História Zumbis misticos, o Rei Lich ( interativa contínua) - Capítulo 42


Escrita por:

Visualizações 12
Palavras 755
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 42 - Fuga da cidade das laminas


Drake:

Drake pensando: Já se passaram horas dês de que Dan me escolheu para morrer , maldito seja , e maldito seja Reges que trouxe aquela deusa , e Bill que nos trancou dentro daquela rocha. mas agora eu posso fugir!

Ele sabia que Dan estava desorientado na cidade das laminas, e aproveitou o momento para ataca-lo , tanto por vingança como para ganhar tempo, com o arco que havia encontrado ali atirou no assassino com de cima de um dos prédios.

Pelo arco via uma área vermelha na parte de traz da cabeça de Dan , que parecia dizer “Mire aqui” e foi o que ele fez!

A flecha voo mas acertou o ponto o lugar certo foi baixa demais, e pra esquerda demais, Dan ter se abaixado também não ajudou. E o assassino se escondeu dentro de uma casa.

Com sede se vingança Drake pensou em ir se confrontar com Dan , mas não , era melhor não fazer isso ele tinha que fugir ,mas não podia deixar que Dan o seguisse, atirou dentro de outra casa longe da de onde Dan se escondeu, e se teletransportou para onde a flecha caiu, pegou uma rua periférica daquela cidade estranha, e foi em direção ao parque central, onde havia uma um obelisco feito completamente laminas de espadas e adagas encima do obelisco uma porta amarela luminosa, a luz que daria a ele o controle sobre o corpo, mas nem o arco e nem seus poderes de vampiro funcionavam ao redor daquele obelisco.  A única forma de subir ali, era pela escada de espadas.

Varias laminas grandes e afiadas formavam uma escada rotatória ate o topo, Drake pisou na grama do parque, e as laminas da escada começaram a rodar, por experiência própria Drake sabia o quão perigoso era subir tentar subir no obelisco, na primeira vez ele se desequilibrou na escada e foi fatiado, na segunda vez pulou para o obelisco mas as laminas dele realmente eram afiadas e ele foi ralado, da 6 vez quando ele finalmente conseguiu subir descobriu ele só podia sair se Dan entrasse e não tinha mais nada a fazer alem de esperar, quase que por milagre o assassino surgiu quando o ladino já estava perdendo as esperanças. Engolindo o receio Drake chegou perto, entrou no espaço vazio depois que da lamina que estava na altura de sua cabeça passou e esperou , a escada mortal estava voltando , Drake pisou no primeiro degrau e rapidamente colocou o outro pé no segundo iria ser fatiado novamente, mas puxou uma de suas adagas e a usou para se apoiar no degrau afiado a frente, essa era a pior parte, enfrentar a inércia, usando o apoio da adaga conseguiu escalar a escada , mas ainda nenhum sinal de Dan. O topo do obelisco era piramidal e escorregadio , mas também feito de laminas, e portanto com vários buracos, o vampiro cravou sua bengala em um desses buracos e esperou a escada dar a volta, pulou se apoiando no objeto para não escorregar , e alcançou a porta luminosa.

O escuro foi espantoso, o vento gritante assustador, Drake não conseguia ver nada e apenas sentia que estava sentado em algo escamoso. Assustado pegou o Arco Dan e ativou Seu sentir arredores.

No arco essa pericia funcionava diferente de como Dan fazia, Drake não conseguia sentir tudo que estava ao redor ele apenas sentia 10 metros a frente de onde o arco estava apontado.

Ao que parecia ele estava montado em um dragão, com uma mulher sentada na sua frente, um cavalo estava preso ao que parecia ser uma pata e duas pessoas estavam em uma carroça amarrada na outra, faltava uma vampira e um humano , mas não precisava ser nenhum gênio para concluir que aquele era o grupo dos heróis de Kregsvile a vários quilômetros de altura.

Drake se levantou apoiado na sua bengala ergueu seu pé e baixou com força nas costas do dragão , que gritou e contraiu as asas , causando uma turbulência, Drake por estar em pé foi jogado para fora enquanto o dragão e o grupo de heróis caia .mas ele não estava com medo da queda ainda estava segurando o arco, a arma se transformou na sua mão, cada uma das extremidades se alargou e ficou com curvas como as de uma asa de morcego, como de o arco tivesse sido criado pelo Batman. E incrivelmente ele voava, as assas bateram estabilizando Drake no ar. Enquanto o dragão caia ,Drake partia para um lugar seguro  


Notas Finais


Alice, Pedro, Nuno Como voces vao se livrar dessa?
Camila Bright ainda esta dormindo então não pode fazer nada
Nuno, uma das costelas de Bill foi quebrada pelo chute de Drake e a dor retira parte da sua concentração para fazer magias e o ferimento dificulta seu movimento das assas.

Mascus Daimon: para onde Drake iria?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...