1. Spirit Fanfics >
  2. Zootopia - Selando o inevitável >
  3. Capítulo 2 - Noite sombria

História Zootopia - Selando o inevitável - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Novo capítulo! Planejo lançar capítulos diários por aqui, então espero que gostem!

Capítulo 2 - Capítulo 2 - Noite sombria


Fanfic / Fanfiction Zootopia - Selando o inevitável - Capítulo 2 - Capítulo 2 - Noite sombria

 Dirigindo ao destino, eles avistam a Beatrice em sua moto, esperando pela chegada dos dois. Ela logo observa a chegada deles, e abre seu rosto para um leve sorriso, que antes aparentava tristeza.

- Hey, vocês chegaram mais cedo do que imaginava. * Diz Beatrice se aproximando do carro - Graças a minha bela moto, cheguei aqui rápido!

- Não sabia que na agência eles tinham esse tipo de veículo * Diz Nick com um olhar curioso enquanto saia do carro

- Mas eles não tem mesmo. Eu que tenho autorização para utilizar minha bebê! Nunca me decepciona *Fala enquanto acariciava a moto

A moto combinava com os olhos de Beatrice. Os dois tinham a coloração roxo escuro, e brilhavam quando qualquer um avistava. Nick por um breve momento se encantou para aquela cena

- Bem, estamos aqui. Mas eu não faço nem ideia por onde começar *Diz Judy enquanto olhava pelos arredores

- Muito bem. A está hora, poucos veículos se movimentam por essas ruas... Podemos parar alguns carros e perguntar sobre algum conhecimento sobre algo estranho por aqui. Ah alguns vendedores pelos arredores também, seria uma boa ideia interroga-los. *Fala Beatrice enquanto colocava sua pata em seu queixo, pensativa.

- É uma boa ideia realmente! *Diz Nick com a calda a balançar

Judy repara naquela atitude incomum de Nick, mas não liga muito. Beatrice reage as palavras de Nick com um sorriso.

- Bem, acho que podemos nos separar para cada uma das funções. Eu trouxe alguns dispositivos de comunicação que peguei do departamento. Acho que vai ser bem útil caso consigamos algumas informações! * Diz Judy pegando os dispositivos no carro e entregando a cada um

- Muito bem, eu vou checar os carros que vão passando *Diz Nick ficando mais próximo a rua, ao lado de um banco com uma leve iluminação

- Eu e Judy podemos verificar com os vendedores. Tudo bem por você? * Pergunta Beatrice a Judy, olhando para ela

- Por mim está ótimo *Responde Judy

As ruas estava deserta, não havia movimentação de animais pela calçada também. Estava escuro, com um clima sombrio. Apenas alguns postes funcionavam, e nevava fraco naquela noite. Apenas algumas barracas podiam ser avistada pelas duas policiais.

- Hoje a noite está bem diferente *Fala Judy observando ao seu redor

- Verdade... Mas não se preocupe, você está ao lado de uma policial experiente. *Responde Beatrice

Judy não havia gostado do comentário. Não gostava de ser vista como um animal fraco e frágil, que precisasse de ajuda para toda e qualquer coisa.

- Mas me diga Judy, a quanto tempo você está no departamento? * Perguntou Beatrice olhando a frente

- A alguns meses somente. E antes, eu não era uma policial de verdade *Responde Judy com as orelhas para baixo

- Deixe-me adivinhar, fiscal de trânsito? *Pergunta Beatrice sorrindo

- Como você sabe? *Pergunta Judy olhando para Beatrice

- Kkkk, chefe bogo sempre faz isso com os novatos. É um tipo de ritual. Ele devia ter pensado que você não era capaz de ser uma policial de verdade. Mas eu vi a notícia, seu pronunciamento a todos da TV, e a solução do caso graças a você e o Wilde! Você é uma excelente policial *Diz Beatrice enquanto sorria com os dentes belos e brilhantes amostra, enquanto seus olhos se fechavam

- Caramba... Muito obrigada! *Diz Judy que aparentava se animar mais - Confesso que não foi nada fácil no início, mas todo esse caminho valeu a pena, pois consegui mostrar a todos e a mim mesma que eu posso e sou uma policial, mesmo sendo apenas uma "coelha indefesa"

- Acho incrível sua determinação... E eu não acho que você seja uma coelha indefesa... Você é muito mais forte que muitos animais grandes e fortes por aí * Diz Beatrice com um olhar determinante

- Uau... Obrigada. Eu tenho que admitir que eu estava errada ao seu respeito * Diz Judy com um olhar triste

- Não se preocupe, eu não lhe culpo por isso. As vezes a gente só conhece os animais de verdade quando nos aproximamos dele. As aparências enganam * Fala Beatrice dando um tapinha amigável no ombro e Judy

- Tem razão... Eu sei bem disso * Diz Judy enquanto lembrava de Nick. Ele se encaixava bem nessa situação dita por Beatrice

As duas chegam a primeira barraca que estava vendendo pipoca.

- Desejam alguma coisa senhoritas? * Pergunta o simpático carneiro

- Desejamos sim *Diz Judy enquanto mostrava seu distintivo - Viemos fazer algumas perguntas a você, se não for de incômodo

- Claro! O que querem saber? *Pergunta o Carneiro

- Você percebeu alguma movimentação estranha? Alguém que aparentava fazer algo suspeito? * Perguntou Beatrice

- Bem... Eu não vi nada do gênero por aqui. Mas o vendedor de verduras a algumas quadras daqui conhece bastante os moradores daqui, talvez ele tenha alguma informação de valor a vocês - Responde o carneiro com um olhar sincero

- Muito bem, obrigado pelo seu tempo * Diz Judy já se direcionando para frente

- Bom trabalho a vocês! * Diz o carneiro acenando

Judy volta e compra três pacotes de pipocas

- Bom trabalho a você também! - Diz Judy sorrindo e pegando as três pipocas

- Três? * Pergunta Beatrice curiosa

Judy não responde, somente o olha gentilmente a Beatrice enquanto entregava a pipoca ela. Logo ela entendeu, e agradeceu o gesto.

No mesmo momento, Nick estava sentado no banco próximo a rua, quase caindo no sono

- Caramba... Não aparece nenhum carro *Diz enquanto boceja - Desse jeito vou acabar dormindo... Está um clima tão bom para iss-... Nick é interrompido pela luz forte do carro preto chegando

Nick faz um gesto para o carro encostar, e Nick se aproxima do vidro. Quando o vidro se abaixa, revela uma Hiena macho

- Boa noite senhor. Gostaria de fazer algumas perguntas * Diz Nick

- O que você quer? * Pergunta a Hiena com um ar arrogante

- Bem, o que você está fazendo e onde está indo - pergunta Nick abandonando as formalidades

- Pra que você quer saber disso? * Pergunta a hiena perdendo a paciência

- Sou policial e estou atrás de algumas pistas, então eu quero algumas respostas * Diz Nick enquanto escara a Hiena

- Tô indo em uma festa aqui perto, algum problema com isso? Você está me atrasando sabia? * Diz a Hiena

Quando ela diz isso, Nick sente um cheiro incomum vindo da boca daquela Hiena... Não sabia definir o que era, mas era de certa forma agradável a ele

- Não não, nenhum problema. Pode seguir para sua festa * Diz Nick enquanto se afasta do carro

A Hiena fecha o vidro e segre viagem. Nick tinha algum pressentimento errado sobre a situação, e segue o carro de forma discreta.

( Aquele cheiro... O que era aquilo?) Esse pensamento martelava a cabeça de Nick... Mesmo seguindo o carro, ele acha melhor não chamar as duas... Ele não tinha nada concreto, mas iria somente confirmar se estava tudo certo

 Aquela noite tão incomum iria gerar coisas que eles jamais imaginavam... O que vai acontecer com eles? O perigo eminente está onde eles nem pensam.


Notas Finais


Bastante coisa ainda está por vir! Se preparem que o próximo capítulo vai ser bem emocionante :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...