Jornal Jornal


Por:


Ando pelos salões dos caídos e tudo que vejo são mazelas e insatisfação daqueles que há muito se esqueceram dos nomes. Pouco sei sobre esta terra e os perigos que nela habitam, mas sei que procuro pelos senhores que um dia fizeram-na em uma habitação de quietude e prazeres.
Darei a vos minha mais sincera opinião: Os deuses não estão mortos, eles apenas caíram sobre o Cairo. Buscavam em cobiça às últimas gotas do nilo.



[Daeven Trafiel - Elfo]
Os olhos vagueiam de forma calma e inconsciente. Os lábios sibilavam ao silêncio um monólogo inquietante e repetitivo que não cessava mesmo que os tambores ficassem mais altos e as flautas mais agudas.
Todos os soldados corriam em direção ao monarca, querendo salvá-lo da traição feita à pacto, sangue e magia obscura.
A música parou abruptamente e os clérigos correram ao socorro do preponderante indivíduo que se encontrava engasgando no próprio sangue de aroma ferroso, mas que para o jovem elfo, era de uma doçura inquietantemente reconfortante. Seus olhos verdes faziam singelos e indolentes movimentos de reconhecimento da gota de sangue que acabara de ser jorrada para cima e caíra dentro de sua taça. Suas feições belas tiveram de conter-se quando quase foram expostas com um sorriso de enorme júbilo. Ele conteve-se e olhou para cima. Aquele momento parecia durar uma eternidade; estava adorando cada milésimo.
Viu a coruja agarrada às pilastras, parecia estar em demasia curiosidade para com os movimentos ligeiros dos humanos.

[Maescia Trafiel - Elfa]



[Mildthryth Trafiel - Meio-Elfa]


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...