1. Spirit Fanfics >
  2. Membros >
  3. _Sorvetinhuh

_Sorvetinhuh

_Sorvetinhuh
Nome: ♌︎ 𝖫𝗂𝗍𝗍𝗅𝖾 𝖻𝗈𝗂𝗈𝗅𝖺 𝖻𝖾𝖺𝗇‶
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: 𝖥𝗅𝗎𝗍𝗎𝖺𝗇𝖽𝗈 𝗇𝗈 𝗅𝗂𝗆𝖻𝗈 ⍀ 𝗇ã𝗈 𝗌𝗂𝗀𝗈 𝖽𝖾 𝗏𝗈𝗅𝗍𝖺
Aniversário: Indisponivel
Cadastro:

_Sorvetinhuh


ㅤㅤㅤㅤㅤ ͙ˑְ̊𓂃 我想著你的目光 ─┈┄ ⋆
ㅤㅤㅤㅤㅤ 𝗮𝗻𝘆 𝗽𝗿𝗼𝗻𝗼𝘂𝗻𝘀 | 𝗜𝗡𝗙𝗣-𝗔 | 𝗹𝗶𝘁𝘁𝗹𝗲 𝗯𝗮𝘁
ㅤㅤㅤㅤㅤ 𝑓𝑖𝑐𝑤𝑟𝑖𝑡𝑒𝑟 𝑎𝑛𝑑 𝑏𝑒𝑡𝑎 𝑟𝑒𝑎𝑑𝑒𝑟 ˚⸙͎۪۫⋆
ㅤㅤㅤㅤㅤ 𓏲 @ImaginesLand ₍🌊₎´ˎ˗
ㅤㅤㅤㅤㅤ *。. 銀 𝐺𝑖𝑛𝑡𝑜𝑘𝑖 𝑠𝑖𝑚𝑝 魂 .:*・゚
ㅤㅤㅤㅤㅤ 𝘓𝘎𝘽𝘛𝘘𝘐𝘈+ . · 𝑚𝑎𝑦𝑏𝑒
ㅤㅤㅤㅤㅤ ‘‘ @wusho ,, | 靈魂伴侶 💙◞
ㅤㅤㅤㅤㅤ ✦ ┄┈─ 你帶給我的溫存 ₎₎

Conhecendo Meu Eu Escritor

Postado

Então, a @Pudim_De_TPM me mencionou no jornal dela e desafio é desafio, né? Então vamos lá com o primeiro jornal desse perfil, já abrindo com chave de ouro.


・*:.。.・𝒜𝒷𝒾𝓇𝒾𝒹𝒾𝓃・.。.:*・



Mostrar Spoiler: Regras



𝐈. O intuito deste desafio é para que nós como leitores aqui da plataforma conheçamos um pouco mais sobre os autores das fanfics que tanto gostamos e proporcionar que outros leitores conheçam um pouco mais sobre nós como escritores e também conheçam o trabalho maravilhoso dos demais. Vamos espalhar a corrente do bem, apoiar e incentivar nossos queridos escritores.

𝐈𝐈. Caso não queira responder alguma questão, apenas poste a pergunta e deixe o espaço da resposta em branco para que o questionário não fique incompleto.

𝐈𝐈𝐈. Ao serem indicados, vocês precisam repostar o jornal com as mesmas regras e com “conhecendo meu eu escritor” no título.

𝐈𝐕. Você precisa repassar o desafio para frente, então marque pelo menos uma pessoa para cumprir o desafio também.



・*:.。.・𝒜𝒷𝒾𝓇𝒾𝒹𝒾𝓃・.。.:*・



Mostrar Spoiler: Questões



1. Desde quando você escreve?
— Creio eu que desde 2018. Foi nesse ano que eu postei minhas primeiras histórias (sim, eu tive que ir olhar a data de publicação das minhas histórias pra lembrar quando comecei a escrever), mesmo que a maioria eu tenha excluído pelo simples motivo de serem muito vergonha alheia.

2. O primeiro par romântico que você escreveu.
— Frisk x Sans (Frans), do fandom de Undertale. Essa foi uma das histórias que eu excluí, mas eu ainda amo o shipp e talvez um dia reviva o plot.

3. Seu shipp favorito de algum fandom.
— Still Frans, mas eu também gosto muito de Alphyne e Papyton, ambos de Undertale e ambos homo. Eu amo casais LGBT e pensar que nessa época, em um jogo ainda, tinha um casal lésbico praticamente assumido me deixa muito boiola.

Fora Undertale, tem MomoJirou, de Boku no Hero. Depois que eu vi uma fanart delas eu passei a shippar demais. E como deu pra ver, eu não consigo ter só um favorito, então foi vários mesmo.

4. Assunto preferido de escrever.
— Coisas simples e softs, basicamente. Eu adoro situações simples entre amigos ou casais, coisas que demonstrem o afeto que um sente pelo outro sem precisar daquela cerimônia toda (tipo aqueles pedidos de namoros elaborados, cheios de decorações e umas frescuras que ninguém realmente tem tempo nem dinheiro pra fazer, pelo menos essa não é a minha realidade). Algo que você pode imaginar acontecendo na realidade, sabe? Algo que você pode se ver fazendo para alguém que você gosta.

Eu gosto de coisas mais pé no chão, por mais que obras com temas surreais e fantasiosos me sejam muito atrativos. Eu fico com o coração quentinho pensando, escrevendo, relendo minhas histórias e lendo outras com esses temas simples. Me deixa muito contente principalmente quando leio comentários de pessoas dizendo que se sentiram dessa forma ao lerem os meus textos. Me faz me sentir muito bem.

5. Gênero preferido de escrever.
— Fluffy, com certeza. Eu sou uma pessoa boiola, escrever boiolice tá no meu DNA e mesmo que não seja a minha intenção, em quase todas as minhas histórias as pessoas comentam que ficariam carentes, felizinhas/softs ou com o coração quentinho (o que me dá certo orgulho, não vou mentir). Então, é, só gayzisse comigo.

6. Sobre qual fandom gosta mais de escrever?
— Eu não tenho nenhum fandom fixo, na verdade. Eu não consigo me manter em um único fandom, não consigo ter meio que um favorito em nada, então to quase sempre escrevendo pro que me vem na telha na hora h, não pra um fandom em específico. Porém, atualmente eu to mais inclinada pro fandom de Gintama, esse anime é simplesmente a minha perdição. Enfim, no final só posso garantir que tenho certo gosto por fandons/personagens floppados.

7. Sobre qual/quais personagem/ens gosta mais de escrever?
— É a mesma coisa da pergunta passada, sobre fandom: eu não tenho e nem consigo ter ou manter um favorito. Pra falar a verdade, eu sequer consigo escrever pra um único personagem consecutivamente, por isso, tudo que eu postei até agora são de personagens variados, não repeti nenhum.

But, again, eu tenho uma leve inclinação por certos personagens, ainda que eu não escreva fervorosamente sobre eles. Normalmente são os protagonistas (sim, eu sou o tipo de pessoa que gosta dos protagonistas, me julgue), tais como: Gintoki, Kusuo, Rin, Naruto, Izuku, Senku, Shoyo, Yusuke, Yuuji e afins. Claro que eu também gosto de alguns personagens secundários, só que, né, quedinha pelos protas.

Eu gosto principalmente dos personagens que me fazem rir e que eu consigo me identificar de alguma forma. Sinto mais facilidade de escrever com eles que, por algum motivo, normalmente são os protagonistas.

8. Fandom que quer escrever, mas ainda não fez.
— Black Clover, Jujutsu Kaisen, Mystic Messenger e Akatsuki no Yona. Eu acho que ainda não escrevi porque pelo menos dois são fandons famosos e eu só sei escrever pra fandom floppado ou Boku no Hero (mentira, é porque minha criatividade tá morta mesmo).

9. O que você escuta quando está escrevendo.
— Normalmente qualquer coisa, contanto que não sejam músicas que tiram a minha concentração (músicas que eu não gosto, como a maioria dos funks e sertanejos, porque pode até estar tocando um rock pesado que eu não vou me importar pelo volume estar bem baixo, porém se a letra for uma bosta eu não consigo ignorar). Eu só pesquiso o nome de uma música que eu conheço e o resto fica a cargo do Spotify dar continuidade no aleatório.

Porém, atualmente eu estou gostando muito de ouvir as músicas do Alec Benjamin. Eu amo esse cantor e as músicas dele me deixam calma e me passam uma sensação muito boa que me faz querer transmití-la através do que escrevo para os leitores. É um sentimento de conforto e calor que eu amo.

10. Autores (de livros) que te inspiram.
— Nenhum. Infelizmente eu não li muito conteúdo fora as próprias fanfics, então meio que não tenho uma base de autores de livros para me inspirar.

11. Qual das suas fanfics te define e por quê?
— Eu gostaria de dizer que é o meu imagine do Gintoki, Time to Rest, mas como ele ainda está inacabado e o final do primeiro capítulo é meio que só trauma da protagonista, não me define tanto. Então, fora esse, seria o imagine do Hinata, Declaração à Queima-Roupa, justamente porque a protagonista é muito baseada em mim mesma. Assim como ela, eu sou o tipo de pessoa que, simplesmente do nada, vai falar "eu te amo" no meio de uma conversa que não tem nada a ver com isso só porque sentiu vontade ou fazer um elogio para a outra pessoa sem pensar duas vezes. Eu sou totalmente impulsiva e sincera quando se trata de demonstrar o afeto que eu sinto por alguém e tentei expressar isso nesse imagine.

12. Tem alguma dica de escrita?
— Bem... eu não sou muito o tipo de pessoa de dar dica assim, mas vou tentar.

Algo que eu vejo muito por aí, são autores colocando em suas notas que não gostaram muito do que escreveram e/ou que o texto não estava lá essas coisas todas (ou até mesmo que o capítulo ficou muito curto), mas que não queriam deixar sem atualizar e, por isso, postaram.

Eu penso sinceramente que o mais importante é a qualidade da escrita antes da frequência de postagem. Claro que ter uma frequência bonitinha é gratificante e os seus leitores vão apreciar não morrer de ansiedade pelo próximo capítulo daquela sua história cheia de suspense, mas você tomar o seu tempo pra garantir que a sua escrita tá do jeito que você quer (na medida do possível, porque tem hora que a gente pode ser muito exigente quando, na realidade, já ficou ótimo) e que o texto está completinho, com cenas e informações que adicionam ao plot e não só estão ali pra encher linguiça desnecessariamente e pra satisfazer a necessidade de atualização.

Pra mim, acima de frequência de atualização, está a qualidade da escrita. É gratificante postar algo que você sabe que levou o seu tempo para fazer o seu melhor e garantir o máximo possível que tá tudo bonitinho.

E claro que você pode interpretar isso como uma desculpa minha pra demora milenar que eu levo para postar, não é exatamente mentira-

13. Que programa você usa para escrever?
— Google Docs. Pra mim é o melhor, porque, além de salvar automaticamente e eu não precisar me preocupar em perder minhas histórias, tem o próprio corretor que é ótimo e me ajuda com alguns erros ocasionais enquanto eu escrevo (às vezes até erro de coerência, eu amo) e me permite organizar do jeito que eu preferir.

14. Conte a respeito dos seus planos para sua/s próxima/s fics.
— Bem, eu planejo escrever uma short-fic do Saiki Kusuo que eu meio que prometi há um ano, quando postei a one dele. Já comecei a escrever, mas só vou dar continuidade depois de agosto, porque por agora eu quero terminar a minha fic do Gintoki. Fora isso, eu simplesmente vou continuar postando minhas ones e talvez, em algum momento, eu poste um jornal para pedidos de imagines quando me sentir mais confiante com essa ideia.

15. Qual a parte mais fácil da escrita para você?
— Eu não diria que tem alguma parte em escrever que seja fácil para mim. Escrita em si, para mim, é difícil, como eu vou mencionar na próxima questão. Mas, algo que não me acontece com muita frequência, é a empolgação do início, quando eu estou desenvolvendo uma ideia. Eu adoro anotar os detalhes do plot e escrever cenas soltas que me vem a mente quando o entusiasmo com algo novo está à flor da pele. Só não acontece muito por normalmente se tratar de longfics ou shortfics. Tem que ser, no mínimo, uma one mais grandinha para isso acontecer, porque são muitos detalhes sobre uma única coisa e é só aí que eu sinto extrema facilidade em escrever, pois eu gosto de detalhar e divagar sobre as coisas (tipo como eu to fazendo nas respostas aqui).

16. Qual a parte mais difícil da escrita para você?
— Hã, bem... começar, dar continuidade e finalizar? Eu não sei, depende de cada caso. Alguns eu consigo iniciar bem, outros eu tenho mais dificuldade pra desenvolver enquanto já tenho o final pronto (sim, eu escrevo o final antes de ter sequer começado a escrever o começo. Minha vida é uma bagunça, achou que a minha escrita seria diferente?) e ás vezes eu travo completamente no final.

O meu problema mesmo é que eu tenho um foco HORRÍVEL pra escrever. Eu consigo contar nos dedos de uma única mão todas as vezes que eu consegui escrever sem parar por causa de alguma distração. E com distração eu não quero dizer necessariamente redes sociais e afins (em alguns casos sim, no entanto), mas sim distração com os meus próprios pensamentos. Eu só paro de escrever por estar sentindo dificuldade de continuar ou, sei lá, paro sem motivo aparente, e fico encarando o meu teclado, pensando nas coisas mais aleatórias possíveis ou até sobre o que eu to escrevendo, mas cadê que eu consigo continuar a escrever sem essas pausas broxantes?

17. Hábitos de escrita (bons e ruins).
— Um hábito bom que eu tenho e que me ajuda muito com ideias, é anotá-las assim que eu penso nelas, principalmente porque tenho uma facilidade enorme de esquecê-las. Eu tenho um documento reservado exclusivamente para anotar as ideias que surgem, desde apenas títulos que eu achei promissores e criativos, até uma sinopse ou cena solta que podem me levar a desenvolver algo mais. Eu gosto de anotar todo tipo de coisa que penso que possa me dar alguma inspiração para escrever mais tarde ou até para adicionar a uma história em andamento.

Já um hábito ruim é não dar continuidade ao que eu comecei. Eu sou do tipo de pessoas que se empolga e gosta de começar várias coisas (pelo menos é assim que eu venho sendo ultimamente), então eu tenho pelo menos uns seis plots para desenvolver e mesmo assim eu fico querendo pensar em um novo e fico protelando até sei lá quando. Eu ainda estou tentando corrigir esse hábito.

18. Elogie sua própria escrita.
— Atualmente, eu gosto do jeito direto que eu escrevo, sem enrolar muito (principalmente porque boa parte do que eu escrevo é one-shot). Alguns leitores já elogiaram isso e eu fico muito feliz ao perceber que eu consigo manter um foco principal nas minhas histórias sem me perder dele.

Outra coisa que eu amo na minha escrita, mas que era mais presente nas minhas histórias do ano passado, é a forma como eu descrevia os detalhes e o desenrolar dos sentimentos dos personagens. Eu ainda carrego isso comigo, mas tenho certo gosto maior pelo jeito que eu fazia antes. Na época, o processo de escrita era mais demorado e eu me estressava mais para finalizar os textos, mas o resultado final era tão gratificante que valia a pena.

Eu sinto que, agora, eu consigo lidar melhor com esse modo de escrever sem ser super cansativo, então planejo focar em unir esses dois pontos e melhorar cada vez mais minha escrita.

19. Uma palavra que te define como escritor.
— Inconsistente.

Eu não sou a pessoa com mais estabilidade quando se trata de escrita, dá para se notar isso pela minha frequência de postagem quebrada. Tenho uma facilidade ridícula de me envolver com coisas novas e acabo esquecendo o que eu já havia começado, deixando muitos projetos incompletos por causa dessa inconsistência. A única parte que não é assim é o meu encanto pela escrita que parece nunca diminuir e esse é o motivo por eu ainda tentar melhorar esse aspecto e não tacar tudo pro alto.

20. Recomende os escritores que você mais gosta aqui no spirit.
— @wusho ; @NekoDLully ; @_Heisenberg ; @Nanahoshi ; @LinnieYoi ; @mihawks ; @Lendaria_Otaria ; @TheBlowersDaughter



・*:.。.・𝒜𝒷𝒾𝓇𝒾𝒹𝒾𝓃・.。.:*・



Sim, sweets, minhas respostas são quilométricas, lidem com isso e tenham um bom dia. ♡

Escutando: Todas as músicas de Alec Benjamin
Jogando: Minha dignidade no lixo
Permalink Comentários (1)

Atualizações do Usuário

Usuário: _Sorvetinhuh
Favoritei a história
História: Você tem brigadeiro? (Imagine Hak Son)
História: Você tem brigadeiro? (Imagine Hak Son)
Por conta de uma provocação sobre não saber flertar, Hak diz inúmeras cantadas para ____, ele só não esperava que ela diria uma de volta.
Usuário: _Sorvetinhuh
Altos surtos betando a fic de Natal da @Nanahoshi, ai ai
Usuário: _Sorvetinhuh
Saki, bora ver Yuru Camp e relaxar