ismylovenoname - Histórias Favoritas

Distante; escrita por Mini_Thunder e Atena-San

Fanfic / Fanfiction Distante;
Terminada
Capítulos 1
Palavras 110
Atualizada
Idioma Português
Categorias Histórias Originais
Gêneros Drabble, Drama (Tragédia)
❝ Longe
Bem longe
Onde ninguém vê
Flores murcham
Árvores caem
Crianças morrem ❞
  • 16
  • 3

Você se foi; escrita por Mini_Thunder e Atena-San

Fanfic / Fanfiction Você se foi;
Terminada
Capítulos 1
Palavras 90
Atualizada
Idioma Português
Categorias Histórias Originais
Gêneros Drabble, Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico)
❝ – Mas volta, quando eu aprender a te esquecer você volta né? ❞
  • 39
  • 7

Eu sou otimista; escrita por Mini_Thunder e Atena-San

Fanfic / Fanfiction Eu sou otimista;
Terminada
Capítulos 1
Palavras 71
Atualizada
Idioma Português
Categorias Histórias Originais
Gêneros Comédia, Drabble, Drama (Tragédia)
❝ otimismo
substantivo masculino
1.disposição para ver as coisas pelo lado bom e esperar sempre uma solução favorável, mesmo nas situações mais difíceis. ❞


≥Tirei do Google porque não queria fazer sinopse ≤
  • 26
  • 4

Às vezes; escrita por Mini_Thunder e Atena-San

Fanfic / Fanfiction Às vezes;
Terminada
Capítulos 1
Palavras 106
Atualizada
Idioma Português
Categorias Histórias Originais
Gêneros Drabble, Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico)
❝ ...Só às vezes, eu penso em como poderia ter sido muito melhor pra você ❞
  • 19
  • 2

.end escrita por NoName_Honey

Fanfic / Fanfiction .end
Terminada
Capítulos 1
Palavras 243
Atualizada
Idioma Português
Categorias Histórias Originais
Gêneros Drabble, Drama (Tragédia), Lírica, Poesias, Yuri (Lésbica)
E eu acabei indo por medo de não poder te levar junto, mesmo querendo.


[ dedicatória | última postagem | +18; yuri ]
  • 11
  • 0

Hyung, vamos transar! escrita por Titio_Luh

Fanfic / Fanfiction Hyung, vamos transar!
Terminada
Capítulos 1
Palavras 765
Atualizada
Idioma Português
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Gêneros Comédia, Drabble, Drabs, Yaoi (Gay)
Após Jungkook ler conteúdos inapropriados para menores de dezoito, o mesmo se encontra com um certo "probleminha", tendo que assim, pedir ajudar ao seu querido e amado hyung.



taekook// oneshot// comédia (?)// continuação independente
©Titio_Luh
  • 97
  • 9

Is it love? ( Viktor Bartholy ) escrita por Vee-siqueira

Fanfic / Fanfiction Is it love? ( Viktor Bartholy )
Em andamento
Capítulos 41
Palavras 62.153
Atualizada
Idioma Português
Categorias Is It Love?
Gêneros Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror
Epígrafe:

“O inferno está vazio e todos os demônios estão aqui.” Da famosa peça (A Tempestade), quando Shakespeare disse isso ele certamente não sabia o que eu sei sobre demônios. Afinal, sei que vivo rodeada de seres sobrenaturais com integridade, honra e verdade. Milenares... porém letais.

Deveria ser dito que Shakespeare, não era completamente sem noção. Mas ele tinha muitos conselhos sobre lhe dar com a mágoa. Minha preferida: “Todo mundo é capaz de dominar uma dor, exceto quem a sente.” Nunca pensei que essa dor inoportuna me atormentaria novamente, e sinceramente.... Gostaria de não pensar sobre isso.

Exceto que ultimamente, a morte esteja lá... batendo em minha porta outra vez.

As vezes quando estou sozinha, assemelho minha vida a um tabuleiro de xadrez. Derrotas e perdas, vitórias e xeque-mate. Ser cautelosa e ao mesmo tempo esperta, ser paciente e vigilante nas jogadas.

Observava o maravilhoso tabuleiro de madeira, sobre um suporte na biblioteca da mansão Bartholy. As peças brilhantes de marfim.

O rei carrancudo. A rainha majestosa. O cavaleiro nobre. O bispo piedoso. E o jogo, a forma como cada peça contribuía com seu poder individual como um todo. Era simples. Complexo. Era elegante. Era uma dança; uma guerra. Era infinito e eterno.

Em uma tentativa vã de distraí-lo, inicio a jogada.

-Sua vez. -O aviso, sem olha-lo... sentindo a lâmina gelada da adaga relar em minha pele. Escondida. Apenas espero o momento certo... A hora exata, para enterrar o item enfeitiçado no coração sem vida a minha frente. Preciso de um minuto, trinta segundos seriam uma vida. Um minuto seria uma eternidade. "Paciência."-Pensei.

A frieza do marfim. A forma de como as bases cobertas de feltro deslizavam sobre a madeira envernizada, como o ribombar sussurrado de um trovão. O rosto de Viktor inclinou-se sobre o tabuleiro, alto e robusto, olhos escuros e lábios avermelhados... que em um hora ou outra, mordia o inferior pensativo. O cheiro do perfume marcante, dedos ágeis e sorrateiros como assas de bem-te-vis.

"É chamado de esporte dos reis, Rosalie. Você gostaria de aprender a jogar?" Uma curta lembrança me passou quando ele me ensinara as regras e truques do jogo, quando era pequena.

"Cada lance importa. A capacidade esta em compreender e prever as possibilidades de vencer o oponente. Sempre esteja preparada, sempre esteja dez passos a frente de seu inimigo."

Não importa. Só uma coisa importa agora.
O risco.

"Não amoleça agora! Pense no que importa, ele lhe tirou tudo... agora, faça-o pagar. Aqui e agora!" -Meu subconsciente me avisa, persistindo-me a continuar.

Não se passou em minha cabeça aquela tarde, as consequências de meu ato perfeitamente planejado. Mal sabia o que me aguardava alguns minutos depois, daquela má partida de xadrez.

Aconteceu tudo tão rápido, que quando descobri suas verdadeiras intenções, sempre era ele, que esteva a vários passos a minha frente.
  • 71
  • 151