Jornal Desafio Lírico - 05


Por:


Desafio Lírico - 05

Olá pessoal! ^-^/

Venho através deste, postar o meu poema dos desafios líricos, um projeto ainda que está se desenvolvendo, mas que já ganha uma cara. Se você gosta de ler e/ou escrever poemas e prosas, faça parte também deste projeto e mostre o seu talento. ;D

Escreveu ”Mr.Chang”

Tema: Quem sou eu.
Versos livres e bancos.


Um esboço sobre mim

“Se perguntarem prá você
O que falar sobre si mesmo o que dirá?
Dirá que sabe o que não sabe
Tudo aquilo que jurou nunca dizer, por quê? pra que?”
Charlie Brown Jr


Falar de si é algo inexato.
Como querer descrever a voz que nunca se ouve,
Explicar o aperto no peito que nunca se sente,
Dar vida a personagem que encena a peça de nossas vidas,
Ou ao arquiteto que constrói lentamente a nossa realidade.

Só sei que a vida é feita de momentos,
Que se degusta como um belo vinho que a cada dia envelhece mais.
Onde cada momento se esconde um infinito de subjetividade,
Sentimentos, emoções e sensações diversas
Presentes no tempo que já passou e que cede espaço ao que vem
Dando gosto a realidade e fazendo-me sentir-se cada vez mais vivo.

Só sei que o prazer da vida está contido nas coisas mais simples
Como rir e sentir-se feliz ao lado daqueles que o amam,
Como degustar o sabor de daquele desejado alimento,
Como ouvir aquela musica que alimenta e preenche a alma,
Como ver aquela paisagem maravilhosa e guardá-la na mente,
Como sentir aquele aroma que te leva à uma doce lembrança,
Como sentir o toque daquela pessoa amada.

Só sei que na vida existem adversidades.
Aqueles momentos que torturam nossas lembranças,
Que trazem um desconforto, até mesmo dor,
Que coloca em xeque quem de fato somos.
Momentos que defino como oportunidades:
De ser um amigo melhor,
De ser um filho melhor,
De ser um profissional melhor,
De ser um homem, uma pessoa cada vez melhor.

Estou contido em cada palavra, em cada pensamento
A cerca de toda a verdade que meus sentimentos trazem,
Em cada idéia e atitude a tudo que me dedico.
Para ser e continuar fazendo a diferença,
Poder oferecer o melhor sobre minhas competências,
Não basta um querer egoísta.
Tem que vir de dentro para fora.

E a cada dia que passa, vou descobrindo-me mais,
Renovando-me mais, inovando-me na construção de minha realidade
Só sei que nada sei.


Vou fazer apenas um breve resumo sobre a minha criação. O tema, como já descrito, é sobre quem nós somos por nós mesmos. Por mais que pareça simples, não é. Expor quem você é de verdade exige um esforço enorme de pensamento, e no fundo o que dizemos é o que nosso ego quer; O conjunto de informações sobre quem e o que é você, desde o dia em que você nasceu. Algo que passei no poema na primeira estrofe, sobre “dizer o que não se sente”, “Descrever o que não se ouve”. Assim, comprometendo o tema proposto, pois, provavelmente, iríamos dizer quem temos que ser, ou quem queríamos ser, e não quem somos de verdade, na nossa essência.
Por isso, eu optei por dizer quem sou eu, mas por minhas características, minha filosofia de vida, pois somos o que acreditamos ser, sempre. O que sou e pratico ser todos os dias é o que expus em meus versos, o que não significa ser para sempre, ou que sempre fui assim. Estamos sempre aprendendo sobre nós mesmos, por isso temos que nos tornarmos especialistas em mudarmos nossas ideias. Parafraseando Sócrates: “Só sei que nada sei, e o fato de saber isso, me coloca em vantagem sobre aqueles que acham que sabem alguma coisa”.
Na terceira estrofe optei em fazer propositalmente uma relação com cada um dos cinco sentidos. Segundo a psicologia, a formação da nossa realidade é diretamente relacionada com as informações captadas com os nossos cinco sentidos, então eu relacionei cada um deles com um fato marcante, não qualquer um, mas AQUELE fato que cada um tem como mercante, dando um sentido e importância a esses fatos para nossa vida, nossa realidade. E não vou mentir que também contem um pouco de comandos hipnóticos no meio. ;) HAHAHAHAHAHAHA.

Obrigado.

Atenciosamente,
Raphael (Mr. Chang).

Escutando: Edu Ribeiro e Banda Cativeiro - Sendo assim
Jogando: The Last of Us
Bebendo: Chá de pêssego.

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...