Lista de Leitura: As Crônicas de Nárnia

Lista criada por:
2 histórias
Fanfic / Fanfiction A Irmã Perdida De Caspian
Em andamento
Capítulos 14
Palavras 25.517
Atualizada
Idioma Português
Categorias As Crônicas de Nárnia
Gêneros Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Lianah era uma garota comum como todas as outras, talvez nem tão comun assim. Ela fora adotada quando tinha cinco anos, quando fez 15 os seus pais adotivos morreram e a deixaram com seu tios. No ultimo dia de carnaval ela decide ir embora. Liah acabada indo parar em Narnia, onde não somente vai descobrir que é irmã de um rei, que enfrentaria uma das maiores feiticeiras que Narnia já teve e que se perderia no rei de cabelos loiros e naqueles seus olhos azuis.
  • 122
  • 49
Fanfic / Fanfiction We Are Young
Em andamento
Capítulos 39
Palavras 63.133
Atualizada
Idioma Português
Categorias As Crônicas de Nárnia
Gêneros Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Violência
De todas as coisas que Maria Júlia esperava daquela temporada fora do país, tornar-se a guardiã de quatro irmãos reis de uma terra longínqua cuja entrada é, aparentemente, um guarda-roupa mágico, estava fora de questão. Apaixonar-se também não estava na sua lista de afazeres na casa de campo do senhor Kirke.

Mas, bem, qual é a graça de seguir rotinas ou de ter o seu destino na palma da mão, certo?

Já rezava a antiga profecia que “os quatro filhos de Adão e Eva, acompanhados da anja da guarda de Nárnia e sua irmã, a Portadora do Coração de Ouro, irão salvar a Terra do Leão do terrível inverno centenário". Todos, pelo menos aqueles com fé no coração, sabiam que era ia cumprir-se e que já estava na hora de serem salvos pelos herdeiros de Nárnia.

Acho que os Pevensie e Maria Júlia darão conta disso.

"O que realmente importa, no fim de tudo, não é se obtivemos sucesso nos nossos objetivos, se deixamos um legado ou se as pessoas hão-de se lembrar de nós. O que importa é se vivemos ou não pois, quando estamos quase lá, quase no fim, arrependeremo-nos não do que fizemos, e sim do que não fizemos.

Nem que seja a coisa mais louca, como governar um reino dentro de um guarda-roupa, derrotar uma feiticeira de neve ou se apaixonar, faça. Sinta. Viva. Ame. Valorize.

Nunca se sabe quando estas coisas terminarão."


  • 167
  • 105