Alpha-

Alpha-
Sr. Roubador
Nome: {r.y.a.n} ♔ Wiccan ♔ ?Ezra? ♔ Leona ♔ Al Potter ♔ Booth ♔ McCall ♔ Squad ♥ Pack ♔ Roubador
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 4 de Agosto
Cadastro:

Alpha- - Sr. Roubador


Marino dos Diamante
Alfa da alcateia, seria você um(a) aspirante à beta?



Rule ทυмвєr one, is that you gσtta have fun
But ⓑⓐⓑⓨ when you're done, you gotta be the ƒıяst to run ♥

Martyr Of Beaver Falls

Postado




═───────◇───────═


Nome Completo:
Vergil Gabriel Sinclair.


Vergil – é um variante do nome Virgil que é de origem Sânscrito. Geralmente é tido como a forma inglesa de Virgílio e seus significados variam de acordo com sua língua de origem, mas comumente pode ser classificado como “Vara” em latim, “Virginal” em inglês e alguns outros nomes derivados desse último.

Gabriel – vem do Hebraico e tem origem Bíblica. Seu significado é “Deus enviou”, e foi o nome dado por Deus, ao anjo mensageiro que levou a Virgem Maria a noticia de que ela seria a mãe do filho de Deus.

Sinclair – tem origem no latim e seu significado é algo como “Oriunda de Sant-clair”, sendo que o início de seu nome “Sant” tem como significado geral o termo “Santo”.


Apelido:
• Sua mãe costumava chamar ele como “Gabe”, sendo referente ao seu segundo nome “Gabriel”, antes de desaparecer.

Idade:
Dezessete anos.

Data de Nascimento:
Vinte e cinco de março de dois mil.
(25/05/2000)
Geminiano.


Aparência:


Vergil é um garoto com características comuns e não é alguém que necessariamente se destaca no quesito aparência. Ele não tem o corpo definido dos atletas da equipe de futebol e nem chega a ser gordo ou magro em excesso. E assim como a maior parte da população ele não tem olhos azuis e cabelos dourados, na verdade é muito pelo contrário, os seus fios salpicados e bagunçados tem a mesma coloração de castanho árvore de suas íris e os pelos de sua costeleta crescem desorganizadamente em seu rosto. Embora ele sempre apare os resquícios de sua barba mal feita.

Ainda sim pode ser considerado como alguém bonito, mesmo sem nada de especial que chame atenção das garotas. De qualquer maneira, suas únicas peculiaridades físicas que poderiam ser consideradas positivas seria a forma encantadoramente adorável como suas covinhas ficam quando ele sorri e seus dentes insistentemente brancos que desenham um belo e contornado sorriso em seus lábios em meio uma risada sagaz.

Assim como a maioria dos homens de sua família Vergil é de tamanho mediano e tende a ser um daqueles figurantes de seriados que são fofos e se assemelham ao personagem principal, mesmo sendo o amigo engraçado dele.


Photoplayer:
Ansel Elgort.

Personalidade:
As fábricas de cigarro são as únicas que matam o cliente de satisfação”.


Vergil faz bem o típico papel do nerd engraçadinho que está transitando para fase adulta de sua existência. Sua perspicácia e inteligência se destacaram gradativamente por toda sua vida adolescente, mas o que realmente fazia as pessoas lembrarem do seu nome é seu senso de humor totalmente compulsivo. Ele não é aquele tipo de cara que decora piadas ou tenta diminuir as pessoas com ironia e sarcasmo, tudo nele é muito espontâneo e ele geralmente sequer percebe quando solta algum comentário hilário ou começa a tentar se comunicar de forma hilária sem usar da fala.

Na realidade, nem todo mundo gosta de seu senso de humor, isto é, por ele transitar entre honestidade demais, sentido figurado e metáforas do mundo moderno que muitas vezes tem detalhes que passam despercebidos pela maioria das pessoas. Vergil tenta explicar o quis dizer quando isso ocorre, mas acaba dando uma de “Google pesquisar ambulante” e seu comentário perde um pouco da graça.

Em um geral ele é o perfeito exemplo de um metrossexual nerd: adora música pop, casacos de super herói que cobrem seus pulsos e simplesmente ama o jeito bagunçado e fofo que seu cabelo fica quando o penteia para trás e em seguida o espalha com a mão. E quando o assunto são garotas ele é praticamente uma máquina de capuccino com a entrada para o pó de café quebrada. Seu jeito animado e de fácil comunicação deveria o ajudar com esse tipo de coisa mas ele não sabe exatamente o que falar para uma garota quando está afim dela então tudo sai uma bagunça.

Talvez seu problema em falar com garotas seja devido o medo que as meninas da rua tinham dele por causa do seu pai, e também o fato de seu progenitor não levar para casa nenhuma mulher que o aguentasse por mais de três horas e não estivesse sendo paga. A falta de contato com o sexo oposto durante a infância e parte da adolescência inibiu suas capacidades verbais de interagir com uma garota que ele está interessado. Clary poderia muito bem comentar algo de apoio sobre tal afirmação.

Enfim, outro ponto fraco – ou forte, dependendo de sua concepção - da personalidade de Vergil é sua irritante e inconveniente persistência, chegando a ser completamente babaca para ir atrás de algo. Sua determinação é tão forte que pode ser facilmente confundida com obsessão, e geralmente, ao menos, ele consegue o que quer. Faz pesquisas detalhas, procura em todos os lugares possíveis e até é capaz de se arriscar por um “objetivo maior”. Mas não se engane, ele é sensível aos sentimentos alheios e essencialmente ao próprio.

Embora ele não queira admitir que ser abandonado pela mãe foi o pior momento da vida dele, ele não pode enganar seu inconsciente. Esse fato o atormenta sempre em seus sonhos e mesmo com um sorriso no rosto ele sabe que sua vida foi difícil, especialmente por culpa de Edward, seu pai. Em alguns momentos quando está sozinho ele pensa sobre isso tudo e fica triste, irritado, revoltado e com medo, mas é incapaz de mudar o passado e segue de cabeça erguida.


História:

Vergil nasceu no estado de Colorado nos Estados Unidos e se mudou para a cidade de Beaver Falls, Pensylvania, quando tinha aproximadamente três anos devido o desaparecimento repentino de sua mãe Martha Swan. Abandonado por sua progenitora Vergil se mudou para a casa de seu pai Edward Sinclair; um ex presidiário que tinha uma oficina de mecânico como fonte de renda. E com isso a tensão e o descontentamento agora partilhavam caminhos cruzados na vida do menino. Enquanto Vergil era uma garoto simpático e cheio de vida, Edward era um homem marrento que intimidava as outras famílias da região.

E acredite se quiser, mas se não fosse o dinheiro do auxílio a criança o pai do garoto jamais o aceitaria dentro de casa. Vergil, embora a criação rígida e agressiva de seu pai, cresceu como um garoto inteligente e bem humorado na pequena cidade de Beaver. Ele nunca teve muitos amigos ou fora convidado para as melhores festas do ensino médio, mas acreditava firmemente ter tido uma infância feliz.

Ele teve duas únicas e ardentes paixões durante sua adolescência, mesmo que nenhuma delas tenha realmente acontecido fora de sua cabeça. Uma delas foi com ninguém menos do que Clary Odélio, a garota que nunca havia tirado sarro da cara dele quando seu lado Geek aflorava em meio algum trabalho ou durante conversas escolares. E embora ela nunca tenha dado realmente bola pra ele foi notável como a notícia da morte da garota o machucou internamente. Algo nele estava, e ainda está, plenamente disposto a fazer qualquer coisa para descobrir quem tirara a vida da garota que ele amava.


Sexualidade:
Heterossexual.

Família:

Edward Sinclair (pai) · quarenta e sete anos.

Edward é um homem severamente perturbado e rancoroso, temido por vizinhos e alguns conhecidos. O seu jeito marrento e agressivo de tratar as pessoas é causado por certa falta de caráter e transtornos consecutivos de raiva que, inclusive, o garantiu nove meses na prisão por espancar Martha pouco antes dela partir com o filho para o Colorado.


Relação com:
Amigos:
Vergil não é o típico garoto engraçado que faz amizade com facilidade, alguns pontos em sua existência dificultam esse tipo laço com as outras pessoas. Contudo, quem anda junto com ele nunca fica infeliz ou chateado por muito tempo, o garoto consegue ser um anestésico humano para mal humor seja por suas piadas, seu jeito de ser ou pela perspicácia dele quando quer muito algo.


Rivais:

Os únicos rivais de Vergil eram os namorados e garotos que também amavam Clary Odélio e ainda sim nunca confrontou ninguém ou entrou em alguma briga por causa disso. Ele prefere manter uma relação de paz com pessoas que o incomodam.


Colegas:

Ele é notoriamente o Geek gente boa da sala e mesmo tendo todas as razões possíveis para ser chato ele opta por ser o mais companheiro possível dos que o rodeiam, sempre tratando-os como amigos e sorrindo, até quando esse companheirismo não é recíproco.


Clary:

Como descrever a relação de Vergil e Clary em duas palavras? Amor platônico. Ele simplesmente era apaixonado pela garota e essa, na realidade, sequer notava sua existência. Ainda sim o sentimento de paixão prevaleceu mesmo após a morte da garota, que foi um choque para Vergil tanto internamente quanto em seu exterior.


Adam:

Adam e Vergil não eram amigos mas se conheciam. Isto é, eles estavam ligados por uma única pessoa; Clary. Adam sabia dos sentimentos do outro pela irmã e, embora não se importasse com isso ele tentava entender a motivação de Vergil, mesmo que de longe.


Sr. e Sra. Odélio:

Vergil sinceramente não os conhece direito e sequer sabia algo da relação deles com os filhos. Entretanto, sentiu pena do que aconteceu na família deles.


Par:

Ele tende ser extremamente possessivo com quem ama e do tipo de pessoa que se doa de corpo e alma em uma relação. Para ele o amor é sim algo especial e belo como nós contos de fada e o que ele puder fazer para manter esse tipo de relação, ele fará.


Professores e Funcionários da escola:

Vergil sempre foi alguém carismático e inteligente na escola, destacando-se brevemente nas matérias extracurriculares e sempre sendo gentil com os funcionários e equipe de limpeza do local. Isto fez dele alguém mais querido pelos professores do que pelos seus próprios colegas de classe.


Segredos:
Vou pensar em algo e te mando por MP.

Tinha motivos para matar Clary e Adam? Se sim, quais?
Vou pensar em algo.²

Palavra-Chave:
Duas pessoas não guardam um segredo, nem se uma estiver morta.

Possui algum vício:

Não diria que é um vício, entretanto, quando Vergil começa a beber ele tende a não querer parar depois. Igualmente a seu pai quando tinha sua idade.


Medos, Traumas e Fobias:

• Vergil contraiu uma espécie de trauma reprimido após ser abandonado por sua mãe e tendo que morar seu pai. E sendo assim ele não sabe lidar com o fato de ser abandonado por alguém ou ter alguém tirado de si.

• Uma das fobias mais aterradoras de Vergil é o pavor quase que insano que o mesmo tem por agulhas e cacos de vidro quebrado. Esse último tem relação com um Edward alcoolizado e perigoso.


Curiosidades:

• Seu maior medo é nunca encontrar um lugar que o faça se sentir em paz e seguro, onde ninguém possa fazer mal ou o abandonar. Em contrapartida seu maior desejo é encontrar um lugar que possa chamar de casa e lá montar seu paraíso pessoal.

• Seu nome do meio “Gabriel” lhe foi conferido devido uma música de mesmo nome do artista Alec Benjamin. Obs: Música que eu escutava enquanto montava sua personalidade.

Uma música que defina seu personagem:
AURORA – Runaway

Sabe que agora seu personagem me pertence e posso fazer o que quiser com ele, até matá-lo?
Yep.

Escutando: Alec Benjamin – Gabriel.
Comendo: Ar.
Permalink Comentários (2)

[26/12/2017] Ficha do meu nenê

[03/04/2017] One Piece — Beauty and the Beast

[01/04/2017] It's over

[23/03/2017] Lil' Red Riding Hood


Atualizações do Usuário

Usuário: Alpha-
Favoritei a história
História: Você merece mais
História: Você merece mais
à sua ganância de qualidades que nenhuma garota irá suprir. {sobre quando você dá o melhor de si, mas ele ainda quer mais}
Usuário: Alpha-
Favoritei a história
História: Sinto talvez sentir
História: Sinto talvez sentir
sobre quando você se afasta, sem querer, por querer demais ou sobre quando você teme esquecê-lo conforme os anos passam, talvez sobre como você só sente muito mesmo. ou aind..
Usuário: Alpha-
Favoritei a história
História: My Dear
História: My Dear
sobre quando sua amiga diz que ele não é certo para você e isso te magoa profundamente.
Usuário: Alpha-
E GUSTAVO VAI DORMIR, NENÊ TEM QUE DESCANSAR
Usuário: Alpha-
Tenho que sair galerous, volto daqui umas horinhas de sono q