1. Spirit Fanfics >
  2. Jornais >
  3. Asterin Manon Whitethonr Halliviard

Jornal Asterin Manon Whitethonr Halliviard


Por:


𝔻𝕒𝕕𝕠𝕤 𝕚𝕟𝕚𝕔𝕚𝕒𝕚𝕤

𝙽𝚘𝚖𝚎- ( 𝙲𝚘𝚖𝚙𝚕𝚎𝚝𝚘 + 𝚜𝚒𝚐𝚗𝚒𝚏𝚒𝚌𝚊𝚍𝚘. 𝙻𝚎𝚖𝚋𝚛𝚎𝚖-𝚜𝚎 𝚚𝚞𝚎 𝚎́ 𝟷𝟿𝟾𝟶)
Asterin Manon Whitethorn Havilliard

[quote=Asterin significa "𝓔𝓼𝓽𝓻𝓮𝓵𝓪", Manon significa "𝓢𝓸𝓫𝓮𝓻𝓪𝓷𝓪", Whitethorn é o sobrenome herdado pelo ramo paterno da família e se refere a uma planta com espinhos que da flores brancas e Havilliard é o sobrenome herdado pelo ramo materno da família e significa "𝓒𝓸𝓶𝓪𝓷𝓭𝓸"[/quote]

A garota geralmente se apresenta como Manon Havilliard, ela não gosta muito de usar seu primeiro nome "Asterin" pois era o mesmo nome de sua mãe e isso a deixa um pouco incomodada, como se não fosse digna de usa-lo, a manina particularmente não gosta quando a chamam pelo primeiro nome. Quanto ao sobrenome Whitethorn, ela não tem o costume de usa-lo pois sua relação com seu pai não é a das melhores e não usar seu sobrenome é uma maneira pessoal dela ataca-lo, um pouco infantil ela reconhece, mas o pai dela também não é a pessoa mais madura do mundo quando se trata de gerenciar conflitos com os filhos.

𝙰𝚙𝚎𝚕𝚒𝚍𝚘𝚜- (𝚃𝚘́𝚙𝚒𝚌𝚘 𝚘𝚙𝚌𝚒𝚘𝚗𝚊𝚕)(𝚀𝚞𝚎𝚖 𝚌𝚑𝚊𝚖𝚊 𝚊𝚜𝚜𝚒𝚖 + 𝚐𝚘𝚜𝚝𝚊 𝚘𝚞 𝚗𝚊̃𝚘)
Aster: É como seus familiares a chamam, seu pai, seus irmãos e todos os outros membros Whitethorn e Havilliard. É um simples diminutivo de Asterin.

𝙽𝚊𝚜𝚌𝚒𝚖𝚎𝚗𝚝𝚘
31 de Dezembro
17 anos
Norueguesa

𝙶𝚎̂𝚗𝚎𝚛𝚘 𝚎 𝚘𝚛𝚒𝚎𝚗𝚝𝚊𝚌̧𝚊̃𝚘 𝚜𝚎𝚡𝚞𝚊𝚕
Heterossexual

𝔻𝕒𝕕𝕠𝕤 𝕚𝕟𝕥𝕖𝕣𝕞𝕖𝕕𝕚𝕒́𝕣𝕚𝕠𝕤

𝙿𝚎𝚛𝚜𝚘𝚗𝚊𝚕𝚒𝚍𝚊𝚍𝚎- (𝙾 𝚞𝚜𝚘 𝚍𝚎 𝚊𝚍𝚓𝚎𝚝𝚒𝚟𝚘𝚜 𝚜𝚘𝚕𝚝𝚘𝚜 𝚛𝚎𝚖𝚎𝚝𝚎 𝚊̀ 𝚍𝚎𝚜𝚌𝚕𝚊𝚜𝚜𝚒𝚏𝚒𝚌𝚊𝚌̧𝚊̃𝚘 𝚍𝚊 𝚏𝚒𝚌𝚑𝚊)(𝙳𝚎𝚝𝚊𝚕𝚑𝚊𝚍𝚊 + 𝚝𝚎𝚗𝚑𝚊 𝚊𝚘 𝚖𝚎𝚗𝚘𝚜 𝚍𝚞𝚊𝚜 𝚌𝚘𝚒𝚜𝚊𝚜 𝚘𝚞 𝚖𝚊𝚒𝚜 𝚚𝚞𝚎 𝚜𝚎 𝚛𝚎𝚕𝚊𝚌𝚒𝚘𝚗𝚊𝚖 𝚊 𝚌𝚊𝚜𝚊 𝚎𝚜𝚌𝚘𝚕𝚑𝚒𝚍𝚊 𝚎𝚖 𝙳𝚞𝚛𝚖𝚜𝚝𝚛𝚊𝚗𝚐)
Manon tem uma aura naturalmente 🇮🇲🇵🇴🇳🇪🇳🇹🇪, como se a 🇱🇮🇩🇪🇷🇦🇳ç🇦 fosse inerente a ela. Carregando cargas de 🇨🇦🇷🇮🇸🇲🇦 e 🇨🇴🇳🇫🇮🇦🇳ç🇦 ela projeta 🇦🇺🇹🇴🇷🇮🇩🇦🇩🇪 e segurança. A menina está sempre a frente de decisões e não hesita em se oferecer a cargos de liderança pois é comum ela apostar todas as fichas em si mesma pois tem plena convicção de suas habilidades e de seus limites
Usa de um nível de 🇷🇦🇨🇮🇴🇳🇦🇱🇮🇩🇦🇩🇪 considerado, por vezes, cruel,para expor suas visões quando é confrontada, Manon não hesita em usar de sua mente e vocabulário afiado para apresentar todos os fatos que atribuem a certas atitudes alheias nada além do ridículo.

A Havilliard não é a melhor pessoa quanto o assunto é o trabalho em equipe, não devido o egocentrismo, Manon sabe muito bem ouvir o que o outro tem a dizer, mas também é ótima em contesta-lo em seguida. O espirito 🇮🇲🇵🇪🇷🇦🇳🇹🇪, 🇮🇳🇨🇴🇲🇵🇱🇦🇨🇪🇳🇹🇪 e 🇦🇺🇸🇹🇪🇷🇴 a torna uma competidora nata e inclemente, não pelo fato dela ser feroz ou maléfica - o que ela pode ser dependendo da situação- mas sim pelo fato dela apreciar um bom desafio. Manon se sente seduzida por um bom jogo de perspicácia e logica, e se alguém não consegue acompanha-la ela o tira de seu caminho.
Cabe ressaltar que Manon não se isola ou se vê como superior a ninguém, ela apenas seleciona com meticulosidade suas escolhas de amizade, ela admira quem consegue suporta-la intelectualmente, não levando em conta só o lado do conhecimento. Ela é ótima julgando as habilidades daqueles a sua volta, sabe reconhecer talentos em pessoas e se aproximar delas para aprender com aqueles ao seu entorno.
Sendo uma observadora eximia, sua arte de reconhecer e elogiar qualidades é seguida pela destreza em apontar imperfeições, o que pode lhe fazer parecer arrogante e desdenhosa.

Alguns podem referir-se a ela como advogada do diabo, tendo a sublime capacidade de assolar ideias, crenças e opiniões, deixando apenas farelos facilmente carregados pela brisa. Usando de um vocabulário mordaz e bem articulado Manon pode se jogar em debate com intuito de obter vitoria e convencer a outra parte a aderir a sua visão ou o fazer simplesmente por achar divertido. A mania de argumentação dela chega a ser irritante, mas a menina não faz apenas para se aparecer, ela adora obter mais conhecimento e que melhor forma de fazer isso se não através de um bom dialogo.
Com um jeito ligeiramente cético, o que é um pouco hipócrita considerando que ela vive em um mundo de magia, a Delacourt gosta de ter como comprovar as coisas, ter dados e fatos para se apoiar lhe dão um sensação de segurança e conforto. Ela se sente um pouco perdida e desamparada quando não consegue explicar racionalmente algo.

Manon é um pouco carente, ela faz questão de esconder isso sobre toda sua armadura de veemência e confiança, mas a verdade é que ela é um pouco insegura quando se trata de emoções. Toda a meticulosidade e frieza de Manon, que se mostram ligeiramente o por que dela ter ido para uma casa como a Haus Wasser, ela quer ser querida e amada. A infância de Manon a privaram de cargas de afeto então ela as busca do seu proprio jeito.
É preciso paciência para se aproximar de Manon, mas com o tempo e com um pouco de confiança a garota começa a se abrir, no inicio ela pode fugir de abordagens mais profundas por medo de se magoar, mas tudo que ela precisa é de um pouco de cuidado (algo que ela recebeu tão pouco ao longo da vida). De fato ela nunca deixara de se sentir vulnerabilizado ao se relacionar estreitamente com alguém mas ela sabe em quem pode ou não confiar.

A garota consegue ser um tanto quanto megera quando quer, ela não é má por completo mas não pode se negar que seu lado mal é bem articulado, podendo ser em maldosa e cruel quando lhe é interessante. Manon não sai por aqui distribuindo o caos e a discórdia, porem pode ser consideravelmente vingativa quando é inevitável.Seu lado nocente é despertado principalmente quando ferem seu orgulho ou aqueles que são importantes a ela, Manon não tem muitos amigos, mas protege com garra os poucos que tem, e levara ao chão quantos forem necessário antes que caia um dos dela.

A jovem bruxa tem sua própria forma de lidar com a tristeza, é difícil para Manon externar esse sentimento, lagrimas não são facilmente retirada de seus olhos, ela costuma brincar que seus dutos lagrimais são orgulhosos demais. Ela lida com a magoa travando uma batalha interna consigo mesma, que é perceptível por poucos, em geral aqueles que a conhecem melhor. Quando a necessidade de chorar é inadiável Manon tem o habito de se isolar, procurar um lugar onde dificilmente será encontrada, se por acaso ela se permite prantear na presença de um outro alguém, esse tem sua confiança e decerto lhe transmite segurança.

𝙿𝚑𝚘𝚝𝚘𝚙𝚕𝚊𝚢𝚎𝚛- ( 𝙽𝚘𝚖𝚎, 𝚏𝚘𝚝𝚘𝚜 𝚎 𝚍𝚎𝚜𝚌𝚛𝚒𝚌̧𝚊̃𝚘. 𝙸𝚗𝚌𝚕𝚞𝚊 𝚊𝚚𝚞𝚒 𝚌𝚒𝚌𝚊𝚝𝚛𝚒𝚣𝚎𝚜 𝚎 𝚘𝚞𝚝𝚛𝚊𝚜 𝚌𝚘𝚒𝚜𝚊𝚜, 𝚌𝚘𝚖𝚘 𝚖𝚊𝚛𝚌𝚊𝚜 𝚍𝚎 𝚗𝚊𝚜𝚌𝚎𝚗𝚌̧𝚊)
𝙷𝚒𝚜𝚝𝚘́𝚛𝚒𝚊- (𝙵𝚊𝚕𝚎 𝚞𝚖 𝚙𝚘𝚞𝚌𝚘 𝚍𝚊 𝚟𝚒𝚍𝚊 𝚊𝚗𝚝𝚎𝚜 𝚍𝚎 𝙳𝚞𝚛𝚖𝚜𝚝𝚛𝚊𝚗𝚐, 𝚜𝚘𝚋𝚛𝚎 𝚊𝚕𝚐𝚘 𝚍𝚘 𝚌𝚘𝚕𝚎́𝚐𝚒𝚘, 𝚌𝚘𝚖𝚘 𝚊 𝚎𝚗𝚝𝚛𝚊𝚍𝚊 𝚗𝚎𝚕𝚎)
Manon a quarta filha de Hirben Eris Whitethonr e Asterin Noorah Whitethonr Havilliard.

𝙼𝚎𝚍𝚘𝚜-
𝙼𝚊𝚗𝚒𝚊𝚜-
𝙰𝚕𝚐𝚞𝚖 𝚜𝚎𝚐𝚛𝚎𝚍𝚘? (𝙰𝚕𝚐𝚘 𝚚𝚞𝚎 𝚗𝚊̃𝚘 𝚐𝚘𝚜𝚝𝚎 𝚍𝚎 𝚌𝚘𝚗𝚝𝚊𝚛 𝚘𝚞 𝚕𝚎𝚖𝚋𝚛𝚊𝚛)

𝔻𝕒𝕕𝕠𝕤 𝕞𝕒́𝕘𝕚𝕔𝕠𝕤

𝙵𝚊𝚖𝚒́𝚕𝚒𝚊- (𝙵𝚘𝚝𝚘, 𝚗𝚘𝚖𝚎, 𝚛𝚎𝚕𝚊𝚌𝚒𝚘𝚗𝚊𝚖𝚎𝚗𝚝𝚘 𝚌𝚘𝚖 𝚎 𝚘 𝚜𝚊𝚗𝚐𝚞𝚎 𝚍𝚎 𝚌𝚊𝚍𝚊, 𝚜𝚎 𝚎́ 𝚝𝚛𝚘𝚞𝚡𝚊, 𝚎𝚝𝚌)
𝚂𝚊𝚗𝚐𝚞𝚎- (𝙿𝚞𝚛𝚘, 𝚖𝚎𝚜𝚝𝚒𝚌̧𝚘, 𝚗𝚊𝚜𝚌𝚒𝚍𝚘 𝚝𝚛𝚘𝚞𝚡𝚊)
𝙲𝚊𝚜𝚊-
𝙿𝚊𝚝𝚛𝚘𝚗𝚞𝚖- (𝚁𝚎𝚜𝚎𝚛𝚟𝚊)
𝙱𝚒𝚌𝚑𝚘 𝚙𝚊𝚙𝚊̃𝚘-
𝚀𝚞𝚊𝚍𝚛𝚒𝚋𝚘𝚕?
𝙼𝚘𝚗𝚒𝚝𝚘𝚛?

ℂ𝕦𝕣𝕚𝕠𝕤𝕚𝕕𝕒𝕕𝕖𝕤

(𝚃𝚘́𝚙𝚒𝚌𝚘 𝚛𝚎𝚜𝚎𝚛𝚟𝚊𝚍𝚘 𝚙𝚊𝚛𝚊 𝚚𝚞𝚊𝚕𝚚𝚞𝚎𝚛 𝚌𝚘𝚒𝚜𝚊 𝚚𝚞𝚎 𝚗𝚊̃𝚘 𝚝𝚎𝚗𝚑𝚊 𝚜𝚒𝚍𝚘 𝚖𝚎𝚗𝚌𝚒𝚘𝚗𝚊𝚍𝚊. 𝙰𝚚𝚞𝚒 𝚟𝚘𝚌𝚎̂ 𝚙𝚘𝚍𝚎 𝚌𝚘𝚗𝚝𝚊𝚛 𝚜𝚘𝚋𝚛𝚎 𝚊 𝚖𝚊𝚝𝚎́𝚛𝚒𝚊 𝚏𝚊𝚟𝚘𝚛𝚒𝚝𝚊 𝚎 𝚘𝚞𝚝𝚛𝚊𝚜 𝚌𝚘𝚒𝚜𝚊𝚜)

ℝ𝕖𝕝𝕒𝕔𝕚𝕠𝕟𝕒𝕞𝕖𝕟𝕥𝕠

𝙰𝚖𝚒𝚐𝚘𝚜- (𝙲𝚘𝚖𝚘 𝚎́/𝚊𝚐𝚎 𝚌𝚘𝚖 𝚜𝚎𝚞𝚜 𝚊𝚖𝚒𝚐𝚘𝚜)
𝙸𝚗𝚒𝚖𝚒𝚐𝚘𝚜/ 𝚙𝚎𝚜𝚜𝚘𝚊𝚜 𝚚𝚞𝚎 𝚍𝚎𝚜𝚐𝚘𝚜𝚝𝚊-
𝙿𝚊𝚛- (𝚅𝚊𝚒 𝚚𝚞𝚎𝚛𝚎𝚛, 𝚛𝚎𝚕𝚊𝚌𝚒𝚘𝚗𝚊𝚖𝚎𝚗𝚝𝚘. 𝙰𝚕𝚐𝚞𝚖𝚊 𝚜𝚞𝚐𝚎𝚜𝚝𝚊̃𝚘 𝚍𝚎 𝚌𝚘𝚖𝚘 𝚜𝚎𝚓𝚊 𝚜𝚎𝚞 𝚙𝚊𝚛 𝚘𝚞 𝚚𝚞𝚊𝚕𝚚𝚞𝚎𝚛 𝚌𝚘𝚒𝚜𝚊 𝚊𝚜𝚜𝚒𝚖)

(𝙽𝚘 𝚌𝚊𝚜𝚘 𝚍𝚘𝚜 𝚙𝚎𝚛𝚜𝚘𝚗𝚊𝚐𝚎𝚗𝚜 𝚏𝚒𝚡𝚘𝚜, 𝚗𝚊̃𝚘 𝚎́ 𝚗𝚎𝚌𝚎𝚜𝚜𝚊́𝚛𝚒𝚘 𝚏𝚊𝚣𝚎𝚛 𝚞𝚖𝚊 𝚛𝚎𝚕𝚊𝚌̧𝚊̃𝚘 𝚌𝚘𝚖 𝚝𝚘𝚍𝚘𝚜, 𝚖𝚊𝚜 𝚙𝚎𝚕𝚘 𝚖𝚎𝚗𝚘𝚜 𝚍𝚘𝚒𝚜. 𝚄𝚜𝚎𝚖 𝚜𝚞𝚊 𝚌𝚛𝚒𝚊𝚝𝚒𝚟𝚒𝚍𝚊𝚍𝚎)

𝙽𝚒𝚔𝚘𝚕𝚊𝚒 𝙲𝚛𝚒𝚜𝚝𝚘𝚟𝚊́𝚗-
𝙼𝚘𝚛𝚛𝚒𝚐𝚊𝚗 𝚁𝚎𝚍𝚠𝚘𝚗-
𝙰𝚕𝚎𝚡𝚊𝚗𝚍𝚛𝚎 𝙻𝚘𝚟𝚎𝚕𝚊𝚌𝚎-

ℚ𝕦𝕖𝕤𝕥𝕚𝕠𝕟𝕒́𝕣𝕚𝕠 𝕡𝕒𝕣𝕒 𝕡𝕖𝕣𝕤𝕠𝕟𝕒𝕘𝕖𝕞

𝙾 𝚚𝚞𝚎 𝚙𝚎𝚗𝚜𝚊 𝚜𝚘𝚋𝚛𝚎 𝚊 𝚍𝚎𝚌𝚒𝚜𝚊̃𝚘 𝚛𝚎𝚙𝚎𝚗𝚝𝚒𝚗𝚊 𝚍𝚘𝚜 𝚙𝚊𝚒́𝚜𝚎𝚜 𝚎𝚖 𝚛𝚎𝚕𝚊𝚌̧𝚊̃𝚘 𝚊𝚘 𝚛𝚎𝚝𝚘𝚛𝚗𝚘 𝚍𝚊 𝚌𝚊𝚌̧𝚊 𝚊𝚘𝚜 𝚋𝚛𝚞𝚡𝚘𝚜?
𝚃𝚛𝚊𝚒𝚛𝚒𝚊 𝚘𝚞 𝚎𝚗𝚝𝚛𝚎𝚐𝚊𝚛𝚒𝚊 𝚜𝚎𝚞𝚜 𝚊𝚖𝚒𝚐𝚘𝚜 𝚘𝚞 𝚚𝚞𝚊𝚕𝚚𝚞𝚎𝚛 𝚞𝚖 𝚊𝚙𝚎𝚗𝚊𝚜 𝚙𝚘𝚛 𝚜𝚘𝚋𝚛𝚎𝚟𝚒𝚟𝚎̂𝚗𝚌𝚒𝚊?
𝙾 𝚚𝚞𝚎 𝚊𝚌𝚑𝚊 𝚜𝚘𝚋𝚛𝚎 𝚘𝚜 𝚗𝚊𝚜𝚌𝚒𝚍𝚘𝚜 𝚝𝚛𝚘𝚞𝚡𝚊𝚜?
𝙲𝚘𝚖𝚘 𝚛𝚎𝚊𝚐𝚒𝚛𝚒𝚊 𝚎𝚖 𝚕𝚒𝚍𝚊𝚛 𝚌𝚘𝚖 𝚊 𝚖𝚘𝚛𝚝𝚎 𝚍𝚎 𝚊𝚕𝚐𝚞𝚎́𝚖 𝚘𝚞 𝚎𝚖 𝚞𝚖𝚊 𝚜𝚒𝚝𝚞𝚊𝚌̧𝚊̃𝚘 𝚍𝚎 𝚟𝚒𝚍𝚊 𝚘𝚞 𝚖𝚘𝚛𝚝𝚎?
𝚂𝚎 𝚊𝚛𝚛𝚒𝚜𝚌𝚊𝚛𝚒𝚊 𝚙𝚊𝚛𝚊 𝚍𝚎𝚜𝚌𝚘𝚋𝚛𝚒𝚛 𝚊𝚕𝚐𝚘, 𝚌𝚘𝚖𝚘 𝚘 𝚖𝚘𝚝𝚒𝚟𝚘 𝚍𝚘 𝚛𝚎𝚝𝚘𝚛𝚗𝚘 𝚊̀ 𝚌𝚊𝚌̧𝚊 𝚊̀𝚜 𝚋𝚛𝚞𝚡𝚊𝚜?


ℙ𝕒𝕣𝕒 𝕠 𝔸𝕦𝕥𝕠𝕣

𝚂𝚊𝚋𝚎 𝚚𝚞𝚎 𝚊 𝚙𝚊𝚛𝚝𝚒𝚛 𝚍𝚘 𝚖𝚘𝚖𝚎𝚗𝚝𝚘 𝚚𝚞𝚎 𝚎𝚗𝚟𝚒𝚊𝚛 𝚊 𝚏𝚒𝚌𝚑𝚊, 𝚜𝚎𝚞 𝚙𝚎𝚛𝚜𝚘𝚗𝚊𝚐𝚎𝚖 𝚎𝚜𝚝𝚊𝚛𝚊́ 𝚎𝚖 𝚖𝚒𝚗𝚑𝚊𝚜 𝚖𝚊̃𝚘𝚜 𝚎 𝚝𝚎𝚖 𝚘 𝚛𝚒𝚜𝚌𝚘 𝚍𝚎 𝚖𝚘𝚛𝚛𝚎𝚛? 𝚁𝚎𝚕𝚊𝚌𝚒𝚘𝚗𝚊𝚍𝚘 𝚊 𝚒𝚜𝚜𝚘, 𝚝𝚎𝚖 𝚊𝚕𝚐𝚘 𝚚𝚞𝚎 𝚗𝚊̃𝚘 𝚚𝚞𝚎𝚒𝚛𝚊 𝚚𝚞𝚎 𝚜𝚎𝚞 𝚙𝚎𝚛𝚜𝚘𝚗𝚊𝚐𝚎𝚖 𝚏𝚊𝚌̧𝚊, 𝚌𝚘𝚖𝚘 𝚞𝚜𝚊𝚛 𝚌𝚘𝚖𝚙𝚘𝚗𝚎𝚗𝚝𝚎𝚜 𝚚𝚞𝚒́𝚖𝚒𝚌𝚘𝚜, 𝚝𝚛𝚊𝚒𝚛 𝚘 𝚙𝚊𝚛, 𝚌𝚘𝚕𝚘𝚌𝚊𝚛-𝚜𝚎 𝚎𝚖 𝚞𝚖𝚊 𝚜𝚒𝚝𝚞𝚊𝚌̧𝚊̃𝚘 𝚍𝚎 𝚟𝚒𝚍𝚊 𝚘𝚞 𝚖𝚘𝚛𝚝𝚎, 𝚎𝚝𝚌?
𝙴𝚜𝚝𝚊́ 𝚌𝚒𝚎𝚗𝚝𝚎 𝚍𝚎 𝚚𝚞𝚎 𝚜𝚎 𝚗𝚊̃𝚘 𝚌𝚘𝚖𝚎𝚗𝚝𝚊𝚛, 𝚌𝚊𝚜𝚘 𝚜𝚎𝚞 𝚙𝚎𝚛𝚜𝚘𝚗𝚊𝚐𝚎𝚖 𝚜𝚎𝚓𝚊 𝚊𝚌𝚎𝚒𝚝𝚘, 𝚙𝚘𝚛 𝚝𝚛𝚎̂𝚜 𝚘𝚞 𝚖𝚊𝚒𝚜 𝚌𝚊𝚙𝚒́𝚝𝚞𝚕𝚘𝚜, 𝚎𝚕𝚎, 𝚙𝚘𝚜𝚝𝚎𝚛𝚒𝚘𝚛𝚖𝚎𝚗𝚝𝚎, 𝚖𝚘𝚛𝚛𝚎𝚛𝚊́?
𝙰𝚕𝚐𝚞𝚖𝚊 𝚜𝚞𝚐𝚎𝚜𝚝𝚊̃𝚘, 𝚙𝚎𝚍𝚒𝚍𝚘?
𝙲𝚊𝚜𝚘 𝚜𝚎𝚞 𝚙𝚎𝚛𝚜𝚘𝚗𝚊𝚐𝚎𝚖 𝚖𝚘𝚛𝚛𝚊, 𝚟𝚊𝚒 𝚙𝚊𝚛𝚊𝚛 𝚍𝚎 𝚕𝚎𝚛? (𝚜𝚎𝚓𝚊 𝚑𝚘𝚗𝚎𝚜𝚝𝚘)


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...