos — Lisa diz sorridente. 


— Er.... — Digo desconfortavel, dou um abraço em Jiwoo que também estava desconfortavel com a situação e entrego seu hamburguer. — Tchau — Dissemos juntos e rimos.


— Bichinhos estranhos. — Melanie comenta rindo com a amiga, enquanto elas estavam distraídas no mundinho delas, dou um beijo na bochecha do Jiwoo e ele faz o mesmo. Sussurramos um "tchau" e cada um traçou seu caminho, ele pro carro e eu pra dentro de casa mas especificamente pro meu quarto.


Notas Finais


É isso


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...