1. Spirit Fanfics >
  2. Membros >
  3. monstan

monstan

monstan
Nome: ⠀🦋.⠀tici ┆ the princess cordelia ❁۪۪ ུ
Status: Usuário Veterano
Sexo: Feminino
Localização: Santo Andre - SP
Aniversário: 24 de Março
Cadastro:

monstan


⠀⠀⠀─── ✉️₍₁₎ ˗ˏˋeverybody stand up

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀作家 ⟶ 𝐟 𝐢 𝐜 𝐰 𝐫 𝐢 𝐭 𝐞 𝐫
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀bloody!squad — family
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀mx . skz . exo . rv . nct . astro

⠀⠀⠀─── ₍🗒₎┊ꜜ ler pode salvar sua vida.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀╰┄ ₍anne of green gables₎ ⏧·₊̣̇

.i'm !so ((cri))minal :: after school

Postado

Escreveu ᵎᵎ
Escreveu ᵎᵎ sabe que é um link neh?



犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ ENTENDA, VOCÊ SABE APENAS O NOME DELA E NÃO DO QUE ELA É CAPAZ DE FAZER. Um nome nunca se espalhou tão rapidamente quanto o da filha prodígio dos Yoon, afinal, quem não estava comentando a respeito da família recém chegada a Seul? Aparentemente com uma vida tão boa e uma família tão bem estruturada que deixaria qualquer um com inveja, mas este não era o caso, o que realmente se espalhava como o vento, principalmente pelos corredores da escola, era a pergunta que não queria se calar: Quem é aquela garota nova? Yoon Chaewon é seu nome, e se me permite lhe apresentar, filha única de um casal simpático e muito elegante, uma família que sabia perfeitamente como chamar a atenção. Mas quem exatamente é ela, não tem como saber, ela era como um veículo sem freio e para alcançá-la você teria que acompanhar seu ritmo sem parar em nenhum momento, mas se você acha que está a altura dela, parabéns, ela vai amar apostar uma corrida com você, só não vale chorar quando perder. O nome Chaewon (채원) é uma mistura dos termos Chae que significa "coleta", "junção" com Won que significa "origem", "início". A combinação pode representar uma menina que começou a vida coletando muito amor, por exemplo, no caso de Chaewon podemos dizer que ela começou sua jornada juntando muita atenção, de fato. Já o sobrenome de família, Yoon (), surgiu a partir do coreano yun, esse sobrenome significa "governar", "supervisionar".




犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ ELA POSSUÍA MUITOS NOMES, MAS NINGUÉM SABIA QUE ELES A PERTENCIAM. Uma das situações que Chaewon gosta de imaginar, às vezes em seus momentos de devaneios é, como as pessoas iriam reagir se descobrissem que aquela cujo quem eles conheciam por outro nome, na verdade é ela. Com toda certeza seria divertido ver suas expressões surpreendidas ou incrédulas, mas ela não podia pôr tudo em risco, se contentando com o que diziam a seu respeito na internet, por exemplo. Provavelmente, o único apelido que Chaewon tem entre as pessoas que a cercam é a forma como eles diminuem seu nome, facilitando terem uma comunicação mais rápida e íntima com ela, sendo Chae o mais utilizado entre amigos e familiares. O mesmo não tem nada de especial, apesar da garota não possuir nada contra ele, apenas não gosta que as pessoas com quem ela não vai com a cara o utilizem como se tivessem tal liberdade, algo que ela não tem medo algum em deixar bem claro que eles não têm. Indo um pouco mais afundo no quesito, o próximo nome citado não é bem um "apelido", mas sim um codinome. Cat surgiu a mais ou menos um ano atrás, após o interesse da menina em se associar a teddy vir a tona, entretanto, a princípio o nome era apenas uma forma divertida que seu pai usava para se referir a ela quando era pequena e, mesmo que agora ela já não fosse mais uma gatinha e sim uma leoa, tal apelido lhe soava tão bem que decidiu que seria assim que ficaria conhecida entre seus clientes. Cat, a rainha do crime, sendo este um dos títulos que a garota possuía dentro da teddy, por seu trabalho bem feito, assim como o esperado da filha prodígio de Yoon Seungmin, um dos sócios mais antigos da teddy e diga-se de passagem, um dos mais solicitados devido ao histórico excepcional.




犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ SEU BERÇO NÃO ERA FEITO DE OURO, MAS AGORA ELA ERA A JÓIA MAIS PRECIOSA. Quem poderia imaginar que aquela garota tão confiante e de aparência soberana, havia nascido e vivido em um barraco que estava praticamente caindo aos pedaços, por toda sua infância e parte da adolescência. Quem poderia olhar para ela e imaginar que seu passado não havia sido um conto de fadas? No dia datado em 24 de março no ano de 2003, o início da primavera marcava o nascimento de Yoon Chaewon, a primeira e única filha do jovem casal, Seungmin e Myeong, que na época estavam à beira da miséria. A forma como vivem atualmente, mal se compara como viviam antigamente, antes de Seungmin conhecer o site que, generosamente salvou suas vidas, a família sobrevivia da maneira que podia. Antes de se mudarem para Seul, viviam em Gyeongju, uma cidadezinha histórica no interior do país, onde Chaewon nasceu e, além dos turistas que visitavam o local não havia muito o que se fazer a não ser dar golpes e furtar os distraídos que mal percebiam os crimes cometidos.
BEM-VINDA A CASA DOS SONHOS. Chaewon era uma garota esperta e sabia que mais cedo ou mais tarde seu pai faria grandes conquistas com seu trabalho, de toda forma, aconteceu mais cedo do que ela esperava. Recém chegados à capital, chamando toda a atenção do jeitinho que os Yoon sabiam fazer, eram agora os proprietários de uma casa luxuosa localizada em Daechi-dong, um bairro nobre de Gangnam. A atual residência da família é composta por dois andares muito bem estruturados, e somente sua fachada fora capaz de deixar Chaewon de queixo caído, não sendo à toa o quão encantada a garota encontra-se com sua nova casa. São tantos cômodos que a Yoon mais nova alega que ainda irá se perder dentro da própria casa em algum momento. No andar de baixo existe um hall de entrada muito elegante e uma salão de visitas tão enorme que a jovem logo já começou a imaginar as festas que poderia ser feitas alí, também haviam outras duas salas com lareira, estas com um espaço menor e mais íntimo, porém ainda sim grande aos olhos encantados de Chaewon. Um espaço gourmet com mesa para até 12 lugares se localizava na sala de jantar e, na cozinha um espaço generoso onde as refeições eram preparadas, ainda no andar de baixo também encontrava-se um escritório com vista para o jardim e os quartinhos onde os empregados da casa dormiam. Já no andar de cima encontravam-se cinco suítes, todas com closet e um enorme terraço compartilhado que ia de uma ponta à outra da mansão. Até mesmo uma sala de hidromassagem existia na casa, deixando Chaewon ainda mais encantada do que já estava, mais um escritório e uma pequena sala de leitura com estantes repletas de livros. Nos fundos da mansão, existia um jardim muito bem cuidado e um enorme espaço a céu aberto onde se localiza uma piscina climatizada com espelho d'água, tão grande que a garota imaginou-se lavando alguns minutos para nadar de um lado ao outro.




犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ AMOR PARECIA SER UM TERMO FORTE DEMAIS, MAS DE DIVERSÃO ELA ENTENDIA. Para alguém que havia tido somente alguns encontros casuais, era de se imaginar que Chaewon não havia nascido para estar em um relacionamento, ao menos era o que qualquer pessoa que a conhecesse bem poderia dizer, sabendo que todo contato que ela já teve com algum rapaz não passaram de alguns ficantes que ela encontrou por aí. Desde que Chae passou a compreender sobre tais assuntos, não sentia nenhum problema em relação a quem ela era, sendo uma Mulher Cisgênero e muito bem decidida sobre como ela se enxergava. Sempre amou o fato de ser mulher e, para falar a verdade a garota sempre se viu na dádiva de ser do gênero feminino, ainda mais por se sentir bem consigo mesma, reconhecendo o quanto pode ser forte e poderosa mesmo não tendo nascido do sexo oposto. Sua opção sexual é a Heterossexualidade, cujo é a atração pelo sexo oposto, também nunca tendo alguma dúvida em relação a isso, aceitando tranquilamente o fato que se sentia atraída somente pôr garotos, todavia, sem nenhum preconceito com os demais, óbvio, sendo uma pessoa de mente e coração aberto, não possuindo nada contra às demais sexualidades além da sua.





犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ ELES NÃO FAZIAM IDEIA DE QUE TODA AQUELA BELEZA ERA SUA MELHOR ARMA. Certamente é notada de longe por muitos e não é só pelo fato de sua beleza estonteante, mas também pela confiança que exala a cada passo. Com seus mais ou menos um metro e sessenta e quatro centímetros de altura, a garota chama muita atenção, sendo inevitável não perceber sua presença quando ela chega em um local, obviamente sabendo ser o centro das atenções. De traços asiáticos, tem um corpo bonito e com quarenta e três quilos bem distribuídos por este, permitindo que a morena tenha belas e atraentes curvas, seja por suas coxas até seus seios medianos. Não é só um rosto bonito, mas é bem reconhecível e certamente você irá lembrar de Yoon Chaewon, mesmo pelo pouco que a conheça, de seu rosto com um formato oval, de seu sorriso de belos dentes brancos, lábios carnudos avermelhados, que quando estão acompanhados por algum batom certamente é de cor vermelha, o seu favorito, e, por fim, seus belos cabelos sedosos. Longos e muito bem cuidados, os fios escuros são naturalmente lisos, todavia, no dia-a-dia estão quase sempre moldados em ondulações.
ELEGANTE AO MEU PRÓPRIO MODO. Não é difícil de notar o quão estilosa Chaewon é, suas roupas sempre aparentam ser caras e de grife, do jeito que ela gosta. Não é nenhuma novidade que a garota também possui um corpo belíssimo, assim como ela ama usar roupas que favoreçam suas curvas, geralmente não gosta de roupas muito apertadas, portanto estas são uma minoria em seu guarda-roupas, porém a maioria de suas vestimentas aparentam ter sido feitas sob medida para a garota, sempre valorizando toda a beleza que ela tem a oferecer para os olhares alheios. As peças que mais se destacam são as saias, Chaewon é apaixonada por elas e estas são a maioria, apesar da mesma também usar calças jeans, shorts e até mesmo alguns conjuntinhos. Claro que, sem nunca deixar de se sentir elegante e confortável nas roupas que ela veste, também sentindo-se mais confiante de todo o poder que exala.




犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ COMO UM VEÍCULO SEM FREIO OU UMA FERA INDOMÁVEL NADA PODIA APRISIONÁ-LA.




犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ O LEGADO EM SUAS VEIAS ERA TÃO DOCE QUANTO O MAIS PURO VENENO. Quem poderia imaginar todas as mentiras que existiam por trás de uma história bem contada? Exatamente, ninguém! Nenhuma alma sequer suspeitava dos segredos que uma única família poderia esconder, afinal, se existia algo que os Yoon sabiam fazer com precisão, era mentir. Da miséria para uma vida de luxo e status, isso resumiria toda a história, mas você se pergunta, como pode alguém da pura pobreza alcançar a nobreza em pouquíssimos anos? Deixe-me lhe contar como essa história começou... Tudo teve início há trinta e cinco anos atrás, no ano de 1985 na cidadezinha de Gyeongju, no interior da Coreia do Sul. Myeong tinha seus treze anos de idade e sentia-se deslocada em meio a qualquer outro colega de sua escola, seus pais viviam mais em um bar de esquina do que em casa, sua única diversão era ficar depois da aula o máximo que pudesse na biblioteca, na tentativa de encontrar em algum livro uma nova aventura que ela pudesse se perder e se distanciar do mundo real. Bom, poupando alguns meros detalhes, Myeong costumava ser uma garota quieta e sozinha, e até hoje não soube dizer o que Yoon Seungmin havia visto nela para que se apaixonasse perdidamente pela garota sem graça da escola. Acontece que, não há como explicar a vida e muito menos como ela parece gostar de unir pessoas improváveis de se tornarem próximos, mas foi exatamente isso que ocorreu naquele ano… Seungmin era quatro anos mais velho que ela, tendo seus dezessete anos na época, todavia, nenhum dos dois pareceu dar importância a diferença de idade, principalmente quando descobriram que ambos possuíam muito em comum.
NEM TUDO É O QUE PARECE SER. Myeong jamais poderia imaginar que aquele rapaz por quem ela criava sentimentos, era na verdade um criminoso. Sim, você leu corretamente. Um criminoso. Seungmin era filho de um gangster das redondezas de Gyeongju e o mesmo já havia feito coisas que a garota mal podia lhe imaginar fazendo. Porém, por algum motivo, Myeong não sentia-se intimidada pela vida que seu amado possuía, no fundo ambos entendiam um ao outro, principalmente os relacionados aos conflitos familiares que tinham em comum, e quando menos esperavam já estava extremamente nítido os sentimentos que haviam cultivado um pelo outro durante os anos que haviam se passado, afirmando definitivamente um relacionamento sério após finalizarem seus estudos. Entretanto, como nem tudo era um mar de rosas, obviamente nem tudo correu tão bem assim, fazendo o jovem casal, agora com dezessete e vinte e um anos, enfrentam seu primeiro obstáculo quando os pais de Myeong descobriram sobre seu envolvimento com o rapaz e a proibirem de vê-lo novamente, o que certamente não foi o suficiente para mantê-la longe de Seungmin, mas que criou uma enorme confusão na vida de ambos os jovens quando os mais velhos ameaçaram chamar a polícia e denunciar o rapaz, devido a garota ainda ser menor de idade. E foi naquele dia que tudo mudou completamente...Naquela noite a polícia apareceu em sua porta e, com medo do que pudesse acontecer, Myeong se deparou com uma cena inusitada porém não surpreendida ao presenciar seus pais serem levados presos por alguma denúncia anônima de maus tratos com menores de idade.
UMA NOVA CHANCE PARA VIVER. Resumindo muita ladainha que Myeong passou após seus pais descaradamente negarem terem sido pais ausentes e nada amorosos com ela, a mesma pode se ver livre ao confessar que todas as denúncias haviam sido verdadeiras, não possuindo nenhum ressentimento em contar cada detalhe do que viveu nas mãos de seus pais irresponsáveis, vendo-os serem condenados pelos erros que cometeram com ela. Mas, agora você me pergunta, o que aconteceu após todo o conflito com os pais da garota serem resolvidos? O que aconteceu com seu relacionamento com Seungmin e como Myeong passou a viver dali em diante? Bem, não quero tomar muito de seu tempo, mas uma história como esta não se pode ser contada em poucos parágrafos. Entretanto, saiba que os anos seguintes foram mais calmos e tranquilos, apesar de que Myeong não havia mais nenhum parente que pudesse cuidar dela, a mesma fora levada para um reformatório, mas alguns meses depois fugiu do mesmo com a ajuda de Seungmin que a encontrou e, como ela mesma costuma dizer, a resgatou daquele lugar horrendo e ambos foram viver juntos na casa que o rapaz vivia com seu pai. Não fora uma surpresa quando o homem se encantou pela nora, pois de fato ela era uma pessoa encantadora, apesar de que seu relacionamento com o filho já não era tão bom assim. Seungmin possuía raiva de seu pai por muitos motivos, mas o maior deles era por ter sido tão tóxico com sua mãe, fazendo-a pedir divorcio e sumir pelo mundo. Claro, não podemos nos esquecer de citar que em sua nova vida, Myeong acabou aprendendo muitas coisas, afinal, não dava para ser nora de um Gangster e viver debaixo de seu teto, sem se deparar com algumas reuniões organizadas pelo mesmo e presenciar até mesmo planejamentos de vandalismo pela cidade. Todavia, ela jamais se esqueceu da primeira vez em que acompanhou Seungmin em uma tarefa dada a ele, enquanto ela aproveitava de sua bela aparência para distrair alguns turistas ingênuos para que seus pertences fossem roubados pelo parceiro, ela jamais poderia esquecer da adrenalina que veio a tona em suas veias quando devido a sua inexperiência acabou sendo pega e teve de correr longos quarteirões ao lado de seu amado para fugirem da polícia.
O MUNDO CAI SOBRE SUAS CABEÇAS. Um dos momentos mais inesquecíveis da vida de Seungmin, fora se casar com o amor de sua vida. Apesar de terem esperado longos anos para que isso acontecesse, somente quando ambos tivessem vinte e sete e trinta e um anos, pois o rapaz sabia que a jovem sonhava com este dia e queria que fosse algo tão especial para ela quanto seria para ele, o que de fato foi, ambos não tinham condições de fazer um matrimônio decidente e muito menos uma lua de mel, todavia, ambos nunca se arrependeram de esperar, pois sempre souberam que haviam sido feitos um para o outro e, que o amor que sentiam seria para toda a vida. A princípio, o casal não planejava ter filhos tão cedo, pois viviam em meio ao crime e sabiam que suas vidas nunca seriam dignas daquela forma, por isso não queriam por um filho no mundo enquanto não tivessem ao menos a certeza de que dariam conta de cuidar dele, e por um tempo isso realmente funcionou, mas após alguns anos de casados Myeong se viu grávida, mesmo que ainda não tivessem planejado ambos estavam super felizes com a notícia, prometendo um ao outro que seriam os melhores pais que pudessem ser, tudo devido a forma que eles mesmos haviam sofrido nas mãos dos seu. Ambos queriam dar a aquela criança o amor que não haviam recebido. O mais interessante nesta fase de suas vidas, foi a forma surpreendente que o pai de Seungmin decidiu sair de casa na intenção de deixá-los mais a vontade e para que pudessem planejar sua própria vida juntos, principalmente agora que iriam ter um bebê. Bom, eu sinto muito em lhe informar que se tudo estava ruim antes, ela só iria piorar… Infelizmente, Seungmin não houve tempo de pensar que, pela primeira vez na vida, seu pai havia feito algo pensando nele e não somente em si mesmo, pois no dia seguinte em que o mais velho saiu de casa nunca mais ouviram falar do homem, que os deixou com uma dívida enorme do aluguel da casa que fora tirada deles sem nem poderem protestar.
SEREMOS OS PAIS QUE NUNCA TIVEMOS. Após serem praticamente expulsos da casa que viviam com o mínimo de conforto, os Yoon tiveram que se virar da forma que podiam. Com a gravidez de Myeong não podia contar com muito esforço vindo dela, e Seungmin fazia questão de que a esposa poupasse suas energias para o bebê que viria. Por mais que houvesse sido difícil, encontraram somente um velho barraco onde pagaram praticamente uma pechincha, mas que ainda assim havia custado quase todo o dinheiro que possuíam. Os meses seguintes não haviam sido nada fáceis e, para que pudesse cuidar da família, Seungmin teve que recorrer a ações ainda mais drásticas que costumava cometer em sua juventude, até mesmo tendo que se envolver com tráfico para conseguir o dinheiro que os sustentavam. Talvez essa fase na vida dos Yoon seja miserável demais para entrar em detalhes, mas com toda certeza fora a pior das quais eles viveram, entretanto, de uma única coisa você pode ter total certeza: nunca deixaram de ser pais presentes e amorosos com a criança que nascera em meio aquele caos. Yoon Chaewon havia sido um anjo na vida do casal, e era a estrelinha mais brilhante que havia surgido em suas vidas, sem dúvida alguma… Bom, foi assim que tudo começou, mas isso não significa que acabamos por aqui, Chaewon era uma criança muito esperta para sua idade e, mesmo que houvesse nascido em uma das piores épocas que seus pais haviam passado, ela sempre soube perfeitamente como lhes dar a felicidade que eles não encontravam em nenhum outro lugar. Foi uma surpresa quando somente aos nove anos de idade, Chaewon chegou em casa ofegante e cansada e, em sua pequenas e delicadas mãos, duas maçãs vermelhinhas e suculentas, que foram estendidas aos dois adultos com um sorriso em seus lábios, seguido das palavras “eu peguei para vocês”. Aquela havia sido a primeira vez que a pequena havia roubado algo, pois pela manhã antes de ir para a escola, havia escutado os mais velhos conversando sobre não terem nem mesmo o que comer no almoço e, com boas intenções, na volta para casa fez questão de passar por uma feira que acontecia na cidade e roubar as maçãs na primeira oportunidade que teve. Myeong não podia esconder que ficou chocada com sua atitude, mas também estava sentida pela filha ter se preocupado em lhe dar algo para comer, sabia que mais cedo ou mais tarde os atos dela e do marido iriam refletir na filha, mesmo que ela quisesse que tudo fosse diferente. Enquanto Seungmin, que também estava surpreso, imaginava que com a vida que levavam em algum momento a pequena iria se deparar com aquele caminho sem volta, entretanto, lá no fundo, sentia que Chaewon ainda iria muito mais longe.
MELHOR SER O CAÇADOR DO QUE A PRESA. A este ponto da história, você já deve imaginar como as coisas fluíram pelos anos seguintes, certo? Os Yoon possuíam tantos históricos criminosos que quando perceberam, toda a família já era fora da lei e, óbvio, incluindo Chaewon. Crescer em meio a aquelas únicas maneiras que tinham de sobreviver havia sido uma ponte entre a garota e o mundo do crime, e para ser sincera, ela amou. Claro que, se pudesse viver dignamente, todos os membros daquela família estariam satisfeitos também, mas a verdade era que nenhum deles podia negar que era no mínimo viciante viver como bem entendesse, e mesmo que melhorassem de vida, seria difícil largar as longas raízes que possuem. Embora todos estarem agora ligados aos crimes cometidos pelos Yoon, Chaewon ainda ia mais a fundo, ela gostava de principalmente observar como as pessoas ricas eram sem graça, cheias de grana e pareciam perdidas sem saber como exatamente gastar seu dinheiro, foi então que a garota passou a construir seu próprio histórico criminoso, quando aos quatorze anos de idade passou a roubar qualquer coisa que ela julgasse necessária para si, mas que provavelmente nem faria falta para seu verdadeiro dono. Assim passou a ajudar os pais, pois muitas das coisas que eram roubadas podiam ser vendidas com a ajuda de alguns contatos de seu pai, o que rendia um bom dinheiro suficiente para comerem durante alguns dias, mas, claro, ainda não era o suficiente para que pudessem ao menos sair daquela casa caindo aos pedaços, cujo Chaewon odiava com todas suas forças, odiava principalmente quando chovia, pois era capaz de se molhar menos embaixo de uma árvore do que debaixo das goteiras de seu teto. Para a sorte da família, algo incrivelmente inesperado lhes aconteceu, numa noite tranquila alguém bateu em sua porta, e sabendo que não possuíam ninguém que os visitassem acharam estranho relutando em atender. Myeong logo pensou ser a polícia e até mesmo pediu para que o marido não atendesse, mas antes que pudessem alcançar a porta, um envelope passou por debaixo dela e foi então que finalmente uma luz surgiu no fim do túnel. A teddy está interessada em seus serviços. E aquela frase mudou tudo dali em diante.
FAMÍLIA UNIDA PERMANECE UNIDA. Dois anos depois, a vida em Gyeongju havia mudado generosamente. Desde que Seungmin havia recebido aquela proposta, tudo parecia melhorar aos poucos, não em um ritmo acelerado, mas era possível notar a diferença, a Teddy praticamente havia salvo suas vidas e, após alguns meses de trabalho, até mesmo Myeong havia se associado para trabalhar ao lado do marido. No início, Chaewon não queria se envolver com o misterioso site, mas não negava que havia sido uma ótima oportunidade para seus pais, que puderam mostrar todo seu potencial de uma forma mais segura e bem planejada. E, afinal, ganhavam muito mais do que ganhavam antigamente, agora nem precisavam mais se preocupar com o que iriam comer durante a semana. Pela primeira vez, após anos e anos, Seungmin sentia que finalmente podia tirar algo “bom” de sua adolescência complicada, caso ele não houvesse nascido filho de um gangster e não tivesse aprendido a sobreviver da pior maneira, ele não estaria onde está agora, sem contar que talvez nem houvesse conhecido sua esposa e sua filha jamais teria vindo ao mundo. Ao pensar dessa forma, Seungmin não sentia mais remorso de seu passado e foi graças a isso que ele pode crescer tanto dentro da teddy, se ele já era muito bom usando sua raiva pelo seu passado como apoio, imagina o que ele poderia conquistar apoiando-se no futuro que queria entregar a família que formou. Acredite se quiser, quando passou a pensar dessa forma, Seungmin cresceu rapidamente em seu trabalho, se dedicava tanto pela família que até mesmo o crime mais perfeito não era o suficiente para ele e, claro, a ganância era algo que esta família mais tem, sempre sonhando alto e, com toda razão, eles não queriam mais ser a escória e, sim, aqueles que decidiam seu próprio destino. Você deve estar se perguntando, como Yoon Chaewon foi parar na teddy? Ainda não ficou óbvio? Seu sangue era o mesmo que percorria pelas veias de seu pai e, você sabe como é, filha de peixe, peixinho é.
ENFIM, SENTADOS EM SEUS TRONOS. Seungmin sabia que em algum momento sua filha se associaria a teddy e, dito e feito, após aqueles dois longos anos Chaewon tomou a iniciativa de se juntar aos pais. Ela não sabia, mas já era conhecida como a filha prodígio do maior e melhor assassino que aquele site já havia possuído e, de certa forma, isso apenas a instigou mais ainda em fazer parte daquilo, ao menos agora seria reconhecida e receberia devidamente pelos seus talentos, se tornando o maior orgulho de seus pais, principalmente de Yoon Seungmin, quem mal podia esconder o quão satisfeito estava em ver sua prole carregando o legado dos Yoon. Se pensa que acaba por aqui, está muito enganado... Sem dúvida alguma, de todos os incríveis resultados que os serviços excepcionais de Seungmin trouxeram para a família, nenhum se comparava a sua mais recente conquista: uma mansão em Gangnam. O homem já estava acostumado a ter seus serviços contratados pelos mais diversos motivos, entretanto, aquela havia sido a primeira vez que um peixe grande havia caído em sua rede. O político Kwon Doyun já estava a beira do desespero para eliminar sua concorrência nas eleições e, claro, quem seria o melhor para tal tarefa se não um dos melhores associados da teddy? Digamos que aquele serviço havia sido a maior oportunidade que a família teve para mudar de vida, portanto, um acordo havia sido feito, um crime perfeito em troca de uma mansão exuberante na capital coreana, sem contar que, qualquer serviço futuro que o político precisasse dos Yoon, seria feito com muito prazer e sem custo algum, afinal, uma casa luxuosa valia todo o esforço. Com o trabalho bem executado e o acordo cumprido, lá estavam os Yoon, os mais novos proprietários de uma residência luxuosa da qual eles jamais imaginaram que teriam na vida, tendo se mudado somente a uma semana, da pobreza em Gyeongju, para a nobreza em Seul.





犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ NÃO SE PREOCUPE PAPAI, NÃO VOU DEIXAR QUE PISEM EM NOSSO TAPETE VERMELHO. Desde jovem, Yoon Seungmin já era um homem de muita confiança em si mesmo, para ele o céu era o limite e nada podia impedi-lo de alcançar seus objetivos. Encontrou o amor na adolescência e apesar de já ter se relacionado com uma ou duas garotas antes, soube rapidamente que sua esposa era a única mulher de sua vida. Quando jovem, costumava pensar que somente o ódio poderia ajudá-lo a conquistar muitas coisas na vida, mas com o tempo e, principalmente após se associar a teddy, mudou sua forma de pensar e agora, sem nenhuma dúvida, sabe que o que realmente o levou ao sucesso foi a força de querer dar a sua esposa e filha uma vida de rainhas, o que ele realmente conseguiu recentemente, por este mesmo motivo sempre está a dizer para a filha que é preciso de uma base para se apoiar quando se quer alcançar algo, assim como a família foi a sua base para que ele se tornasse um grande sócio na teddy e pudesse lhes dar uma boa vida. É um homem um tanto ganancioso, quando alcançar alguma meta já começa a planejar uma ainda maior, costuma dizer que a ganância não é algo ruim, pois é preciso querer e ter vontade de vencer para que possa ir longe e, foi assim que criou a única filha que tem, não sendo à toa o quanto Chaewon se parece com o pai, para eles, um pouco de ganância é na verdade uma qualidade e não um defeito. Na teddy, Seungmin é um dos sócios mais antigos, fora praticamente um dos primeiros a se associar ao site e desde então apenas cresceu sua reputação no setor de vingança, sendo um dos assassinos de aluguel mais requisitados pelos clientes fiéis e até mesmo por aqueles que acabaram de descobri-lo. Seu relacionamento com a filha é muito boa, afinal, Seungmin soube fazer o que seu pai não soube fazer com ele, lhe dar amor, carinho, atenção e tudo o que um pai deveria de fato dar a um filho, para ele Chaewon é como a sua joia mais preciosa, sente-se muito orgulhoso da garota forte que ela se tornou e, claro, de como sua reputação como sua filha prodígio apenas vem crescendo cada vez mais, apesar de temer pelo seu bem estar, quando Chaewon recebe alguma encomenda de algum cliente, ele sabe que ela é capaz de cumprir perfeitamente seu serviço, mas é como ele mesmo diz para ela, um pai sempre é um pai, obviamente ele se preocupa com ela, mesmo que saiba que ela não é mais a sua gatinha e, sim, uma leoa feroz e forte. Da parte de Chaewon, seu pai é sua maior inspiração, claro que sua mãe também, mas sente uma enorme gratidão pelo pai por ele ter feito de tudo para que lhe desse uma vida boa, em sua mente ela jamais poderá demonstrar o quão grata é, pois o mesmo está sempre a fazer algo por ela e por sua mãe, de fato uma família unida e feliz.



犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ MAMÃE ME ENSINOU A COMO CAMINHAR SEM DEIXAR A COROA EM MINHA CABEÇA CAIR. Quem poderia adivinhar que aquela garotinha indefesa e quieta iria conquistar o mundo um dia? Certamente, Yoon Myeong foi uma pessoa forte ao passar por todas as provações que teve em sua vida, o fato de não ter tido pais presentes e que nem se preocupavam com seu bem estar, foi o estopim para que ela decidisse desde muito nova que quando fosse mãe seria a melhor do mundo, e de fato ela é. Para quem a olha agora, toda elegante e sempre de cabeça erguida, mal chega perto de imaginar a vidinha medíocre que ela possuía na infância e na pré-adolescência, afinal, seria praticamente impossível acreditar que uma mulher tão bonita, confiante e poderosa como Yoon Myeong, era uma garotinha que tinha medo até da própria sombra. Mas isso ficou no passado, quando ela nem mesmo havia conhecido aquele que agora é o seu fiel parceiro, amigo e o único homem da sua vida, aquele quem lhe mostrou um outro lado da vida e mesmo que não tivessem nem mesmo uma casa decente para morar, havia lhe feito mais feliz do que ela já havia sido em toda sua vida. De fato Myeong é uma mulher de ar misterioso, você dificilmente sabe o que ela está pensando, claro que, com exceção de sua filha e de seu marido, as únicas pessoas que a conhecem perfeitamente bem. Observadora e muito atenta aos detalhes, Myeong sempre consegue o que quer, e por isso é uma das melhores dentro do ramo da espionagem na teddy, geralmente sempre fica com os casos que requer um pouco mais de habilidade, como por exemplo, quando é necessário recolher informações direto da fonte, ela sabe manipular e fazer com que digam exatamente o que ela quer saber e, sem deixar que percebam que você acabou de dizer o que não deveria, um simples olhar dela é motivo para que você fique atento e se resguarde o máximo que puder, pois saiba, que qualquer movimento brusco será sua perdição. Seu relacionamento com a filha não é muito diferente da que Chaewon possui com o pai, Myeong também é uma mãe presente, amorosa e principalmente uma mãe coruja, é quem mais mima a garota e está sempre lhe dizendo que ela é a rainha de sua própria história e, que jamais deve permitir que nada e nem ninguém faça pensar o contrário. Claro que, seu lado egocêntrico veio um pouco de sua mãe, mas ela não tem culpa disso, Myeong passou por tantas coisas que até hoje sente-se um pouco na dúvida em confiar totalmente nas pessoas e, devido a isso, ensinou a filha que ser egoísta às vezes é necessário, pois nunca se sabe quando alguém está planejando lhe esfaquear pelas costas. O amor de Chaewon pela mãe é igualmente ao amor que ela sente pelo pai, apesar de que sabe que sem a mais velha ela jamais havia aprendido a caminhar de cabeça erguida, sempre conta tudo a mais velha e faz dela sua maior confidente e sua melhor amiga, o que de fato Myeong é.





犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ TODO MUNDO TEM UM VIZINHO BONITÃO E ADIVINHA SÓ, VOCÊ É O MEU.



犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ QUEM DIRIA QUE NOS ENCONTRARÍAMOS NOVAMENTE COMO SIMPLES ADOLESCENTES.




犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ NO FIM ATÉ MESMO A LEOA INDOMÁVEL QUERIA TER UM REI EM SUA SELVA.




犯罪者 ⏧·ᵎ ₊̣̇ ❛ TALVEZ ELA FOSSE UMA VERSÃO DISTORCIDA DO ROBIN HOOD NADA HERÓICA.




Permalink Comentários (14)

[04/04/2020] Titanic ;; Interativa

[14/01/2020] (aceitos) ;; Love is a classical music

[08/11/2019] Ficha ;; Life is made by now

[21/09/2019] Interativa ;; We are like a love song


Atualizações do Usuário

Usuário: monstan
assinei o spotify q tava com 3 meses grátis, ai antes de acabar eu cancelo kkkkkk
Usuário: monstan
finalmente uma bio decente nesta conta
Usuário: monstan
mds eu to tão atolada que nem as att das fic q fui aceita não to conseguindo ler
Usuário: monstan
@Noonie_ aaa <3 obrigada anjo <3