Jornal Sobre a exclusão das longfics em andamento e algumas mudanças


Por:


Acho que essa é a terceira ou quarta vez que eu tento escrever esse jornal ao longo desses últimos meses, mas toda vez que me proponho a começar minha teimosia chata me obriga a me dar outra chance de novo e de novo e argh, enfim, estou aqui agora, desistindo dela por alguns instantes.

Acho que o título é dolorosamente autoexplicativo (pelo menos pra mim, já que escrevê-lo significou mais do que parar de ser tão cabeça dura e aceitar a realidade de que eu não consigo fazer alguma coisa), mas devo muitas explicações sobre os motivos dessas decisões para as pessoas que sempre estiveram me apoiando e me motivando a continuar.

Eu nunca fui uma ficwriter assídua nesse site (att a cada 84 anos cof cof) e eu já falei em algumas notas finais que só consigo escrever quando me conecto com o personagem. Não, eu não consigo simplesmente sentar em frente ao computador e escrever, assim como não consigo me obrigar a tentar isso e não consigo escrever sem estar minimamente inspirada. Não é falta de tentativa. É uma característica minha que me frustra (principalmente a parte de mim que deseja att toda semana só pra retribuir um pouco do amor que eu recebo dos leitores), e passei todos esses anos tentando lutar contra isso, mas acho que já está na hora de pendurar as chuteiras e aceitar que eu sou assim. Então, dentro dessas circunstâncias, me conectar com os personagens e as histórias não é fácil. Isso porque, pra mim, escrever é muito sério. É desse jeito que levo isso a sério: entregando capítulos que, independentemente do resultado final, eu me joguei de cabeça pra escrever, que não foram narrados de forma mecânica e obrigatória.

Acontece que 2019 está sendo péssimo comigo. Não sei se é consequência da minha idade, do meu contexto ou do acúmulo de problemas que escondi de mim mesma ao longo dos anos, mas estou mudando. Tipo, muito. Mudando minha forma de pensar, minha forma de encarar o kpop, o ficdom, yoonmin e taekook, o jeito que eu narro, tudo. Eu sempre fui assim, apta a mudanças bruscas a qualquer momento (e pra quem acredita em signos, isso com certeza é influência do meu asc e mercúrio em gêmeos), e isso reflete muito meus plots, por exemplo, que sempre carregam plot twist ou coisas que não me fazem sentir como se estivesse narrando uma inércia. <Pra mim> escrever precisa me tirar da minha zona de conforto, o plot e personagens precisam me motivar a querer contar as histórias deles, porque se não for assim, não consigo continuar escrevendo. Enfim, saí rapidamente do foco do jornal, então voltando aqui.

Mudar tanto afeta o jeito como eu encaro minhas histórias. Antes, era bem mais fácil abrir o documento de Royal Blood e narrar o ponto de vista do Jimin, por exemplo. Era fácil revisar o plot de Beyond e me animar para escrever, era fácil criar um plot complicado do zero (Three) e me propor a concluir. Também era fácil insistir e dizer pra mim mesma que apagar uma fanfic era algo inconcebível, porque independentemente do tempo de demora para att, eu sempre voltava. Eu sempre prometi um compromisso com meus leitores, e cumpri-lo era minha maior prioridade aqui. Mas atualmente, minha prioridade se tornou me forçar a tentar me conectar com essas histórias, e spoiler: não está sendo fácil. Eu comentei lá no início que demorei muito pra tomar essa decisão, e demorei porque sempre que eu pensava em apagar eu lembrava de todo o carinho que sempre recebi, e acho injusto e egoísta com quem acompanha excluir a fanfic sem um motivo importante. Então meu motivo para excluir Beyond e Three é: eu não consigo mais me reconhecer na Tania que começou as histórias. Em nenhuma das minhas longfics atuais eu consigo, mas não posso (e não me permito) apagar uma história quase finalizada como Royal Blood. Então tenho Beyond e Three; dois plots que ainda estão no início de desenvolvimento e que exigem muito tempo para finalizá-los, uma situação que não posso manter nesse ponto em que cheguei.

Eu sinto muito, muito mesmo, por cada leitor que acompanha e espera por att dessas histórias. Vocês são sempre gentis e pacientes comigo, e eu gostaria de poder retribuir todo o apoio e favoritos concluindo esses plots, mas não posso, pelo menos não agora, nessas condições emocionais. E isso vale para todas as minhas fanfics, finalizadas ou em andamento. Eu não sei se essa situação é temporária ou não, posso voltar para concluir ou reescrever qualquer uma delas a qualquer momento.

Mas como tudo é passível a mudança, essas são as consequências do meu 2019 por enquanto. Espero que entendam. Eu não tenho nada pra dizer além de desculpas e agradecer a generosidade de vocês em querer dar uma chance pra Beyond e Three.

Sobre Royal Blood: eu vou concluir. Faltam uns 5 capítulos para o fim, e nem que eu demore meses, eu vou terminá-la. Eu devo isso aos meus personagens, e devo isso aos leitores. Por enquanto tenho cerca de 3k do próximo capítulo e vou tentar att ainda esse ano.

Agora eu preciso acrescentar mais alguns recadinhos, então, por favor, não desista de ler o jornal (eu sei que ele está enorme, desculpa).

Eu não sou apenas Army (e isso sempre esteve bem claro na minha bio do twitter, pra quem me segue lá). Eu sou EXO L também. E recentemente, entrei pro fandom do NCT Dream (em que a maioria deles está prestes a se formar eu seeeei isso dói na minha alma, tá okay?) e WAY V (e talvez eu esteja querendo conhecer TXT com mais calma? Hm). Olhando para o início da minha jornada nesse site, eu já escrevi fanfic do EXO (que não apaguei porque me lembram o quanto evoluí desde então, pois é), com o tempo me interessei por ships e BTS e, naturalmente, me interessei por escrever com eles também. Não significa que deixei de amar EXO (baekxing, chanbaek, kaisoo, kaibaek, baeksoo, meu deus eu amo todos os ships que envolvem Byun Baekhyun ASSUMO). Atualmente, quero muito escrever fanfics com o NCT Dream ou SuperM (ah é esqueci de avisar que sou SuperM stan, oi, tudo bom?) e já tenho alguns plots com eles. Isso significa que deixei de amar o BTS? Não. Significa que vou deixar de att a fanfic que me propus a terminar? Não.

Recentemente escrevi uma oneshot yoonmin de 16k de palavras, e eu AMEI cada parte dela. Me senti como não me sentia há muito tempo, verdadeiramente satisfeita com o que estava fazendo. Descobri que escrever fanfics novas (com ships novos ou não) me trarão a possibilidade de sentir isso tudo de novo, algo que preciso muito recuperar, porque escrever é o que eu mais amo fazer. Então, sendo uma long ou short ou oneshot com ships do BTS ou não: eu vou me dar a chance de desenvolver. Por isso não estranhem se eu chegar falando de uma fic do NCT Dream ou, sei lá, do SuperM (queria escrever pelo menos uma oneshot com eles) no meu twitter. Também não achem que continuo escrevendo Royal Blood por obrigação. Eu amo a conexão que criei ao longo do tempo com essa fanfic e os personagens; me propor a continuar é mais do que cumprir o propósito que fiz com meus leitores, é por querer continuar dedicando um pouco do meu tempo ao ship que eu amo, yoonmin.

Criei uma conta nova só para postar essas fanfics com os grupos que quero começar a escrever. Se alguém for multifandom e se interessar, também estarei no @sweetwildflower.

ENFIM, vamos ao último recado (que é sobre o twitter):

Estou no nicho de kpop desde 2012, gente. Vi fanwar e brigas internas começarem e terminarem, vi fandoms serem vítimas e fazer outras vítimas depois de conseguir mais respeito nas redes sociais, vi fandomship cair na porrada e se acalmar em sensatez tempos depois, enfim, vi muita coisa, mas ultimamente brigas desnecessárias estão insuportáveis pra mim. Desde 2012 nisso, como já falei, eu sou uma mulher que quer paz. A minha tml é um campo minado, ou tem shipwar acontecendo, ou tem alguém enchendo o saco de fandom vizinho, ou tem alguém dando rt em exposed imbecil, e nossa, cansei. Eu poderia fazer unf spree ou sb, mas pensei melhor e quer saber? Mais fácil recomeçar do zero. Eu não ligo pra nada a não ser a paz que há muito tempo não estou tendo.

Além disso, quem me segue deve notar que eu raramente falo sobre o EXO. Acho que aconteceu naturalmente, e isso é culpa exclusivamente minha. Comecei a me focar mais em BTS e, consequentemente, atrair only Armys. O tempo foi passando, eu notei que quando falava algo de EXO perdia um ou dois seguidores, e recentemente, depois de passar muito tempo longe da minha conta aberta (esse jornal passando na minha cabeça em looping cada dia distante, acreditem) comentei sobre NCT Dream ganhei mais unfollow. Dar like em SuperM? Unfollow. In conclusion: perdi seguidores só de mencionar grupos que não era BTS. A questão não é o unfollow (porque ninguém é obrigado a continuar me seguindo pra sempre), mas a parte em que only Armys mutuals se sentem desconfortáveis com o que eu tweeto, e indiretas (que eu sei que são pra mim) me deixam desconfortável também. Quero me sentir livre pra falar dos meus grupos fav sem me preocupar se fulano ou ciclano vai reclamar de multifandom na tml, e criar uma conta nova me parece mais justo agora. Vou seguir pessoas dos fandoms que gosto, às vezes vou falar mais de BTS, às vezes mais de NCT, às vezes de SuperM e sabe? LIBERDADE.

(O outro motivo de querer mudar de conta é mais pessoal, mas uma parte dele envolve o porquê de excluir Beyond/Three e fazer esse jornal. Eu mudei e quero deixar algumas coisas e lembranças para trás. Parte delas estão associadas ao perfil atual e isso me incomoda bastante.)

Então, eu sou multifandom. Se algum leitor quiser me seguir no perfil novo, saiba disso. Eu sei que não existe uma tml multifandom utópica onde a harmonia impera e todos são compreensivos e se amam 24/7, porque algumas discussões são inevitáveis (e importantes). Mas como disse antes, tem muita gente que compra briga desnecessária e ver essa negatividade me afeta muito. Então é isso. Preciso priorizar a minha saúde mental. Estou cansada.

Qualquer coisa a partir de agora eu tô no twt no @/sweettfleur. Minha conta atual (@/cupcake_tata) será excluída em breve.

Por fim, agradeço de coração cada pessoa que sempre me apoia e se propôs a ler esse jornal imenso. Eu amo muito vocês, de verdade. A todos que pretendem continuar me acompanhando, vejo vocês em alguma att.

Aos que optarem por encerrar essa jornada ao meu lado, muito obrigada por ter trilhado esse caminho comigo até aqui.

Escutando: NCT Dream - Bye My First
Lendo: Esse jornal em looping até ter coragem de clicar em "enviar"

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...