Aella - Phoenix Lady Azula

Nome: Aella Thérion • Azula • Fêmea Alpha • Dovahkiin • Dothraki • Witcher
Sexo: Feminino
Localização: Curitiba, Paraná, Brasil
Aniversário: 22 de Fevereiro
Cadastro:
[centro][IMG]http://i61.tinypic.com/2ptqcua.gif[/IMG]

[b]Sim, camponeses?
Vi que chegaram ao meu perfil, pois bem, sejam bem-vindos.

Aceito todo e qualquer pedido de amizade. Não tenham vergonha, venham bater papo comigo. Apenas demoro um pouco para responder hehe

Adeus e bons ventos em suas viagens.[/b]

P.S.: Não fiquem acuados, não sou mal humorada, estou apenas entrando na personagem (sou fangirl da Azula, tentem me entender).

[IMG]http://i61.tinypic.com/eq06e.gif[/IMG]

[i]~Phoenix Lady Azula, Aella Thérion[/i][/centro]

ENTREVISTA DOMINANTE - REBECCA YOUNG

Postado

ENTREVISTA DOMINANTE - REBECCA YOUNG

Boa tarde, pessoas. Eu sou Rebecca e achei que vocês nunca fossem me escolher para ser entrevistada por vocês! Devo dizer que ri a beça com os outros que já foram. Irritei-me, é claro, com algumas respostas de certas pessoas, mas isso é passado. Agora vamos lá que eu preciso sentar nesse banquinho de madeira desconfortável por uma hora respondendo às suas curiosidades. E eu estou muito ansiosa por isso! (Não estou sendo sarcástica, eu juro)

-x-

☾ Como foi entrar em uma alcateia pela primeira vez?
Quer uma resposta sincera? Um tanto assustador. Mesmo que ninguém tenha demonstrado, eu senti muita pressão em cima de mim mesma. Era uma pressão intrínseca de fazer Corrie se orgulhar e de conseguir fazer parte desse novo mundo.
Por outro lado, foi um alívio, pois logo após eu matar Bernard foi que notei como minhas emoções conseguiam controlar minhas ações com tamanha facilidade. Precisava aprender a controlar meus instintos, pois, pensando melhor, hoje eu não teria feito o que fiz com meu ex. Então pode-se dizer que eu estava muito aliviada de ter um grupo de mentores para me ajudar a entrar nos eixos, e foi por isso que persisti por tanto tempo em Seattle, até me sentir confortável com meus novos poderes e minha loba. Além, é claro, de morrer de medo de não conseguir me controlar nos primeiros anos, como Corrie me contava, essa é a maneira mais fácil de se tornar um lobo desgarrado.
Viver em conjunto com eles era okay. Mantinha meus amigos perto e fingia que os outros lobos não existiam. Era fácil fazer isso, pois Joseph nunca havia sido muito adepto de grandes reuniões com frequência. Quando eu era forçada a estar no mesmo lugar que Maxwell e lobos como ele, eu me distanciava o máximo que podia, pois era proibida de revidar. Eles me perseguiam e engoli muito sapo naquela época.

☾ Como foi sair da alcateia?
Outra vez, um alívio. Pensei que não iria conseguir convencer Nora, mas ela viu como eu estava acuada nesse mundo, “desperdiçada” como ela mesma falou. Então sempre serei muito grata a ela, pois senão, teria que fugir, e certamente o faria.
Chegar em uma cidade nova não foi fácil, como é de se esperar, mas por eu estar recomeçando do zero por puro capricho meu, tornou-se mais fácil. Eu queria aquilo, então me ajudou a aguentar o medo da mudança. E, claro, meus novos amigos ajudaram e muito também.



☾ Como foi quando você viu o Aidan na floresta pela primeira vez? E quando ele te dominou?
“Fodeu”. Foi exatamente isso que pensei quando me dei conta que o urso que achei estar caçando era o Alpha que eu tanto tentava despistar. Fiquei muito decepcionada também, pois além de ter fugido tanto dele para, simplesmente, eu mesma aparecer na sua frente, iria com calma explicar as coisas para ele mais tarde naquele mesmo dia. Mesmo com tudo isso, não pude deixar de contemplá-lo por um breve momento, ficando paralisada admirando sua tonalidade vibrante, seu pelo brilhante e seu tamanho. Deveria ter corrido já de cara.
Quando ele me dominou o sentimento foi de pura derrota. Se você já se sentiu completamente esgotada, não fisicamente, mas por puro aborrecimento, foi como me senti. Me senti um grande nada, e achei que talvez ele fosse me matar. Porém, quando encarei seu olhos lupinos e a dor das minhas pernas finalmente bateu, percebi que ele estava sofrendo tanto com aquilo quanto eu, e talvez tenha sido apenas essa noção que não me fez perder a cabeça.

☾ O que sentiu quando o Mathias te largou em Las Vegas?
Parte de mim teimou em acreditar que Mathias estava fazendo a coisa certa. Estava fazendo a coisa inteligente? Sem dúvidas, mas estava apenas pois estava com medo. E esse não era o motivo certo para fazer a ação certa. Eu até sabia, mas Bexi não queria enxergar.
O que só agora temos forças para admitir é a dor que sentimos, o baque da traição. Ver Mathias correr noite adentro, por mais que tivéssemos certeza que ele traria os outros, foi como dizer adeus para ele e para todos, sem poder nos despedirmos. Não tem outra palavra para descrever o maior sentimento: traição, mas mesmo assim tivemos forças para perdoá-lo depois. Até mesmo porque, caso ele tivesse ficado, Bexi provavelmente estaria sendo manipulada e eu definhando em uma cela.

☾ Como foi saber que Aidan tinha ciúmes do Mathias?
Primeiramente, engraçado. Segundamente, satisfatório de certa maneira. Terceiramente, terrivelmente estranho.

☾ Você tem algum outro passatempo além de tocar violão como cantar, dançar, desenhar ou algo do tipo?
Canto, mas canto mal. Não tenho muito tempo para outros passatempos que não o violão, mas gosto bastante de ler livros de diversos gêneros (principalmente mistério e fantasia) e, quando posso, me aventurar na cozinha.

☾ Como conheceu a Scar?
No nosso bar de sempre. Conheci ela e Luke na mesma noite. Aquele dia eles estavam no balcão, por algum motivo, e não em uma mesa no fundo como fazemos. Eu tinha acabado de conseguir o emprego com David e decidi sair sozinha para comemorar, já que não conhecia ninguém. Sentei ao lado dos dois e, justamente pela proximidade, Lucius conseguiu captar meu cheiro e avisou Scarlet. Assim começaram a puxar assunto comigo como quem não quer nada, até que, após algumas horas, revelaram que sabiam de mim e o que eles mesmos eram. E assim começou nosso trio.

☾ Já pensou em alguma vez se tornar Alpha?
Já, mas a ideia nunca ficou por muito tempo em minha cabeça. Simplesmente não é possível eu me tornar Alpha pelas leis do Letum. Portanto, ou eu me mudo de continente para fazê-lo, o que é muito improvável, ou o Letum teria que renunciar ou ser morto, o que acho mais improvável ainda.
Além do mais, não sei se queria ter de arcar com tantas responsabilidades como Aidan. A menos que eu visse que a alcateia realmente precisava de ajuda e de nova liderança, eu não tomaria a posição nem que me dessem de presente.

☾ Gosta de Selvagens em geral?
Ué, acredito que sim. Com certeza gosto de uma ruiva em específico, e os amigos dela que conheci na Cidade do México também eram muito legais. Não parecem ter nenhuma forte rivalidade com nenhuma espécie, nem mesmo as bruxas que quase os exterminaram na antiguidade. Acho que isso comprova o quão bons e espirituais eles são.

☾ Bexi, o que sentiu quando "nasceu" e se deparou com a personalidade da Becca?
‘“Nascer” foi quase como acordar de um longo sono. Quando despertei, senti-me como se já conhecesse Rebecca, mas apenas não me lembrava dos detalhes. Para mim acredito que tenha sido mais fácil do que para ela, visto que eu sou a mais problemática aqui, mas ao mesmo tempo nenhuma de nós se surpreendeu. Somos, afinal, complementos e apenas demonstrações mais fortes de aspectos da personalidade que Rebecca sempre teve.’

☾ Como foi ser cuidada por Aidan e Trevor?
‘Acredito que esteja se referindo a mim e quando meu espectro foi cuidado principalmente pelos dois, também com ajuda essencial de George, enquanto Becca estava em coma. Bem, foi um momento difícil que eu com certeza não aguentaria se não fosse aqueles três. Sou eternamente grata a eles, pois realmente puseram todo seu tempo à minha disposição durante aquele período. Foi ótimo, também, para eu me aproximar deles.
Eu, Bexi, fiquei muito mais próxima do lobo de Aidan, e percebi, de uma vez por todas, que ele não é em nada parecido com outros lobos de níveis de dominância parecidos. Apesar de ter temperamento curto e ser possessivo, luta o máximo que pode contra isso para deixar seu lado gentil prevalecer.
Aprendi muito sobre George e seu trabalho, e percebi o quanto um psicólogo lupino é importante. Acredito que, em algumas décadas, quando o mundo lupino se tornar um pouco mais progressivo, poderá se tornar algo comum ou até obrigatório nas alcateias.
E Trevor… Desde a luta contra Roman na floresta de Columbus nós já havíamos conseguido fazer uma amizade silenciosa e discreta. Mas depois desse período, nossos laços realmente se estreitaram e percebemos que somos, de fato, muito parecidos e que essa é a receita para uma duradoura parceria.’


☾ Você pretende visitar a sua mãe algum dia? E sim, ela foi uma mãe horrível, mas você a perdoaria por tudo?
Não creio que eu esteja pronta para visitá-la. As feridas ainda são recentes. Eu até acho que daqui uns dez a vinte anos eu a visitaria, o problema é que não sei se ela sequer estará viva até lá, não com seus vícios e a vida que vive.
Não posso dizer que sinto saudades, pois realmente isso seria uma grande hipocrisia. Sei que fiz tudo o que pude para tentar ajudá-la, mas me arrependo não de minha ações, mas das dela (se é que isso faz sentido). “Me” arrependo de ela não ter se esforçado mais, de não ter aceitado minha ajuda quando era mais nova. Talvez, se tivesse, se aceitasse ser tratada e não fugisse dos internamentos, nossa história poderia ser outra.



☾ O quão confusa se sente em relação ao Aidan/o seu lobo? Quando vai admitir seus sentimentos em relação ao Aidan?
A confusão, apesar de demorar para ser resolvida, já havia sido passado faz tempo. O que mais me impedia era aceitar o que eu estava sentindo e como isso poderia impactar a todos. Não vou dizer que ainda não estou um pouco confusa, mas tudo o que tenho feito até agora parece estar certo, reflete uma sensação boa em mim e nele, e por isso acredito que eu esteja no caminho certo. Não tenho dúvidas de que quanto mais tempo passar com ele, mais minhas confusões se tornarão certezas.

☾ Como se sentiu quando voltou a ficar "sóbria" e descobriu que dormiu com o Alpha?
Completamente aterrorizada. Podia ter sido com Mathias ou com qualquer um que eu teria me sentido da mesma maneira. Essa sensação de não se lembrar do que aconteceu e apenas perceber o que restou depois de fazê-lo é uma das piores do mundo. Fortemente não recomendo.
Contudo, por ter sido com meu Alpha, sentia-me burra. Senti como se eu devesse ter tomado mais cuidado, não devesse ter me deixado levar pelos efeitos da droga (irracional, eu sei). Por um breve momento após, fiquei brava com Aidan também, por ele também ter sucumbido à substância. Apenas depois é que me passou pela cabeça que a droga era fortíssima e feita, justamente, para nos tornar serem incapazes de pensar. E foi aí meu ódio por Elizabeth Roman pegou fogo, e não consegui aguentar sentada esperando os outros lobos. Precisava fazer justiça com as próprias mãos, e foi por isso que parti.

☾ Como se sente em relação aos outros lobos de sua alcatéia? Qual sua opinião sobre cada um deles? Incluindo o Alpha.
Amo e aprecio cada um deles com tremendo carinho. Alguns mais que outros, mas tenho certeza que é apenas questão de ter convivido mais com alguns deles.
George é um dos mais inteligentes e atencioso. Liam, apesar de quieto, é bastante engraçado e sempre disposto a conversar, independente do horário. Nate adora conversar sobre esportes, mas sabe também opinar muito bem quando o assunto é literatura. Umas das conversas mais interessantes tive com ele. Riley é a bola fofa do grupo, como vocês bem conhecem, e eu o amo demais. Clayton é o palhaço e, apesar de conseguir ser irritante, certamente nos faz gargalhar. Spencer pode não ser o segundo nem o terceiro em comando, mas é sem dúvidas muito protetor. Se fosse em qualquer outra alcateia, tenho certeza de que teria as posições de Trevor ou Connor. Connor pode até ser o que mais fica na dele, mas é evidente o quanto ele se importa com todos e fica feliz com nossas reuniões. Ele sempre resmunga, mas nunca deixa de participar dos nossos jogos de baralho ou deixa de sorrir quando um dos lobos faz besteira. Trevor, apesar da casca dura, é um amigo para todas as horas, e não falo isso apenas porque ele está sempre pronto com um potão de cookies de chocolate quando você está triste. E, por fim, Kenna. Forte, porém obviamente necessitando uma família, igual a mim. A diferença é que ela sempre soube que precisava desse tipo de companhia, e eu não. Na ausência de Corrie, Kenna é uma amiga loba excepcional, mas sei que elas não são comparáveis e, portanto, não substituem uma à outra.

Aella: {Sussurrando atrás da cortina} Ehem. Becca, acho que você esqueceu de alguém.
Becca: {Vira-se no banquinho para falar com a cortina} Preciso mesmo falar sobre ele? Eles já sabem como me sinto, quer dizer, me sinto agora.
Aella: Fale! {Faz cara feia e ameaça apagar as falas dela no capítulo com a borracha}
Becca: Tá bom! Ô estressada. {Franze o cenho}

Aidan… Bem, assim que meu ódio inicial por ele passou - o que foi logo de cara, para falar a verdade, quando ele me cuidou no prédio de questionamento - percebi o homem que ele era por trás da sua função. Movido pela honra e pela conduta. Ainda acredito que ele tenha crenças e atitudes erradas, mas no geral, sei que Aidan tem boas intenções com tudo o que faz. Muitas vezes parece severo simplesmente por pensar no bem maior de todos, e eu demorei tempo demais para perceber isso. Mas ele é generoso e extremamente romântico se você apenas deixar. Sei que seu lobo é mais movido pela emoção e, por isso, pode querer fazer as coisas rapidamente demais ou de forma muito abrupta. Mas Aidan consegue, no geral, manter seus dois lados equilibrados e, honestamente, consegue cortejar uma mulher muito bem. Rs.



☾ Com quantos anos parou de envelhecer? Hoje você teria quantos anos?
Como fui transformada com 17, terei para sempre a essa aparência. Apenas lobos nascidos param de envelhecer. E hoje estou para fazer 21 anos.

☾ Qual sua época favorita do ano?
Adoro o outono. Sol e vento frio são uma dupla ótima. E, óbvio, as folhas coloridas caindo e se amontoando no chão são lindíssimas. Já experimentou pular em uma pilha de folhas? É muito divertido!

☾ Quando é seu aniversário?
22 de Fevereiro!

☾ Becca como se sente ao saber que 2 lobos sentem seu cheiro único?
Não sei como me sentir em relação a isso e estou falando a mais completa verdade. É muito confuso, pois não entendo como poderia acontecer. Bem, sei que poderia, mas quais as chances? É para ser um sinal da natureza de que aquela pessoa pode vir a ser o companheiro ideal para você. Não acho justo eu ter duas possibilidades dessas, quando existem lobos e lobas que não têm nem um. Estou contente por ter conseguido fazer a minha escolha, mas foi uma escolha muito difícil de se fazer, e não recomendo para ninguém.

☾ Becca, como você se sentiu quando viu o Bernard pela primeira vez?
Chegava a ser estúpido o quão charmoso ele era. Loiro, cabelo impecavelmente penteado, olhos brilhantes e sedutores. Na verdade foi ele que me escolheu naquele clube aquela noite, dentre tantas outras. Honestamente, eu acho que ele era muita areia pro meu caminhãozinho, ao menos na época eu tinha certeza. Mas ele se interessou, e era simpático, e apesar das roupas modernas, dava para perceber que, no mínimo, ele havia aprendido os bons modos com pais rígidos.
Tudo isso era muito encantador e me cativou logo de cara. O resto é passado.

☾ Como descobriu e como foi descobrir que ele era vampiro?
Ele mesmo me contou, após alguns meses juntos, quando ele começou a ocasionalmente beber meu sangue.
Eu já desconfiava, é claro. Nunca passei por aquele drama de achar que eu estava sendo ridícula pois eu já sabia, obviamente, da existência de lobisomens. Então foi só somar as coisas e esperar ele confessar.

☾ Becca, como é nao poder usar sua dominância com o Luke?
No começo me deixava fula da vida. Não que eu quisesse dominá-lo, mas me sentia insegura em saber que nem a possibilidade eu tinha. Acontece que, com o tempo, você vê que Luke pode ser chato, mas é muito calmo e, de verdade, nunca deu motivos para ninguém dominá-lo, então não faz tanto diferença assim.

☾ Como você se sentiu quando o Maxwell dominou aquele seu amigo submisso?
Como foi a primeira vez que eu vi algo daquele tipo, fiquei assustada, mas principalmente chocada por perceber o poder que alguns lobos conseguiam ter sobre outros. Achei um pouco injusto, pois Drake claramente é uma pessoa que não merecia ter passado por aquilo, e Maxwell era um cara grostesco que não deveria ter esse tipo de poder. Porém, percebi que eu também provavelmente conseguiria fazer aquilo com outros lobos, em defesa dos mais fracos, então aceitei que a demonstração de dominância existe e quis aprender a fazer aquilo o mais rápido possível.
Agora, ver Drake sofrendo daquela maneira foi de partir o coração. Bexi estava doida para avançar em Maxwell, e consegui contê-la por muito pouco. Ver que a alcateia inteira aceitou aquela demonstração covarde de dominância sem motivos me fez ter mais certeza ainda que minha estadia na Alcateia de Seattle era temporária.

☾ Becca, por que em Dominante sua loba sempre que podia arrumava uma desculpa pra xingar o Aidan e seu lobo?
Estávamos irritadas, no início, por ele representar nossa “prisão”. Bexi, sendo meu lado lupino, sofreu mais com isso do que eu.
Depois, começamos a enxergá-lo de outra forma, como alguém que realmente se importava conosco e que nós deveríamos respeitar e tentar orgulhar. Acontece que Aidan sempre foi protetor em demasia, e isso nos irritou também, até ele aprender a conviver conosco, e nós com ele.



☾ O que mais te atrai no Aidan? Com detalhes tanto físicos quanto de personalidade.
Ele é esforçado, respeitoso com todos e quer garantir o bem de todos os seus lobos a qualquer custo. Fisicamente, acho que a lista será grande demais para escrever. Rs. Gosto de seus ombros largos e como suas costas são tão grandes ao ponto de me encobrir. Gosto como os olhos dele são ferozes e gentis ao mesmo tempo, e na tonalidade viva que possuem quando seu lobo está querendo sair. Gosto de como se impõem, só não gosto quando é comigo. Rs.

☾ Já pensou em ter um filho, alguma vez? Se fosse para ter, quantos e quando? Menino ou menina, ambos? Quais o nomes?
Já pensei, mas não necessariamente por querê-los. Quando era mais jovem, tinha um pavor intrínseco em mim de que eu seria uma péssima mãe, por não ter tido um bom exemplo. Certamente não cometeria os mesmos erros que a minha, mas pensava que poderia cometer outros que seriam, no longo prazo, tão danosos quanto os de Melissa Rice. Hoje em dia já não tenho esse medo. Bem, se for ser honesta comigo mesmo, sei que tenho, mas ao menos não tão presente. Sei, por exemplo, que jamais serei uma mãe tão boa quanto Corrie sem dúvidas será.
Acho que eu gostaria de ter uma menina primeiro. Dizem que meninas são mais fáceis de criar? Não sei ao certo, mas parece esperto começar por uma menininha comportada. A menos, é claro, que ela puxe a mim. Mais tarde talvez eu pudesse ter um filho homem, não sendo mãe de primeira viagem e tudo o mais. Mas isso é tudo baseado em minhas próprias superstições, é claro. Não sei absolutamente nada sobre criar filhos. Rs.
Nome de menina eu não tenho certeza, talvez algo como Elena ou Eileen, ou como Adelaide ou Alexia. Nome de menino gosto muito de Connor, mas como nosso querido Gamma tem esse nome, talvez eu escolhesse Noah ou Daniel. Socorro, vou precisar da ajuda de Corrie na hora de decidir.

☾ O que sente com a ideia de que Fiona poderia voltar?
Se você quer mesmo saber… Extremamente assustada. Parte de mim sabe que um dia isso provavelmente vai acontecer. Somos três seres imortais, pelos céus. É claro que um dia isso irá acontecer. Só torço para demorar, e para eu e Aidan estarmos em um momento mais próximos do que estamos agora. Ainda estamos no começo, e temo que essa fragilidade possa não “segurá-lo”. Quer dizer, ela é linda e aparentemente muito segura de si. Além disso, eles sempre estiveram grudados desde a infância. Eu confio em Aidan, realmente confio, mas sei que existe a possibilidade de ele cair por ela novamente e isso me assusta. Contudo, não é como se eu fosse apenas ficar observando, vou deixar bem claro e explícito para Aidan o que ele estará perdendo caso queira me deixar.



☾ O que tem a dizer sobre as inúmeras fãs de Aidan, que pretendem casar com ele?
Não podem casar com ele se ele já estiver casado, não é mesmo? Rsrs.
Brincadeira, acho muito bacana que ele tenha suas fãs, e sei que tenho os meus, não é mesmo, pessoal?!
{Silêncio na plateia}

-x-

{Aella pega o microfone}
Okay, muito obrigada Rebecca. Você gostaria de passar um último recado para eles?

Becca: Sim. Pessoal, não deixem de ler os próximos capítulos, pois tenho certeza de que vão querer me acompanhar nessa nova jornada interna que estou passando e também ver os novos acontecimentos que estão por vir. E, bem, façam o favor de não contar para os seus pais o que vocês presenciaram no capítulo passado, pois não?

Muito bom pedido, devo concordar! Obrigada, gente, e peço para que escolham nos comentários qual o próximo personagem para ser submetido à entrevista! Até o próximo!

Permalink Comentários (1)

[26/06/2018] DOMINANTE - Ideias Para Capa do Livro

[28/04/2018] ENTREVISTA DOMINANTE - TREVOR SULLIVAN

[17/03/2018] AS CASAS DE BECCA E AIDAN

[04/03/2018] ENTREVISTA DOMINANTE - AIDAN RUCKER Vol. 2


Atualizações do Usuário

Usuário: Aella
Adicionei um novo capítulo
História: O Padrinho
História: O Padrinho
Sokka e Suki pareciam ser um casal a prova de balas; duraram até o final da guerra e bons anos depois dela. Infelizmente, o único que achava que eles aguentariam qualquer coisa e..
Usuário: Aella
Adicionei um novo capítulo
História: Valente
História: Valente
“Eu era um espectro, um espírito, e esse motivo sozinho já deveria me convencer de que eu estava no lugar errado. Eu não pertencia aqui, não sozinha. Eu queria lutar, precisava l..
Usuário: Aella
Adicionei um novo capítulo
História: O Padrinho
História: O Padrinho
Sokka e Suki pareciam ser um casal a prova de balas; duraram até o final da guerra e bons anos depois dela. Infelizmente, o único que achava que eles aguentariam qualquer coisa e..
Usuário: Aella
Adicionei um novo capítulo
História: Valente
História: Valente
“Eu era um espectro, um espírito, e esse motivo sozinho já deveria me convencer de que eu estava no lugar errado. Eu não pertencia aqui, não sozinha. Eu queria lutar, precisava l..
Usuário: Aella
Favoritei a história
História: A Lua Entre Nós
História: A Lua Entre Nós
Milldale seria uma cidade calma e exemplar se não fosse pelo lado leste, o subúrbio, onde vivem os integrantes da gangue de motoqueiros Blood Waning, os famosos Minguantes. O que..