~LikaYukida

Nome: Lika
Sexo: Indisponivel
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Cadastro:
Olá, sou a rainha do crossover XD

Brincadeira, é que eu amo ver personagens de diferentes animes juntos e sou uma fã incondicional do L, então frequentemente farei crossovers com L 8D

HetaOni - Hetalia como você nunca viu!

Postado

HetaOni - Hetalia como você nunca viu!

Muita calma nessa hora

HetaOni (Hetália + Aooni) é um jogo feito por NicoNico, um fã japonês, que acabou fazendo sucesso no Japão, nos Estados Unidos, em meio mundo.... E é só uma questão de tempo até que os fãs brasileiros de Hetália fiquem doentes com esse "filler" (vamos assim dizer).

Mas antes de contar a história de HetaOni, peguem a pipoca, a poltrona mais confortável e assistam ao video "trailler" da série.



Sentiram a emoção? Tem muitos outros vídeos por lá.


Ok, então vamos à história.

Os países do G8, somados à China e Prussia, vão para uma casa que se dizia mal assombrada depois de muita insistência do curioso América (Mais tarde, Itália Romano e Espanha se juntam a eles). Uma vez que se entra na casa, não há como sair e todos precisam sobreviver a monstros muito parecidos com o alienígena amigo de América, só que mais alto, mais perigoso e bem mais assustador.

Pode parecer simples, mas a medida que a história se desenvolve vai ficando mais emocionante (lê-se "viciante"). Há um estranho mistério no lugar, a exemplo dos relógios existentes nos cantos da casa que, uma vez quebrados, trazem um fluxo confuso de memórias perdidas e futuras.

No início achei que era uma fanfic, pois uma fictwire americana chamada The Singing Maiden, fez uma fic baseada no jogo (http://www.fanfiction.net/s/6242451/1/HetaOni), depois que fui saber que não era uma fanfic, mas um jogo que só podia ser coisa dos incríveis japoneses.


Atenção, os comentários seguintes contem uma grande quantidade de spoillers.

Se não quiser vê-los e começar logo a ver a história (que, vou logo avisando, NÃO está concluída), tem duas opções:

SoteAG (a pessoa que vem traduzindo o script japonês para inglês) posta no youtube os videos do game (até o cap. 11 parte 2).



E MakoZchan, está traduzindo os vídeos para PORTUGUÊS! Yuhuuu!



Bjs!!

Agora vamos ao resto do jornal ^^

Você foi avisado, heim!


Uma vez dentro da casa, eles começam a lutar constantemente contra as criaturas que mais parecem alienígenas, e a medida que os tais relógios são quebrados, consegue-se "prever" ofuturo e até evitar a morte de algumas nações (que agora estão tão vulneráveis quanto um ser humano).

E quando todos achavam que já tinham problemas suficiente, Itália Veneziano lhes revela que tudo aquilo já aconteceu. Conta que todos ali morreram, um por um e diante de seus olhos, e Itália acabou se sentindo sozinho. Essa solidão o fez desistir de fugir e fazer um pacto com o monstro para voltar no tempo (a volta no tempo afeta constantemente a memória de Itália que quase chama Alemanha de Sacro Império), com a condição de que o monstro o mataria primeiro. Por trás dessa história existe todo um mistério.

Agora, as personagens precisam lutar para mudar o futuro que as aguarda.

Veremos Alemanha sofrer um "Heroic BSOD" (ocorre quando um fato horrível afeta uma personagem heróica, no caso, a perda de Itália), Itália Veneziano deixando a idiotice de lado para evitar a morte de seus amigos (embora tenha alguns deslizes), América atacando com pistola, Canadá com seu urso, e Inglaterra usando magias de Harry Potter (britânico), e etc.

Mesmo sendo uma história de terror, ela tem momentos de emoção, a exemplo de quando Prússia desiste de fugir para ajudar Alemanha, dizendo que jamais abandonaria um irmão. Ou quando Itália Romano, desesperado com a possibilidade do irmão desaparecer, o chama de idiota pra não demonstrar a preocupação. Ou (essa é linda) quando América , ao cogitar a possibilidade de Inglaterra estar morto, começa a socar a parede sem perceber que sua mão está sangrando.

Também tem momentos bem cômicos. O meu favorito é quando as nações decidem fazer uma aliança, mas como não podem assinar o documento como nação (já que seus "chefes" não estão com eles), resolvem assinar o acordo como seres humanos e, pra isso, inventam nomes humanos.

Espanha, empolgado, diz que se chamará Antonio Herdandes Carriedo, mas seu nome não cabe no papel. Prussia e Itália satirizam o nome de Alemanha (Ludwig), pois é difícil de falar. Já o Japão diz que será Honda Kiku, mas quando América o chama por esse nome, ele fica calado, e só depois diz "O que? Ah, você estava falando comigo? Nós vamos precisar nos acostumar com isso, Arthur", e América responde "É Alfred. Arthur é o Inglaterra". Depois, Canadá diz que eles precisarão manter esses nomes pra preservar a aliança como humanos, e quando Inglaterra fala que o nome real deles nunca mudará, Japão fala "Quieto, Alfred!". Muito puto, Inglaterra responde "...Eu sou Arthur...".

Outra cena bem engraçada é quando o monstro entra numa sala onde Canadá está sozinho. Só que como Canadá é "invisível", o monstro não o vê e vai embora. Depois que isso acontece, Canadá fica constrangido, sem saber se ria ou se chorava.

A mais hilária pra mim é quando eles começam a cogitar a possibilidade de dividirem as camas (Camas feitas por Alemanha, detalhe), mas algumas nações estão relutando. Aí o França (tinha que ser!) diz: "Eu adoraria dar uma calorosa 'boas vindas' para Itália... Fisicamente falando, claro". Hhauhauahua! Pobre Itália.

O resto, só vendo ^^

Por fim, planejo fazer uma fic sobre o game também. Claro que se eu resolver escrever mesmo, vou fazer parceria com Hamiko-san (que por sinal já aceitou ^^) HetaOni não pode ser contada em forma de roteiro e adoro o jeito dela de narrar.


E pra finalizar, mais dois traillers do Game






Acompanhem os videos/scripts! Vale a pena! ^^b

Assistindo: HETAONI!
Permalink Comentários (0)

[30/12/2010] Glee - The Hipsters canta "The living years"


Atualizações do Usuário

Usuário: ~LikaYukida
Adicionou um novo jornal
Jornal: Glee - The Hipsters canta "The living years"
Eu tinha que desabafar em algum lugar e "tchans"! Achei a matéria perfeita pro meu primeiro jornal. Quem anda acompanhando a 2ª temporada de Glee teve que aguentar alguns episódios que mais pareciam videoclipes gigantes, mas tudo bem. M..