1. Spirit Fanfics >
  2. Membros >
  3. Erik_Phantom

Erik_Phantom

Nome: Erik
Sexo: Outro
Localização: São Paulo - SP
Cadastro:
Sou um homem-trans de 16 anos, rei do drama e bem trouxa. Sou bem envergonhado e Tímido, mas estou aberto a possíveis novas amizades. Gosto de dormir tarde, acordar tarde, sou de humanas e odeio a escola
Estou no 3º ano do Ensino Médio
Amo o Fantasma da Ópera

Jornal: Conhecendo Meu Eu Escritor

Postado

Jornal: Conhecendo Meu Eu Escritor


Fui desafiado pela @Azanate a escrever esse jornal e agora, UM MÊS DEPOIS, eu finalmente vou publicá-lo
Essa imagem de capa é o tal do grego que eu vou explicar depois.

As regras são:

I. O intuito deste desafio é para que nós como leitores aqui da plataforma conheçamos um pouco mais sobre os autores das fanfics que tanto gostamos e proporcionar que outros leitores conheçam um pouco mais sobre nós como escritores e também conheçam o trabalho maravilhoso dos demais. Vamos espalhar a corrente do bem, apoiar e incentivar nossos queridos escritores.

II. Caso não queira responder alguma questão, apenas poste a pergunta e deixe o espaço da resposta em branco para que o questionário não fique incompleto.

III. Ao serem indicados, vocês precisam repostar o jornal com as mesmas regras e com “Conhecendo Meu Eu Escritor” no título.

IV. Você precisa repassar o desafio para frente, então marque pelo menos uma pessoa para cumprir o desafio também.

(...)

1: Desde quando você escreve?
Então, eu fui alfabetizado no primeiro ano... não, zoas, eu sei que não é sobre isso kkkkkkkkk. Imagino que desde uns 11 ou 12 anos, que foi na época que comecei a odiar a matéria que aprendia na escola e, como um bom introvertido, preferia ficar escrevendo coisas no meu caderno do que conversar com os outros. Uma vez eu não fiz a lição de casa e minha professora me deixou sem recreio por isso, eu ficava sozinho na sala de aula o intervalo inteiro, e a partir disso eu nunca mais fiz uma lição de casa. Saber que eu podia não fazer algo e ganhar uma belíssima chance de ficar escrevendo ao invés de ir pro pátio lotado de gente era só o que eu precisava pra ser escritor. Eu só escrevia raps no começo (sim, eu era rapper kkkkkk), criava batalhas de rap fictícias entre meus professores, entre celebridades... mas ai com o tempo fui perdendo o dom da rima ;-;

2: O primeiro par romântico que você escreveu.
Simba e Nala, do Rei Leão. Na real, eu só amava o filme e ficava criando umas fics mais pra aventura do que romance em si. Eu criança achava o ser humano a coisa mais sem graça que tinha pra escrever sobre. Enquanto os leões corriam por ai na selva, os humanos andavam de ônibus e ficavam o dia todo em escritórios.

3: Seu shipp favorito de algum fandom
Erik e Christine do Fantasma da Ópera, com toda certeza.

4: Assunto preferido de escrever
Mano, qualquer coisa, juro. Eu quase não falo, sou tímido até não poder mais e odeio a minha voz, então quando pego um papel (ou um pc, no caso) e saio escrevendo, eu me sinto tão livre pra “falar” sobre qualquer coisa que não consigo nem dar respostas curtas nesse jornal kkkkkkkk. Meu problema não é escrever, é deixar os outros lerem, essa é a verdade.

5: Gênero preferido de escrever.
Drama. Combina comigo kk, sou bem dramático. Mas gosto muito de fazer paródias musicais também. Não sou muito fã de romance porque escrever sobre me deixa triste, me lembra do desastre que chamo de vida amorosa, mas às vezes...

6: Sobre qual fandom gosta mais de escrever?
Phantom of The Opera <3
Eu simplesmente amo essa história, e minha história com ela é... interessante.
Vou contar, podem pular se quiser
Quando eu tinha uns 11 anos eu fui pra Nova York com meus pais e do lado do hotel tinha um outdoor do Phantom, e minha mãe me disse que eu, que era fã de Mary Poppins, Rei Leão e musicais em geral, iria gostar. Eu perguntei sobre o que era, e eis que ela me solta a pérola: “É sobre um cara que morre e fica assombrando a mulher que ele era apaixonado antes de morrer, ai fica amaldiçoando o teatro e cantando, porque ele não sabe que morreu”
Minha mãe confunde muito as coisas KKKKKKKKK, ela até hoje não consegue falar Mary Poppins, ela fala Mary Potter. E Harry Potter ela fala Mary Potter, juro. Ai, eu fiquei morrendo de medo de assistir Phantom, parecia de terror, e eu odeio terror.
Anos se passaram e em um teatro relativamente perto da minha casa o Phantom entrou em cartaz (eu moro em SP) foi no começo do ano passado. O ingresso era muito caro, e eu também não tinha nenhum interesse, mas uns amigos cariocas do meu pai tinham comprado ingresso e iam vir do RJ pra SP só pra assistir. Uns 2 dias antes, a esposa teve uma infecção e não pode vir, ai deram os ingressos pra mim e pra minha mãe, e ela ME OBRIGOU A IR. (sim, eu não queria ir)
Minha vida mudou completamente nesse dia, não vou entrar em detalhes porque já deve estar cansativo, mas quando ouvi aquelas músicas, eu me apaixonei completamente.

7: Sobre qual/quais personagem/ens gosta mais de escrever
A resposta dessa é meio que igual a anterior

8: Fandom que quer escrever, mas ainda não fez.
Queria muito fazer uma fanfic do homem-aranha, mas acho que primeiro queria escrever sobre League of Legends, porque meio que agora eu só tenho feito isso da minha vida e os personagens são mto interessantes. Um dia eu vou escrever uma de LazyTown tmb

9: O que você escuta quando está escrevendo.
Mano kkkkkkk. Tem épocas que eu to distraído e qualquer música me desconcentra, então eu coloco som de chuva no fone e escrevo, mas tem épocas q sla o q acontece comigo e eu só consigo escrever ouvindo funk. Eu escrevi o Fantasma da Noite ouvindo música eletrônica, principalmente skan (adoro ele), também adoro ouvir supercombo e ultimamente qualquer coisa que eu escrevo tenho que estar ouvindo um lo-fi.

10: Autores (de livros) que te inspiram.
Gaston Leroux, Jhon Green, Henry Bugalho, Victor Hugo e Machado de Assis. Eu incluiria JK Rowling mas ultimamente ela tem postado muitas coisas transfóbicas e eu não posso gostar de uma autora que literalmente fere a minha existência.

11: Qual das suas fanfics te define e por que?
Me definem? Hummm...
Primeiro que fanfics publicadas mesmo eu só tenho duas e uma tá incompleta kkkkk. Acho que a única fanfic que realmente poderia “me definir” ainda está no meu caderninho escrita em grego (não literalmente, grego é só o nome da língua que eu inventei) e não pretendo traduzí-la. (mas posso deixar uma foto de uma das páginas em grego pra vcs, só pq o visual é bacana)

12: Tem alguma dica de escrita?
Mano, se vc é tímide como eu e não escreve por vergonha, cria uma língua sua. É fácil, cada letra é um símbulo e pronto, logo logo você acostuma e vai se sentir muito livre pra escrever o que quiser. Mas não tenho dicas pra sair de bloqueio criativo, to em um há meses, se alguém souber, me fala pfvr

13: Que programa você usa pra escrever?
Primeiro eu escrevia tudo em grego (grego é a minha linguagem própria), ai ia montando o esqueleto da história, depois, sem ler nem nada, eu ia escrevendo as partes q eu lembrava como “decentes” direto no aplicativo do spirit, até que um dia eu escrevi um capítulo inteiro, o spirit caiu e eu perdi tudo, ai agora eu passo pro word primeiro e recomendo, perder tudo é muito desanimador

14: Conte a respeito dos seus planos para sua/s próxima/s fics
Tenho muitos planos mas nenhuma coragem kk
Eu pretendia continuar o mistério mascarado mas não consigo
Tipo NÃO CONSIGO simplesmente não sai
Tenho 2 rascunhos que não tive coragem de publicar ainda, um é uma releitura do Phantom em que na verdade ele foi amaldiçoado e é imortal até que alguém consiga amá-lo do jeito que ele é, ai depois do caso da Christine abandonar ele ele fica anos trancado em casa e ai a história se passaria com alguém encontrando ele e ele vivendo na nossa época, com tudo que mudou, tecnologia, pandemia, eletricidade... E uma outra era, bom, deixa quieto, eu nunca vou traduzir essa kkkkkkk.

15: Qual a parte mais fácil da escrita para você?
Ter ideias. Escrever tipo, um parágrafo com tudo que eu planejo pra história, o que cada personagem sente, a história por trás deles, como eles se conheceram...

16: Qual a parte mais difícil da escrita para você?
Executar minha ideias, colocar a vergonha de lado e realmente criar uma história, colocar as falas, os cenários, aliás eu sou horrível com cenários, por isso nem costumo descrever muito as coisas, se não eu me perco ainda mais, e principalmente, ESCREVER CENAS “QUENTES”. Meu Deus eu não consigo aaaaaaaaa. Uma parte de mim vai escrevendo e a outra vai se contorcendo de vergonha alheia, ai eu apago pq tava muito explícito, ai reescrevo e fica vergonhoso, tento de novo e fica cômico, no fim só desisto e pulo a cena kkkk.

17: Hábitos de escrita (bons e ruins).
Tenho mania de só conseguir escrever de madrugada, então ou eu troco a noite pelo dia e zumbizo (inventei agora esse verbo) durante as aulas pra escrever de noite ou eu não escrevo ;-;. Também tenho hábito de abreviar muito as coisas, principalmente porque sou Twitteiro, então caracteres são algo que se deve economizar, ai quando vou escrever algo, saem umas abreviações, às vezes solto um mto no meio das provas de redação, nossa é horrível. E a principal delas... eu tenho muita dificuldade em ler o que escrevo, eu fico morrendo de vergonha, às vezes até perco a coragem de publicar, e ai por conta disso saem erros de português, partes sem sentido... é triste, eu sou mto envergonhado ;-;
Ahh, tmb coloco emotes em tudo :3 se isso é bom ou n, n sei kk

18: Elogie sua própria escrita.
Vishhh
Criativo, eu acho

19: Uma palavra que te define como escritor.
A U S E N T E
Desculpa, mas essa é a realidade do momento
Culpa do LOL e da minha falta de vontade de viver

20: Recomende os escritores que você mais gosta aqui no Spirit.

Confesso que eu descobri o Spirit no começo desse ano, então não conheço muita gente, mas gosto muito da @Azanate, aliás, ela que me desafiou a fazer esse jornal <3 (gente ela escreve muito bem é sério, recomendo MUITO)
A primeira história que eu lí e que me trouxe pro Spirit, Meu Anjo da Música, de @Sweet_Murder é maravilhosa tmb
E a @LadyDestler tá escrevendo uma fanfic muito boa agora chamada The Ghost of Darkness que recomendo bastante também

Foi bem legal fazer, nem sabia que o spirit tinha jornais kkkkkkk. Quem sabe não ganho o ânimo que preciso pra continuar minhas histórias? seria legal kkkk

Vou desafiar a @Sweet_Murder e a @LadyDestler

Permalink Comentários (0)

Atualizações do Usuário

Usuário: Erik_Phantom
Favoritei a história
História: Col&#233;gio Runeterra
História: Colégio Runeterra
A cidade de Valoran é conhecida pelo seu estilo de vida diversificado de acordo com os bairros que fazem parte dela. É claro que isso não seria diferente entre os jovens do Colég..
Usuário: Erik_Phantom
Favoritei a história
História: Beneath a Moonless Sky - Sob um C&#233;u Sem Luar
História: Beneath a Moonless Sky - Sob um Céu Sem Luar
Semanas depois do acidente na Ópera de Paris. Erik o Fantasma da Ópera, na escuridão de seu covil subterrâneo, é surpreendido pela visita de Christine Daaé, a futura Viscondessa ..
Usuário: Erik_Phantom
Favoritei a história
História: O homem por tr&#225;s da m&#225;scara
História: O homem por trás da máscara
Depois de uma infância sofrida, ele começou sua nova vida em um mundo subterrâneo....
Usuário: Erik_Phantom
Favoritei a história
História: Me liberte
História: Me liberte
Cecile é uma jovem determinada, e sempre lutou para conseguir sua tão sonhada liberdade. Com a morte de seu pai, e um estranho contrato para a decisão da herança. A jovem parte..
Usuário: Erik_Phantom
Favoritei a história
História: O esp&#237;rito da &#243;pera
História: O espírito da ópera
Venho aqui novamente para apresentar uma nova versão do nosso querido Erik.