hopefull

hopefull
;hope
Nome:
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 16 de Abril
Cadastro:

hopefull - ;hope


00. Precisamos falar sobre humanidade e parada de escrita

Postado

Estou lendo um livro essa semana de Jacques Lacan – muito interessante, aliás –, e depois li um artigo de 2015 sobre esse mesmo livro no site do Instituto da Psicanálise Lacaniana chamada “Leituras Clandestinas: uma tendência dentro e fora da lei”. E umas das frases que mais me chamou a atenção, e que também foi bem destacada pela escritora do artigo, Carolina Jesus, é uma das mais famosas do Lacan, cuja é: “Você pode saber o que disse, mas nunca o que o outro escutou”.

Claro que essa frase cabe dentro de muita coisa – como no caso do artigo, que fala como muitas vezes algumas leis são lidas e compreendidas da forma que a pessoa quer –, mas eu queria falar sobre uma palavrinha tão simples, mas tão esquecida hoje em dia. Humanidade.

O que seria humanidade?

humanidade
substantivo feminino

1. conjunto de características específicas à natureza humana.
2. sentimento de bondade, benevolência, em relação aos semelhantes, ou de compaixão, piedade, em relação aos desfavorecidos.

E o que isso tem a ver com o que o Jacques falou, Caroline? Eu explico. Essa frase se remete à duas coisas importantes:

✓ Fragmentação dos sujeitos;
✓ Caminho pelo qual passa a construção dos sentidos;

Quero falar do primeiro tópico, porquê é que o mais tem relação com a palavra humanidade; é uma coisa óbvia o fato de que a comunicação humana nem sempre é simples, e para tratar a todos com o mínimo de humanidade (vide todas as características citadas acima), precisa-se levar em conta a fragmentação dos sujeitos.

E o que eu quero dizer com fragmentação dos sujeitos? Quero dizer que cada pessoa é diferente, mesmo que você seja mais frio, talvez esteja lidando com uma sensível e aí a coisa complica, pois mesmo que para você pareça totalmente normal falar de x forma, para ela pode parecer agressivo e machucar de alguma forma, entendem? E não é frescura, é fragmentação. Mesmo que eu tenha falado x coisa, pode ser que a outra entenda y.

Além disso, a fragmentação vai ainda mais longe. Vai no fato de que você, do outro lado da tela, não sabe se a pessoa com quem está falando tem depressão, se está numa cama de hospital, de passou o dia chorando, se teve estresse no trabalho, se acabou de terminar um namoro de anos; tudo isso são variáveis que vão ser levadas muito em conta quando acontece alguma coisa.

E por que eu tô falando isso tudo? Para explicar minha parada na escrita. Se tem uma coisa que eu sempre odiei em toda a minha vida é injustiça, seja de qual grau for; e por mais que para algumas pessoas tudo aquilo não tenha passado de uma besteira, para mim foi sério. Muito sério.

Como eu disse, eu tenho uma fragmentação bem diferente; então, um conselho: nunca fale algo pra alguém, sem pensar muito antes. A minha mãe dizia sempre uma frase que eu carrego comigo até hoje; só fale alguma coisa, se essa “coisa” for melhor que o seu silêncio, se não for, cale-se que a humanidade ganha mais.

Eu realmente desanimei com algumas coisas (e, não, não vou ficar jogando insatisfação aqui porquê não é meu objetivo), principalmente com escrever e projetos. O que acontece é o seguinte: eu vou continuar escrevendo sim, mas não para cá. Pretendo terminar “Não me mande flores” conforme pedido pela Júlia, Metáforas também é minha filha (e, depois que a Mari fizer as alterações, talvez ela me queira de volta sijasia), mas não vou postar mais aqui. Vou continuar escrevendo, sim, mas não para o site; Save Me continuará sendo escrita porque é presente pra Marina, também tenho algumas ideias na mente para o futuro.

Não posso dizer que é definitivo, mas por ora é o que me faz bem. Vou continuar no site, lendo histórias e conversando (vez ou outra), muito mais por causa de ser adm do Sea, mas escrever, por enquanto, só pro Docs e pra Marina mesmo.

Enfim, é isso, e queria deixar aqui a mensagem de: sejam humanos, sejamos mais humanos. Vamos pensar na particularidade de cada um antes de fazer alguma coisa, falar alguma coisa (principalmente pelas costas) e sejamos, além de tudo, mais empatas.

Até qualquer hora, galera.
Hopefull.

Permalink Comentários (2)

Atualizações do Usuário

Usuário: hopefull
alô!!! venham se inscrever que o mar tá pra peixe rs
Jornal 20. abertura de seleção de novos membros
Jornal 20. abertura de seleção de novos membros
Olá, peixinhoooos Ansiosos? ? • nova seleção para a equipe! • a tão aguardada seleção chegooooou! Vamos falar em tópicos para acelerar o seu caminh..
Usuário: hopefull
Preciso fazer algo útil, pelo amor de deus
Usuário: hopefull
Eu só quero dormir e esquecer que o dia de hoje aconteceu..
Usuário: hopefull
Favoritei o style
Style: Sutileza
Style: Sutileza
SUTILEZA ❤ ❤ ❤ Mostrar SpoilerOiiii gente! Volteeeei, hihi. Vamos as notas sobre este style: Eu queria fazer algo simples/comum mesmo, bem fofinho, como todos os meus style..