1. Spirit Fanfics >
  2. Membros >
  3. LirielG

LirielG

LirielG
Nome: LiLi
Status: Usuário Veterano
Sexo: Indisponivel
Localização:
Aniversário: 20 de Abril
Cadastro:

LirielG


"Eu sou louco, você é louca. Todos nós somos loucos"

"Como sabe que sou louca?"

"Só pode ser, ou não teria vindo parar aqui"



[img]http://mangas.centraldemangas.com.br/fairy_tail/fairy_tail070-01.jpg[/img]

Só escrevo fics de Grand Chase e adoro yaoi

ROBERT McFROST

Postado

<eighteen>

❛🍒 básico ..்⸼

Nome completo.
Robert McFrost


Apelidos.
Robbie (dado pela própria Theodora Hawley. Já que ela sempre o apresentava como Robbie, as pessoas começaram a chamá-lo assim e Robbie sempre se apresenta dessa forma, mesmo quando ela não está por perto. Nunca é Robert, é sempre ''Robbie'')


data de nascimento + idade.
30/10/2002, tendo em 2019 ''quase completos'' 17 anos


Sexualidade.
Bissexual não assumido. Na verdade assumido somente pra si mesmo e pra Theo. Na verdade não pra si mesmo


Nacionalidade.
Italiano, nasceu em Roma


Personalidade.
Robbie pode ser definido como uma pessoa... triste, em todos os sentidos. Ele acredita que foi por conta disso que Theodora se aproximou dele, afinal, ele consegue ver a tristeza tão intensa quanto a sua nos olhos de Theo, e tem plena certeza que ela também consegue ver a sua.

Assim como seu pai, se importa muito com o que as pessoas dizem de si, não que ele ligue para os comentários idiotas sobre sua personalidade mas não gosta quando falam sobre sua sexualidade, a sorte é que ele é muito bom em rebater comentários maldosos (é ótimo com palavras) e também seu físico faz qualquer um pensar duas vezes se for brigar trocando socos, Robbie não é nenhum pacifista para recusar uma briga, mas não gosta de começar uma.

É muito inteligente mas sempre diz que a escola deixa seu cérebro nalseado, por conta disso não gosta muito de lá e só se esforça para estar na média. Também é extremamente perfeccionista e dá atenção até aos mais mínimos detalhes, já que são eles que fazem toda a diferença. Não é muito de sair, prefere ficar em casa lendo um bom livro ou assistindo alguma coisa (quando ele começa algo, por mais chato que aquilo seja, ele sempre termina), porém, não recusa um pedido pra sair com Theodora (só se a Eleanor estiver junto, aí ele recusa sem ressentimentos).

Não é de confiar muito fácil nas pessoas, é necessário muito tempo até ele se sentir confortável perto de alguem, e nesse meio-tempo não se mostra uma pessoa muito divertida ou receptiva, ao contrário, se mostra bem arrogante e rude. Não gosta que o toquem se a pessoa não tiver intimidade, dependendo de seu humor apenas se afasta mas também pode ficar com muita, muita raiva, não que vá machucar alguem. Aos olhos alheios, Robbie é muito insensível aos sentimentos dos outros, mas é que na maioria das vezes, acha exagerado o motivo de choro ou raiva das pessoas. Os únicos que conseguem estressá-lo de verdade são seus pais, aquele tipo de raiva que dá vontade de estrangular, mas entende que são eles que pagam suas contas. Costuma agir muito mais pela razão do que pela emoção.

Por conta das suas várias amizade frustadas na infância, se tornou uma pessoa muito reservada, mas ao encontrar uma verdadeira amizade se mostra uma pessoa bem aberta e extremamente divertida. Conversa sobre diversos assuntos mas não gosta de falar sobre sua vida pessoal (tem que forçar muito), prefere falar sobre filmes e livros, adora fazer teorias malucas sobre tudo embora não tenha ninguem para compartilhá-las, mas se alguem der brecha ele nunca mais para de falar sobre isso.

Joga no time de futebol americano da escola, não é o melhor do time mas não costuma ficar no banco. Não suporta os caras de lá e não é amigo de nenhum do time pelo simples fato de odiar o que eles fazem com alguns garotos infelizes da escola que cometem o erro de serem diferentes deles e as garotas (seja bonita ou seja feia eles sempre arrumam algo para difamar elas), é como se estivesse em um antro de machistas cheios de preconceito e odeia isso, mas adora bater neles quando entram em um campo, o que o faz ser expulso algumas vezes. Não que faça isso direto, gosta muito de jogar.

Detesta brincadeiras de mau gosto porque ele mesmo já foi alvo de uma, não suporta quando alguem tira sarro de outra pessoa perto dele, mas sem conhecer a pessoa não faz muita coisa com isso, ele não é um anjo bondoso. Por ser filho de advogados (e sempre brigar com eles em casa) é muito bom na lábia e se pegar para defender alguem acaba com os preconceituosos apenas com as palavras, mas não é muito de defender as pessoas, como já dito antes.

Não é de ficar mandando indiretas, assim como também não é de falar muito, não vê problema nenhum em mentir por um interesse pessoal e é muito bom nisso, sendo muito bom também em descobrir quem está mentindo, está cansado de ver os casos de seu pai que é uma das atividade em família que o mesmo insiste em levar sua mulher e seu filho. Também é muito pessimista quando se trata de pessoas justamente por causa desses julgamentos.

E por fim: mesmo parecendo ser um pouco... azedo... desse jeito, é uma pessoa extremamente carente e provou isso quando começou a ser amigo de Theodora. Ele tem plena ciência de que é carente mas mesmo assim, não consegue se abrir para pessoas tão facilmente por tudo que já passou. Mas quando encontra uma pessoa que gosta de verdade, a primeira coisa que diz sobre si mesmo é esse fato.


História.
Seu pai é originário da Itália, porém sua mãe é de Oregon. Eles se casaram em Roma e Robbie nasceu por lá, porém, ao completar doze anos, sua mãe sofreu um aborto espontâneo de gêmeos, após isso, seus avós maternos morreram. A mulher não aguentou e entrou em depressão, a única coisa que fazia era chorar trancada no próprio quarto, resmungar palavras desconexas e brigar com o filho e o marido, a única coisa que a impediu de se divorciar foi que, seu pai, nascido em um ambiente muito religioso, não suportava a ideia de divórcio. Tornando a convivência um do outro um completo desastre

A vida na Itália não estava ruim apenas para sua mãe e o casamento de seus pais, Robbie havia se assumido gay ao confessar seu amor pelo seu melhor amigo, porém, ao invés de ser correspondido, o garoto o agrediu e o xingou contando para todos os alunos da escola sobre esse fato. Ele não tinha paz na escola e muito menos em casa. Seu pai percebeu seu comportamento triste e distante, porém achava que era por causa de sua mãe e do seu próprio casamento, nunca lhe passaria pela cabeça que seu filho estava sofrendo bullyng na escola, muito menos que ele é gay

Para salvar seu casamento e sua família, o homem decide se mudar definitivamente para a cidade natal de sua esposa: Ectarium. Robbie não se importou com a ideia e eles se mudaram quando o garoto completou 15 anos.

Por conta da sua incrível beleza e aptidão física em futebol americano (alem de ter nacionalidade europeia), Robbie se tornou bastante popular na escola. Ainda assim, não se envolvia com ninguém nem para amizade, não queria que o que aconteceu na Itália se repetisse ali, tentou ser amigo de garotas mas todas elas se atiravam em cima dele pelo menor sorriso seu, o fazendo desistir. Por ser muito fechado as pessoas começaram a chamá-lo de desinteressante e pararam de tentar conversar com ele, o esquecendo totalmente. Ainda assim, havia pessoas que o achavam ainda mais atraente por ser fecha... não... por ser misterioso.

Uma dessas pessoas foi Theodora Hawley, seu primeiro amor feminino. A garota não era atirada como as outras, e não foi tão difícil para ela conseguir a amizade de Robbie. Porém, ele tem muito receio de se machucar, por isso, ele nunca disse nada sobre o fato de ser gay ou qualquer coisa pessoal.

Depois de algum tempo, Robbie começou a nutrir certo sentimento por Theo, mesmo sabendo ser gay, seu sentimento pela garota era tão intenso quanto o que sentiu pelo seu amigo de infância, porém, um pouco diferente. Depois de um tempo, eles começaram a namorar. Nesse meio tempo Robbie se tornou bem mais aberto e sociável com as pessoas, estava feliz por ter se apaixonado finalmente por uma GAROTA e nem os problemas em casa tiravam sua felicidade.

Um dia, Theo teve a brilhante ideia de os dois... transarem..., no início ele ficou com um pouco de medo mas depois aceitou, afinal, isso seria uma provação de sua ''masculinidade'', por incrível que pareça, ele conseguiu sim transar com Theo, sendo essa sua primeira vez e Robbie nunca vai esquecer das palavras da garota ao final de tudo: ''EU JURAVA QUE VOCÊ ERA GAY!!!!''. Aquilo o assustou de uma forma surpreendente, HAVIAM DESCOBERTO SEU SEGREDO. E ainda... a única garota que ele gostou de verdade como homem e não como amigo. A garota explicou que nunca teve nenhuma intenção de namorá-lo, porém quando percebeu que ele começou a se apaixonar por ela, não pôde resistir e teve que ver até onde aquilo iria. Naquela hora, Robbie se abriu sobre o que lhe aconteceu na infância e decidiram ali, que terminariam o relacionamento que tinham e seriam somente bons amigos. Nunca imaginou que sua primeira vez seria com um garota e na real, não acredita que gosta mesmo delas.


Família.

Mãe: Sheyla McFrost (sobrenome de solteira: AshBrook)
Idade: 37 anos, se casou e teve seu primeiro filho (Robert) aos 20 anos, por isso não aproveitou muito bem sua juventude, o que é uma das coisas que joga na cara quando briga com o filho
Relação: UM COMPLETO DESASTRE. Robbie a odeia do fundo do coração e não suporta a mulher. A sua sorte é que ela também não faz muito esforço pra estar perto dele. Sabe que o filho é gay e vive dando indiretas sobre isso ao seu marido e sempre que Theodora ou Eleanor apareciam em sua casa, mas nunca explicitando de fato, isso é um dos motivos de ele detestar a mulher mas ela nunca perguntou o motivo de ele não aceitar sua sexualidade. Mesmo morando na mesma casa não costumam se ver com muita frequencia pois ela passa a maior parte do tempo trancada em seu quarto (Robbie chama de ''a porta que nunca deve ser aberta''). É uma mulher de muita fibra e ninguem nunca ganhou dela em um debate, mesmo antes de tudo acontecer.
Status: mesmo antes de se casar, era uma das famílias ricas de Ectarium, seus pais haviam a mandado para o exterior estudar lá e seu sonho era ser advogada, porém seus planos mudaram ao conhecer Benjamin McFrost







Pai: Benjamin McFrost
Idade: 42 anos (estava terminando a faculdade de advocacia quando conheceu Sheyla, que era caloura, namoraram por dois anos quando decidiram se casar e tiveram Robert)
Relação: Acredita ser o único ser humano pensante naquela casa infestada de loucos. Vive arranjando atividades em família para fazer com a esposa e o filho e os ameaça constantemente para participarem, isso faz com que tanto sua mãe quanto Robert o odeie profundamente. É um homem extremamente conservador e nunca entendeu as indiretas de sua mulher sobre a sexualidade do seu filho. Claro que não ama mais a própria esposa mas ainda ama a mulher que ela era antigamente e gosta muito de se divertir com garotas universitárias. Se importa muito com o que as pessoas pensam sobre sua família e por isso não suporta a ideia de divorcio e de filhos gays... Ama muito seu filho e tenta se aproximar dele o tempo todo, vai em todas as reuniões escolares e os jogos em que seu filho participa, sempre que possível leva o filho para a escola, porém ele é um dos motivos de Robbie não se aceitar, fazendo assim com que o odeie. Vive fazendo piadas quando está em casa e tenta ser o típico pai engraçado, não que alguem ri de suas piadas, por isso gosta muito de Eleanor e Theodora, pelo fato de elas sempre rirem de suas piadas quando vão até sua casa,
Status: É advogado diplomado em Roma e seus trabalhos geralmente envolvem divórcios. É muito requisitado nessa área embora já tenha provado seu valor inocentando pessoas em casos leves. Possui uma cota mensal de casos para sempre ter tempo para a família e costuma palestrar em faculdades de direito (é assim que consegue conhecer garotas universitárias







Aparência.











❛🍯 relações ..்⸼


Relação com Eleanor.
Não gosta da garota, não gosta mesmo, tem um ciúmes possessivo com Theo que o impede de gostar de sua ''melhor amiga'' (cargo que deveria estar ocupado por ele), é tão rude com a garota que tem plena certeza que ela também não gosta dele, e acha que ela só o chamou para investigar o desaparecimento de Theodora por desconfiar dele. Mas gosta da lealdade da garota por propor algo assim e entende que a menina está na mesma preocupação que ele, se não pior. Tirando seu ciúmes com Theo, tem que admitir que Eleanor tem um estilo bem maneiro

Relação com Theodora.
Pode parecer meio... gay... mas Theodora era como um sonho para o garoto, seu porto-seguro, ligava para a garota sempre que se sentia solitário e ia na sua casa (mesmo no meio da noite), quando seus pais começavam a brigar. Depois que terminaram o namoro, Robbie percebeu que não gostava dela, não do jeito que pensou, somente sentia uma empatia muito grande pois, desde a primeira vez que a olhou, percebeu uma imensa tristeza em seus olhos, do mesmo jeito que ele tinha, eles se entendiam perfeitamente um ao outro. Por conta disso, acredita ser realmente gay, não bissexual, mesmo conseguindo transar com ela, a considera sua melhor amiga.

Relação com os outros do grupo.
Não é que desconfie de todos do grupo, mas por ser muito fechado e não conhecer quase ninguém, não se sente muito à vontade com eles então talvez se afaste na primeira oportunidade que tiver. Não fala muito e se deixa levar pelos outros

Relação com par.
Por favor que seja um homem, ele está louco pelo contato de um homem desde que... bom... desde sempre... é o ativo da relação e sabe chupar muito bem. Pela sua relação com seus pais o garoto é extremamente carente e deixa isso bem claro logo no primeiro beijo, não que costume beijar qualquer um, ao contrário, tem muito medo de se confessar gay. Mas se caso arranjar um par de verdade (namoro) provavelmente vai agir como agia com Theo. Mas até ele se confessar (ou o par se confessar, que é bem mais provável), não vai conseguir falar abertamente com ele, corando e gaguejando muito fácil. Vai demorar um pouquinho pra parar de agir assim e é nessa hora que ele vai... tentar algo (ou muito provavelmente não). Não costuma gostar de alguém que nunca demonstrou o mínimo de empatia por ele, pode ser carente mas não é trouxa.


par?
se tiver alguma ficha de algum gay... por favor... (desespero)


❛🧀 perguntas ..்⸼

por que começou a investigar o desaparecimento de theodora hawley?
Porque ela era sua melhor amiga e não confia muito em Eleanor e ninguem do grupo para essa tarefa super importante que está em risco a vida da amiga

você se sacrificaria por seus amigos?
absolutamente não, mas se for a Eleanor ou algum cara que ele se apegou, sim, sacrificaria

abandonaria a história se algo como a morte ao seu personagem ocorra? responda com sinceridade.
Vou abandonar essa história assim que o assassino (ou só raptor) for pego, morto e esfolado

onde estava na noite em que theodora desapareceu?
Seus pais estavam brigando então ele mandou uma mensagem no celular de Theo para os dois se encontrarem em uma lanchonete local. Porém, a lanchonete fechou e ela não apareceu. Claro que depois de um tempo percebeu que ela não vinha e foi embora de lá, ele não é idiota. Depois ficou andando pelas ruas até ser tão tarde que tinha certeza que seus pais já haviam ido dormir, mas não tem ideia de quando saiu da lanchonete

sabe que a partir daqui seu personagem está em minhas mãos e eu posso fazer o que eu quiser com ele pro desenvolvimento da interativa?
Você falando assim me dá um medo...

❛🍑 extras ..்⸼


medos, fobias e traumas.
Medos: Seu maior medo é de se confessar para um cara e ele o rejeitar, como aconteceu antes / Também tem muito medo de morrer sozinho, sem ninguem para chorar em seu túmulo

Fobias: Possui FOBIA SOCIAL, mas a está tratando sem falar para os pais. No momento, seu batimento cardíaco acelera e ele começa a suar frio quando está em um local com muitas pessoas e todas estão prestando atenção nele. Os outros sintomas de FOBIA SOCIAL é vermelhidão no rosto e gagueira mas isso acontece só quando uma das pessoas no local é uma pessoa que ele gosta muito... para namorar, é claro.

Trauma: Até hoje possui pesadelos do momento em que se confessou para seu melhor amigo


curiosidades sobre o personagem.
Ele odeia doces, na verdade também não é muito fã de coisas salgadas mas gosta de qualquer coisa que possa colocar uma grande quantidade de pimenta. Adora comidas amargas e apimentadas e anda sempre com uma garrafinha de pimenta aonde quer que vá

Passou boa parte de sua vida na Itália, um lugar extremamente religioso e tanto Robbie quanto seu pai são muito religiosos e vão à Igreja, seu pai vai todo domingo por isso Robbie não vai esses dias, mas sempre que pode vai para esse local sagrado e acredita que quando uma pessoa morre tendo algum arrependimento ela não consegue deixar nosso mundo, um dos motivos de querer participar dessa busca pelo assassino

Odeia sujeira e é ele mesmo que limpa seu próprio quarto, não deixando nenhuma das empregadas chegar perto dele.

Um dia, fez um teste para saber se ele era realista ou otimista e deu que ele era pessimista ao extremo

Seu maior desejo é que seus pais se separem, não que fale isso pra eles mas adoraria que eles se separassem de vez e isso é um desejo tanto seu quanto de sua mãe, porém ela entende que se eles se separarem todos os seus bens ficarão de posse de Benjamin, por isso ela não insiste tanto. Mas Robbie não sabe desse detalhe e só não insiste também porque não faria diferença pra ele estar em uma casa somente com sua mãe ou estar em uma casa somente com seu pai ou estar em uma casa com eles dois


[segredos deverão ser enviados por mp]

Permalink Comentários (0)

[17/11/2018] Criaturas Celestes - Richie McMules

[22/07/2017] Voo 130

[27/06/2017] Opala Magee

[22/04/2017] The Selection


Atualizações do Usuário

Usuário: LirielG
Favoritei a história
História: Azul &#233; a cor mais louca
História: Azul é a cor mais louca
Murdoc bebe muito após um show, a ponto de pensar que 2D é uma fã, e convida o confuso vocalista para um momento intímo em seu Trailer. Baseada na situação cômica relatada por 2D..
Usuário: LirielG
Favoritei a história
História: Just This Night (2doc)
História: Just This Night (2doc)
Ao ficar de ressaca, o baixista mal-humorado começa a ter crises existenciais, graças ao peso enorme em sua consciência, todos os seus erros do passado estavam lá para perturba-l..
Usuário: LirielG
Favoritei a história
História: Gatinho
História: Gatinho
Lass descobre da pior maneira possível que não é bom passar debaixo de escadas enquanto limpam uma prateleira logo acima. › lass/arme • oneshot ‹
Usuário: LirielG
Favoritei a história
História: Duke
História: Duke
Sentia-se deslocado, um estranho em meio às roupas caras, as maquiagens extravagantes, jóias e perfumes importados. O príncipe herdeiro está rodeado por belas damas, apesar de se..
Usuário: LirielG
Favoritei a história
História: Double Pleasure
História: Double Pleasure
Conta como Wei WuXian resolveu usar o Incensário de Baku novamente, fazendo uma surpresa muito inesperada para seu marido, Lan WangJi. Este se vê revivendo um momento decisivo na..