Jornal Ficha ;; Life is made by now


Por:


Escreveu ৎ୭.’ 笑いが涙を出した後┊ AFTER LAUGHTER COMES TEARS ୭.°+.

Mostrar Spoiler: ♡;; FUCK A FAKE SMILE, FAKE SMILE •و✧

+.・ — Se estou ferida, não vou mentir sobre isso, .˗ˏˋbraços cruzados com a atitude,✧ fazendo biquinho. Se estou brava, ᔘ+ não vou mentir sobre isso↶৴, contorcendo o pescoço com a atitude, é. Se estou {ferida}.;⊰, não vou mentir sobre isso, ;; braços cruzados com a •- ̗̀ ♡ atitude, fazendo biquinho. ;❀" Se estou brava, não vou ▸mentir sobre isso, contorcendo o pescoço ৴✧ com a atitude, é. !¡❞ Eu não posso fingir outro 彡 sorriso (e não posso fingir). ↓.+ Eu não posso ! ⤹ fingir que estou bem ↶. ♪+ (sem sorriso).



KARLA LIDDELL
.’♡⤹...— Significando "mulher do povo", "mulher livre" ou "a guerreira", pode-se dizer que seu nome fora muito bem escolhido. A pedido de seu pai que por algum motivo sempre gostou de como o nome soava, estava decidido a pô-lo em sua filha, caso tivesse uma, e assim foi feito quando sua primogênita nasceu.

O nome de sua família é conhecido devido a fama de sua mãe, um sobrenome que a garota gostaria de não tê-lo às vezes. A família Liddell é uma das mais populares em sua cidade natal, mas que por sorte não é tão famosa assim em outros lugares, como em Lauv, sendo este o motivo pelo qual Karla sente-se mais aliviada e livre para ser quem ela realmente é.


KARI + MISS LIDDELL
.’♡⤹...— Karla não se importa muito com apelidos, possuindo um nome curto gosta de que se refiram a ela pelo seu próprio nome, mas em alguns casos ela não escapa deles, como com seu irmão. Kari é como seu irmão lhe chama, o apelido surgiu quando ambos ainda eram crianças e Oliver acabou pronunciando o nome da garota errado, e desde então o mesmo a chama desta forma. Karla não se importa que o usem, mas prefere que a chamem pelo nome.

Miss Liddell veio a ser bem comum em sua cidade natal, devido a fama de sua mãe e um título que muitos sempre imaginaram que também seria da garota, era comum que muitos amigos de sua mãe a chamassem dessa forma e este é um apelido que sempre desagradou Karla. Se depender dela ninguém em Lauv ficará sabendo da existência dele.


17 ANOS ; AMERICANA
.’♡⤹...— Karla nasceu em 24 de março de 2002, em Hanover, uma típica cidadezinha no interior localizada no estado americano de Nova Hampshire, no condado de Grafton, em um dia chuvoso e nublado cujo sua mãe sempre costumou dizer que a garota escolheu o pior dia para vir ao mundo, mas contrário da mãe, Karla ama a chuva e para ela não poderia ter nascido em um dia melhor. É do signo de Áries mas não é fanática por astrologia e não acredita em tudo o que lê sobre horóscopo ou coisa parecida. Também possui descendência Sul Coreana por parte de mãe, cujo seu avô materno era um Sul Coreano casado com uma americana.


CISGÊNERO ; HETEROSSEXUAL
.’♡⤹...— Karla é mulher cisgênero, e sua orientação sexual é a Heterossexualidade, cujo sente atração pelo sexo oposto sendo hétero romântico. Também considera-se Demissexual, quando a atração sexual surge somente quando existe envolvimento e/ou laço emocional ou afetivo com a outra pessoa. Karla é uma garota de coração aberto e acolhedor, não possuindo nenhum tipo de preconceito quanto a outras orientações sexuais, jamais a verá tratando uma pessoa diferente por causa destas questões, muito pelo contrário, a Liddell está sempre de braços abertos para todos.


.’♡⤹...— Sendo uma garota que sempre sonha alto e gosta de uma boa aventura, o que Karla quer ela corre atrás e luta pelo que acredita sem nunca pensar em desistir. Este é o ponto forte em sua personalidade, não se importa com quantas vezes caia, ela irá se erguer quantas vezes forem necessárias. Não se pode dizer que Karla é cem por cento irresponsável mas a mesma preza uma boa diversão e está sempre junto aos seus amigos em busca de aventura, o problema está em não pensar muito antes de agir e por isso geralmente se envolve facilmente em confusões, deixando a desejar quando se trata de responsabilidades. Entretanto também é uma pessoa justa e nada orgulhosa, que sempre preza o que é correto, então tenha a certeza que se ela estiver certa ela irá lutar por isso, mas se ela estiver errada não é de fazer rodeios, ela admite seu erro e pede pelo seu perdão.

Para quem não a conhece, Karla pode aparentar ser somente uma garotinha inofensiva, mas não se pode se enganar pela aparência, principalmente quando se trata de uma Liddell. Sim, Karla é muito gentil e possui o dom de fazer qualquer pessoa sentir-se bem e confortável ao seu lado, mas caso não for muito com a cara dela saiba que a jovem não tem medo de bater de frente com as pessoas, mesmo que seja o pior dos valentões, ela pode surpreender tendo sempre uma boa resposta na ponta da língua e seu sarcasmo como melhor arma ou defesa, principalmente se for diante a alguma injustiça.

Continuando com as surpresas escondidas em seu rostinho perfeito, Karla é astuta e na maioria das vezes está a um passo na frente dos outros, tem uma intuição aguçada e sempre acredita nela sendo alguém que sempre faz o que seu coração manda. Sabe muito bem captar as intenções das pessoas e também confia nisso como uma boa autoproteção, mas em alguns casos acaba se protegendo demais e desconfiando mais do que devia das pessoas ao seu redor, por isso tem poucos amigos devido a sua pequena insegurança, porém os poucos que tem são pessoas em quem ela confia cem por cento e até mesmo de olhos vendados.

Muito educada, a Liddell mais nova também pode surpreender com seus atos delicados e palavras muito bem usadas, devido a educação que recebera de sua mãe e até mesmo aulas de etiqueta quando mais nova, Karla sabe se portar como uma verdadeira dama em um baile de gala, não sendo atoa o quanto encanta as pessoas ao máximo com seus dons carismáticos, sem contar suas habilidades extraordinárias ao tocar violino ou dançar, sendo estes talentos que era muito reconhecida em sua cidade natal.

Se existe algo que recentemente mudou em sua personalidade, fora o modo como decidiu encarar as coisas, se mudar para Lauv não era uma simples fuga de casa para viver ao lado de seu irmão que sentia tanta falta, mas também de pode encontrar a si mesma e a liberdade que sempre sonhou. Muitos que pudessem vê-la em Lauv diriam que não é a mesma Liddell designada a futura geração de miss de sua família, uma jovem que sempre abaixava a cabeça para tudo e todos, como um simples animalzinho de estimação, em parte poder finalmente fazer suas próprias escolhas e tomar suas próprias decisões a libertou de ser alguém com sorrisos falsos diante as pessoas.



.’♡⤹...— Os gêmeos, Karla e Oliver, nasceram em uma família um pouco desequilibrada. Jolie, a mãe dos gêmeos, era uma ex-miss e uma mulher completamente fanática por beleza, e desde que descobriu que estava grávida desejava mais do que tudo ter uma menina para deixar o seu legado, enquanto August, o pai, era um respeitável policial cujo sempre sonhou em ter um menino para seguir seus passos na carreira, e como uma benção para o casal ambos tiveram a grande oportunidade em realizar seus desejos ao descobrirem que não teriam somente um filho ou uma filha, e sim os dois.

Entretanto, quem mais sofreu com o futuro planejado pelos pais fora a filha mais nova, Karla, que veio ao mundo dez minutos depois de seu irmão. Desde que nasceu já era vista pela mãe como a próxima mulher da família a conquistar o título de miss, um titulo adquirido durante o evento de primavera que acontecia todos os anos na pequena cidade de Hanover. Com uma infância conturbada Karla não só sofria com as maluquices de sua mãe como também diante da proteção exagerada de seu pai, August era um tanto rígido e ser policial lhe deixava sempre preocupado com tamanhas barbaridades que surgiam em seu trabalho, eram tantas notícias ruins envolvendo jovens que o homem não conseguia controlar-se em ser extremamente protetor com seus filhos, que mal podiam sair de casa para brincar.

Karla e Oliver eram os melhores amigos um do outro, não possuíam muitos amigos na escola e até mesmo lá preferiam a companhia um do outro do que se juntarem a outras crianças. Em casa era sempre a mesma coisa, a pressão por parte de Jolie para que Karla se comportasse como uma dama era tão exagerada quanto August era ao viver influenciando Oliver a seguir seus passos profissionais, sem contar que as crianças não podiam sair muito de casa pela tamanha preocupação do pai em lhes acontecer algo. Fora somente após os dez anos de idade que ambos puderam ter mais liberdade, porém já era mais complicado para que eles se misturassem e fizessem amigos, estavam tão acostumados a presença um do outro que era assim que permaneciam, até mesmo quando saiam para brincar na rua em frente de casa com as crianças vizinhas, estavam sempre um do lado do outro e em parte foi isso que os manteve sempre felizes, a compreensão e o fato de enfrentarem aquela situação juntos, sendo em quem mais confiavam, um ao outro.

Karla nunca gostou muito da ideia que Jolie visualizava para seu futuro, ela queria apenas ser uma garota normal, sair com as amigas, brincar na rua até tarde, mas aquela era uma realidade muito distante para ela alcançar. E então, tudo complicou quando aos doze anos de idade passou a frequentar as festas que sua mãe organizava na cidade, juntamente com a ajuda de outras ex-miss. As festas eram chatas e super tediosas para Karla, repleta de pessoas fofoqueiras que rapidamente passaram a se mostrar cada vez mais falsas, sempre se importando mais com as roupas caras que vestiam do que qualquer outra coisa. O pior fora o apelido que ganhou dos amigos de sua mãe, Karla sempre tentava fugir do evento de primavera, consequentemente fugindo do concurso de miss Hanover, mas infelizmente nascer em uma família cujo todas as mulheres já haviam conquistado tal título dava às pessoas a conclusão de que ela seria a próxima, e foi assim que “miss Liddell” nasceu, em uma conversa exaustiva durante uma daquelas festas, após o coordenador do evento puxar assunto sobre quando teriam a próxima geração dos Liddell de volta a ação.

A maior parte de sua vida fora assim, completamente anormal, vivendo sob tamanha pressão para ser alguém que ela não queria ser e presa dentro de casa por causa da exagerada proteção de seu pai. Karla nunca soube o que realmente era viver como queria, ou como qualquer outra adolescente de sua idade. Amigos? Sempre que começava a se aproximar de alguém a amizade não durava muito tempo, ser uma Liddell tinha seu lado ruim, pois muitas garotas tinham inveja da menina por sempre estar vivendo um “conto de fadas”, mas somente ela mesma podia dizer a verdade sobre fazer parte daquele estilo de vida. Namorados? Seu pai não a permitia se aproximar deles, segundo ele ela era muito nova para relacionamentos, assim como ela sempre era nova para qualquer coisa que pedisse sua permissão.

Oliver era tudo o que ela tinha mas quem diria que até mesmo ele ela perderia. Aos quinze anos seu irmão prestou o exame para estudar em Lauv Foreign School, uma renomada escola de ensino secundário para jovens americanos. De imediato a ideia de finalmente sair daquela cidade e poder ter a experiência de viver normalmente invadiu o coração de Karla, que sem pensar duas vezes opinou em prestar o exame junto a seu irmão, porém, August já estava com um pé atrás em relação ao filho ir para longe somente para estudar, sem contar que já estava decepcionado pelo filho não seguir seus passos como policial, e ao se deparar com Karla entusiasmada para partir não pensou duas vezes em negar o seu pedido, ele não iria perder seus dois filhos de uma vez só, não iria ver seus dois bebês partirem para uma vida solitária em algum lugar distante sem sua supervisão. E foi assim, que Oliver e Karla se separaram pela primeira vez desde que nasceram, sendo para ambos o pior momento de suas vidas.

Karla jamais imaginou que teria que viver longe de seu irmão, o único quem a conhecia verdadeiramente, quem ela podia confiar para contar seus segredos e sonhos. O problema real estava em ela ficar sozinha diante da pressão de seus pais, que agora cairia em dobro sob si pela ausência de Oliver. Mas Karla era esperta, sua paciente estava esgotada e naquele ano decidiu que as coisas iriam começara a mudar, e disposta a finalmente tomar coragem para dizer o que realmente sentia, Karla passou a ser alguém mais sonhadora e esperançosa, tomando a coragem para conversar com seus pais a respeito de seu futuro e de seus sonhos. Aprender a tocar violino, era o que ela sonhava desde pequena, nunca soube como essa paixão começou mas somente crescia, e cada vez mais ela tinha mais certeza ainda de que era isso que ela queria. A princípio Jolie quase passou mal ao saber que Karla não queria participar do evento de primavera e preferia ser uma violinista do que ter uma linda coroa em sua cabeça, para a mãe aquilo era um grande absurdo, qualquer garota em Hanover daria tudo para estar em seu lugar, mas a verdade era que a menina abominava a fama do nome da família, se não fosse por todas as gerações de mulheres como miss, os Liddell seriam somente mais uma família naquela cidade, e para Karla aquilo infelizmente não aconteceria.

A muito custo e com muita conversa, alguns meses depois Karla pode finalmente se dar por vitoriosa, conseguindo enfim uma oportunidade em mostrar aos seus pais — principalmente a sua mãe — que era aquilo que ela realmente queria, fazer aulas de violino havia dado aos olhos da Liddell mais nova um brilho radiante, cujo jamais haviam tido, e pela primeira vez a garota sentia-se mais livre, aquele momento havia sido o melhor em seus quinze anos de vida. Felizmente, pelos dois anos que passaram sua vida havia lhe dado uma trégua, apesar de sua mãe ainda fazer questão de sua presença em suas festas, não insistia mais com tanta frequência para que a filha honrasse seu legado, mesmo que ainda não aceitasse totalmente que Karla seguisse por outro caminho, e diga-se de passagem que até hoje a mulher deixa sua indignação bem nítida.

Para a felicidade da mais nova, Oliver sempre os visitava durante as férias e sempre contava como era bom estudar em Lauv, e suas histórias somente faziam a vontade de Karla crescer para poder estudar junto ao irmão, e como havia feito nos últimos dois anos neste não seria diferente, e lá estava Karla a espera de Oliver, mas infelizmente a surpresa que teve foi tão frustrante quanto para seus pais naquele ano... Oliver estava diferente, havia perdido um pouco de peso e apesar de estar com o mesmo sorrio feliz em ver a irmã novamente, ele parecia esconder algo. Jolie e August não deixaram aquilo barato e ao pressionarem o garoto que insistia que não escondia nada acabaram tendo uma briga feia onde August ordenou que o filho voltasse para casa imediatamente, e abandonasse seus estudos em Lauv, porém furioso, Oliver não desfez suas malas e pedindo desculpas somente a Karla voltou para Lauv no mesmo dia em que chegou em sua cidade natal.

Jolie estava perplexa, preocupada e com raiva, e restando somente uma pessoa em quem ela poderia jogar a culpa, ela o fez. August ficou furioso ao ser acusado como culpado por ter deixado Oliver fazer o que queria, usando até mesmo Karla como exemplo e alegando que não permitiria que fizesse o mesmo a única filha que lhe tinha restado. No dia seguinte as aulas de violino de Karla haviam sido canceladas e ainda um pouco enfurecida Jolie estava decidida que naquele ano ela não escaparia da vida que planejou cuidadosamente para ela, era um beco sem saída, agora tudo o que Karla havia construído seria tirado de si, e tudo que ela sempre tentou fugir lhe seria imposto obrigatoriamente.

Pelo modo como fora criada, muitos imaginariam que Karla abaixaria sua cabeça como sempre fez, e simplesmente iria obedecer ao que sua mãe dizia, mas ela estava farta de viver como uma boneca, sempre deixando os outros dizerem o que ela deve ou não fazer, sempre com um sorriso nos lábios, um sorriso falso fingindo que tudo estava bem. E daquele dia em diante a Liddell havia tomado a decisão mais importante de sua vida, ao menos a mais importante naquele momento. Fez suas malas, juntou um dinheiro que guardava e partiu para sua primeira aventura sozinha, e assim decidida foi atrás do irmão, disposta a prestar o exame naquele ano para a mesma escola que ele frequentava. Foram inúmeras as vezes em que seus pais ligaram para ela a sua procura, e sentindo-se mal por ter saído de casa sem mais nem menos resolveu atender e explicar de uma vez por todas o que se passava em sua mente, que de tanto argumentar com sérias palavras Jolie e August não tiveram muito o que fazer se não aceitar que naquele momento Karla já estava a caminho de Lauv. Lá no fundo sabiam que não adiantaria dizer alguma coisa, pois nem ela e muito menos Oliver voltaria para casa naquele momento, pelo menos agradeciam por Karla ter atendido suas ligações e agora por saberem onde os filhos estavam, pois haviam ficado aflitos ao chegarem em casa e não encontrarem a filha em lugar nenhum, pelo menos agora se fosse necessário, sabiam onde os encontrar e caso necessário...onde os buscar de uma vez por todas.

Fugitiva de sua própria casa e da vida que possuía até então, Karla decidiu que a partir dali iria recomeçar, ninguém em Lauv a conhecia e ninguém sabia sobre quem ela era em sua cidade natal, e era assim que ela queria que continuasse a ser, decidida a esconder seu passado conturbado e o modo como sua família era tão conhecida em Hanover. Se fosse para recomeçar, que fosse do zero. E iria ser. A primeira coisa que fez ao encontrar seu irmão fora lhe pedir para que guardasse segredo sobre sua família e sobre como viviam em Hanover, surpreendendo-se pelas pessoas já não saberem muito a seu respeito, além do fato de que a irmã gêmea do popular Oliver estava matriculada em Lauv.

Karla estava nervosa ao pensar em como seria sua vida de agora em diante, mas a sensação de começar a viver de verdade como sempre desejou lhe dava o ânimo que precisava para continuar, e claro, o fato de que agora poderia voltar a conviver ao lado de seu irmão gêmeo era o principal motivo de sua felicidade. Com um histórico de vida tão turbulento, seria estranho se dissesse que ao chegar em Lauv tudo deu certo, seria até irônico. Pois bem, Karla encontrou quem ela mais amava em sua vida, mas teve uma grande surpresa ao estar frente a frente com seu irmão. Muitos em Lauv Foreign School estranharam com a forma tão íntima que a novata aproximou-se de Oliver, cujo Karla se surpreendeu ao saber o quão popular seu irmão era e por isso acabou chamando muita atenção ao correr em direção a um dos caras populares, mas infelizmente este estava longe de ser o seu maior problema.

Seu querido irmão realmente escondia algo, e mesmo que ele tentasse desviar o assunto de si Karla acabou por lhe pegar no flagra alguns dias depois, enquanto o mesmo recebia um pacotinho estranho de um colega, sendo quando descobriu que seu irmão não tinha amigos que eram uma boa influência para ele e estes haviam o induzido a se drogar. Ela sabia que seria uma grande aventura ir para Lauv, mas o que não esperava era que logo de cara se deparasse com uma enorme situação como aquela, além de ter que lidar sozinha com ela. Mas de uma coisa Karla tinha a certeza, teria que ajudar Oliver sozinha, seus pais jamais poderiam saber sobre aquilo ou tudo iria por água abaixo, justo quando tinha tudo para finalmente dar certo.


GOSTOS + DESGOSTOS
.’♡⤹...— Karla gosta de: Morango ; Violino ; Livros ; Chuva ; Festas ; Bagunça ; Chá ; Café ; Doces ; Comida apimentadas ; Animais ; Rosas brancas ; Tulipas vermelhas ; Filmes de fantasia e romance.

.’♡⤹...— Karla não gosta de: Brigas ; Sentir dor ; Sentir ciumes ; Que a interrompam ; Bullying ; Malícia ; Lugares apertados (Karla possui claustrofobia) ; Pessimismo ; Calor ; Insetos ; Chorar na frente de alguém.


SAÚDE
.’♡⤹...— Quando mais nova, Karla se acidentou durante um passeio que fazia com sua família, a pequena acabou sendo picada por algumas abelhas, não muitas mas o suficiente para que fosse parar no hospital onde descobriram sua alergia, desde então Karla tem pavor a abelhas e sempre que vê alguma sai imediatamente de perto sabendo dos riscos que pode correr ao ser picada novamente.


FATOS + CURIOSIDADES
— É completamente apaixonada por violino, assim como também ama dançar, sendo uma grande fã da violinista e dançarina Lindsey Stirling.

— Karla tem muito medo de não conseguir ajudar seu irmão gêmeo, e de seus pais descobrirem sobre o que ele anda fazendo.

— É extremamente fraca com bebidas e isso a fez ser cautelosa em relação a ingeri-las, por isso é muito mais provável que ela seja aquela que ficará sóbria para acompanhar seus amigos bêbados levando-os para casa em segurança.

— Sua mãe pensa que Karla está no clube de artes plásticas, já que segundo Jolie é um clube chique e digno de uma Liddell, portanto o fato de que a jovem frequenta o clube de dança é um segredo diante a mulher.

— Geralmente gosta de praticar violino em algum lugar quieto e distante da movimentação, sempre evitando chamar muita atenção para si.

— Apesar de Oliver ser um garoto muito popular, Karla costuma ser vista somente como a “irmã gêmea de Oliver” e não se importa com isso. Durante toda sua vida conviveu com os holofotes sob si, e no momento ela quer somente aproveitar e curtir sua vida como uma adolescente normal.









JOLIE LIDDELL ; MÃE ; 42 ANOS ; EX-MISS
.’♡⤹...— Jolie é uma mulher muito vaidosa e mesmo já com seus quarenta e dois anos possui uma beleza mais jovem, sempre se preocupou muito com aparências e isso fez com que tanto Karla quanto Oliver se afastasse um pouco da própria mãe. Karla sempre a amou, pois além de tudo Jolie era sua mãe acima de qualquer coisa, mas sempre sentiu-se muito pressionada pela mais velha, toda a pressão para honrar o seu legado lhe era muito sufocante e sempre sentiu-se triste por mal querer compartilhar seus sonhos com a própria mãe. Deseja que um dia ela a perdoe e aceite o futuro que ela escolheu para si mesma, pois consegue enxergar que mesmo que não demonstre muito Jolie se preocupa muito, tanto com ela quanto com Oliver, e isso ficou mais nítido após ambos os dois se mudarem para Lauv, Jolie liga para os filhos praticamente todos os dias para saberem como ambos estão.


AUGUST LIDDELL ; PAI ; 44 ANOS ; POLICIAL
.’♡⤹...— August é o típico pai super protetor, que acaba exagerando até demais, sempre prendeu seu filhos até o máximo que pode e por ele ainda nos dias atuais ambos estariam debaixo de suas asas. Karla também o ama e sempre foi mais aberta com o pai, pois mesmo que fizesse qualquer coisa para ter seus filhos em seu campo de visão ainda era um homem divertido e bem humorado, sempre era muito amoroso com os filhos e seu único defeito era se preocupar demais. Karla espera muito que ele possa um dia aceitar que Oliver não seguirá seus passos como policial, e sempre que sua mãe liga tenta fazer com que ele converse com Oliver, mas geralmente ou é o irmão que não quer falar com o pai ou August que não quer falar com o filho, o que deixa Karla um pouco brava pela atitude infantil os dois.


OLIVER LIDDELL ; IRMÃO GÊMEO ; 17 ANOS ; ESTUDANTE
.’♡⤹...— Oliver é um garoto sorridente e muito compreensível e ambos vivem em uma boa harmonia, seu irmão é quem ela mais ama neste mundo e com quem possui a melhor das relações possíveis. Karla sempre o apoiou, da mesma forma que ele sempre a apoiou, e como qualquer outros irmãos às vezes se provocam um pouco mas nada que os faça ficar com raiva ou tirá-los do sério, são muito próximos e raramente escondem algo um do outro. Atualmente a preocupação com Oliver tem somente aumentado e a garota procura meios de ajudá-lo o quanto antes em relação aos seus recentes uso de drogas, tentando sempre convencê-lo a procurar ajuda e tratamento contra elas, mas é sempre uma tentativa falha o que sempre lhe deixa muito triste e com medo de algo pior acontecer a ele.


ASHLEY JOSELINE MORGAN ; PERSONAGEM FIXO
.’♡⤹...—


ELLA CARTER HALL ; PERSONAGEM FIXO
.’♡⤹...—


PETER TAYLOR JONES ; PERSONAGEM FIXO
.’♡⤹...—



JENNIE KIM ; BLACKPINK
.’♡⤹...— Possui 1,64 de altura em um corpo escultural, pesando 49 kg. Seus olhos possuem a coloração castanha escura e tem os lábios pequenos e delicados, os cabelos são castanhos, lisos e longos alcançando um pouco abaixo dos seios. O corpo é magro e esbelto como o de uma dançarina, com curvas visíveis possui busto e bumbum médios. — galery


TERCEIRO GRAU
.’♡⤹...— Karla é novata em Lauv Foreign School, é bolsista e está no terceiro ano do ensino médio, sendo membra do clube de teatro e dança. É do tipo que sempre procura prestar atenção nas aulas para manter suas boas notas que geralmente estão na média, mas facilmente se distrai durante as aulas, até mesmo qualquer ruído do lado de fora da sala prende sua atenção, já que a mesma gosta de se sentar na janela, mas no fundo é uma boa aluna.

Procura sempre respeitar os professores e colegas, mas como qualquer outro aluno não resiste as piadinhas de outros alunos e sempre acaba rindo, tentando disfarçar, claro. Tem um certo problema com professores que impõe demais ou são muito rígidos com os alunos e não tem medo de demonstrar seu desgosto diante a isso, apesar de tudo eles também são seres humanos e não robôs.

É gentil com todos e está a par de tudo que acontece, não se importa em ajudar seus colegas e sempre que lhe pedem ajuda em alguma matéria é simpática com todos, mas também não é boba, Karla não vai ficar perto de quem ela sabe que não gosta dela, ela é astuta e às vezes pode até mesmo tratar esse tipo de pessoa com pouco de sarcasmo.


LIVRARIA BEAUCHAMP
.’♡⤹...— Karla sempre fora uma grande amante de livros, pois neles sempre pode encontrar um mundinho diferente do seu e longe de tudo que ela tinha de enfrentar na realidade, por tanto não fora nenhuma surpresa para Oliver quando viu onde sua irmã trabalharia. Dentro da livraria, Karla ajuda a organizar os livros em suas devidas prateleiras, sempre que necessário ajuda alguém a encontrar um livro e até mesmo tenta mante-los limpos quando pode.

Trabalhar na livraria é como viver em um mar de histórias e mundos distintos, por isso Karla sente-se maravilhosamente bem em seu emprego, assim como também acabou criando muito afeto pela proprietária do local. Sarah Beauchamp acabou sendo como uma segunda mãe para a jovem, que se deu tão bem com a garota assim que bateu seus olhos nela, a senhora até mesmo brinca com a Liddell dizendo que o amor pelos livros as juntaram, o que não é mentira. A paixão por livros que compartilham em comum foi como um gatilho para uma amizade entre as duas, e na maior parte do dia, mesmo após seu expediente, gosta de frequentar o local seja para ler ou para simplesmente fazer companhia a Sarah.


FAKE SMILE - ARIANA GRANDE
fake smile


.’♡⤹...— A personagem pode: Beber, ter relações sexuais, brigar, sofrer acidentes. A personagem não pode: fumar, engravidar, trair os demais personagens, se drogar.

𝖿𝗂𝖼𝗁𝖺 𝖾𝗌𝖼𝗋𝗂𝗍𝖺 𝖾 𝗂𝗆𝖺𝗀𝖾𝗇𝗌 𝖾𝖽𝗂𝗍𝖺𝖽𝖺𝗌 𝗉𝗈𝗋 𝗆𝗂𝗆, @monstan, 𝗉𝖺𝗋𝖺 𝖺 𝖿𝖺𝗇𝖿𝗂𝖼 𝖺𝗐𝗄𝗐𝖺𝗋𝖽!

Escutando: Fake Smile - Ariana Grande

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...