Lista de Leitura: Originais

Lista criada por: ~
5 histórias
Fanfic / Fanfiction É canalha mas é meu
Terminada
Capítulos 53
Palavras 170.120
Atualizada
Idioma Português
Categorias Originais
Gêneros Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
[ EM CORREÇÃO ]

Na época escolar tudo que as pessoas querem ter é popularidade. Eu sempre tive isso e junto, pessoas falsas querendo se aproximar de mim para ter alguma imagem. Sem falar no dinheiro que os meus pais sempre tiveram de sobra e as meninas que vinham como consequência. Como todo adolescente da minha idade eu achava que isso era tudo o que eu precisava ter, ai vem um menino e me mostra que não era muito bem assim. E a pior coisa é que eu não sei se o amo, ou o odeio por ter feito isso.
  • 2.373
  • 1.355
Fanfic / Fanfiction The greatest pain is inside.
Em andamento
Capítulos 69
Palavras 126.330
Atualizada
Idioma Português
Categorias Originais
Gêneros Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
[Conteúdo ADULTO! (+18)]
" –Pai, por favor me desculpe... –Fui interrompido por um tapa no rosto, tão forte que me fez cambalear um pouco. Senti na minha boca, o gosto metálico que eu tanto conhecia.
–Você vai aprender a nunca mais se meter em confusão.–falou pausadamente. Ele pegou no meu braço já machucado, e começou a me arrastar escada a baixo.
–Não... por favor! No porão não! Eu não tive culpa! Eu tentei evitar! Por favor! –tentava ao máximo escapar, mas ele tinha quase o dobro da minha força.
–Cale a boca! –ele levantou o braço livre e bateu novamente em meu rosto, fazendo-me cuspir sangue. –A culpa é toda sua e você sabe disso!
E assim, ele, mais uma vez, me jogou naquele porão abafado e sem luz alguma, fazendo todos os meus medos e pesadelos voltarem.
Ele sabia o quanto eu ficava apavorado quando ficava no escuro, mas era como se ele gostasse de me ouvir gritar, implorar.
E ele sabia que ele mesmo fazia parte de meus pesadelos."
  • 4.041
  • 3.639
Fanfic / Fanfiction The Unknown Girl
Em andamento
Capítulos 85
Palavras 372.950
Atualizada
Idioma Português
Categorias Diabolik Lovers
Gêneros Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Finais Felizes.
Pelo menos para ela, essas duas palavras não tinham significado. Não sabia se voltava a chorar, ou colocava a sua máscara ignorante novamente, que era o que sempre fazia para tentar anular seu sentimento de pura decepção ou medo.
— Quando eu era uma garotinha... – ela inicia, percorrendo lentamente o quintal da mansão Sakamaki com sua bagagem em mãos, andando passo-a-passo o mais demorado o possível para poder se recordar de cada pedra que pisava. — Minha mãe sempre me dizia que o amor, era o sentimento mais lindo e poderoso, e que eu poderia viver meu próprio “Contos de Fadas”... Essas idiotices que apenas nos iludem... – suas lágrimas são ofuscadas pela chuva forte que caía naquele momento, mas ela não se importava mais em demonstrar suas fraquezas. Já tinha as revelado tantas vezes, que não ligaria em mostra-las mais uma vez para os dez vampiros parados sobre a entrada da casa, observando-a ir sem impedi-la. — Apenas agora, em que realizei meu sonho em conviver com todos vocês e conhecer como realmente são... É que percebo o quão minha mãe estava errada sobre o amor. Eu amei vocês. Desde a primeira temporada, e ainda amo.
— Amy. – um dos vampiros caminha atrás dela rapidamente pela primeira vez, mas cessa seus passos assim que a vê parar de repente.
A garota se vira vagarosamente, ajeitando seus longos cabelos negros para revelar seus tristes olhos azuis ofuscados, sem brilho algum. Sabia que era ele, o único pelo qual doou seu próprio coração e o viu ser quebrado em vários pedaços tantas vezes por parecer não ser o suficiente. — O que você quer...?- ela não tem forças para lhe demonstrar qualquer ressentimento. — Já entendi o significado de amar com você, mas ainda não é o suficiente querer me destruir por dentro agora? – ela abaixa a cabeça, e tenta ignorar toda aquela dor renascendo em seu peito. — Eu só queria que não me visse mais como uma bolsa de sangue, mas como sempre, você não se importa e nunca se importou em ligar para o que eu digo, não?
Ele dá um passo para frente e tenta tocá-la, mas é impedido no mesmo tempo. — Amar demais dói também, sabia? E é por isso que sempre me perguntei do porquê de ter vindo para cá, talvez eu sempre estive destinada a ser machucada... Não vê como acabamos? Por isso que eu nunca confiei demais no amor, ele lhe decepciona quando menos espera, e é por isso que estar em casa vendo mais um episódio do anime e sonhar em ter um de vocês, é muito melhor do que vivenciar.
Afinal, essa é a realidade agora, e estamos dentro de um jogo, sendo que todos entram para ganhar, sem sair com as mãos abanando.

*Plágio é crime!*
  • 1.797
  • 2.245

Lovera escrita por ~laneboy e ~baskervilles

Fanfic / Fanfiction Lovera
Em andamento
Capítulos 2
Palavras 7.000
Atualizada
Idioma Português
Categorias Originais
Gêneros Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Nate Sales era o aluno perfeito, o amigo perfeito, o namorado perfeito. Porém tanta perfeição havia uma pressão, todos esperavam o máximo dele, esperavam que ele fosse sua admiração e o tipo de pessoa que sempre vai dar orgulho, tantas pessoas tendo tantas expectativas sobre ele não o faziam bem, a pressão era tanta que ele acabou surtando psicologicamente e no fim da noite, estava assaltando uma joalheria com umas pessoas que nem conhecia direito só para comprar o presente ideal para sua namorada, afinal todos esperavam que ele fosse o melhor namorado do mundo e desse o presente mais caro possível para a pessoa que ele mais amava.

Baleado, drogado, extremamente ferido, Nate escapou da morte com a ajuda de um grupo de pessoas (se é que "pessoa" possa caracterizar esses seres que pareciam com humanos, mas definitivamente não eram), e levado para uma pequena vila, onde conhece Mayra, uma mulher que vê que a salvação para impedir um grande desastre, está em Nate.
  • 25
  • 3