1. Spirit Fanfics >
  2. Zhuque Street (imagine park chanyeol) >
  3. Good memories

História Zhuque Street (imagine park chanyeol) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


hehe estou aqui com o primeiro capitulo de zhuque street

essa historia foi inspirada em uma musica de mesmo nome de song Bingyang um cantor chines perfeito que não tem tanto reconhecimento, eu vou deixar a musica nas notas finais

boa leitura e beijos da tia moon

Capítulo 2 - Good memories


Fanfic / Fanfiction Zhuque Street (imagine park chanyeol) - Capítulo 2 - Good memories

15 de março de 2016

A rotina corrida era reconfortante para a garota, já que cobria suas preocupações e aflições fazendo as se esvair de sua mente. ela abrigava um enorme peso em suas costas as expectativas dos outros para com ela eram extremamente altas. Talvez por seu currículo extremamente completo com tão pouca idade? Sim ela é totalmente excepcional.

Após uma pausa ela havia se sentado em um banco em um corredor qualquer, retomando seu fôlego sua destra tocava a testa ocultando levemente o semblante cansado. Seu corpo teve um leve sobressalto ao sentir o vento frio da respiração de baekhyun.

"- você quase me matou de susto"

"- eu apenas queria te surpreender o que achou?"

"- de muito mau gosto eu diria"

"- ah por quê?"

A garota se virou vendo o bico formado nos lábios de seu namorado, contendo a vontade de mordê-lo

"-eu estava distraída e estou com taquicardia"

"-desculpa meu amor"- o Byun se aproximou da mesma na tentativa se beijar seus lábios porem a garota o afastou gentilmente

"- estamos no nosso lugar de trabalho, eu realmente quero beijar você porem aqui não é apropriado, você é um idol e eu apenas uma manager"

"- eu sei bobinha, eu te vejo mais tarde então?"

Assentiu com a cabeça vendo o homem parti para continuar seus afazeres. A mesma ficou ali por certo tempo. Ao ver o horário levantou apressada e continuou a correr até a frente da empresa vendo os seus preciosos pupilos a esperando

- desculpa pelo atraso

Fez uma pequena reverencia entrando no carro junto dos garotos.

Your povs on:

O desconforto dos garotos em relação a mim era totalmente plausível uma pessoa talvez mais jovem que eles os administrando, até pra mim era desconfortável. Balancei minha cabeça em certa negação assim retornando a mim mesma; abri o caderno enquanto lia o planejamento do dia pela segunda vez já tinha um pouco de medo de esquecer.

- meninos depois da entrevista vocês tem à tarde de folga. Por favor, sejam discretos no que fazem

Observei seus olhares alegres. O haechan o mais novo ali sentou se ao meu lado e com um pequeno bico nos lábios hesitava em me perguntar algo

"-noona..."

-posso dizer eu te disse que não mordo-- ri de forma contida ao ver o semblante fofo já sabia que o mesmo tentaria me convencer de algo

"-hm. vem com a gente? por favor, você sempre recusa os nossos pedidos"

- tudo bem desta vez eu vou tudo bem?

Conversamos por um tempo de forma descontraída quebrando o clima desconfortável ali encontramos coisas em comum e contamos historias constrangedoras

A noite havia passado e estávamos em uma pizzaria, o clima aconchegante eram totalmente diferentes do desconforto anterior eles haviam começado a confiar em mim, éramos uma família agora apesar de estamos trabalhando juntos há apenas um mês, meu cargo de estagiaria foi trocado por esse o que foi bom já que as cobranças diluíram a certo ponto. Para o meu desprazer o telefone soou e ao ver o nome na tela suspirei triste já que havia esquecido que iríamos nos encontrar, deslizei o dedo sobre a tela atendendo a ligação

-oi ursinho

"- oi meu amor. É eu não vou poder te ver mais tarde é que tenho que treinar a nova coreografia"--- sua voz estava estranhamente rouca, mas acabei por ignorar aquilo

- tudo bem, hyunnie eu vim comer com os meninos. Podemos nos ver depois que eu voltar de viagem?--um gruído desconfortável foi ouvido e logo a ligação foi encerrada. Ele parecia desconfortável com algo talvez comigo? Eu não sabia ao certo, todavia um abismo se formava entre nós alguém segurou meu pulso gentilmente me fazendo virar para encará-lo e um pequeno sorriso se formou em meus lábios

- o que veio fazer aqui?

"-ora, pois não é obvio?"

-veio bisbilhotar pequeno fofoqueiro?

"-vim mesmo não nego, vamos lá pra dentro eles estão sentindo sua falta"

- yuta daqui a pouco eu, vou certo?_ ele franziu as sobrancelhas e negou com a cabeça me levando pra dentro voltamos a conversar sobre coisas aleatórias e contar historias constrangedoras. O tempo passou rapidamente e sem perceber já eram duas da manhã

O dia estava realmente complicado talvez por causa da viagem a nova York. Enquanto arrumava minhas malas algo não saia da minha cabeça, eu havia aumentado o abismo entre mim e o baekhyun? Nos últimos meses eu havia focado em meu trabalho o deixando de lado, já faz um mês que não passávamos apenas de sorrisos breves e caricias discretas. Eu não gostava disso e muito menos ele; talvez fosse bom se terminássemos nosso relacionamento? Balancei a cabeça em negação e voltei a arrumar minhas coisas. Algum tempo depois eu havia terminado e o telefone tocava pela terceira vez, sai do banho de forma apressada e acabei escorregando por sorte ou azar cheguei perto do telefone

"- ____ eu preciso da sua ajuda "_ a voz afoita me fez-me sentir desnorteada fechei meus olhos procurando calma para assim responder o mesmo

- respira e me conta o que aconteceu? _ quando menos esperava eu já estava de pé vestindo minhas roupas de forma desconcertada sem deixar o telefone longe de mim

"- vem até a Seul tower não demora, por favor,"

A ligação foi encerrada e me deixando assustada, me vesti rapidamente e prendi meus cabelos recém lavados pegando meus pertences e a chave do carro, me senti aflita ao ouvir a voz do baekhyun daquela forma o que eu sentia agora era um turbilhão de emoções, em alguns minutos o ar me faltava, contudo meu foco era especialmente a chegar ao lugar, só que parecia que a vida não colaboraria comigo voltei a focar no transito assim esvaindo minha preocupação por alguns minutos. Meia hora depois eu estava correndo feito uma maluca em busca do meu amado. Assim o vendo entre a as pessoas com seu estilo um pouco engraçado naquele momento pude respirar aliviada

- se seu planejamento foi me fazer quase ter um infarto conseguiu_ um sorriso sem vergonha iluminou seu rosto, mas logo foi desfeito quando acertei uma tapa em seu braço

"- que agressiva!" reclamou franzindo o cenho, porém o sorriso voltou a seus lábios fazendo meu coração palpitar mais rápido e meu estomago gelar, ah essa sensação como posso ignorar isto, com um movimento ele se ajoelhou em minha frente assim retirando no bolso de sua calça uma caixinha de veludo azul, ao ser aberto meu corpo gelou aquilo seria talvez imaginável em todos os meus sonhos mais complexos, tudo ao nosso redor parecia está em câmera lenta

"- me desculpa por te fazer ficar preocupado e por ter evitado te ver ontem, eu estava realmente apreensivo, porém o medo de te perder por minhas bobagens e vacilo foi maior. ____, você aceita ser minha para sempre? aceita me ter como um carrapatinho grudado em você?" _ suas palavra me deixaram emocional tanto que meus olhos ardiam por estarem mareados

- mas eu não sou senhor byun? Eu te amo muito...

O ajudei a levantar e abracei seu corpo como se fosse à primeira vez, parecia que iria transbordar com o tanto de amor e felicidade ali.

 

 

Quando o sol se põe, vejo sua estrela brilhando

Quando a lua aparece Parece que eu posso ouvir seu coração batendo

Quando o verão acabar, ficarei triste e mais forte

Quando você sai, eu sei que você nunca esteve perto de mim

Espero que um dia você finalmente consiga o seu sonho

Eu sei desde agora que você é minha juventude, minha memória

Quero te dizer boa noite

 


Notas Finais


esse é so o começo até a próxima


https://youtu.be/D3j_Hx80HeA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...